História HOT - Yugyeom - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Yugyeom
Tags Got7, Quarto, Você, Yugyeom
Visualizações 366
Palavras 1.924
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, uma breve e pacata historinha pra voces hehe kkkkkk. Espero que gostem... Beijos...

Capítulo 1 - Colega de quarto


Fanfic / Fanfiction HOT - Yugyeom - Capítulo 1 - Colega de quarto

Olá, meu nome é Larissa, tenho 20 anos e atualmente estou pensando em me mudar para a Korea. Estava em frente ao meu notebook olhando preços de possíveis hotéis nos quais eu me hospedaria, mas estava tudo tao caro que nao ia caber no meu orçamento. Continuei procurando até que achei um anuncio sobre alquem querer ajuda na divisão de um quarto. Vi o numero e liguei

- Alô? (disse)

- Alô. Quem fala? (a voz masculina do outro lado da linha perguntou)

- Larissa, voce é o dono do quarto que esta procurando uma colega?

- Sou sim, me chame de Yugyeom. Esta interessada?

- Estou sim. Mas nao sou Koreana, tem problema?

- Claro que nao. Percebi que nao era pelo jeito que fala, apesar de falar muito bem (ele sorriu)

- Obrigada. Então, quando eu chegar ai, acertamos os detalhes, tudo bem?

- Tudo sim. Pode ser. Entao até. (desligou o telefone)

Desliguei feliz, havia encontrado um local para morar. Anotei o endereço do local em meu caderno e comecei a arrumar minhas coisas para minha mudança. Assim que ja estava tudo preparado, fui até o banheiro, tirei a roupa suja, tomei um banho frio, quando terminei me enxuguei, vesti roupas limpas e liguei para um taxi. Nao demorou muito para que chegasse. Eu ja estava embaixo com minhas coisas e as coloquei dentro do carro, sendo ajudada pelo taxista indo direto pro aeroporto.

 

QUEBRA DE TEMPO.

 

Quando pousei do aeroporto, estava com uma terrível dor nas costas, nao sabia que demoraria tanto. Assim que eu sai, senti um frio intenso que fazia naquela cidade. Dei um sorriso quando olhei aquele imenso aeroporto "finalmente estou em Seoul" -- sorri. Peguei meu caderno com o endereço do local para onde eu moraria e fui até la. Quando cheguei no ap, pedi pro sindico chamar o dono do devido quarto que estava procurando um colega, mas o sindico disse que ele nao estava, mas me mandou subir, disse que o mesmo ja havia lhe avisado e que nao havia problema. Eu assenti e subir. Assim que entrei no quarto e me encantei, tava tudo lindo e limpo. Tinha duas camas, um balcão que atrás havia uma geladeira e um fogao, um pouco mais pra esquerda tinha um sofá e uma televisão bem a frente, olhei pro lado das camas e notei uma varandinha com uma mesa e duas cadeiras de jardim. Fechei a porta me dirigindo até o guarda roupa, guardando minhas coisas.

Eu estava na cozinha quando vi a porta do quarto abrir, olhei o dono entrando, me arrepiei quando ele se virou me olhando, dando um sorriso.

- Olá, Larissa, certo? (disse ele fechando a porta, vindo em minha direção)

- Sim sim.. Yugyeom? (disse corada)

- Sim.. Gostou do local?

- Sim sim. Bem aconchegante (sorri)

- Que bom. Mais tarde nós acertamos outros detalhes, sim?

Assenti com a cabeça e ele foi até o guarda roupa, pegou uma toalha e se dirigiu até o banheiro. Vi ele sumir e me escondi atrás do balcão.

- Meu Deus... Eu vou dividir o quarto com ele? (sussurrei)

- Ta tudo bem? (disse ele sobre o balcão fazendo eu pegar um susto)

- Ta....tudo.....bem (disse me levantando rapidamente dando de cara com ele de toalha da minha frente)

- Tudo bem, então ( ele sorriu e se virou )

Me virei de costas e coloquei a mao no peito, senti o quanto meu coração estava acelerado, sabia que eu iria morar com um homem, mas nao sabia que esse homem seria tao lindo assim, corei com meus próprios pensamentos. Calma, Larissa, ele só é seu colega de quarto, com certeza deve ter namorada. Sai da cozinha indo em direção a minha cama, me sentei e peguei o jornal que estava ao lado da mesma e comecei a olhar os classificados procurando um emprego. Me foquei tanto naquele jornal que nem notei quando havia escurecido, olhei pro lado e vi Yugyeom sentado na sua cama, olhando o celular. Ele levantou a cabeça, me olhando de volta.

- Quer jantar? (ele me perguntou)

- Quero (minha barriga roncou)

- Vamos pedir uma pizza? Nao to muito afim de cozinhar.

- Nao nao, eu cozinho (digo me levantando quando sinto uma mao em minha cintura)

- Nao, boneca, fica aqui, quietinha, amanhã eu deixo você cozinhar, prometo. (disse ele no meu ouvido, se afastando logo em seguida)

Ele discou o numero e nao demorou muito para baterem na porta, comemos, assim que terminamos, jogamos a caixa fora junto com as bordas que ambos nao comem. Sorri com aquilo. Assim que terminamos de limpar, ele se deitou e pediu para que eu desligasse as luzes e assim fiz. Nao demorei muito para dormir, estava exausta.

 

 

 

 

 

 

 

 

Acordei no outro dia com a luz do sol entrando pela varanda que ficava perto das camas, abri os olhos lentamente e olhei pra cama de Yugyeom e vi que o mesmo ja havia levantado, entao eu me sentei na cama e fiquei olhando o nada quando o vi saindo do banheiro de cueca vermelha. Fiquei o fitando por varios segundos, quando eu notei que ele tinha percebido, virei o rosto, fazendo com que ele desse um sorriso nem sexy de lado.

- Bom dia, boneca (disse se sentando de volta na cama)

- B...om..di...a (disse nervosa)

- Desculpe por isso, tenho esse habito logo cedo, se acostume (me deu uma picadela o que me fez ficar mais vermelha que a cueca dele)

Eu me levantei e corri para o banheiro escovei meus dentes e assim que terminei, fui até o guarda roupa, peguei uma toalha e um vestido preto soltinho junto com uma calcinha e levei ao banheiro. Assim que terminei minha higiene, me vesti logo em seguida, deixando a toalha pendurada no box do banheiro. Sai, peguei minha bolsa e o avisei que iria atrás de emprego, ele apenas assentiu e eu sai rapidamente.

 

 

 

15 HORAS DEPOIS

Voltei pra casa um pouco tarde, havia conseguido o emprego, mas ja havia começado a trabalhar logo depois de contratada. Coloquei minha bolsa em cima da cama e me joguei. Yugyeom tava sentado na varanda, quando me viu chegar, saiu e veio em minha direção.

- Boneca, ta tudo bem? Demorou muito pra voltar, nao acha? (disse preocupado acariciando meus cabelos)

- Ta, tudo bem. Eu consegui o emprego, mas comecei a trabalhar logo (sorri)

- Entendi

Ele tirou a mao do meu cabelo e se levantou, voltando pra varanda. Fui até cozinha e vi que ele havia cozinhado, senti um cheiro incrível vindo das panelas. Quando eu ia pegar um prato, senti as maos dele envolverem minha cintura.

- Fiz o jantar, espero que goste (ele sussurrou ao meu ouvido fazendo com que um arrepio passasse por todo meu corpo)

Eu quis responder, mas fiquei tao paralisada com o toque dele que nao consegui fazer nenhum movimento. Entao ele chegou mais perto e colocou a cabeça por cima do meu ombro.

- Nao vai comer?

- V..ou.. (sorri de nervoso)

Peguei um prato e coloquei. Comi e depois limpei a louça. Nao demorei muito para deitar na cama e adormecer.

 

 

 

 

 

Passaram ja varios meses desde de que estou morando em Seoul. Arranjei um colega de quarto super amoroso e isso ta fazendo com que eu amasse ainda mais morar aqui. Mas eu ja estava começando a sentir coisas com relação a ele. Todo dia acordando pela manhã e o vendo só de cueca, as caricias dele sobre meu rosto, as aparições repentinas na cozinha me pegando por tras com inocencia, isso tava me deixando transtornada. Quando cheguei em casa depois de servir tantas mesas (virei garçonete em uma cafeteria), me sentei no sofá, bem cansada, Yugyeom me viu quando cheguei e se sentou ao meu lado.

- Parece exausta, boneca. (sorriu)

- To pouco (disse com a cabeça encostada no sofá de olhos fechados)

- Vem, deixa eu fazer uma massagem em você

Ele me desencostou e me fez ficar sentada de costas pra ele, colocou de leve ambas as maos nos meus ombros e começou a massagea-los, fechei os olhos sentindo o toque dele e sem querer soltei um gemido.

- Não faça isso (disse ele)

- Nao fazer o que? (disse me virando pra ele)

- Nao gema

- Mas é por causa da massagem

- Mesmo assim.

Nao entendi nada mas me virei, fazendo com que ele continuasse a massagem. Ele voltou a massagear, mas ele estava mais próximo, senti sua respiração na minha nuca, soltei um suspiro, ele se aproximou mais e começou uma trilha de beijos que passava pelo meu ombro direito, pescoço, bochecha, até ele virar meu rosto com cuidado pra ele, beijando minha boca em seguida. Eu cedi, ja queria a um tempo aquele beijo. Ele viu que eu havia correspondido e sorriu entre o beijo, o mesmo que ele encerrou com um selinho.

- Queria tanto fazer outra coisa com você ( ele disse baixinho de olhos fechados)

- Por que nao faz? (perguntei o observando)

- Nao da, nao agora. ( ele se levantou)

Tentei protestar mas ele saiu do quarto logo em seguida. Me deitei na cama, frustrada e acabei adormecendo. De madrugada, naquela mesma noite, ele voltou pro quarto se deitando em cima de mim, fazendo com que eu acordasse.

- Voce quer mesmo? Nao vou conseguir me segurar se eu começar (disse me olhando)

- Sim, eu quero sim.

Ele saiu de cima de mim e se sentou na cama, se encostando. Me levantei e me sentei em cima dele, ele começou a me beijar, colocando suas maos dentro da minha calça de moletom, apertando minha bunda. Soltei um gemido abafado. Me afastei um pouco só pra ele tirar a própria camisa e depois voltei pro beijo. Ele me deitou na cama e tirou minha camisa e minha calça, me deixando apenas de calcinha, ele depois tirou a própria calça, ficando apenas de cueca. Depois ele abocanhou meu pescoço e começou a chupa-lo com força, ao mesmo tempo ia esfregando seu membro ja duro contra a minha intimidade, ja encharcada. Eu gemia por sentir meu clitoris rigido em contato com o membro dele. Ele desceu as caricias até meus seios, ele chupava um e massageava o outro e vice-versa. Depois desceu deixando uma trilha de beijos até chegar na minha calcinha. Sorriu ao ver o quanto ela estava molhada. Ele tirou cuidadosamente e lambeu o labio ao ver o quanto melada ela realmente estava. Colocou a boca contra minha vagina e assoprou, soltei um leve suspiro, ele passou a lingua devagar sobre meu clitoris, o que me fez revirar os olhos o que o fez sorrir. Entao ele começou a brincar com ele, lambia de baixo pra cima, de cima pra baixo, fazia movimentos circulares, o sugava e eu só gemia. Meu tesao tava aumentando cada vez mais que eu supliquei para que ele entrasse logo em mim. Ele tirou a cueca e assim fez. Começou a me foder rápido e com bastante força, me beijando ao mesmo tempo. Entao ele se afastou um pouco e começou a se mexer dentro de mim, devagar, me olhando atentamente, eu gemia a cada estocada dele. O lugar ja estava bem quente. Ele começou a se movimentar mais rápido fazendo com que eu gozasse em cima do penis dele, nao demorou muito para ele chegar ao apice tambem.

Ele se deitou ao meu lado e me abraçou.

- Agora você é MINHA colega de quarto.

- Sou sim. SUA colega de quarto.


Notas Finais


Fim. Nao curti, mas espero que vocês gostem... Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...