História Hot Hot Hot Hot - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias João Guilherme Ávila
Tags Joelly, Jolari, Joressa, Jotriz, Jovanna
Visualizações 68
Palavras 978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora, espero que gostem.

Capítulo 16 - 16. Discussão e perda




—Esse é seu filho? – o cara perguntou. Pareceu nervoso.



—Olha, Danilo, este é sim meu filho, João Guilherme. E João, este é Danilo. – ela disse com uma expressão de tédio.



—Mãe, quem é esse cara? E por que você está com ele? Já esqueceu meu pai? Não faz nem um ano desde que ele foi embora. – disse calmo, mas eu estava visivelmente com raiva. 



—João, você tem que entender que eu e seu pai não estamos mas juntos! Eu posso ficar com quem eu quiser. – ela disse enquanto revirava os olhos.



—Não quero, não quero que você encontre outra pessoa! Eu já tenho um pai. – eu estava prestes a explodir.



—João, chega desse espetáculo, eu fico com quem eu quero, na hora que eu quiser e eu não preciso pedir nada a você! Sou autoridade aqui. Você só é um adolescente. Eu não tenho que fazer o que você pede ou exige e sim o contrário. E se eu ficar com o Danilo, o problema é meu. Entendeu? – ela já estava chateada.



—Na minha opinião, você só tem perdido sua Moral Dona Naíra Ávila. Não cuida do seu filho, pra sair com muitos caras. Existe bordel masculino?! – disse a ela irônicamente.



—Escuta aqui garoto, você não pode falar assim com sua mãe! Você não tem... – o cara falou mas eu o cortei.



—QUEM É VOCÊ PARA SE DIRIGIR A MIM E AINDA QUERER ME DAR LIÇÃO DE COMO EU TRATO OU NÃO A MINHA MÃE?? – gritei irritado.



—CHEGA JOÃO!! Primeiro, eu sou sua mãe e exijo respeito!! Não sou nenhuma das vadias que você trás aqui em casa. – minha mãe disse irritada e bastante alterada. Então lembrei que Giovanna estava alí. Olhei para trás e ela olhava o chão. Logo depois olhou minha mãe.



—Não sabia que a senhora não gostava de mim. Sempre achei que gostasse... E sempre achei... Que o que fazia aqui ou em minha casa com o João, fosse amor... Mas vejo que me enganei profundamente. Desculpem por isso. É melhor eu ir. – as palavras de Giovanna eram ocas. Não dava para saber se ela estava triste, com raiva, chateada, ou algum tipo de sentimento. Mas ela derramou uma lágrima.



—Giovanna, eu... – minha mãe, percebendo o peso de suas palavras, tentou se redimir. Mas Giovanna a cortou.



—Não tem problema. Dizem que as pessoas dizem o que realmente sentem ou pensam, num momento de raiva. A senhora deixou claro o que pensa de mim e das tais garotas que o João deve trazer aqui. Mas tudo bem. Não quero vir aqui e ser alvo de desgosto a senhora. João, eu já vou... Mas... Não me procura mas tá?! – ela disse antes de sair. Pensei em ir atrás dela... Mas conheço Giovanna. Então decidi falar com ela outra hora.



—A SENHORA VIU O QUE FEZ? EU GOSTO DELA! ACHO QUE QUANDO SAI COM SEUS AMIGUINHOS, ESQUECE DO SEU FILHO E DOS SENTIMENTOS DELE!! – Eu estava louco de raiva.



—Ah João, eu polpei ela de descobrir tudo depois. Se me lembro bem, quando saí ontem, você estava com a Mharessa e antes disso, com quem mais?? E depois desta, quem será? – ela disse em tom irônico.



—Olha, vocês são mãe e filho, vocês... – o cortei.



—MAS O QUE VOCÊ AINDA FAZ AQUI? VAI EMBORA SEU...



—Olha seu tom João... – minha mãe disse após me cortar. 



—Olha, tudo bem Naíra, acho que foi uma péssima idéia ter vindo aqui. É melhor eu ir e outra hora nós conversamos. 



—Não Danilo. Fica! A casa é minha e eu quero que você fique! – ela disse olhando pra ele. Então eu disse...



—Oh Naíra, eu não sei se você se lembra, mas esta casa é do meu pai. Ele saiu de casa, não se divorciou. Não haja como a dona do pedaço. – falei e olhei pro tal Danilo, ele pareceu não gostar de saber disso.



—João, cala essa boca e sobe pro seu quarto! Você não tem direito sob mim. Mas eu tenho sob você. Então você sobe e só sai quando eu falar, ok? – ela estava com a voz calma, mas estava sem paciência.



—Olha, eu não sei o por quê do meu pai ter ido embora e deixado a casa dele com você. Mas tenho certeza de que ele te pegou com alguém, não foi? – falei debochado. Estava com raiva. Muita raiva. Não queria ver minha mãe com outro homem. Ainda mas, que eu não conheça. Gostaria de saber qual a necessidade de homens pra ela! E eu sei o por que dele ter saído. Ele me disse. Não tinha sido esse o motivo. Mas eu estava com raiva. A idéia de ver minha mãe com outro homem, não era boa. Primeiro porque eu não queria outro pai, segundo porque minha mãe não me dá atenção desde o momento em que ele foi embora. Nós tínhamos pouco tempo juntos. Não suportaria dividir ela com outra pessoa. Mas ía além disso... Às vezes acho que ela faz isso para chamar a atenção do meu pai. E ignora minha presença por eu parecer com ele.



—João, cala a boca e sobe? – ela já havia começado a chorar, então peguei meu celular, dei um sorriso debochado e saí de casa. Havia uma mensagem. Era da Gracielly. 



“João, sei o quanto deve ser chato receber essa notícia por mensagem. Mas eu simplesmente não consigo chegar até você e dizer. Olha, eu gosto muito de você, mas não posso continuar o que nós temos. Agradeço a você por cada momento. Foi muito especial. Mas eu conheci uma pessoa. Espero que ainda possamos ser amigos. Até algum dia. ”



  Eu fiquei triste. Gostava muito dela também. Por outro lado, seria um jeito mas fácil de eu me decidir com quem eu queria ficar. Não gosto apenas de transar, mas gosto dela de verdade. De todas elas... Acabei por mandar uma mensagem a Mharessa, mas ela devia estar irritada por ontem e não me respondeu. Então acabei por ir até a casa de Larissa.. 



...


Notas Finais


Bom pessoas... Eu não ando muito inspirada, mas foi isso hoje. Talvez o próximo seja o hot Jolari...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...