História Hot || Imagine - Kim Taehyung - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags Bangtanboys, Bts, Imagine Kim Taehyung, Imagine V, Kim Taehyung
Visualizações 1.551
Palavras 1.199
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Cap 1•


Fanfic / Fanfiction Hot || Imagine - Kim Taehyung - Capítulo 1 - Cap 1•

Eu vi TaeHyung olhando o celular de boca semi-aberta e tampando os lados, ele possuia fones de ouvido também. 

Me aproximei curiosa mas já desconfiando do que ele via e como a tela estava meio escura, ele viu meu reflexo e olhou pra mim bloqueando a tela:

V: Não pode ver minhas coisas!

(S/n): Então por que fica me provocando assim sabendo que sou curiosa? - Pergunto cruzando os braços e vejo que os olhos dele estão fixados em meus seios 

- Pare com isso! - Digo envergonhada

V: Sabe... Eu provoco sua curiosidade e você provoca meus hormônios, essa sua blusa é fina e podemos considerar que a manga não existe ai... Seus seios são perfeitos quando você usa essa blusa porque eles parecem pular pra fora.

(S/n): Já disse pra você parar de desejar meus seios TaeHyung!

V: Tenho culpa se eu quero chupa-los, morde-los, massagea-los? - Ele diz e se ajoelha no sofá pra olhar melhor pra mim que ainda estava tímida e constrangida. Ele me puxa pra ele segurando minha cintura e estamos apenas separados por um sofá - Você sabe muito bem que é perigoso me provocar.

(S/n): Você sabe que... Eu... Err, eu preciso estudar Tae! - Tento me soltar mas ele me segura me impedindo e então olho o rosto dele que morde o lábio

V: Eu viveria melhor sabendo que tirei sua virgindade.

(S/n): Sabe que meus avós querem que isso aconteça depois do casamento Tae!

V: Que adianta ficar virgem até lá? Ambos sabemos que nos casaremos no futuro 

- Ele diz beijando meu pescoço e o pé da minha orelha.

É verdade que estamos namorando a pouco tempo e é verdade que quero me casar com ele.

 Ele coloca as duas mãos por dentro da minha blusa a erguendo e deixando expostos meus seios que estavam sendo tampados pelo sutiã beje, Tae afasta sua boca do meu pescoço para analisar meus seios e eu acabo olhando para baixo onde ele estava demonstrando excitação, com as mãos ele me pegou no colo me fazendo pular o sofá e logo me fez sentar no mesmo e ficou por cima de mim me beijado necessitado e sinto um arrepio quando ele coloca uma das mãos no meu seio esquerdo, a mão era grande e forte, perfeita para massagear. 

O impuro de mim depois do beijo e coloco as mãos sobre os meus seios e ele bufa irritado.

V: O que foi agora?

(S/n): J-Já está b-bom 

- Dizia com dificuldade

V: Eu já disse que quero seus seios, quero seu corpo, quero sua boca, quero você gemendo pra mim diversas vezes! Eu já disse tudo isso e não adianta? Não vê o quão necessitado estou por querer te possuir S/n?!

 - Continuei quieta e ele então se senta ao meu lado irritado e desapontado, eu era virgem e ele se orgulhava disso, mas eu era tímida demais pra me entregar assim em tão pouco tempo 

- Acha que vou me segurar até quando? Eu continuo sendo um homem louco!

(S/n): E eu virgem!

V: Até quando porra? Eu estou tentando tomar sua virgindade pra mim a séculos!

(S/n): Exatamente 4 meses

V: O dia que eu tentei te possuir bêbado não conta! 

- Ele diz e eu olho meu seio que ficou com a marca da mão dele, aperto o local voltando a me lembrar da ação 

- Eu não sou um monstro S/n 

- Ele volta a falar, mas de modo calmo e baixo 

- Eu apenas não aguento mais olhar pra minha mulher e não poder possui-la pra mim, eu quero você e ter essa alegria de pensar que fui o único homem que te ouviu gemer

(S/n): São mais que gemidos Tae...

V: Sente medo de que doa? Sente medo que os vizinhos escutem? Se essa conversa demorar mais um pouco pode ter certeza que a polícia vai vir aqui em casa reclamar do barulho porque eu não vou querer parar enquanto não te ouvir implorar por mais! 

- Ele passa a língua sobre a boca e então se vira pra mim - Me deixa então apenas tocar seus seios, me deixe satisfazer sobre seus seios. 

- Ele pergunta e em poucos segundos ele tira a mão da frente dos meus seios e volta a ficar na minha frente colocando minhas pernas uma de cada lado do seu corpo, ele massageou e beijou meus seios por algum tempo e então senti um impulso do meu sutiã, ele foi aberto e quando tentei segura-lo o mesmo Tae me impediu me beijando e segurando minhas mãos 

- Eu disse que quero chupar seus seios S/n, não se faça de inocente que eu sei muito bem que você tem uma pasta cheia de imagines hot no seu celular!

Ele diz e eu mordo a língua enquanto ele retirava meu sutiã e do nada ele para tudo e fica encarando meus seios

(S/n): Se for pra me possuir, FAÇA DE UMA VEZ! 

- Digo já irritada por ter ficado tantas vezes envergonhada entre 20 e poucos minutos.

Ele me olha de forma maliciosa e já com a voz grossa de sempre ele elogia a visão que teve e completa dizendo:

V: Eu vou te envergonhar muito ainda porque eu quero olhar cada detalhe do seu corpo. 

- Ele diz e então coloca a boca sobre um dos meus seios e o outro ele massageava, mordo forte os lábios evitando os gemidos próximos, mas quando ele mudou de seio eu não consegui me segurar e por reflexo gemi e ele sorriu ainda chupando meu seio 

- Se prepara porque você vai fazer esse som pra mim durante muito tempo.

 Tae se distanciou dos meus seios após chupa-los e aperta-los bastante, ele me deitou no sofá e prendeu meus braços apenas com uma das mãos e a outra ele usava pra tirar o cinto de sua calça, ele xingou bem alto quando abri minhas pernas pra ele se sentir mais confortável entre elas.

 Ele tira a blusa e então volta a me beijar loucamente dando tapas na minha coxa que estava frenética de tão ansiosa e nervosa:

(S/n): Tae! - Chamo por seu nome quando ele se apresou a tirar meu shorts me deixando apenas de calcinha e ele com a calça desabotoada 

- Devagar...

V: Eu não vou fazer isso quando finalmente te ter gemendo. 

- Ele diz com tesão me fazendo arrepiar e então se dirigi até minha intimidade onde fez movimentos circulares com os medos e me fez chupa-los bem logo em seguida.

 Ele começou a querer me masturbar então eu estava fechando minhas pernas, mas quando senti os dois dedos dele na minha parte intimida, não me segurei mesmo e abri as pernas, ele começou a me masturbar de modo que eu jamais pensei que iria acontecer, era uma masturbação feita por ele, mas era tão diferente e eu acho que isso era possível porque era outra pessoa fazendo o trabalho.

 Quando finalmente comecei a gemer ele foi até minha entrada onde ameaçou penetrar com os dedos e ao ver que eu estava insegura, voltou apenas a me masturbar.

 Gemi alto quando ele achou meu ponto sensível e começou a brinca com ele dividindo a boca em meio termo


Notas Finais


~Continua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...