História Hotel Miami - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~YangMinHee

Postado
Categorias Boyfriend
Personagens Donghyun, Jeongmin, Minwoo, Youngmin
Tags Boyfriend, Drama, Revelaçoes, Romance, Yaoi
Exibições 20
Palavras 1.349
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esperamos que gostem...

OBS: Está fic contém conteúdo Homossexual e cenas de sexo. Se não gosta ou é menor de 18 não leia. Gostaria de lembrar que está é uma fic Yaoi, mas isso não significa que os cantores da banda sejam Homossexuais, muito pelo contrario.

Capítulo 6 - Irritante


@MinWoo

-Espera.

Eu falei saindo do chuveiro secando o meu corpo e enrolando a parte inferior na toalha. Abri a porta e falei:

-Você pode entregar isso na receção para mim?

Eu lhe dei um envelope e ele concordou rapidamente. O mesmo estava me observando e eu fiquei corado com aquilo.

 

@Donghyun

Ele é irritante mas eu não posso mentir que ele é um pedaço de mau caminho. Todos gostam dos rapazes maus. Ri com o meu pensamento.

O corpo dele era um tanto definido mas não em demasia apenas o suficiente para nos querer fazer passar a mão por aquele chocolate

Aish. Ele é idiota

-Entrego

Sai dali e fui até a receção

-Pediram para entregar aqui. O do 3344

 

@YoungMin

Aquele beijo me deixou sem ar e eu falei envergonhado quando ele se afastou e falou aquilo:

-O que isso significa?

Eu temia a resposta, mas queria ouvir essas palavras dos seus lábios.

 

@Jeongmin

-Queres que eu desenhe? – sorri – não atingiste ainda?

Ele parecia ansioso. Eu não me conseguia mexer e sempre brinco com coisas idiotas.

-Que eu gosto de ti Youngmin

Foi como se um peso tivesse saído de mim. Eu tinha finalmente dito aquilo.

-Desculpa se te beijei mas eu precisava de o fazer

Sentei na beira da cama de costas para ele e respirei fundo

-Eu há muito que queria ter dito mas o pensamento do que vais achar de mim. O que podes fazer. Se quiseres que eu te trate igual a qualquer outro eu percebo – baixei a cabeça

 

@MinWoo

Sai para a reunião as pressas. Queria acabar logo com aquele pesadelo. Precisava ver com calma com o advogado como funcionaria o julgamento daquele homem que por mim estaria morto.

Passei três horas estressantes e quando voltei pedi na receção:

-Pede para o DongHyun vir ao meu quarto com um chá, por favor.

 

@Donghyun

Quando me disseram que era para ir levar chá ao 3344 e que ele pediu por favor eu quase que ri. Será que ele está a mudar?

Será que as minhas palavras fazem efeito?

Melhor assim

Subi com o chá e bati. Ele abriu e parecia exausto.

-Chá de camomila.

 

@YoungMin

Eu em um impulso o abracei e falei escondendo meu rosto em seu ombro:

-Eu me sinto igual. Eu também gosto de você hyung.

Ele me abraçou mais forte e selou nossos lábios novamente. Sem ar nós nos afastamos e eu falei:

-Não quero ser favorecido por isso, mas gostaria de ter um relacionamento com você fora do trabalho. Podemos?

 

@MinWoo

-Obrigado. Entre.

Eu falei e tremendo de nervoso peguei o chá com as mãos. Tomei um pouco e falei:

-Eu estava mesmo precisando disso. Você nem imagina o quanto. Obrigado.

 

@Jeongmin

Eu vou tentar manter trabalho e vida amorosa separados mas ele não precisa de saber que eu vou só tentar

-Não te vou favorecer

Abracei-o novamente. Era tão bom ser um sentimento mútuo. Voltei a beijá-lo. Até porque eu sempre tive vontade de fazer aquilo mesmo quando ele despejou café na minha camisa nova feita a mão

 

@YoungMin

Seus beijos estavam-me deixando sem ar, mas só com aquele pequeno contato meu coração ficou completamente acelerado.

-Jeongmin, eu vou pagar a sua camisa.

Eu comentei e perguntei:

-Fora do trabalho como eu posso te chamar?

 

@Donghyun

O Minwoo não parecia nada bem

-O que o deixou assim nervoso? Quer falar sobre isso?

Eu ia ouvi-lo se ele quisesse

-Esqueça! É melhor eu não me meter nessas coisas! Espero que o chá esteja bom

Eu não o ia deixar muito tempo sozinho mas agora não o ia chatear

-Mais logo eu passo cá

 

@Jeongmin

-Eu não vou aceitar dinheiro nenhum!

Se eu quisesse que ele pagasse a camisa eu já tinha dito. Acho bem que ele pare

-Não fales mais da camisa por favor

Sorri de forma terna depois

-Do que quiseres. Podes chamar me do que quiseres. Desde que não seja nada estranho

 

@MinWoo

Ele saiu e eu fiquei algo triste. Seria bom ter contato ao mesmo sobre meus problemas. Ao menos ele seria alguém para me ouvir. Alguém para me dar um pouco de atenção.

Não o culpei. Afinal ele não tinha a obrigação de me apoiar.

 

@Donghyun

Arrependi-me rapidamente de ter saído. Secalhar ele até precisaria de alguém para desabafar e eu vim-me embora. Agora também não podia voltar lá assim sem mais nem menos.

Ia até ao quarto do Youngmin mas ouvi vozes então segui para a cozinha. Eu já estava a precisar de um lanche verdade seja dita. Eu sempre me esqueço de comer. Ainda fico doente

 

@YoungMin

-Você é muito teimoso.

Eu falei pensando em um apelido e falei:

-Vou te chamar de amor.

Eu comentei envergonhado e perguntei:

-Como você vai me chamar?

 

@Jeongmin

-Pois sou..

Fiquei a olhar para ele. Eu ainda não tinha pensado numa alcunha ou num nome carinhoso Eu já devia ter pensado ....merda!

-Bae - disse como primeira coisa que me veio à cabeça -vou te chamar de Bae

 

@MinWoo

Acabei começando a chorar no quarto. As lembranças daquela noite vieram em minha mente e eu assustado só consegui abraçar os meus próprios joelhos na cama em meio às lágrimas.

Aquele homem havia acabado com a minha vida. Sei que sou rico, mas estou longe de ser feliz. Acho que nunca vou conquistar essa felicidade novamente.

 

@YoungMin

-Bae? Porque Bae?

Eu perguntei curioso e falei dando muita risada:

-Sabe você pode ser teimoso, mas se tem uma coisa que eu sou é curioso. Ahhh aliás duas. Eu também sou muito atrapalhado.

 

@Donghyun

Eu não sei o que se passa para eu estar sempre a pensar no do 3344, devo estar a ficar doido mas não consigo controlar. Também ele está sempre enfiado no quarto

Subi novamente sem ter o que fazer, o que era irritante, e bati na porta dele não ouvindo resposta então apenas entrei

Vi-o deitado em cima da cama e aproximei-me. Só depois vi as lágrimas dele

-Eu já não disse que é preciso pedir um abraço. Enquanto não tem ninguém aqui eu posso dar-lhos

 

@Jeongmin

-Porque Bae é um termo carinhoso para te chamar amor também - sorri

O riso dele era inebriante

-Eu sei. Curioso e atrapalhado. Eu conheço-te

Sorri arrancando outra gargalhada

-Gosto do teu sorriso

 

@MinWoo

-Eu ia pedir, mas você saiu tão apresado que eu...

Parei de falar porque as lágrimas tomaram o controle de mim novamente. Eu o olhei e pedi:

-Será que você pode me abraçar? Só um pouquinho.

 

@YoungMin

-Yahhh não diga essas coisas. Eu fico sem graça.

Eu falei e ele sorriu para mim. Percebendo como o tempo havia passado eu falei:

-Você já acabou o trabalho por hoje?

Eu não queria que ele fosse embora, mas ao mesmo tempo não queria prejudicá-lo.

 

@Donghyun

Eu devia ignorá-lo já que ele me fez de escravo dele durante imenso tempo mas eu não suporto ver as pessoas mal. Eu sou muito emotivo e sensível!

-Claro

Estiquei os meus braços e ele abraçou-me. Apenas o apertei depois também e passei a minha mão nas costas dele

-Vai ficar tudo bem. Não se preocupe

 

@MinWoo

-Hoje eu me encontrei com o meu advogado. Em uma semana vai ser o julgamento daquele homem.

Eu comentei e falei:

-Você não entende como me sinto. Ninguém entende. Aquele homem destruiu minha vida e ele pode acabar livre.

 

@Jeongmin

Eu queria descobrir todas as facetas do Youngmin e não me importava com os defeitos

-Ainda tenho coisas para fazer

Parece que o desiludi

-Mas se quiseres eu posso ficar mais um bocadinho contigo

Sim, eu não me importava nada Eu por mim ficava ali a noite toda também

 

@Donghyun

Sinceramente eu não entendi nada do que ele disse. Que homem? Que julgamento? Como ele se sente? Ele está preso? Eu não podia estar mais confuso mas talvez se o fizesse falar ele ainda ficaria mais nervoso por isso apenas o olhei

-A justiça é eficaz quando deve ser...

Eu não sabia nada daquele homem irritante e por uma vez na vida eu quis saber dos problemas dele para o ajudar. Estarei louco?


Notas Finais


Logo tem mais s2s2s2s2
Esperamos que tenham gostado^^
Desculpem a demora para atualizar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...