História House Of Cards - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jung Kook, Kookmin, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Rapjin, Seokjin, Seoknam, Suga, Sugamon, Taehope, Taehyung, Taekook, Vhope, Vkook, Yaoi, Yoongi
Exibições 152
Palavras 1.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Suspense, Violência
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee pessoal

Primeiro: desculpa pela demora

Segundo: esse capitulo não ficou do jeito que eu gostaria, eu ia escrever muito mais, mas eu n consigui, deu um leve bloqueio
Desculpe se tiver algum erro, n revisei direito
Mas, como sempre, eu espero que vcs gostem
Boa leitura e obrigado

Capítulo 9 - Collisions


Fanfic / Fanfiction House Of Cards - Capítulo 9 - Collisions

Taehyung segurou o rosto do menino com as duas mãos, fazendo menção de beija-lo. O menino resistiu a todo custo virando o rosto para evitar TaeHyung.

Decidi fazer alguma coisa à respeito. Afinal, não poderia simplesmente ignorar aquela cena.

– Sua nova diversão agora é abusar de seus colegas, Taehyung? — Disse, saindo do meu esconderijo.

Taehyung parou o que estava fazendo e olhou pra mim, ainda segurando o menino.

– Vá ler o seu livrinho, Namjoon. — Respondeu ele, me jogando um olhar feroz.
Nunca tinha visto ele tão irritado assim antes.
Nós dois somos inimigos naturais. Ele nunca fez nada pra mim, nem eu pra ele, mas nos odiamos.

Jung Kook me olhava em confusão, mas ao mesmo tempo, seus olhos pediam socorro.

– O diretor não vai gostar nada de saber o que você anda fazendo. — Provoquei.

Taehyung me lançou mais um olhar de ódio.

– Se livre dele, Sejun. — Disse ele, voltando a atenção para o menino que segurava.

Sejun veio pra cima de mim e segurou a gola de minha camisa.
Vi por cima do ombro que Taehyung voltou a tentar beijar Jung Kook, e este se debatia.

– De qualquer forma, não iria adiantar de nada contar para o diretor. Sua mãe adestrou ele direitinho, não é? — Disse, esperando fazer algum efeito,  fazer Taehyung soltar o menino.
Não era segredo para ninguém que a mãe de Taehyung tem um caso com o diretor da escola, e é por isso que Taehyung nunca recebe punição por suas "brincadeiras".

Taehyung parou o que estava fazendo, mas não soltou o menino nem olhou pra mim.
Tudo que senti foi uma grande dor no nariz. SeJun havia me dado um soco.

Nesse momento, a porta da biblioteca se abriu e Seokjin entrou, esbaforido.

Quando percebeu o que estava acontecendo, correu até TaeHyung e Jung Kook, e empurrou o ruivo.
Tomou seu amigo choroso nos braços.

– O que você estava fazendo com o Jung Kook? — Gritou.

Taehyung não respondeu, apenas ficou ali olhando pro chão.

Quando Seokjin me viu, arregalou os olhos.

– Namjoon-ssi? — Disse ele, perplexo.

Não era para menos o espanto. Eu não devia estar nada bonito com sangue saindo do nariz e manchando minha roupa e o chão.

– Vamos embora, Taehyung. — Disse Sejun, me soltando e logo arrastou Taehyung para fora da biblioteca.

Coloquei a mão no nariz para tentar parar o derramamento que manchava cada vez mais minha roupa. Mas não adiantou muito.

Olha só no que eu fui me meter. É por isso que eu não gosto de ajudar os outros. Só fico com mais problemas.

Seokjin sentou Jung Kook em uma das cadeiras da biblioteca e veio até mim.

Segurou na minha mão e me colocou sentado do lado de Jung Kook.

– Incline a cabeça para cima. — Disse ele tirando um lenço de seu bolso. — Vai ajudar a parar o sangramento.

Enquanto minha cabeça estava inclinada, Seokjin limpava com o lenço meu rosto sujo de sangue.

Sem consentimento, meu coração começou a bater mais rápido.
Depois que limpou meu rosto, limpou minha mão, e em vão, tentou limpar minha roupa.

– Essa mancha não vai sair tão fácil. — Disse ele.

Jung Kook ao meu lado já havia se acalmado um pouco.

– Então, o que aconteceu? — Seokjin perguntou gentilmente para Jung Kook.

– Taehyung estava tentando me beijar à força. Namjoon tentou me ajudar e levou um soco. — Disse ele.

Estava com um pouco de raiva de mim mesmo por me meter naquela confusão.

– Obrigado, Namjoon-ssi. — Disse Seokjin, colocando a mão gentilmente no meu ombro.
Esqueci imediatamente a raiva quando Seokjin me lançou aquele sorriso único.

– Sim, obrigado. — Disse Jung Kook.

– Você está bem, Kookie? Ele não te machucou? — Seokjin perguntou para Jung Kook.
Ele negou com a cabeça.
Seokjin abraçou Jung Kook e beijou o topo de sua cabeça.

– Taehyung tem que pagar por tudo o que está fazendo. — Disse Seokjin, com uma expressão severa no rosto.

– Concordo. — Disse, ainda com a cabeça inclinada para cima.

– Vamos para o banheiro pra você limpar esse nariz. — Disse Seokjin pegando meu pulso e me puxando para fora da biblioteca. JungKook nos seguindo.

Os alunos começaram a nos olhar, reparando na minha blusa cheia de sangue.

Quando chegamos no banheiro, eu me apressei em lavar o rosto. Meu nariz não estava saindo tanto sangue como antes.

– Me dê a sua blusa manchada. Vou levá-la pra casa e tirar essa mancha. — Seokjin disse para mim.

Não tive nem tempo de recusar. Ele simplesmente veio e tirou de mim o casaco do uniforme que estava manchado com o sangue.

– Amanhã eu te entrego. — Disse ele. — Obrigado mais uma vez. Tchau, nos vemos amanhã. — Ele e Jung Kook se curvaram e saíram do banheiro.

Eu continuava me colidindo com Seokjin. Era como se fossemos dois imãs, sempre nos atraindo para perto um do outro, mesmo sem realmente querer isso.
É possível evitar isso? Eu quero evitar isso?

Eu não tenho me concentrado o suficiente nos meus estudos por que estava pensando em Seokjin; já era pra mim ter terminado de ler meu livro, e eu me lembrei agora que eu não tinha feito o dever de casa que seria para entregar amanhã, esquecido justamente por que estava ajudando Seokjin em Inglês.

Se continuar assim, por causa de Seokjin, vou começar a tirar notas baixas nas provas, não vou me formar, não vou conseguir entrar para uma faculdade boa, não vou conseguir um emprego...

Sacudi a cabeça para dispensar tais pensamentos.
Muitos podem achar que eu estou exagerando, mas eu não acho.
Não posso me deixar distrair por causa de assuntos triviais.

Esperei meu nariz parar de sangrar para sair do banheiro e ir embora.

•♣♠♥♦•

*seokjin on*

Assim que cheguei em meu quarto, me joguei na cama, exausto.
O ano escolar nunca fora tão agitado assim.
Muita confusão acontecendo em tão pouco tempo.

Taehyung não poderá simplesmente sair impude dessa vez, tenho que fazer alguma coisa a respeito. Além de tentar beijar à força Jung Kook, o Sejun machucou o Namjoon.
Minha mente saiu de Taehyung e foi direto para Namjoon.
Pensei da primeira vez que havíamos nos esbarrado.
Foi à alguns anos atrás. Demorou muito pra mim conseguir lembrar.
Alguém o havia empurrado e ele derrubou todos os seus livros no chão. Eu o ajudei, recolhi seus livros e seus óculos. Ri sozinho em lembrar que atualmente havia acontecido quase a mesma coisa.

Suponho que ele não é do jeito que o Hoseok falou. Ele ajudou Jung Kook e me ajudou várias vezes também.
Ele não é um gelo-seco como as pessoas dizem.
Ele deve se sentir muito sozinho sem amigos.
As pessoas sempre o julgam sem conhecer.
Talvez eu devesse tentar ser seu amigo.

O toque de notificação do meu celular me tirou de meus pensamentos.
Sem levantar da cama, o peguei na escrivaninha.
Era uma mensagem de Hoseok no nosso grupo de conversa:

"Eu não acredito.

Se eu soubesse que isso iria acontecer eu não teria ido embora mais cedo.

Taehyung me paga."

Então o Jung Kook já havia contado tudo pra ele.
Suspirei, mais cansado do que antes.
Tenho agora que pensar em um jeito de impedir Hoseok à dar uma surra em Taehyung amanhã. Mais uma briga daquelas e ele seria expulso ou levaria um castigo maior.











Notas Finais


Obrigado pra quem leu e pra quem deixar um comentario (•ө•)♡
Meu twitter: @namjinevermind
Ah, em breve (ou talvez nao tao breve assim) vcs vão saber pq o nam é obcecado tanto pelos estudos e tal (^_−)☆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...