História House Of Cards - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Hoseok, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Taehyung, Taekook, Vhope, Yoongi, Yoonseok
Exibições 173
Palavras 1.832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Depois de quase dois meses eu voltei, oi rsrs.

Capítulo 14 - The Sins


— Então… Vamos? - o arroxeado disse animado.

— Onde? - questionou confuso.

— Comemorar...
 

O carro corria depressa tornando as luzes apenas pequenos borrões, as pessoas pequenas manchas, e o vento afiado como uma lâmina. Os garotos cantavam músicas altas e sorriam como nunca haviam sorrido antes, seriam suspeitos de dizer que não estavam em sua melhor sobriedade naquele momento, já que muitas garrafas vazias de álcool destilado se encontravam ao solo bagunçado do carro.

O mais velho apenas ria, dirigia com a maior cautela ainda sim sentindo-se um tanto inseguro, porém não deixando aquilo afetar seu bom senso no transito. O líder pela primeira vez deixava seu jeito brincalhão e bobo prevalecer, rindo alto com seus melhores amigos. O agressivo e estressado Hoseok, nunca havia ficado tão gentil e amoroso como naquele instante em que deixou seu coração se abrir e cantarolar para todos que "os amava mais do que o Yoongi amava seus equipamentos de nerd", obviamente um efeito causado pelo álcool, que fez todos rirem ainda mais.

O loiro, sendo nada bobo, aproveitou para filmar o momento besta de seu ficante, sorrindo excitado com tudo aquilo. Finalmente um momento em que ele deixara seu sorriso gengival tão à mostra. Já o arroxeado usou aquele momento para beber enquanto se apoiava no colo de seu líder, que era como um irmão mais velho para si, brincando com os botões de sua camiseta.

E Park Jimin, ocupado demais entupindo sua garganta com álcool, demorou para perceber o olhar que tinha sobre si. Os olhinhos escuros de Jeon Jungkook o fitavam de uma maneira estranha, o fazendo arquear as sobrancelhas.

— Posso ajudar? - perguntou lentamente inclinando a cabeça, fazendo o moreno mais novo chacoalhar a dele voltando a sua lucidez.

— Ah... Foi mal, eu só estava... Uh... - o garoto engoliu seco e voltou a prestar atenção no borrões que via pela janela - onde estamos indo?

— Em um lugar especial - ouviu a voz do arroxeado preencher seus ouvidos e o olhou confuso, o mesmo sorriu e voltou a abrir sua boca - relaxa, você vai gostar.

"Você vai gostar" eu sempre irei gostar, o problema é se eu irei sobreviver dessa vez.

Mais alguns minutos se passaram naquele carro, com a música alta, as risadas mais altas ainda. E então finalmente os olhos sonolentos de Jungkook se abriram ao sentir que o automóvel havia parado. Levantou seu corpo depressa e pode ver os garotos saindo dali, os seguiu confuso e ansioso, podendo ver apenas um enorme galpão escuro à sua frente. Olhou para o lado e os meninos estavam sorrindo fraco para si, o deixando ainda mais perdido e sem rumo.

— Alguém pode me explicar? - finalmente questionou.

— É mais fácil você ver - disse o lutador, indo à frente com ajuda de seu hacker particular, abrindo a enorme porta escura em frente à todos.
 

Jungkook imediatamente ficou boquiaberto ao ver que um simples cenário rural e escuro se tornou uma enorme festa, com muitas pessoas, luzes e música alta que adentrou seus ouvidos tão rápido quanto um raio.
O galpão que antes era deserto e silencioso, se tornou uma área completamente enlouquecida. Sentiu seu braço ser puxado pelo arroxeado e obrigou suas pernas a se moverem junto a todos os garotos que correram para dentro do local. Ouviu o barulho da enorme porta se fechando atrás de si e foi como um baita soco em suas costas, o transformando em alguém completamente elétrico ali.
 

— E ai? Gostou? - perguntou o líder com a voz mais alterada devido ao barulho.

Jungkook não sabia o que pensar, deixou um sorriso incrédulo se formar em seus lábios e olhou em volta, totalmente encantado com a quantidade de pessoas e cores de luzes que podia ver ali. Levou sua mão ao seus cabelos, girando seu corpo lentamente observando cada detalhe do local. As pessoas dançando, a música alta, os corpos pintados, as luzes piscando, era tudo muito bonito. E tudo aquilo no meio do nada, longe da cidade. Viu os jovens se dispersarem pelo local ficando sozinho no meio da pista, onde podia ver homens e mulheres dançando e esfregando seus corpos uns aos outros. Acabou sorrindo e entrando naquela multidão apenas deixando com que a música dominasse o seu corpo tímido.

...

— Melhor de três? - questionou o lutador ao ser vencido pelo ficante loiro.

— Claro, pronto para perder de novo? - provocou enquanto voltava a jogar o pebolim com o maior.
Taehyung assistia aquela cena com uma careta em seu rosto, apertando seu copo com força. Sabia que não podia ficar com o maior, mas vê-lo com outra pessoa o deixava triste. Realmente triste.

Sentiu um corpo parar ao seu lado e logo notou que era seu líder. Ele estava aos beijos com Seokjin, o que fez o arroxeado revirar seus olhos. Decidiu ir até o casal, mesmo que doesse em seu coração. Parou ao lado de ambos que jogavam e se segurou para não deixar claro seu desgosto.

— Vocês viram o Kookie? - perguntou um tanto preocupado com o menor que não via desde o momento que chegaram.

— Não, mas eu não vejo mais nada, então não adianta - disse o moreno de forma arrastada logo rindo bobo.

Taehyung apenas revirou os olhos e acabou rindo do estado em que o mais velho estava.

— Yoongi-ah! Vamos comemorar minha primeira vitória, uh? - disse enquanto agarrava a cintura do ficante.

— Quer comemorar com a gente, TaeTae? - ouviu a voz do loiro soar o fazendo desviar o olhar para os dois, que o fitavam com sorrisos maliciosos.

— Vocês tão brincando, né? - riu incrédulo enquanto chacoalhava a cabeça.

— Qual é, vai ser divertido TaeTae - provocou o moreno enquanto puxava o garoto pela manga de sua jaqueta - dúvida que vai ser a noite mais excitante da sua vida?

O arroxeado apenas suspirou mordendo os lábios. O que ele iria perder fazendo aquilo?

---

Park Jimin segurava uma garrafa de bebida em sua mão. Seus pequenos olhos fitavam uma única coisa, e essa coisa havia nome. Jeon Jungkook. O moreno ria e dançava de forma atrapalhada no meio da pista de dança com pessoas desconhecidas, fazendo o Park rir fraco.

No momento em que seus olhos se encontraram naquela multidão, Jungkook parou seus movimentos e o fitou, tentando controlar sua respiração ofegante. Sorriu para ele e começou lentamente a caminhar em sua direção. Park, que não iria negar o comportamento corajoso do menor pela primeira vez, começou a andar em sua direção igualmente.

Talvez fosse a bebida, a Áurea do local, o modo em que seus corpos estavam quentes, ou até mesmo a vontade acumulada. Mas naquele momento os lábios carnudos de Park Jimin tocaram os de Jeon Jungkook. Junto a sua destra que foi parar na nuca do mais alto.

O moreno mais novo pela primeira vez na vida não sentiu vergonha em ter tomado a atitude, já que fora ele que avançou em Park. Não estava ligando para um motivo, apenas sentiu necessidade de tocá-lo daquela forma. Uma enorme necessidade.

Deixou que Park tocasse sua cintura, sentindo seu corpo arrepiar com o toque forte do mais velho. O mais novo nunca faria aquilo se não tivesse realmente se sentindo diferente como naquele momento. As luzes refletiam fortemente, e mesmo com os olhos fechados o moreno podia vê-las. A música ainda soava, mas naquele momento era como se eles pudessem apenas escutar os batimentos cardíacos que soavam dentro de seus peitos.

Assim que minutos se passaram e o fôlego não estava mais presente entre os garotos, permitiram que suas bocas se separassem. Apenas suas testas continuaram coladas, junto a seus olhos que permaneceram vidrados um no outro. Jungkook finalmente sorriu corando com a ação que havia provocado. Enquanto Park o fitava reprimindo a vontade de continuar aquele beijo.

— Me desculpa, Hyung, eu precisava…

— Tudo bem. Eu também precisava.

Jimin deixou um sorriso se formar em seus lábios pela primeira vez na frente do mais novo. Então tocou seu rosto o beijando novamente. O maior poderia fazer aquilo a noite inteira. E Jungkook agora poderia confirmar a fala do arroxeado e dizer que realmente havia gostado daquela noite.

---

[ESPECIAL]

O arroxeado acompanhava o casal segurando na mão de Jung Hoseok. Os rapazes subiam uma escada que dava para um corredor cheio de portas. Taehyung sabia que o casal conhecia muito bem cada porta daquele corredor, até mesmo ele conhecia algumas.

Entraram na última porta, a luz negra do local deixava o cabelo do menor ali brilhante. O que deixou as coisas mais interessante para eles. Assim que fecharam a porta, o moreno já se sentou na ponta da cama abrindo os botões de sua camiseta lentamente.

— Já que eu venci, eu deveria começar recebendo, não acham justo? - disse com um sorriso malicioso já retirando a camiseta por completo - que tal eu ter o privilégio de assistir algo excitante?

Min Yoongi olhou para o arroxeado ao seu lado e sorrio de canto, o mesmo entendeu o recado e se aproximou colando seus lábios. Um beijo molhado e calmo se iniciou entre os dois, mãos bobas nas cinturas passeando também pelas pernas, leves apertos nas coxas e nádegas, mordidas nos lábios, tudo aquilo para o puro prazer.

— Tudo bem, já podem vir aqui, estou ficando com inveja - disse o moreno batendo em seu colo.

Os rapazes andaram até ele, e Hoseok os olhava como uma fera que aguardava por suas presas. Tocou na cintura de ambos os garotos à sua frente, apertando a coxa dos mesmos.

— Quem vai ser o primeiro a brincar? - perguntou enquanto tocava o seu próprio membro por cima da calça, encarando os garotos.

— Eu vou - disse Yoongi ao se abaixar.

O loiro já estava acostumado com aquelas brincadeiras do ficante. Abriu o botão de sua calça e deixou com que sua mão passeasse pelo local ainda coberto pelo tecido preto de sua Calvin. Aos poucos foi descendo tudo o que podia, deixando apenas o membro de Hoseok à vista. O tocou com vontade, iniciando movimentos intensos fazendo o maior gemer alto e rouco. Após alguns segundos Min não hesitou em colocar seus lábios ali, sugando a glande redondinha de Jung Hoseok, que apertou seus fios de cabelo com força.

Ao lado Taehyung assistia aquilo respirando fundo e mordendo seu lábio. Teve o olhar do moreno para si em um momento, o mesmo o chamou com seus orbes e fez com que o arroxeado sentasse ao seu lado.

— Estava esperando por isso - disse e sorriu ao tocar as bochechas quentes do menor.

O toque suave e quente dos lábios de Kim nos de Jung os deixaram com a certeza de que não poderia ter sido um momento melhor para o arroxeado permitir aquele toque novamente.

Gemidos; toques; gotas de suor; pernas finas; tapas; palavras sujas e conversas eróticas. Esse poderia ser o resumo daquela noite em que finalmente Kim, Jung e Min fizeram um pecado extremamente prazeroso em um quarto brilhante no corredor do sexo.


Notas Finais


Então né, esse capítulo não ficou grande como deveria porque eu decidi ser um pouco mais vaca do que o normal. Espero que tenham gostado e que não tenham desistido da fanfic rsrs
Eu sei que demorei para um senhorzinho caralho, mas é melhor do que não voltar né non? Não prometo que o próximo capítulo vai vir mais rápido porque eu tenho ENEM, vestibular e quarto bimestre do terceirão para aguentar. Então me deem um descontinho. Muito obrigada #paz.

ENFIM~~

ROLOU O TÃO ESPERADO BEIJO JIKOOK MINHA CAMBADA!!!! MAS SABE O QUE É MELHOR AINDA DO QUE O BEIJO JIKOOK? O BEIJO JIKOOK LOGO SEGUINDO COM O BEIJO VHOPE, ISSO SIM!!!
Eu ia fazer mais cu doce, mas cu doce pra que, pra cumê? Então é isso ai. Espero que tenham gostado e que estejam vivas ainda né rsrs
Amo Min Yoongi boa noite à todos, #paz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...