História House of Cards - Capítulo 8


Escrita por: ~

Exibições 13
Palavras 1.661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu sei que faz 84 anos que eu não dou as caras, mas aqui tarda mas não falha
Se você ainda acompanha esse ser que vos fala, te amo, te amo
Leiam as notas finais bjão

Capítulo 8 - O Lago


   "Ele está atrasado..." Taylor suspirou,  tudo bem, não tinha nem cinco minutos... ele viria.

   E realmente veio.

   "Desculpa, Tay!" Ele entrou correndo totalmente equipado para um fotoshoot. "Eu esqueci completamente que ia ter que tirar foto de um chá aí..."

   Ela imediatamente se levantou pegando uma das mochilas que ele deixou na cadeira.

   "O que...?"

   "A gente não pode se atrasar..."

   Ele arregalou os olhos, mas dessa vez não negou a ajuda que ela sempre oferecia.

   Taylor se lembrava de todas as vezes que ele disse odiar ter que fazer esse tipo de trabalho. Mas isso não significava que ele não levasse seus trabalhos a sério, e ela sentiu orgulho por ele.

   "O seu garoto é um pedaço de mau caminho" uma das senhoras sussurrou enquanto ele tirava umas fotos.

   "Eu sei..." ela respondeu fazendo a senhorinha rir.

   "E esse foi o pior encontro da sua vida..." ele disse com as bochechas vermelhas enquanto coçava a cabeça, Suzuki piscou para garota que riu.

   "Eu nunca posso afirmar que ele não teve sua própria personalidade... E eu duvido que na face da Terra tenha um chá mais delicioso que esse" ela riu "e eu te garanto que já estive em muitos."

   "Às vezes eu penso que não sei nada sobre você" ele disse balançando a cabeça.

   "A gente se conhece há pouco tempo, e eu sou uma bela de uma caixinha de surpresas" ela riu.

   "Eu queria saber mais sobre você, Lizie" ela sorriu, fazia tempo que ninguém a chamava assim.

   "O mais importante você sabe, Jungkookie," ele ergueu uma sobrancelha e ela riu passando os dois braços sobre os ombros dele, ficando na ponta dos pés "eu gosto de você."

   Ele a beijou sem se importar com nada no mundo além da garota que tinha as costas contra a 4×4 preta.

   "Eu posso te levar em algum lugar?" Ele perguntou acariciando por dentro da blusa dela.

   "Pode..." ela disse de olhos fechados, ele a beijou mais uma vez antes de abrir a porta do carro.

   Ele seguiu para um lugar que ela ainda não conhecia, era um lago que mais parecia uma propriedade privada, mas ela não disse nada.

   "Desde sempre esse foi o meu lugar favorito..." ele disse olhando do céu para o lago e depois para ela.

   "Se não estivesse tão frio eu entraria ali..." ela disse encarando o lago, enquanto sorria de lado.

   "Por que não?" Ele a desafiou com o olhar, esse era o problema de um casal competitivo, quando ele tirou a blusa ela também tirou.

   "Se eu ficar gripada..." ela ameaçou e ele riu.

   Os dois se olharam antes de correrem na direção do rio, ela pulou, ele não.

   "Você é um babaca, Jeon Jungkook!" Ela gritou e saiu da água molhada correndo na direção dele.

   Uma corrida ganha, considerando o tamanho das pernas dele e o tamanho das dela. Mas a risada dele fez com que ele desacelerasse o passo, ela pulou nas costas dele, que continuou correndo enquanto segurava-a pelo bumbum.

   "Você é um babaca aproveitador!" Ela gritava enquanto ria, e gritou mais ainda quando ele a fez entrar no rio de novo.

   Ela nadou para longe dele só para ser alcançada em seguida. Ele a pegou no colo e ela o abraçou com braços e pernas. Ele percorria o tronco dela com a ponta dos dedos enquanto invocava o autocontrole.

   Ela sabia o que estava fazendo, mas dessa vez não queria parar.

   "Taylor..." ela o beijou "por favor, não faça isso..."

   "Você não quer?" Ela tentou se livrar dele sentido a vergonha alcançar o rosto.

   "Eu quero, como eu quero..." ele expirou exasperado "mas no momento a gente está em um lago, e algo me diz que uma garota sempre quer uma primeira vez diferente, se dependesse de mim..." ele balançou a cabeça "eu te tomava na grama" ele corou "mas eu não quero que você se lembre assim..."

   "Kook, se for você não importa se vai ser na grama ou se vai ser aqui..." ela disse baixinho mexendo na ponta dos cabelos.

   "Você não pode simplesmente dizer algo assim quando nós estamos assim!" Ele disse e depois grunhiu ela riu e o beijou. "Foda-se, que seja" ele a agarrou sentindo-a sorrir no beijo.

   E ele atendeu a vontade dos dois. Ele tinha certeza que em nenhuma das suas fantasias imaginou que a primeira vez seria em um lago, muito menos o da sua infância. Mas tudo com ela era inusitado e ele não podia negar o quanto gostava disso.

   Jungkook se permitiu percorrer o corpo dela com as mãos e ela agradeceu o toque, ele mordeu o lábio inferior dela e sorriu ao escutar o pequeno grunhido que ela soltou.Quando as mãos dele finalmente chegaram onde ela mais o desejava ele quis grunhir.

   "Você está tão molhada... Da próxima vez..." ele grunhiu e ela riu, logo voltando a beijá-lo e arfou quando o sentiu penetrá-la com os dedos a sensação variando de dor para prazer, Jungkook distribuía beijos pelo colo e depois pelos seios. "Tem certeza?" Ele ofereceu uma última chance de voltar atrás, mas ela não queria..

   "Eu quero isso, Kook, eu quero você." Ele selou os lábios nos dela e finalmente se entregou.

   "Você sabe que se alguém tivesse pego a gente ali nós iríamos presos, não sabe?" Ela perguntou enquanto vestia a calça preta com dificuldade.

   "Eu posso dizer sem medo que teria valido a pena" ele a beijou e ela riu.

   Ela procurou a blusa na grama, mas ele a cobriu com a própria blusa.

   "Você vai ficar doente, Kook" ela disse mordendo o lábio inferior, a visão da barriga dele não era nem um pouco desconcertante, nem um pouco.

   "Eu tenho outra no carro... Mas é bom saber que se preocupa comigo, Lizie" ela riu, gostava do sotaque que a voz dele tinha sempre ao se expressar em inglês.

   Ele era péssimo, mas ela continuaria o achando adorável. Ele dirigiu com os dedos trançados nos dela, e ela nem reparou que ele a carregou escada acima. Mas ela não o deixou seguir para própria cama, pediu sonolenta para que ele dormisse com ela, e ele obedeceu sem nem se importar com o fato de que os dois estariam dormindo nas suas roupas molhadas.

   "E quando foi que você e o Golden Maknae ali transaram?" Ela engasgou com o suco de laranja, Taehyung estava com as costas na parede, com os braços cruzados enquanto exibia um olhar de claro desdém, ou talvez de ciúmes.

   Ela rolou os olhos ignorando o mais velho.

   "Sabe, eu achei que vocês iam durar mais tempo... pelo menos uns dois meses."

   "E o que tem o sexo a ver com isso, Hyung?" Ela disse erguendo uma sobrancelha enquanto se escorava no móvel de frente a ele.

   "Você vai acabar descobrindo... Lizie."

   "Você pode, por favor, não me chamar dessa forma?"

   "Claro, Liz..." ele riu deixando-a sozinha com muita insegurança, se a verdadeira intenção dele fosse tirá-la do sério ele conseguiu.

   "Vocês transaram não foi?" Foi a primeira coisa que Lily disse quando a mais velha entrou no quarto.

   "Está escrito na minha testa? Porque metade da casa falou isso hoje."

   "Eu não acredito!" Kate gritou. "Como foi? Doeu? Você gostou? Gozou?"

   "Bom, sim, sim e sim" ela respondeu contando os dedos.

   "Hum... Então nosso pequeno Kookie é um natural... isso sim é excitante!" A ruiva esfregou uma mão contra a outra "mas, por favor, eu não sobrevivo de sins e nãos, preciso de detalhes."

   "Eu... eca... Não vou dar detalhes disso para vocês. Eu na verdade vim aqui te perguntar uma coisa" a morena disse encarando a ruiva.

   "Okay, onde estão as câmeras porque você me cobrando respostas só pode ser uma pegadinha."

   "É sério, Lily... Eu nunca estaria aqui por isso se não fosse sério..." a morena suspirou sentando-se na cama da prima, depois de afastar mil e um crokis.

   "Eu prometo não fazer nada de bom" ela citou Harry Potter. "É sobre o Kook?"

   "Não, quer dizer sim, mas é sobre algo que o Taehyung veio falar..."

   "Por favor, não me diz que você está dividida entre o garoto perfeito e o cafajeste que eu prometo morte dolorosa" Kate disse com as mãos nos olhos.

   "Eu sempre disse que ela gostava de uns caras que não prestavam..."

   "Ai meu Deus, não é nada disso ele só me disse que achava que eu e o Jungkook iríamos durar mais" ela fez as aspas com as mãos.

   "Tá brincando? Vocês estão juntos a mais de um mês..."

   "Eu falei algo do tipo e então ele disse que eu iria perceber que nem tudo é da forma que eu penso, e então me deixou na cozinha com essa para engolir."

   "Não acredito que você está insegura por algo que Kim Taehyung disse, Taylor, é como as atitudes imbecis dos personagens dos filmes de terror que morrem primeiro" a prima disse balançando a cabeça "simplesmente não corra para floresta, não abra a porta e não vá para o porão. Ou seja, não dê ouvidos ao Taehyung."

   "Olha eu não quero ferrar com a sua analogia já ferrada de filmes de terror e tudo isso, mas já ferrando o que ele disse tem sentido, Tay." As morenas franziram os cenhos e encararam a ruiva "depois do sexo algumas coisas mudam... É meio estranho de explicar é só você pensar que ou tudo vai permanecer bom e melhorar ou tudo vai se foder."

   "É esclarecedor, mas nem de longe aliviante..."

   "A realidade é que agora você subiram para um level que é novo para vocês dois, Tay, então aí que está o perigo."

   "Hum..." ela passou a mão no rabo de cavalo e suspirou "entendi..."

   "Só não deixa o Tae entrar na sua cabeça... Porque eu shippo muito Jaylor."

   "Os seus ships names são os piores" Lily disse balançando os cabelos ruivos e Taylor riu, mas a cabeça dela estava em outro lugar, muito distante e ela odiava Kim Taehyung a cada instante que passava lá.


Notas Finais


Se você leu até aqui tem um lugar aqui sz :3
E se você tá aí pensando a menina sempre escreve os hot pq ela não escreveu esse? A resposta é: não sei, foi mal.
Mas mesmo assim eu espero que vocês tenham gostado desse capítulo que marcou o retorno do vale das trevas amém
Já tô falando demais, não tô nem mais fazendo sentido
Um agradecimento especial a minha amiga Isa que me emprestou o computador dela, escrever em celular é a treva .-.
BEIJO DA COALA
*CÂMBIO DESLIGO*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...