História House of Cards (Imagine Jimin) - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, V
Tags Colegial, Diversão, Máfia, Romance
Visualizações 73
Palavras 1.932
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem mesmo por toda essa demora, eu acabei ficando muito ocupada com as coisas da escola e não tive tempo pra escrever, espero que não fiquem chateadas comigo.

Estamos em uma nova fase, essa é a terceira fase dessa história.

Desculpem os erros.
Boa leitura📚❤

Capítulo 36 - Thirty-sex- Kignapping pt.1


Fanfic / Fanfiction House of Cards (Imagine Jimin) - Capítulo 36 - Thirty-sex- Kignapping pt.1

"E quando eu notei, já estava perdida de uma forma inevitável. Sem ter chance de voltar atrás, apenas tomar as decisões certas para não sofrer no futuro, e mesmo assim o destino arruma algo para me fazer olhar o passado."

 - Você está mentindo... Minha irmã não! - Taehyung gritou de forma histérica, enquanto apontava seu dedo para Alex.


 - Tae tenta se acalmar. - tentei conforta-lo de alguma forma, mas seu olhar estava totalmente perdido.


 - Aqueles desgraçados... Foram eles eu sei. - saiu andando pelo apartamento, tudo que passava em sua frente, acabava derrubando, pisando, grunhia de ódio e desespero.


 - Para com isso cara. - Jungkook tentou conte-lo tirando um vaso de vidro da sua mão, mas Taehyung foi ágil e jogou contra a parede, os vestígios vieram em nossa direção e tentamos nos esquivar de sua fúria.


 - Não adianta fazer isso agora, tem que manter a calma. - Alex gritou, fazendo Taehyung a olhar com ódio.


 - Não irei me acalmar, eu vou matar quem for pra ter ela de volta. - suas palavras me assustaram, senti minhas pernas tremerem de medo, nunca o tinha visto ele dessa maneira.


 Ficamos todos apreensivos com aquelas atitudes, sabíamos que o que estava acontecendo era grave, mas Taehyung agia inconsequente, não média suas ações, não deixava que ninguém lhe ajudasse, repreendia tudo o que diziam a ele, se mantida transtornado e ainda por cima gritava coisas sem nenhum sentido.


 Levei Alex até o sofá, ela sangrava e precisava de cuidados.


 - Eu vou atrás dela... - Taehyung se levantou do chão onde tinha se jogado, pegou sua chave e já iria sair,  a não ser por Jungkook interrompe-lo com um soco na cara, um, dois, três, quatro, foram depositados seguido um do outro, seu rosto já estava completamente inchado e ele ainda não estava se acalmando.


 - Desgraçado! - berrou Taehyung, ao sentir o sangue escorrer de seu nariz e tentou partir pra cima do Jungkook, por esta cambaleando e sem seus sentidos, acabou por errar o golpe, sentiu outro soco ser dado na região do estômago e acabou por cuspir saliva misturado com sangue.


 - Precisava fazer alguma coisa, ele está alterado de mais.- foi a única coisa que Jungkook respondeu, deixou Taegyung sentado no chão, gemendo de dor e caminhou até a cozinha pegando uma compressa de gelo.


 - Ele está tão machucado. - Lamentei vendo a situação em que estava, me mantendo firme cuidando de Alex.


 - Isso é o que dá, não sabe controlar as emoções e fica assim. - Alex pareceu não ligar, achou mais do que merecido.


 - Quem fez isso? - perguntei unindo forças, precisava de respostas.


 - Não sabemos, quer dizer temos noção, tudo está confuso. - me olhou como se estivesse escondendo algo, eu sabia que tinha mais ali.


 - Da pra ver que você sabe de algo, não me engane, aliás de que vocês trabalham? - me alterei em busca de saber.


 - Não estamos em momento para falar nada S/N, controle sua curiosidade. - dessa vez Taehyung se pronunciou, tentava aos poucos se levantar do chão, enquanto Jungkook o observava.


- Injusto! Mereço saber, sei que estou envolvida em algo sério. - exaltei minha voz.


 - Taehyung, ligue para Namjoon. - pediu Alex, me ignorando totalmente.


 - Quem é Namjoon? - chamei sua atenção e mais uma vez fui ignorada.


 - Alô? Hyung? - Taehyung falava preocupado ao celular.


 - Sim, eu tenho que salva-la! - sua voz passou a sair embargada.


 - Agora?! Sim, estamos indo. - desligou o celular, vi um pingo de esperança brotar em seu olhos.


 - O que ele disse?- Alex levanou-se indo em sua direção.


 - Vamos para o Japão, imediatamente! - correu para pegar algo dentro do quarto, ao voltar me deparei com uma arma.


 - Wow! Você vai usar isso? - me espantei.


 - Alex! - Jungkook jogou uma arma pra ela e colocou uma na cintura.


 - O que tá acontecendo? - me encontrava mais confusa do que antes.


 - Ele faz parte? - Taehyung pergunta se referindo ao moreno.


 - Sim. - Alex disse simplista.


 - Da próxima pega leve no soco. - Taehyung massageou o maxilar fazendo uma cara de dor.


 - Só se você se controlar. - sorriu e os dois tocaram as mãos.


 - Pirralho atrevido! - Tae riu, todos olharam pra mim, estavam prestes a sair.


 Caminho na direção deles, quando em câmera lenta vejo Jungkook voltando e fechando a porta, Alex se abaixa e Taehyung me puxa pro chão ficando por cima de mim. Não entendi nada, até ouvir os tiros serem disparados contra a porta, vozes gritavam do outro lado, o que só aumentava o meu desespero. Me agarrei ao Tae e fiquei praticamente em choque.


 Fui tirada do chão e a porta foi aberta, tinha seis homens incapuzados e com armas pesadas, fui colocada pra trás tento uma barreira de proteção feita por Taehyung, Alex e Jungkook. Vários tiros foram disparados e vi metade daqueles homens no chão, eles correram e desfizeram a barreira e passaram a lutar corpo a corpo, com os que restaram vivos, na tentava de desarma-los.


 Ajoelhei no canto da parede, coloquei as mãos nos ouvidos e fechei os olhos, nesse momento clamei aos céus para que pudéssemos sair vivos dali, não conseguia me mover e nem mesmo gritar, não sabia quem eram e o que queriam conosco. Pouco tempo se passou, e lá estavam os seis homens no chão, meus três amigos se mantiam cansados e ofegantes por conta da luta.


 - Vamos embora! - Taehyung pegou minha mão e saímos deixando aqueles homens para trás.


 - Estão vindo mais! - Jungkook alertou, corremos pelo estacionamento e entramos no carro de Tae.


 - Tem armamento no porta malas. - disse Tae antes de adentrar seu carro, fui colocada no banco de trás, logo seguida por Jungkook que estava com uma metralhadora e Alex com um fusil.


 - Agora a brincadeira vai começar. - Alex sorriu e ajustou sua arma, o carro foi acelerado e logo estávamos fora daquele lugar.


 Estávamos em meio a avenida, Taehyung simplesmente pulava o sinal, fazia curvas de tirar o fôlego e por o coração para fora, ele segurava o volante como se fosse arranca-lo a qualquer momento. Tinha um carro atrás de nos, em todo tempo nos seguiu, até que tiveram seus pneus furados por Alex, o que fez tudo se tranquilizar.


 - Não entendo, eles tinham que vir atrás de nós? - questionou Alex.


 - Talvez não planejaram só um sequestro. - respondeu Jungkook, dando lógica.


 - Eles querem algo, quer dizer alguém. - vi o rosto de Taehyung ficar fechado e mais uma vez a expressão de ódio tomar sua face.


 - Pra onde vamos agora? - juntei forças para falar algo.


 - Estamos a caminho do aeroporto. - fiquei estática ao ouvir aquilo.


 Como assim? Aeroporto?


- Não! Não podemos ir. - gritei inconformada.


 - E que você quer? Ficar naquele apartamento e morrer? - Tae outra vez gritou.


 - Se soubesse o que esta acontecendo.- disse entre lágrimas que escorriam.


 - Eles querem nos matar, está claro isso? - respondeu de forma estúpida e me calei.


 - Não se meta S/N, é o melhor que tem a fazer. - Alex disse com calma e apenas virei o rosto.


 ~Quebra de tempo~


 Depois de quase uma hora dentro do carro, fugindo de sabe lá quem, chegamos ao aeroporto, sai do carro ainda calada e desolada minha mente fervia e não queria conversa, não sabia nem o que estava fazendo da minha vida, quanto mais o que iria ser dela daqui em diante.


 Maldita hora que resolvi vim pra Coréia! Maldita hora que me apaixonei! Maldita hora que Park Jimin, apareceu na minha vida! Maldito! Maldito! 


 Praguejei em pensamento, numa tentativa falha de expor os sentimentos guardados, maldita vida essa que eu arrumei, devia ter sido esperta e cuidado melhor nas minhas atitudes.


 - Eles nos esperam? - ouvi Alex perguntar para Tae.


 - Estão prontos para o embarque. - olhou para ela e balançou a cabeça em positivo.


 - Tome isso, a viagem será longa e está frio. - senti meus ombros gélidos serem coberto por algo quente, suspirei e olhei para Jungkook que tinha um sorriso de lado.


 - Não me diga que... É um deles também? - tentei outra vez.


 - Praticamente sim, mas se fosse você daria ouvidos a Alex. - disse calmo e eu bufei.


 - Precisa saber onde se colocar S/N. - balançou a cabeça negativamente e me guiou até a pista de embarque.


 Tinha um jatinho nos esperando, olhei em volta e vi alguns homens de preto e sérios, Taehyung cumprimentou a todos e fomos direcionados para dentro, sentei em uma das poltronas e senti meu coração se acalmar, talvez sentisse que estava em um lugar seguro, por mais que achasse tudo aquilo uma loucura, sabia que perto deles estaria despreocupada e protegida de qualquer perigo.


 Olhei de relance para Alex, que repousou os ombros na poltrona fazendo uma cara de dor, por conta de todos os ferimentos em seu corpo, nada que alguns bons curativos não resolvessem.


 Jungkook colocou seus fones e se ajeitou numa poltrona do fundo, ele parecia tranquilo e comia salgadinhos como se nada tivesse acontecido.


 Taehyung conversava com os pilotos, podia ver nitidamente as marcas dos socos causados por seu surte e também por conta da briga com aqueles caras estranhos e desconhecidos por mim, fechei os olhos para tentar relaxar e senti uma mão quente segurar a minha.


 Abri os olhos, e me deparei com uma da cena mais triste que pudera ver, Taehyung me olhava de forma triste e desolada, talvez quisesse me passar confiança o que no momento não estava parecendo, um sorrisinho de lado brotou em seus lábios e pude ver o quanto que sua dor era grande, passou alguns minutos segurando a minha mão e logo soltou, ajeitou-se e fitou a janela.


 Quando voltei a mim, já havíamos decolado e rumo a outro país, por um momento vi um filme da mina vida passar perante meus olhos, tudo o que tinha e o que havia conquistado me veio em mente. Uma coisa eu tinha certeza: de agora em diante, tudo não será igual.


 Se eu tinha medo do que estava por vir? Muito! Mas esse era meu destino, fiz minhas escolhas, tomei minhas atitudes. Posso ter me arrependido de algumas delas, mas tinha que entender que estava sendo egoísta, Taehyung sempre fez de tudo por mim, ele e Sun Han me ajudaram quando eu mais precisei, me deram apoio e não deixaram eu me alto destruir, o mínimo que posso fazer agora é ajuda-los a resgatar Sun, peço aos céus que ela esteja bem e que não façam nada de ruim a ela.


 "Iremos encontrar você, não sei o que seu irmão maluco é e muito menos o que ele faz, mas não irei me preocupar, vou nem que seja no fim do mundo para achar você. Eu prometo!"


 

 'E agora tudo simplesmente mudou, não é como se estivéssemos em um Castelo de Cartas, mas sim em um tabuleiro de damas, qualquer peça colocada no lugar errado, uma jogada mal feita, pode causar a mudança de tudo, todos os atos devem ser cautelosamente planejados, assim como nos filmes de ação, os passos precisam ser vagarosos.


 Não estamos mais em um Castelo de Cartas... Seria o fim do House of Cards ou apenas o começo?


 Mistérios! É a única coisa que o define, e todos eles a partir de agora serão desvendados ou quase.'



Notas Finais


Foi tenso? Estão curiosas pelo que vem por aí? Me dêem a opinião de vocês, sou legal e respondo a todas.

Troquei a capa da fic, gostaram? Queria agradecer a @Hyyko pela ajuda.

Beijos🍇❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...