História House of Cards (Taekook) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Jihope, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Exibições 371
Palavras 1.299
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioi :) ahsuaj

Já estou com meu colete a prova de balas então podem atirar em mim!

Capítulo 15 - Tell Me What To Do


 
   -Jungkook, melhora essa cara credo! - Jin-hyung falou baixinho enquanto entrávamos no camarim de uma premiação que eu não estava nem um pouco animado de estar. 
  -Que cara hyung? 
  -Essa cara feia que você está fazendo desde quando saímos de casa, passamos pelo tapete e entramos aqui! - Ele me parou e me analisou de cima a baixo e sorriu. 
  -Ou disfarça o ciúmes pra que ninguém perceba! - Suga chegou ao lado de Jin rindo de mim.
  -Ciúmes?
  -Do Taehyung. 
  -Do Tae? - Jin gritou surpreso e Yoongi colocou a mão em sua boca. 
  -Sim, Jungkook morre de ciúmes do Tae, principalmente agora que ele e Hobi estão "namorando". 
  -Por que nunca me disse isso Jeon? 
  -Porque é mentira! - Respondi passando por eles e sentando em uma cadeira esperando as mil pessoas que ficam me "arrumando". 

  
  Eu já disse que não queria estar aqui? Pois é! Sei que premiações são importantes e que os fãs praticamente se mataram de tanto votar em nós porém eu realmente não estava no clima, principalmente de ter que ficar aturando Tae e Hoseok agindo feito casal. 
  Neste momento estava tendo uma performance de algum girlgroup que não prestei atenção por estar perdido em pensamentos sobre como Taehyung estava lindo nessa noite. 

 

  -Vou ao banheiro. - Avisei Namjoon que apenas concordou. 
  -Espera, eu também vou. - Tae disse se levantando e me acompanhando. 

 

Durante todo o caminho ao banheiro e até mesmo quando estávamos lá, não trocamos nem um "a". Acabei entrando numa cabine porque não estava me sentindo confortável com a presença de Tae ali, logo que sai ele estava encostado na pia me encarando e sorrindo. 

 

  -Não vai usar o banheiro? 
  -Não... 
  -Então por- Fui interrompido por Taehyung me abraçando apertado. 
  -Estou com saudades de te abraçar, de ficar sozinho com você...
  -Tae...
  -Estou com saudades de você Kook. Quer dizer, nós éramos os amigos que sempre estavam brincando independente do local, nos abraçando, dando as mãos e agora... Bom, agora tenho que ficar assim com o Hobi e você me tem que me ignorar, isso é horrível Kook! - Ele me soltou e olhou para baixo triste.
  -Eu sei, mas não podemos fazer nada hyung. 
  -Eu só queria que fôssemos eu e você namorando, taekook! Ou Vkook?
  -Bobo! - Ri da expressão de dúvida que ele fez e o puxei para um abraço de novo.
  -Eu te amo Jungkook.

 

*^*


  -Acho que já podem se soltar agora! - Entrei em casa passando por "Vhope" q estavam agarrados e rindo de algo "particular".
  -Ciúmes Jungkook? - Hobi brincou e eu o olhei feio. -Nós somos namorados agora, aceite! 
  -Ciúmes? Lógico que não, mas queria um sossego desse grude todo pelo menos em casa...
  -Sei... - Ele disse e Taehyung riu baixo evitando me olhar. 
  -Ta rindo do que Taehyung? - Ele me olhou assustado pelo meu tom de voz estar exageradamente alto. 
  -De você, lógico.
  -Virei palhaço agora?
  -Não, mas está cheio de graça! 
  -Olha a-
  -Jungkook, está agindo feito criança! - Jimin chamou minha atenção ao chegar na sala. -E vocês dois, desgrudem um pouco credo! 
  -Jungkook para de agir feito criança, que saco!– Nam-hyung disse tentando parecer bravo mas não segurou o riso.
  -Não!
  -Nossa que maknae agressivo. - Ele e os outros estavam rindo e eu fechei a cara.
  -Não enche Namjoon! – Fui pro meu quarto mas pude escutar algu[em perguntando o que eu tinha. Fiz questão de bater a porta e logo depois me jogar na cama gritando o mais alto que podia.

 

  Se minha mãe me visse agora diria: “Jungkook querido, você está com muita graça não acha? Por que ainda não assumiu que gosta do Taehyung?”, depois ela iria listar como ele é perfeito, bom garoto e o quanto ela gosta dele. Sim, minha mãe ama o Tae! 

 Ninguém seria capaz de entender como estou me sentindo, como é complicado pra mim, de uma hora pra outra passar a gostar do meu hyung. Tae e eu sempre fomos próximos, ele sempre me fez sorrir e todos os membros nos olhavam desconfiados, mas eu como ainda era um pouco inocente não entendia o motivo e Tae, bom, ele apenas mandava eu ignorar e brigava com os hyungs. Aliás, foi pelas coisa que ele me ensinou que deixei de ser o maknae inocente... Quando conheci Taehyung não imaginei que ele sabia e fez de muitas, MUITAS coisas.

  Mas enfim, gostar de Taehyung e o próprio Tae é como uma droga, viciante e ao mesmo tempo perigosa e é assim que me sinto. Me sinto dependente e completamente viciado naquele garoto, eu não fico feliz se ele não estiver ao MEU lado, se ele não vem ME provocar ou brincar COMIGO, quando ele não ME da aquele sorriso quadrado e perfeito, quando sua atenção está em MIM... Quando eu sinto que ele é MEU! Mas é isso que me machuca e me faz mal, saber que ele não é, que ele não pode fazer tudo isso toda hora, principalmente agora com essa história de “Vhope”, é como se todo esse sonho nunca fosse virar realidade. 


  Mas ele me beijou, ele deixou tão claro pra mim o que sente, por que eu ainda insisto em dizer que não vamos ficar juntos mesmo quando estou com um desejo de pular em seu colo e beijá-lo até não poder mais ou até nossos lábios ficarem inchados e doendo. 

  PORRA TAEHYUNG VOCÊ ME DEIXA SEM SABER O QUE FAZER!

  Sai do quarto e fui pra cozinha beber uma água pra tentar me acalmar e fiquei pensando no que acontecimento de quando chegamos aqui... Eu não estava com ciúmes, não mesmo! Por que eu teria ciúmes deles? Tudo bem que uma hora eu quero Taehyung só pra mim e queria ser eu abraçando-o em público quantas vezes quiser ou quem sabe beija-lo sem que achem estranho pois seríamos namorados e o mundo teria que aceitar que nos amamos e nos queremos a todo instante e... Respira... Enfim, eu não estou com ciúmes! 

 
  -Aah, ottoke? 
  -Você podia me beijar mas deve estar ocupado pensando em como negar que me ama. - Ouvi aquela voz grave que consegue me causar arrepios e sensações estranhas se depender só por falar "olá". 
  -Ka! - Não pretendia encara-lo agora mas isso se tornou uma missão falha quando ele pôs as mãos em minha cintura me virando para si e me colocando sentado na pia como da última vez que nos beijamos e graças ao suga quase... -Hyung...
  -O que foi aquilo na sala? 
  -Aquilo o que? 
  -Qual é, você praticamente rosnou pro Hobi!
  -Não me lembro disso. 
  -Por que fez aquilo? Está mesmo com ciúmes Kook-ah? - E ai vem o sorriso sacana de Kim Taehyung, estava demorando. -Não tem por quê ficar com ciúmes, você sabe que...
  -Eu não sei de nada! - Disse bravo olhando pra qualquer lugar menos pra ele. 
  -Tudo bem então, você que sabe. - Deixei de sentir seu corpo entre minhas pernas e suas mãos apertando minha cintura e quando olhei ele esta a se afastando de mim. 
  -Hyung! 
  -Ye? 
  -Não vá... 
  -Como? 
  -Vem cá... - Ele se aproximou se encaixando entre minhas pernas novamente. 
  -O que fez você mu- Não deixei terminar a frase e juntei seus lábios aos meus num beijo desesperado. Qual é o meu problema? 
  -Taehyung, eu, bom, eu não sei o que fazer, eu estou mais confuso que o normal e... 
  -E?
  -Eu confio em você, então por favor me ajude e me diga o que fazer!
  -O que fazer? - Perguntou sorrindo e eu assenti. - Tudo bem.
  -Então... O que devo fazer?
  -Agora? - Assenti novamente. - Só me beija! 

  O olhei sorrindo então o puxei para mais um beijo. Então era isso? Eu estava disposto a amar Taehyung e a mostrá-lo esse amor? 


Notas Finais


Primeiro: DESCULPAS por não ter postado nenhum cap faz um mês, fiz mal, fiz muito mal!

Então queria avisar vocês que estou escrevendo duas fanfics taekook e reescrevendo algumas que eu escrevia no wattpad, serão de taekook (óbvio), jihope, yoonmine namjin.

Não sei quando vou publicar, talvez quando tiver quase concluindo house of cards ou quando todas elas estiverem terminadas.

Então é isso, beijosz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...