História How - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Daughter
Tags Daughter, Desafio Daughter, How
Exibições 1
Palavras 484
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui estou eu novamente para divulgar e enaltecer o trabalho de Daughter.
Oneshot da vez baseada em ''How''. Só falta mais uma. </3
Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único - ''How''


    Tente me entender, eu estou encarcerada. Estou presa nos meus pensamentos, no meu passado e nos meus próprios arrependimentos. Uma prisão mental, eu diria. Ainda assim seguirei em frente, mas em câmera lenta, pois eu não aguento essa sensação. Perdi as contas de quantos dias estou aqui, nessa casa empoeirada, pensando e pensando sem parar. É como um ciclo vicioso que você pode sair quando quiser, mas tem medo. Estou esperando a decaída.
    Eu vejo a poeira pairando no ar, eu escuto os sons da chuva e das pessoas que passam pela rua, eu sinto o vidro frio da janela quando espio por ela. Mas sequer pego na maçaneta da porta pensando em sair. É claro que eu penso como deve ser lá fora, se é melhor que através do vidro aramado, se é belo, se é feliz. Mas eu nunca nem abri a porta eu mesma, apenas aqueles que tentavam me ajudar. Mas escutem vocês, eu quero sair quando estiver pronta.
    Então, num desses dias, eu fui para a sala e espiei através do vidro da porta, mas não havia qualquer vulto movendo-se por perto. Estava tudo muito quieto. Eu encolhi-me no sofá e passei o dedo no tecido do suéter, entediada. Você não esperou o suficiente, e por isso foi embora. Então eu estou aqui, sem o que fazer. Mas quanto eu devo esperar por você? Quanto eu devo esperar para você se tornar o que eu preciso?
    Eu voltei-me para a porta e destranquei. Eu poderia sair quando eu quisesse, mas não fiz isso. Mas por quê? Eu deveria explorar o mundo, vê-lo parte por parte, ou poderia simplesmente apodrecer aqui dentro. O medo e a coragem se enfrentaram em minha mente e eu levei as mãos aos ouvidos, tapando-os. Pensei e pensei várias vezes, imaginei o que poderia acontecer, mas não conseguia imaginar por que estava presa aqui. Então eu peguei na maçaneta, apertando-a com força. Eu tentei me mover, mas só conseguia pensar em voltar para o quarto e te esperar. Mas eu abri a porta e escancarei-a.
    O céu era muito azul, tinha poucas manchas brancas que deviam ser as nuvens. Não havia ninguém por perto, nem mesmo através das janelas abertas das outras casas. O mar ao longe se movia lentamente, estava quieto como nas fotos que você tirou na praia. Era tão diferente da noite que vi uma vez por uma janela. Como as luzes podem brilhar diferentes durante a noite? Como podem as estrelas se distanciarem à luz do dia?
    Eu ainda estava dentro da casa, afinal. Depois daquela revelação eu ainda estava presa. Avistei toda aquela beleza e me senti feliz por um minuto, mas então uma súbita vontade de gritar tomou conta de mim. Ainda assim eu dei um passo para frente, passando da madeira para algo frio e arrumei a coragem necessária para sair, como se tudo estivesse bem.
    Está tudo bem. 


Notas Finais


Daughter - How: https://www.youtube.com/watch?v=63xjiLDRWBI
Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...