História How could the obvious be ignored? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce
Exibições 76
Palavras 1.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Bishoujo, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiii, mais um capitulooo
Vai ser continuação do outroo :3

Capítulo 4 - É para isso que servem os amigos... II


Fanfic / Fanfiction How could the obvious be ignored? - Capítulo 4 - É para isso que servem os amigos... II

Maldito despertador... Me levanto para ir ao banheiro e acordo a Rosa, faço minhas higienes e coloco uma blusa preta, um short, all stars pretos e uma camisa xadrez, saio do banheiro e a Rosa tá esperando para entrar, passo maquiagem no espelho do quarto em quanto ela se veste no banheiro, ela pôs uma blusa branca, um short preto, sapatilhas brancas e um casaco branco de tricô. Descemos para tomar café, minha mãe já foi trabalhar então é só nós mesmo. Saímos de casa com tempo sobrando, então, vamos caminhando devagar até a escola. Chegamos lá e o Alexy praticamente pula em cima de nós com uma expressão aflita.

- Garotas, eu tenho a-algo para contar para vocês... - Fala Alexy parecendo sem graça pela primeira vez desde que eu conheço ele.

- Fala Alexy, tá nos deixando preocupada - Fala Rosa.

- Não pode ser aqui, vamos para uma sala mais reservada... - Fala Alexy se dirigindo para o corredor, o seguimos até uma sala de aula que quase sempre está vazia. - Bom, ontem eu fui na casa do Kentin fazer o trabalho e... Acho que estou apaixonado por ele... Meio que rolou um clima ontem... Mas talvez seja só imaginação. - Fala Alexy de cabeça abaixada. 

- Nossa, vou te contar, você e a Amy fazem tanto barulho só por estarem apaixonados... - Fala Rosa dando de ombros.

- Eu estou com medo dele não me aceitar por ser gay... e com isso acabar com a nossa amizade... - Alexy fala tão vermelho quanto os cabelos de Castiel.

- Hey, é claro que isso não vai acontecer, o Kentin não tem motivo nenhum para parar de falar com você mesmo que ele seja hétero. - Falo abraçando ele. 

- Isso mesmo - Rosa fala indo se juntar ao abraço.

- Obrigado garotas, vocês são demais. Espere ai, a Rosa disse que você também está apaixonada Amyy, é por quem? Não é pelo Kentinho né? é pelo meu irmão?

- É para isso que servem os amigos Alexy, e sim, é do seu irmão que a Amy gosta! - Fala Rosalya. 

- Ah, é t-talvez seja o-o seu irmão... - Falo MUITO envergonhada.

- Aiiii, que fofaa, minha cunhadinhaa - Alexy começa fazer uma dancinha parecida com a da Rosa ontem.

Nesse exato momento alguém abre a porta da sala, olho para ver quem é assustada e... O Armim entra concentrado em seu jogo, espero que ele não tenha escutado...

- Alexy, vamos ver se a Íris já chegou? Tenho que pegar me caderno com ela... Tchau para vocês. - Diz ela para mim e para Armim, e sai puxando Alexy junto com ela.

- Você trouxe o trabalho né? - Pergunto a Armim tentando puxar assunto.

- Ah, me esqueci... - Fala ele com cara de culpado. 

Meio que me desespero, a professora Delanay vai nos matar. Começo a andar de um lado para o outro sem saber exatamente o que fazer.

- Haha, estou brincando, o trabalho tá na minha mochila. - Fala Armim se sentando em uma classe para jogar. - Quer jogar comigo?

- Meu Deus, não faz mais isso, quase morri do coração, adoraria jogar com você mas tenho que ir na biblioteca devolver uns livros antes que as aulas comecem. - Digo a ele.

Vou para a biblioteca guardar os livros que eu havia pegado antes, termino de guardar todos exatamente quando toca o sinal, vou para aula e sento com o Armim, entregamos o trabalho para a professora Delanay e ganhamos nota máxima, estava quase saindo para ir embora quando uma criatura azulada aparece correndo na minha frente.

- AMY, eu, a Rosa, o Kentinho, a Íris, o Lysandre, o Castiel e o Armim vamos na sorveteria do lado da escola a tarde, vem com a gente, por favor? - Pergunta o Alexy animadamente.

- Tá, tá, eu pergunto para a minha mãe se ela deixa. - Respondo.

-Ótimo, ai tu manda a resposta pro Armim - Fala o Alexy me olhando com uma cara maliciosa, dou um tapa no braço dele e vou para casa fingindo indignação, consigo ouvir as gargalhadas de Alexy a distância.

Chego em casa e ligo para minha mãe:

 Eu: Mãe, posso sair para ir na sorveteria com uns amigos?

Mãe: Com o tal de Armim??

Eu: Ele também vai, mas tem outros amigos tipo a Rosa...

Mãe:Tá filha, eu deixo, manda beijo para o meu genro.

Eu: Genro inexistente... Tá, obrigada mãe, vou almoçar e me arrumar, bjuus, te amo.

Mãe: também te amo, juízo.

Almocei e fui trocar de roupa, escolhi uma blusa rosa, um short rosa e um tênis rosa (tudo rosa haha), a Rosa veio me buscar para irmos juntas, saímos de casa e fomos para a sorveteria. Todos já haviam chegado menos... Alexy e Armim.
Decidimos esperar um pouco por eles, depois de mais ou menos 10 minutos eles chegaram.

- Desculpa a demora gente, o Armim não queria vir, mas ai ele se lembrou de quem vi... - Alexy começou a falar mas Armim tampou a boca do irmão.

- E-então, vamos pedir os sorvetes? - Pergunta Armim tentando mudar de assunto.

Fomos pedir os sorvetes, o meu eu pedi de chocolate com calda de morango, a Rosa pediu todo de morango, a Íris de baunilha, o Lysandre de flocos, o Castiel de creme, o Alexy de passas ao rum e o Armim de napolitano. Enquanto os sorvetes não chegavam, ficamos conversando sobre diversos assuntos, não pude deixar de reparar que a Íris não parava de olhar para o Armim...
Os sorvetes chegaram e...  A Íris pediu uma prova do sorvete do Armim e... ele deu! Meu Deus que ódio daquela garota, quem foi que convidou ela afinal? Tudo bem, calma Amy, tu e o Armim não tem nada, não tens por que ficar com ciúmes.

Quando chegou a hora de ir embora o Alexy e  a Rosa foram me levar em casa e o Armim e o Lysandre foram para a casa do Armim porque ele queria mostrar uns jogos para o Lysandre e o Castiel foi levar a Íris em casa.

- Amy, hoje cedo a Íris veio me pedir para mim falar com o Armim para eles saírem juntos... - Alexy me fala esperando por uma reação da minha parte.

- E você? - Perguntei sem animação alguma.

- Lógico que eu inventei qualquer desculpa né. Tu é a minha cunhadinha.

- Nossa, sério que a Íris tá afim do Armim? Ela vai se ver comigo se tentar roubar teu boy de ti Amy. - Fala Rosa toda revoltada.

- O Armim tem o livre arbítrio de gostar de quem ele quiser gente... - Falo.

- Exatamente, e ele gosta de você Amy. - Alexy fala animadamente.

Chegamos na minha casa, me despeço deles e vou direto para meu quarto, sem absolutamente vontade de fazer nada. Liguei meu notebook e resolvi chamar o Armim.

Eu: Oiii.

Armim: Oiii Amy.

Eu: Sabias que a Íris tá afim de você?

Armim: Sério? '-'

Eu: Sim, ela pediu para o Alexy falar com você mas ele não quis falar.

Armim: É porque ele sabe que eu não gosto dela nesse sentido...

Eu: Talvez seja por isso mesmo, vou dormir, boa noite, até amanhã.

Armim: Boa noite, dorme bem, até amanhã.

 Na verdade depois que dei tchau para o Armim fui jogar um pouco, depois me deitei e o sono veio mais cedo do que eu imaginava, saber que o Armim não gosta da Íris melhorou muito meu humor, eu sei que é egoísmo da minha parte, mas não consigo controlar. Acabo adormecendo pensando no Armim...

 

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...