História How I Met Your Mother Nory - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance, Yuri
Visualizações 3
Palavras 774
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi, amores! A Tia Mah voltou com mais uma fanfic! YAAAAAAAY (E antes que perguntem, não esqueci minhas outras fanfics, vou atualiza-las simultaneamente com essa!)

Boa leitura, amores!

Kisses,
Tia Mah -q

Capítulo 1 - Um Prólogo.


 

   Era um dia frio no Canadá, não havia muitas pessoas na rua, na verdade, em dias como esse era como se as ruas estivessem totalmente fechadas, e ninguém tivesse coragem de sair de sua cama em plena segunda-feira, o que não deixava de ser verdade. E eu era uma dessas pessoas, estava em minha cama, grande e quente, sentia os cabelos de Alexandra em meu rosto, me sentei na cama e espreguicei-me, fazendo que meus músculos adormecidos acordassem um pouco.

   Levantei da cama lentamente, para que Tory, apelido para os mais íntimos, acordasse. Calcei minhas pantufas de unicórnio e sorri com a ironia, havia ganhado de Ana no natal passado, eu e ela sempre compartilhamos essa paixão por unicórnios, o que era muito engraçado. 

   Caminhei preguiçosamente para o banheiro, me olhei no espelho, meus cabelos curtos e tingidos de rosa estavam totalmente bagunçados, minha cara totalmente amassada e minha roupa um pouco amarrotada. Amarrei meus cabelos em um coque desajeitado, já que eu nunca conseguia fazer um coque descente, e sim, nesses 26 anos de vida, eu nunca consegui fazer um coque descente. Escovei meus dentes e lavei o rosto, tratando de sair logo do banheiro.

   Desci as escadas e fui para a cozinha, indo até a minha amada máquina de café e tratando de fazer uma xícara de tal bebida, encostei no balcão, esperando que ficasse pronto.

   Logo, ouvi passos de corrida pela casa, e uma garotinha de 5 anos, com seus cabelos marrons e lisos, pele branca e olhos castanhos, entrar na cozinha junto de seu irmão de 7 anos, com sua pele um pouco, quase nada, mais escura que sua irmã, cabelos castanhos e lisos, olhos da mesma cor, ambos ainda de roupa de dormir, assim que me viram deram um sorriso tímido.

    – Bom dia, amores.  – sorri para Benjamin e Chloe, que devolveram o sorriso.

    – Bom dia, mamãe!  – dizendo isso, os dois trataram de vir me abraçar, me abaixo na altura dos dois e eles se lançam contra mim, quase me derrubando no chão da cozinha.

    – Nossa, mais quanto amor! – disse Tory da porta, com Scarlet nos braços e segurando a mão de Asriel.  – Podemos entrar no abraço?  – ela completa sorrindo.

    – Ah... Claro! Que pergunta mais idiota.  – digo depois de uns minutos a olhando, poderiam passar anos que eu nunca, mais nunca, me cansaria de encarar esse lindo rosto. 

    Ela largou a mão de Asriel, que veio correndo para me abraçar também, e se abaixou com Scar no colo, e cuidadosamente, a puxei para meus braços. Nunca me cansaria de momentos como esses, momentos que me fazem tão bem, tão... feliz. 

   Feliz como eu nunca imaginei que poderia ser possível. 

   {...}

   O dia correu tranquilo, Tory ficou a maior parte do tempo brincando com as crianças, e eu estava tentando terminar de escrever mais um de meus livros. Sim, sou escritora, e psicóloga, um dos livros que mais gostei de fazer foi ''Predestinado a você'' que mesmo que eu tivesse que ter mudado os nomes dos personagens, que eram baseados em um anime que eu via, ainda sim, muitas, mais muitas pessoas haviam gostado, mesmo com as modificações.

   – Mah? – Tory entra no meu escritório com duas xícara de café, sorrindo para mim. – As crianças estão na sala vendo TV, então fiz café e pensei que você iria querer...

   – Oh, claro! Quando foi que eu já recusei café? – disse brincando e rindo em seguida.

   – É... – ela sorri, me entregando a xícara.

   Pego-a, mas a coloco em cima da minha mesa, e pegando a dela de suas mãos, a deixando no mesmo local. Então a puxo para meu colo, a beijando em seguida. Sinto seus braços passarem para meu pescoço e ela aprofundar o beijo, mas uma menininha chamada Chloe, entrou em meu escritório correndo e atrapalhando o nosso momento.

   – Mamãe! Mamãe! Conta história para a gente?! – ela dizia, dando alguns pulinhos animados.

   Dei um suspiro pesado e Tory riu baixo, a fuzilei com o olhar, mas nem deu tempo que eu falasse algo, Chloe saiu me puxando e me levando para a sala, me fazendo sentar na poltrona perto da TV.

   – Então crianças, você querem uma história, certo? – pergunto as quatro crianças, que estavam sentadas no chão da sua sala.

   – Sim, mamãe! – disseram os três em coro, Scar apenas deu um de seus típicos gritinhos, como uma criança de dois anos faz.

   – Ok... – sorrio, enquanto observava o rosto de meus filhos. – Bem, hoje irei contar á vocês ''como eu conheci a sua mãe'', prontos?

   As crianças assentiram, mesmo que elas já tenham ouvido essa história milhões de vezes, elas sempre iriam querer ouvir, bem, pelo menos mais uma vez.

   – Tudo começou quando...


Notas Finais


Espero que tenha gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...