História How it feels to love a girl - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Colegial, Romance, Shonen-ai, Shoujo-ai, Yaoi, Yuri
Visualizações 21
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bom... eu demorei bastante tempo para postar esse novo capítulo por questões de: Nunca escrevi uma fanfic antes e não acho que isso dê certo, então apenas vou deixar tudo de lado, excluir a história e seguir em frente.
Mas uma de minhas amigas disse que eu precisava continuar e postar mais capítulos, o que me encorajou bastante!
Enfim, espero que estejam gostando da história, boa leitura!
OBSERVAÇÃO: A imagem foi retirada do Pinterest.

Capítulo 2 - Tem certeza?


Fanfic / Fanfiction How it feels to love a girl - Capítulo 2 - Tem certeza?

- Eu estava acalmando a Mily! - Clara diz tentando inventar alguma desculpa.

- Acalmar? - Andrew pergunta confuso. - Por que estão tão vermelhas?

- Andrew! Você sabe muito bem que a Mily não está preparada para falar com o Rafa agora! Então para ela não acabar chorando, eu trouxe ela para cá para se acalmar! - ela diz colocando uma de suas mãos em seu peito.
Eu estou com tanto medo, e se ele viu a gente? E se ele descobrir o que aconteceu? Ele vai me enterrar viva!

- Clara... Você tem certeza que está bem? Você parece nervosa... - ele fala com um olhar preocupado.

- Estou sim, agora que a Mily parou de chorar está tudo bem! - Ela responde rápido.

- Hum... realmente, os seus olhos estão um pouco vermelhos Mily. - ele diz encarando meu rosto para se certificar de que sua irmã disse a verdade.

- Vamos voltar agora? - eu digo querendo sair desse clima estranho.

Clara sorri e concorda com a cabeça, enquanto Andrew vai andando na nossa frente.

Andrew POV:

Está tudo muito estranho, elas estavam em um lugar deserto, estavam abraçadas, com os rostos corados, só espero que não seja o que estou pensando.

- Maninha, vem comigo comprar um crepe ali naquela barraca?

- Ok, vamos Mily? - disse ela já puxando a amiga.

- Eu vou no banheiro rapidinho, vocês podem ir sem mim? - diz Emily se soltando de Clara.

- Claro, então nos encontramos aqui depois, pode ser?

- Tudo bem. - ela diz dando tchau com a mão e sumindo no meio da multidão.

- O que vocês estavam fazendo lá? - digo para minha irmã que da um pulo com a pergunta.

- Eu já disse, estava acalmando ela! - ela diz tentando me enganar.

Eu sei que não foi isso que aconteceu.

- Olha aqui sua idiota, se você continuar com isso vai acabar se machucando! - digo segurando seu braço.

- Com isso o que? - ela pergunta se fazendo de desentendida.

- Com esse amor impossível! - grito irritado.

Ela fica paralisada e me encara com uma cara séria, como se fosse brigar comigo, mas depois ela olha para baixo e quando me olha novamente está sorrindo.

-Eu finalmente disse para ela! - ela diz com um olhar sereno.

- Você o que? - pergunto chocado.

- Ela disse que não se importa, em me beijar, disse que está tudo bem eu ser assim... eu acho que ela pode acabar gostando de mim. - ela fala com um sorriso maior do que o anterior.

- Então ela disse que gosta de você?

Estou mais surpreso do que nunca, achei que ela não iria se confessar, como isso aconteceu tão rápido?
Quando reparei no rosto da minha irmã, seu sorriso tinha ido embora e ela estava séria novamente.

- Não... ela não disse isso. - ela diz olhando para baixo.

- Então como sabe se ela não fez por pena?

Ao dizer isso ela solta seu braço que eu estava segurando e me olha como se fosse me matar!

- Ela nunca faria isso! Quem você acha que ela é? - ela grita.

- Alguém que gostaria de sempre ver sua melhor amiga feliz e que faria de tudo para não te entristecer. - digo sério. - Por isso acho que ela beijaria você para não te magoar.

- Você está errado.

- Vamos ver.

Quando digo isso, vejo Emily vindo em nossa direção com um sorriso nos lábios.

- Voltei! Eu fiz vocês esperarem muito? - Ela diz correndo até nós e em seguida fazendo uma cara de interrogação. - Vocês não compraram o crepe até agora?

- Ah, Mily... os crepes de queijo tinham acabado, então desisti da ideia. - digo tentando disfarçar.

- Então tudo bem... Vamos ver os fogos? Eles vão começar agora.

- Vamos, claro! - Clara diz pegando a mão de Emily e correndo até o local dos fogos.

Espero que nada disso dê errado.

Emily POV:

Quando chegamos ao local, os fogos tinham acabado de começar.

- Nossa! Eu não me canso de ver eles todos os anos, é tão mágico! - digo olhando para o céu.

Olho em volta para falar com Andrew, mas não vejo ele ao nosso redor, acho que ele não conseguiu seguir a gente. Em vez disso, vejo alguns casais melosos, o que me trás lembranças ruins.

- Quer ir para longe daqui? Ainda podemos ver os fogos do outro lado, e lá não tem tantos casais como aqui. - Clara diz percebendo o meu incômodo.

- Eu adoraria! - digo aliviada.

Nós fomos para o outro lado do local, onde as pessoas não vão, pois é mais alto e o vento é muito mais forte, então nos sentamos para olhar os fogos.

- Acho que demos sorte, não está ventando tanto como pensava.

- Acho que sim... - Clara diz desanimada.

- O que foi?

- Você... disse que não se incomodava de eu te beijar... por pena? - ela diz olhando para mim.

Eu não achei que ela tocaria nesse assunto tão cedo. Sinto meu rosto esquentar. Não fiz por pena, claro! Eu gostei muito aliás... Eu nunca tinha sentido um sentimento forte assim antes.

- Claro que não, eu nunca faria algo horrível assim!

- Mas você também não gosta de mim...

- Eu gosto! Claro que gosto! Eu... - estou começando a sentir meu coração acelerar.

- Você? - ela diz erguendo uma de suas sobrancelhas.

Eu já tinha percebido isso, ela me faz ficar nervosa apenas com a sua presença, me faz corar com muita facilidade. Acho que eu nunca tinha percebido, mas agora que parei para pensar, eu já estava... apaixonada por ela!?

- ... realmente gosto de você... - digo envergonhada, como pude ser tão cega e não notar meus próprios sentimentos?

- O seu gostar é diferente do meu...

- Não! Não é, é o mesmo sentimento, eu também te amo Clara! - digo fazendo ela se surpreender com minha resposta.

Só consigo ver as lágrimas escorrendo de seus olhos e seu rosto ficando corado.

- Ai! Não chora, calma! - digo sem saber o que fazer e sentindo meu coração apertar.

- Está tudo bem, eu estou chorando de felicidade. - ela diz enxugando suas lágrimas.

Ela coloca seus braços em volta do meu corpo me abraçando, e isso faz com que eu me acalme e meus batimentos diminuam.

- Mily, nós podemos ficar assim por mais algum tempo? - Clara fala entrelaçando suas mãos nas minhas.

- Eu gostaria muito! - digo sorrindo.

Continua...



 


Notas Finais


Bom, o próximo capitulo sai ainda essa semana, pois sei que demorei muuuito e quero me redimir com vocês leitores.
Até logo pessoal!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...