História How long will she wait? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama
Exibições 58
Palavras 997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


COMO PROMETIDO!

o casal está mais vivo do que nunca
pro justin não p ela ;D

boa leitura

Capítulo 4 - Chapter four.


Fanfic / Fanfiction How long will she wait? - Capítulo 4 - Chapter four.


Adeline Point Of View, 
     Ohio, - 24 de Julho de 2016, Terça feira.
 

Estamos longe demais, só falado o que necessário. Isso me corrói por dentro e eu não sei se ele sente o mesmo, não da mais para viver assim, eu não consigo. Talvez ele tenha encontrado outra pessoa que o faça mais feliz do que eu já fiz. Sempre temos um propósito em nossa vida, o meu era o fazer feliz por que eu amei, eu amo. Eu estou sozinha, novamente. 
 

É difícil dizer adeus. Já recitei diversas vezes como eu posso dizer que acabou, que não dá mais. Eu tento ser forte, um lado de mim nunca encontrou isso. Eu odeio que isso seja a verdade. Eu quero sentir ele em todos os lugares, nada mais prazeroso que sentir seu corpo em mim, sentindo suas mãos em mim. 
 

Tudo que eu sinto agora são cicatrizes que não sei se vão se fechar rápido. Por mais conselhos que tenho não é o suficiente, aprendi com a vida. O amor é ordinário. Não há ninguém como ele, como ele me fez sentir isso. Nunca me apaixonei, ele me ensinou isso. Por fora grito que não te quero mas por dentro imploro por você. 
 

Ele é o único que eu desejo esquecer. O único que eu não queria perdoar. Eu queria poder ficar com ele, mas o próprio não permitiu isso e faz como se não estivesse acontecido nada. Todas as saídas são comprovações, mesmo falando que estava trabalhando, por que todas são mentiras. Cansei de todas suas mentiras, um dia você sabe que eu iria me cansar e chegou. 
                                   

  ***

 - Querida? - Ouvi sua voz me chamando. Me admira ele está em casa ainda essa hora. Saí da cozinha indo ao seu encontro. 
 

- Sim? 
 

- Aceita sair para jantar? - Perguntou. Ele acha que um jantar vai fazer mudar minha idéia, mesmo assim irei aceitar. 
 

- Aceito, mas você vai fazer igual o outro dia? Sair, prometer e me deixar plantada? - Perguntei. Seus olhos no mesmo instante brilharam. 
 

- Claro que não, Adeline. Eu não irei fazer isso. Posso ver você pronta ás 19:00? - Perguntou.
 

- Sim, já irei me organizar, já são 18:00 da tarde. 
 

Seu sorriso brilhou naqueles lábios perfeitamente desenhados que levaria qualquer uma a loucura. O sorriso mais bonito de todos, parecia feliz. Ele caminhou em minha direção colando aqueles belíssimos lábios nos meus começando um beijo de molhar calcinhas. Macios como veludo deslizavam em minha boca com vontade, suas mãos inquietas me tocando com vontade, como se precisasse daquilo. Minhas mãos se mantinha em sua nuca, como eu senti falta disso, parece que foi a primeira vez que eu o beijei. Aquela língua fazia coisas mágicas. Mais uma vez suas mãos nervosas apertavam minha cintura, desejo. Eu estava totalmente encurralada, eu queimava por dentro. Nós dois. 
 

- Quero você linda hoje, meu amor. - Dito isso, ele saiu pela porta.

 Uau. Ele é incrivelmente bom, tinha me esquecido isso. 
                             

  ***
 

Usava um vestido preto aberto nas costas com um decote simples na frente, acima dos joelhos. Meus saltos vermelho fechado. Eu estou muito bonita. Meus cabelos estavam presos em um coque apresentável.
 

Desci as escadas ansiosa, meu coração batia forte, parecia que estava indo pro meu primeiro encontro. E lá estava ele no fim das escadas me esperando. Realmente ele cumpriu o combinado.

  - Você está incrível. - Ele disse.
 

- Obrigada. Você está lindo. - Sorriu me dando um beijo na bochecha. Vamos lá Adeline, não caia a tentações. Isso é pretexto para se desculpar sobre o último encontro, e acontece de novo. Vai ser um ciclo.
   

Justin Bieber Point Of View.
 

De algum jeito eu tinha que me redimir, ela é a mulher perfeita a qual qualquer homem queria ter em casa. Eu sou um miserável que traí essa mulher. Todas as vezes que eu menti me senti péssimo, ela não merece isso. Ver aquele sorriso lindo em plena manhã, todos os dias, dói. Por que ela sempre esteve ali para mim e eu nem sempre estive. Ela é dedicada eu admiro isso, além de bastante paciente.
 

Agora aqui estou eu levando a mulher mais bonita de todas para um jantar depois de ter furado com ela em uma noite anterior. Tentando fazer o certo. Fui para a farra e esqueci dela, mulheres me rodeavam como se eu fosse a presa perfeita e eu gostava disso, mas só no calor do momento. Quando voltava pra casa já tarde, e era difícil ver ela deitada no sofá, ela sempre me esperava. Eu a carregava no meio da noite para a cama fedendo a cerveja, todos os dias. 
 

Escolhi o melhor restaurante de Ohio, ela vai gostar, eu sei que minha mulher vai gostar. Eu não quero que ela me deixe, sinto que esse momento está próximo. Perto de ser deixado, e eu mereço isso. Não presto, não sou o suficiente para ela, não sou o cara que ela sempre sonhou a partir do momento em que nos conhecemos. Eu amo essa mulher de verdade. 
 

Parei o carro em frente ao restaurante, ela parecia está feliz. Abri a porta do carro pegando em sua mão, ela estava belíssima, eu realmente não merecia ela. Posso repetir quantas vezes for.
 

A acompanhei até a mesa puxando a cadeira para ela sentar, feito. Sentei em sua frente e fiquei observando seus traços, ela tem o rosto lindo o formato do seu nariz, os seus olhos brilhantes a boa maravilhosa. Percebi que seu rosto começou a ficar vermelho, ela sentia vergonha quando eu observava ela demais. Ela ficava nervosa.
 

- Você é a mulher mais linda da noite. - Falei. Ela sorriu largo.
 

- Só hoje? - Perguntou. Peguei em suas mãos.

  - Você é linda sempre, meu amor. - Falei

O garçom se aproximava de nós com o cardápio.

  - Boa noite, senhores, aqui está o cardápio.
 

- Traga o melhor vinho que estiver na casa, quero agradar minha mulher.
 


Notas Finais


AGORA SO PRÓXIMA SEGUNDA BBS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...