História How to Love? - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Rufus Lore
Tags Fairy Tail, Lucy Heartfilia, Lucyalvees, Rufus Lore, Rulu, Shadow Nakagami
Visualizações 178
Palavras 1.433
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente.. Vocês dão sorte mesmo! Logo conto o porque.
Quem tá afim de conhecer a Minerva?

Boa leitura 📖

Capítulo 14 - Minerva Orland.


Rufus Pov's

Lucy e eu poderíamos nos beijar o dia inteiro que eu não me importaria, esperei muito aquele momento em respeito a ela, mas ali. Abri mao de tudo pra estar com ela mais um pouco.

Nos afastamos e ela sorriu de forma envergonhada, eu já havia até me esquecido que não estava mais com máscara. Era estranho e curioso que ela não visse minhas cicatrizes quando eu via. Kyouka via e Minerva também poderia ver.

-Acho que isso significa que realmente estamos juntos não é? -ela brincou sorrindo gostoso.

-Sempre estivemos Lucy... Só formalizamos agora. -pisquei e a fiz corar.

A loira a minha frente parecia querer dizer algo, mas Orga surgiu a cavalo e sorriu ao ver nosso piquenique romântico.

-Desculpe atrapalhar Alteza.. Senhorita.. -ele fez uma reverência educada. -Mas estamos com alguns problemas.. A rainha descobriu o noivado e está surtada no castelo.. Enquanto a Senhorita Minerva voltou do reino de Álvares.

-Ah.. -olhei Lucy com um sorriso. -Acho que é melhor voltarmos.. Quero que conheça minha melhor amiga. Minerva Orland.

-Claro. -Lucy sorriu, mas senti uma pitada de insegurança em seu olhar.

-Oque há?

-Ela é só sua amiga mesmo? -perguntou seria. -Porque eu já fui traída.. E não queria correr o risco novamente. Fiquei olhando naqueles olhos chocolates, tão intensos e fortes.

-Sim. É só minha amiga. -falei e levantei. Lucy pareceu se acalmar e levantou comigo.

Juntos rumamos de volta para o Palácio. Orga não exagerou quando disse que minha mãe estava surtada. A rainha andava de um lado para o outro e falava várias coisas sem respirar. Minerva ria de forma divertida, sentada de forma totalmente educada em uma cadeira. Ao me ver o sorriso da morena aumentou bastante.

-Rufus! -ela correu e me abraçou. Retribui o abraço e me afastei animado. Queria muito que ela conhecesse Lucy. -Quanto tempo! Você não mudou nada! Por que esta de máscara?! Espero que não sejam as cicatrizes! Não seja bobo! -ela disparou de falou. Era mania de Minerva falar muito quando animada.

-Ei... Respire para falar. -dei risada. -Eu estou bem Minerva.. Estou de máscara pelas cicatrizes sim. Não adianta discutir.

-Você não tem jeito. -ela balançou a cabeça negativamente.

-Eu quero que conheça alguém. -puxei Lucy mais para o meu lado. -essa é Lucy Heartfilia.. Me deu a honra de aceitar se casar comigo.

-Muito prazer. -Lucy sorriu de um jeito lindo.

A feição de Minerva mudou, primeiro para choque absoluto, depois uma profunda tristeza, mas ela rapidamente voltou a sorrir.

-Ah! Então essa moça linda é a noiva que sua mãe tanto fala? Muito prazer! Sou Minerva Orland! -Ela apertou a mão de Lucy.

-O prazer é meu. -Lucy sorriu mais, eu notei todas as feições de Minerva. Sabia exatamente o que se passava dentro dela.

-Rufus! Lucy! -Minha mãe se aproximou correndo. -Vocês vão se casar! Temos que fazer o baile de noivado! Depressa! -ela segurou a mão de Lucy. -Vamos comprar tudo que for necessário e a Minerva vai conosco!

E simples assim, minha mãe saiu arrastando as duas para longe de mim. Lucy riu e me mandou um beijo. Minerva me lançou mais um olhar triste antes de se deixar levar.

-Eu não sei Príncipe.. Mas.. Não acho que foi uma boa ideia apresentar a senhorita Lucy para a Minerva.

-Ela iria descobrir mais cedo ou mais tarde. Preferi que fosse por mim...

-Mas você sabe que ela...

-Aquilo foi passado Orga. Uma coisa tola.. Minha e dela..

-E o senhor não contou para a senhorita Lucy.. Se ela descobrir..

-Ela não vai.

Era isso que eu esperava.

Lucy Pov's on:

No começo imaginei que casar com Rufus de uma hora para a outra era a maior loucura da minha vida. Eu o conhecia há poucos meses e aquele era nosso contato mais íntimo e ela já queria casar.

Depois, pensei que não importava. Eu só saberia que iria cometer um erro se tentasse, não é? Ele estava disposto a tentar casar comigo mesmo me conhecendo há pouco, então eu estaria disposta também.

Eu sabia que estava apaixonada por Rufus quando senti falta dele nesses dias todos. Desde o parque de diversões comecei a querer estar mais com ele. Queria conhecer todos seus lados e ser aquela que ele pensasse durante o dia inteiro.

Agora, ali estávamos nós. Noivos e nos beijando.

Estranhei que ele falava tanto das cicatrizes e não havia uma única em sua face. Talvez como tempo a genética dele as fez desaparecer. Bem, isso não era possível. Uma cicatriz fica pra sempre, mas eu não podia vê-las. Talvez eu devesse perguntar a Grandine o motivo.

Conhecer a melhor amiga dele, foi algo um tanto quanto incomodo pra mim. Namorei um garoto chamado Loke que tinha uma melhor amiga. Áries. E os dois tinham um caso. Não que a culpa fosse dela. Ela nem imaginava que ele namorava. Só descobriu quando o pressionei para conhecê-la e ele me apresentou como sua melhor amiga. Ela ficou ofendidissima, e o desmascarou na frente dele. Contou com detalhes cada saída que tiveram e todos seus momentos juntos. Me pediu perdão pois não sabia que ele namorava. E até hoje quando me vê ela pede desculpas.

Nunca mais confiei em homem nenhum depois daquilo. Não quis me apaixonar ou amar alguém. Não que eu amasse Loke. Tinha um carinho muito grande e gostava de estar com ele, mas me sentir traída era a pior sensação do mundo.

Minerva era diferente do que imaginei no caminho de volta pro Palácio. Puxou assunto comigo e sorriu o tempo todo, embora eu notasse o olhar distante e triste dela. Talvez ela já soubesse da morte de Sting e estivesse sofrendo por isso.

-Então precisamos ir na lojas de vestidos e nas lojas de flores.. Vamos fazer um baile digno de uma princesa!

A rainha continuava falando sem parar. Algumas coisas eu ouvia. Outras não. Na maior parte das vezes me concentrei na conversa com Minerva. Ela era filha de um poderoso Embaixador de Fiore. Porém o pai era muito rígido e frio com ela, mas ela não se importava realmente. Tinha sua mãe que lhe dava total atenção.

-Sabia que conhecia seu nome de algum lugar. -ela sorriu mais. -Meu pai e o seu são sócios. -Comentou enquanto eu falava um pouco mais da minha família.

-Então você vive com a família real desde pequena?

-Ah sim.. Cresci com Sting e Rufus.. Claro.. Que com Rogue também.

-E como o Rufus era? -perguntei curiosa. Ela sorriu.

-Quando pequeno era uma peste. Viva se metendo em confusão com Sting e Rogue, gostava de correr e aprontar. Só que quando completou uns quinze anos.. Começou a ficar mais responsável. Era o irmão mais velho de Sting.. Então precisava dar exemplo.

-Não consigo imaginá-lo aprontando. -dei risada.

-Ah. Ele era terrível.

Depois disso nos concentramos nos vestidos que a rainha colocava em nossa frente. Um mais lindo que o outro, mas eu queria algo que fosse especial.

-Alteza.. Eu sei que pode parecer indelicado, mas.. Posso mandar fazer o meu vestido?

-É claro! -Os olhos da rainha brilharam.

Fomos a estilista e dei todos os detalhes que me lembrava. Quando a mesma finalizou o desenho fiquei admirada. Era idêntico ao que eu queria. Um vestido semelhante a um tomara que caia com as mangas caídas nos ombros. A saia ao estilo balão com vários detalhes e babados. Eram num tom rosa claro e rosa escuro, com um branco discreto. Minha mãe usava um vestido semelhante a esse quando era viva e queria muito usar aquele.

Quando íamos saindo da loja. Minerva se retraiu, em seguida a rainha também parou toda rija e seria. Fiquei sem entender e olhei para a frente procurando o motivo delas estar daquele jeito.

-Oque foi Minerva? -perguntei ansiosa. A morena cerrou os punhos e antes de falar uma moça parou a nossa frente.

-Ora.. Ora.. Ora.. Quem diria.. Minerva Orland.. E.. -ela olhou a rainha. -Majestade.. Que prazer vê-las aqui.

-Seu tom não mudou nada. Continua pingando veneno.. Não é mesmo? -a rainha respondeu. A mulher pareceu divertida.

-Isso não é um tom para uma rainha. -ela debochou e me olhou. -O novo brinquedo do príncipe.. Lucy Heartfilia... O reino inteiro já sabe do baile de noivado. Você foi bem rápida.

-E o que você tem a ver com isso? -arqueei a sobrancelha, ela obviamente não gostou. -Você sabe quem eu sou.. Mas eu não tenho ideia de quem você seja.

-Ah.. Que falta de educação a minha. -ela jogou os cabelos, eram lisos e num tom verde muito escuro. -Me chamo Kyouka. Muito prazer.

Continua...


Notas Finais


Eita poha! A Kyouka apareceu!
O Rufus está escondendo algo da Lucy e a Minerva está claramente triste.
Gente a Minerva é um nenê.. Então não odeiem ela.. Odeiem a Kyouka xD
Eu disse que vocês dão sorte porque logo depois que me desejaram sorte.. Eu consegui um emprego. Eu amo vocês demais.
Enfim.. Oque acharam do capítulo?
Espero que tenham gostado e até o próximo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...