História Hug Me •{VHope}• - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok!bottom, Hoseok!top, J-hope!bottom, J-hope!top, Jikook, Namjin, Taehyung!bottom, Taehyung!top, V!bottom, Vhope, Vhope!!flex, Vtop, Yoonseok
Visualizações 164
Palavras 597
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Apenas um sentimento.


Fanfic / Fanfiction Hug Me •{VHope}• - Capítulo 4 - Apenas um sentimento.

Se Hoseok pudesse voltar no tempo, ele excluiria aquele dia de três anos atrás quando os lábios de Taehyung violaram sua paz pela primeira vez.

No começo, Hobi pensou que seria fácil, pensou que poderia continuar sua vida como ela sempre foi e que poderia conciliar a amizade que sempre teve com Taehyung e os beijos, cada dia mais quentes, que trocavam às escondidas.

Mas Hobi não sabia a dimensão que aquilo tudo tomaria e em que rumo desastroso seguiria.

Logo o sentimento de posse ia surgindo entre as salivas trocadas e o medo, o ciúme e a insegurança começaram a brotar no coração de Hoseok.

Por que ele tem que ser tão amigável com todo mundo?

Hoseok as vezes deixava pensamentos como esses escaparem e rodarem por sua mente. Era óbvio que era ciúmes, mas Hoseok não admitiria aquilo nem sob tortura e logo tratava de esquecer.

Por que ele não veio dormir comigo hoje, será que ele se cansou de mim?

Eram outros pensamentos que as vezes lhe surgiam. Claramente insegurança, mas Hobi não se sentia no direito de cobrar nada do mais novo.

Não é como se fôssemos namorados ou algo do tipo, que direito eu tenho sobre a vida dele?!

É, Hoseok não sabia mais como lidar com aquilo, era óbvio que entre um beijo e outro o sentimento acabou surgindo. Existia muito mais do que apenas broderagem nos carinhos que trocavam, pelo menos para Hoseok sim e ele odiava se sentir daquele jeito.

Odiava achar que o mais novo apenas se divertia consigo e nada mais. Hoseok não suportaria aquilo por muito tempo, ele não queria dividir Taehyung com mais ninguém.

(…)

–Hyung, o quê houve?

Já havia se passado quase um ano que estavam ‘juntos’ e Hoseok resolveu que não podia prolongar aquela loucura por nem mais um dia.

–Taehyung, nós não podemos mais continuar com isso!– Hobi falou com firmeza ainda se mantendo de costas para o mais novo, na sacada do hotel em que estavam hospedados.

–Por quê, hyung? Até ontem nós estávamos tão bem!– O mais novo protestou ainda tonto por ter sido pego surpresa.

–Você sabe o porquê desde o primeiro dia em que a gente concordou com essa loucura. Nós somos homens, não devíamos ter esse tipo de intimidade. Eu não posso mais continuar aceitando isso, Taehyung!– A voz soou mais trêmula do que Hobi gostaria de admitir, mas não se deu ao luxo de gaguejar. –Só não insista mais nisso.

–Eu e-entendo...– Hoseok apertou os olhos e a proteção de metal da varanda. Pela entonação do mais novo, Hoseok sabia, que este estava prestes a chorar, se já não o estivesse fazendo. –Eu não... não vou mais incomodar você... me desculpe e obrigado por tudo...

Hoseok permitiu às pernas trêmulas desabarem assim que ouviu a porta do quarto se fechar e as lágrimas escorreram abundantes, salgando seu rosto.

Hoseok havia mentido, não era aquele o real motivo. Hoseok se viu apaixonado e, para ele, era algo sem reciprocidade. Se ele não podia pedir a Taehyung para ser só seu, então de nada adiantava continuar vivendo aquilo. Aquela mentira.

(…)

Por que eu ainda penso nisso?

Hoseok fitou a própria imagem refletida no espelho ao lado da cama, a cara lambuzada de creme, percebendo os olhos marejados.

Já fazia tanto tempo, mas aquele pensamento ainda lhe afetava e a saudade que sentia dos velhos tempos parecia, às vezes, querer consumir seu coração, como um fogo reduzindo um pedaço de carvão a cinzas.

–Hyung! eu posso entrar?– Hoseok ergueu os olhos e fitou a porta do quarto através do espelho e seu coração deu uma volta dentro do peito.

Taehyung?


Notas Finais


Capítulo revisado! Se ainda tiver algum erro, me perdoe, por favor! 😊
E aí?! O próximo capítulo vai ter interação do OTP, se Deus quiser!
Por favor não percam suas esperanças.
Do not let hope die!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...