História Hunt - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias DAY6
Personagens Dowoon, Jae, Sungjin, Wonpil, Young K
Visualizações 15
Palavras 612
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Colegial, Comédia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E AÍIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Sim, mais um fanfic... mesmo eu estando com Sober pra escrever hahaha desculpa mas eu simplesmente tinha que escrever alguma coisa só com esses lindos. Estou absolutamente viciada nas musicas deles, inclusive o título da fanfic é o nome de uma das músicas e que é uma das minhas favoritas também!
Vou explicar como ela vai funcionar com calma nas notas finais, ok?

Espero que gostem!!!!!!!

Capítulo 1 - Jaehyung- O Bruxo Branco


Fanfic / Fanfiction Hunt - Capítulo 1 - Jaehyung- O Bruxo Branco

Jaehyung- O Bruxo Branco

 

“Ele colecionava atrevimentos,

andava pela sua vida vestido de liberdade

 e chocava aquela gente cheia de pudor

que não ousa ser dona do próprio destino

– Zack Magiezi”

 

Alguém pode, por favor, me explicar o porquê diabos uma pessoa iria construir uma escola no meio de uma floresta? Já fazia mais de uma hora que eu estava naquela mata fechada, sendo picado por todos os diferentes tipos de insetos e tendo coceira por lugares que eu nem sabia que poderiam coçar. Quando é que eu vou chegar? Estou começando a me arrepender de me deixar ser persuadido por meus pais a vir pra cá. Não havia necessidade. Eu sou um bruxo perfeitamente estável e controlado, esse reformatório para aberrações não é o meu lugar.

Tudo bem, eu realmente usei um feitiço para deixar uma garota careca, mas foi só porque ela estava maltratando uma outra garota que tinha um corte de cabelo masculino. E, sim, antes disso eu também tinha incendiado a casa de um professor porque ele não tinha me dado meu merecido A+, mas ele era rico... uma casa a mais, uma a menos que diferença fazia? Hm... pensando bem, acabei de me lembrar da vez que eu fiz um menino comer um balde de minhocas na quinta série porque ele roubou meu lanche e também teve aquela outra... OK! Eu admito, eu tenho meus problemas em controlar os poderes. Mas nada que um pouco de terapia ocupacional não resolvesse, agora um internato? Melhor! Um reformatório? Meus pais só podiam estar zoando com a minha cara.

Olhei para cima, aproveitando para respirar um pouco mais de ar, sentindo que meus pulmões já estavam pedindo misericórdia. Eu não conseguia dizer que horas eram pela iluminação do dia, as copas das arvores eram tão próximas umas das outras que a luz do sol não passava por elas direito. Isso nem era a pior parte, na verdade. A pior parte eram os barulhos esquisitos que eu tentava não ouvir, mas que ecoavam por todos os lados daquela floresta. Eu não sabia dizer se eram animais... ou coisa pior.

Entenda, não é porque eu sou um bruxo que eu sou imortal ou que não tenha medo. Eu sei fazer um feitiço ou outro, mas sou muito novo ainda para fazer algo realmente grande que pudesse me proteger de outros seres sobrenaturais por exemplo. E, por mais que eu seja um pouco mais alto que a maioria da população, eu era um baita de um magrelo, franguinho. De jeito nenhum que num confronto com outro (de minha espécie ou não) eu iria sair vivo. Eu sei que eu estava indo para uma escola e que em teoria era para ser um lugar protegido, da paz; mas, convenhamos, um bando de jovens, borbulhando de hormônios e mais poderosos que a maioria, juntos em um mesmo ambiente não podia terminar em coisa boa.

Esfreguei as mãos, preparando-me para retomar a caminhada/tortura, e em um movimento de mãos, levando a direita em diagonal para cima e a esquerda em diagonal para baixo, invoquei o mapa que meus pais tinham me dado, checando se eu estava no lugar certo. O pontinho verde que piscava na estranha folha de papel feita de pura energia indicava onde eu estava e, para a minha alegria, eu estava perto. O único problema é que eu não conseguia ver nem sinal do colégio e meus pais me disseram que a construção era gigantesca. Será que esse treco estava errado?  

O barulho de centenas de galhos sendo quebrados acima de mim me fez arregalar os olhos e, em uma reação involuntária, agachei-me, cobrindo a cabeça com as mãos. O QUE ESTAVA ACONTECENDO? 


Notas Finais


Bom, então!!!!!!!

Os primeiros quatro capítulos que eu já vou postar são capítulos de breves apresentações dos personagens, mas futuramente a fic vai ser narrada pelo Jae principalmente. Me baseei em algumas coisas do mundo sobrenatural, mas não quero que vocês se apeguem a coisas que vocês já sabem sobre isso porque tem coisas que eu decidi dar uma mudada e ser criativa sobre. Tanto sobre as características dos seres quanto aos próprios meninos (em questão de idade, personalidade, etc).
Não vou definir um país/ cidade nem vou colocar as características da cultura coreana na fic, tá? Mas ela se passa no século XXI, principalmente dentro do Internato e arredores. Ah! Sim! Muitos idols vão aparecer nessa fic, mas eles não vão ganhar tanta importância, por isso que eu não os citei nas tags da fic. Então se vocês virem um nome conhecido, pode pensar no bias que é ele mesmo hahahahaha.

Acho que é isso... o que eu for lembrando eu vou colocando nas notas finais e vocês também podem perguntar pelos comentários!

Beijooooooo <3 Espero ver vocês nos próximos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...