História Hunter x Hunter: Alguém além... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Chrollo Lucilfer, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Isaac Netero, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight, Personagens Originais
Tags Gon, Hisoka, Hunter X Hunter, Killua, Kurapika, Leório
Exibições 20
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura ;D

Capítulo 3 - Um lugar diferente


Fanfic / Fanfiction Hunter x Hunter: Alguém além... - Capítulo 3 - Um lugar diferente

Quando entramos na vila algumas pessoas nos observavam, eu já esperava aquela reação de sempre, gritos pessoas correndo se escondendo, mais não neste lugar não foi assim, mesmo estando com as minhas costas completamente expostas, e a marca a vista ninguém fugiu,muito pelo contrário correram até onde Kairo estava  e pediram pra ele me deitar no chão. Uma senhora atravessou no meio da muvuca de pessoas e se abaixou onde Kairo havia me deitado. Pelo que ouvi a população falar o nome dela era Kido.

 

* Kido- O que aconteceu?

 

*Kairo- Estavamos, velejando pegamos uma tempestade e nos perdemos no mar, ele está desidratado e com insolação,

 

* Kido - O meu Deus, por que fazer isso com a pobre criança, venham comigo, eu vou cuidar de vocês e podem ficar na minha casa. O tempo que for necessário.

Eu via todo aquele reboliço em volta de mim, e me assustava, as pessoas não fugiam de mim e não tinham medo de me tocar, mesmo tendo visto minha marca, aquela senhora acariciava meu cabelo e meu rosto, e na expressão dela não vi nojo, nem desgosto, e sim um aparente sentimento de tristeza, nesse momento não me contive e chorei, nunca antes alguém além de Kairo tinha me olhado daquele modo, nem meus pais, as lágrimas escorriam e ardiam na minha pele que estava em carne viva, eu queria poder agradecer mais estava tão mal que não conseguia falar, Kario tinha mentido sobre o que havia acontecido e por isso pensei que provavelmente era assim que deveria ser.

Fomos para a casa da senhora e lá eles me deram água, muita água por sinal, minha barriga parecia que ia estourar e depois de três horas em modo praticamente vegetativo, eu consegui ter alguma reação e me mexer.

 

* Kido - Oi, tudo bem com você agora?

 

*Mizuke- Oi, sim estou muito obrigada por cuidar de mim.

 

* Kido - Olha aqui tenho algumas roupas do meu filho, separei pra você, tem um banheiro logo no final deste corredor, é só você sair a porta e se virar para a esquerda.

*Mizuke- Sim, agradeço muito a senhora.

 

 Ela saiu eu olhei para o lado vi Kairo, sentado em uma cadeira, ele estava diferente, a pele estava extremamente mais clara, os cabelos estavam molhados e caídos pelo rosto, a roupa estava limpa e até o cheiro dele estava diferente, ou era meu nariz que ainda estava quebrado ou sei lá. Ele me olhou e sorriu, eu nunca tinha o visto sorrir e isso me deu um certo susto.

 

*Kairo- Como você está?

 

*Mizuke- Estou bem, e que sorriso foi esse? E essa roupa? E esse cabelo? E esse cheiro?

 

*Kairo # gargalhagas# - Voce pergunta demais sabia, só estou feliz, finalmente encontramos um lugar onde você não é uma aberração. Sei que ficou triste comigo desde o dia em que eu briguei com você na floresta, na noite em que fugimos mais eu sabia pelas minhas viagens que existia lugares que você seria tratado como uma pessoa normal, o único lugar que te tratavam diferente era naquele onde viviamos, que sinceramente está na idade da pedra, enfim achamos um desses lugares  a roupa bem a senhora Kido que me deu, era do filho dela que morreu, o cheiro bem eu tomei banho, o cabelo eu lavei, aqui tem xampu e condicionador, diferente de onde agente vivia, aqui tem coisas pra tomar banho direito! #risos#

 

De certo modo as palavras deles, me assustaram, eu não sabia que era isso que ele queria pra mim, muito menos que existiam lugares onde eu era um ser normal.

 

*Mizuke- Xampu, condicionador? Que isso?

 

*Kairo # mais gargalhadas#- È uma coisa que tem vários cheiros agradáveis, e que deixa o cabelo da gente com cheiro bom, e o condicionador deixa macio. Como o seu corpo está quase que só na carne viva, acho melhor você tomar banho na água morna, e não usar bucha pra evitar que arranque tudo, vou arranjar um creme pra você, pra hidratar a pele, se bem que você vai sofrer um pouco mais, vou fazer um preparado de ervas, pra você beber, que vai fazer você trocar de pele.

 

Olhei pra ele pensativo, nunca tinha visto Kairo tão alegre, e que merda era essa de creme, mais tinha certeza que eu ia descobrir, aquela coisa da pele eu fiquei meio sem entender.

 

*Mizuke- Àgua morna? Nossa isso aqui é o paraíso #Sorri#, mais aqui pra que trocar de pele?

 

*Kairo- Olha Mizuke sua pele é cheia de cicatrizes, alguns podem pensar que você era escravo ou algo assim e isso pode gerar problemas, quando trocar de pele completamente, suas cicatrizes irão desaparecer, menos a sua marca, ela foi feita a muitos anos e é um selo, esta nunca vai desaparecer.

 

*Mizuke- Selo? Como assim selo?

 

*Kairo- Mizuke não fizeram esse símbolo em você atoa, quando eu te conheci procurei saber sobre sua marca, e descobri que era um selo, não sei pra que ele serve, mais pretendo descobrir.

 

Fiquei assustado ao ouvir essas palavras, jamais pensaria que aquilo fosse um selo.

 

*Mizuke- Entendi, depois quero saber  tudo. #Bati palminhas, e sorri#

 

Eu saia pra tomar banho, quando Kairo me chamou a atenção de cabeça baixa, o que me assustou e preocupou.

 

*Kairo- Mizuke só uma coisa, tome muito cuidado, agora as pessoas se aproximam de você, pense bem nisso, lembre sempre do segredo que você guarda, aqui não é como lá que as pessoas não te tocam, por que tem medo de você, as coisas aqui são diferentes, vou procurar algumas coisas pra você poder esconder ele melhor e assim que você melhorar, eu vou treinar seus sentidos e suas técnicas novamente, nós iremos arranjar um emprego, e quando eu vir que você está mais forte e resistente que eu, vou te levar pra fazer o exame Hunter, e não ficarei mais na forma humana, mais sim na minha forma original, estou nessa forma há muitos anos, e preciso muito descansar dela, tudo bem?

 

Algumas lágrimas ameaçaram rolar pelo meu rosto ao ouvir aquelas palavras, porém pensei comigo “Engole o Choro”, e perguntei.

 

*Mizuke- Você vai me abandonar?

 

*Kairo- Idiota, eu jamais te abandonei até hoje, não será agora que irei fazer isso, te considero meu filho, o meu eu vi morrer, no dia em que te raptaram. Eu era do exército e tinha acabado de voltar de uma guerra, estava em casa, morava na floresta perto da sua vila tentei salvar ele e minha esposa mais não consegui, eu gostava de lutar ao lado dos humanos, na forma humana, as armas as lutas me fascinavam, mais naquela noite de nada valeu.

 

*Mizuke- Seu filho e sua esposa morreram por minha causa...

 

Não consegui me conter e as lágrimas rolaram. Não esperava uma reação dessa vindo dele. Ele me abraçou, devagar por causa da minha pele destruída e disse:

 

*Kairo- Não, Mizuke você não tem culpa de nada, é só uma criança...

 

Ele me soltou, enxugou minhas lágrimas e mandou:

 

*Kairo- agora vai tomar banho, que seu prazo de validade, venceu faz tempo, Voce já esta podre...

 

*Mizuke- Tudo bem, e... Eu sei e... Já fui!

 

E sai pra descobrir o que era o Senhor xampu e o senhor condicionador.


Notas Finais


Espero que estejam gostando :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...