História Hunter x Hunter: atarashi densetsu - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Gon Freecss, Killua Zoldyck, Personagens Originais
Tags Amizade, Aventura, Família, Hunter
Exibições 39
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Batalha x Damas x Quebrando regras


O silêncio emanava quase absoluto naquela arena, somente o som do vento marcava presença, até que o som das correntes dos prisioneiros do outro lado resoou, elas caíram.

 

- Aqui vamos nós de novo...faz muito tempo... - Falava o líder, um homem velho mas musculoso com uma grande cicatriz no peito e uma cortando-lhe um dos olhos.

 

- O que significa tudo isso....? - Pietro, tenso.

 

- Ah, eu não sei não - Gina, inocentemente - Vou perguntar. Ei moço!!! Pode nos falar o que está acontecendo?

 

Pietro fica com uma gota, Killua fica meio abismado, Kolulu com vontade de dar risada Toko também.

 

- Ah! Ha, ha, ha! Que mocinha mais interessante, eu não esperava por essa mas as explicações seriam dadas de todo o jeito. Escutem, esse lugar aqui é onde terão a primeira luta conosco, ela é livre então escolham o tipo que quiser.

 

- Ah! Legal! Parece divertido! - Sorri animada.

 

- Não se empolgue tão cedo mocinha, as batalhas serão em duplas e o tipo da batalha deverá ser eleito pela maioria dos participantes. Escolham bem suas duplas.

 

- Ah! Isso é fácil! Eu vou ficar com o Killua! - Ela fala empolgada, pegando a mão do mesmo e erguendo a outra, com a palma aberta, para o ar.

 

- Ein?! Q-quem deixou você decidir? - O garoto cora muito, pois, no Japão, uma mulher dar as mãos com um rapaz é algo muito íntimo, geralmente reservado à namorados.

 

- Eu prefiro lutar sozinha mas...fico com Pietro, embora eu me ache mais confortável com Kiriko eu ainda não conheço suas habilidades, sinto muito....

 

- oh, eu entendo, não se preocupe senhorita Kolulu, ficarei bem.

 

- Senhor! E quanto ao que sobrar? - Gina.

 

- Servirão como um desempate, caso falte um ponto ele poderá escolher seu parceiro.

 

- Ah! Ok! Então, quem irá primeiro?

 

- Eu e Pietro iremos primeiro, assim já garanto 2 pontos pra nós.

 

- É o que tampinha?

 

- Você escutou.

 

- Kolulu, Pietro, por favor, parem de brigar um pouco - Gina.

 

- Gina tem razão, o tempo está passando e vocês discutindo só estão piorando - Killua.

 

- Certo... Vamos lá então. - Pietro.

 

 Kolulu assente e ambos andam até a arena de pedra ao mesmo tempo de outro par: o velho e uma moça de longos cabelos prateados, parecia muito magra e pálida.

 

- Bem, meu nome é Seth, esta é Lila, seremos seus primeiros adversários. Conversamos e decidimos por damas. E vocês?

 

- Baralho - Kolulu e Pietro. Embora o mais velho seja péssimo nisso Kolulu era melhor e era uma tremenda vantagem pra ele.

 

- Então está bem, vamos a votação, como está 2 a 2 todos os outros terão que participar.

 

Um minuto se passou até que todos votassem. 

 

- É, a maioria escolheu damas. - Kolulu - Tanto faz, vamos lá...

 

 De repente uma mesa pequena se elevou no meio da arena.

 

- "Isso é novidade..." - Pietro.

 

- Bem, vai funcionar da seguinte maneira: um de vocês vai jogar e o outro dirá de que maneira deverá jogar.

 

  Dito isto Seth se senta enquanto Lila se posiciona atrás dele. Sem sequer perguntar à Pietro a loira o empurra na cadeira, o fazendo se sentar.

 

- Ei! Quem foi que mandou...

 

- Quieto Pietro, só confie em mim.

 

- Certo... Tomara que saiba o que faz baixinha.

 

- É Kolulu, pra você. - irritada.

 

 O jogo começa, Seth e Lila com as peças brancas e Pietro e Kolulu com as peças pretas. Já se haviam se passado 30 minutos, das 12 peças de cada lado restavam 5 brancas e 3 pretas.

 

- Droga, nos cercaram. E agora Kolulu? Kolulu?

 

- Não consigo enxergar as peças direito...

 

- É o que?!

 

- Minha visão está turva, está tudo dobrado.

 

- Huhuhu, ela já percebeu. - Lila.

 

- Mas o que? Que fizeram com ela? - Pietro.

 

- É veneno... - Killua - Antes eu não tinha muita certeza, ela foi muito rápida, mas agora tenho 100 % de certeza, ela a envenenou.

 

- Ah... Entendo, então é assim... - A loira ajusta o seu penteado para um coque bem firme acima da cabeça - Pietro, pra trás.

 

- O que vai fazer?

 

- Entrar no jogo dela...

 

 A ruiva começa a gargalhar, convencida.

 

- Pensa mesmo em vir pra cima de mim?! É contra as regras loira! Mas tudo bem, se quiser partir pra a ignorância pra cima de mim nesse estado vai ser como chutar cachorro morto, não sabe com quem está lidando, eu era conhecida como "Lila, o demônio ruivo", e não vou perder pra uma...

 

 Antes que terminasse seu discurso Lila é fortemente atingida no estômago por um chute e cai de joelhos.

 

- Primeiro! alguém já lhe disse que você fala demais? então cale a boca e só volte a abri-la de novo quando não tiver asneiras pra falar; Segundo! 

 

  Kolulu atinge as costas da ruiva com um de seus chuís a afundando no chão.

 

 - Estou envenenada, não estou morta ainda, boa o suficiente pra te quebrar. Terceiro... Já que você começou jogando sujo altomaticamente você abriu a porta pra que eu faça isso...

 

 Com um rápido movimento a loira derrota todas as peças brancas em sequência, em seguida dá as costas pra os adversários mas para antes.

 

- Pelo visto a única que não sabe com quem está lidando aqui é você. 

 

  Ela vai para o seu lado da arena aonde Gina empolgada e Killua dando um assovio de "uau!" estavam esperando.

 

- É, realmente Kolulu, muito bom. Você mostrou pra eles. - Killua, aplaudindo de leve.

 

- Foi incrível! - Gina fala com os olhos brilhando, mas a empolgação some repentinamente quando a loira desaba suando frio e Pietro a segura. - Kolulu!

 

- Não se preocupe comigo, vai lá e termine a batalha, vou poupar as energias e lutar contra o veneno até lá.

 

- Mas Kolulu... - Gina preocupada.

 

- Não se preocupe, vou avaliar os sintômas e descobrir que veneno foi, ela é bem forte, ficará bem.

 

- uh... Mesmo? - Gina.

 

- Ficarei melhor se vocês ganharem mais pontos pra nós. - Kolulu.

 

- Mesmo?! Ok! Então faremos o nosso melhor! - Ela sorri brilhantemente, fazendo a loira sorrir de leve também.

 

- Vamos Gina?

 

- Vamos lá Killua! - Ela pega na mão do platinado o conduzindo para a arena com ela, sem perceber o rosto vermelho dele.

 

- Ei! Calma! Devagar! - Killua.

 

 Ao chegar no centro da arena um alto de aparência cadavérica e um homem musculoso, ambos com áuras assassinas os aguardavam.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...