História Hunters-interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas, Supernatural
Tags Interativa, Supernatural, Terror
Exibições 38
Palavras 1.995
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Segundo cap,bora?bom devo avisar que os capa serão meio...lentos de sair kkk,mais saíram prometo,enfim,vamos as fichas e em seguida,ao cap.

Nome:gary hastwoods

Idade:21

Aparência:http://vignette4.wikia.nocookie.net/scream/images/9/98/Noah_Foster.jpg/revision/latest?cb=20160703115535



Nome:liz lua

Idade:19

aparencia : loira dos olhos verdes azulados e penetrantes , palida com bochechas rosadas , 1,65 de altura , labioss carnudos e rubros ,cintura fina quadris largos . 

Capítulo 3 - I sing in the rain...of blood?


Fanfic / Fanfiction Hunters-interativa - Capítulo 3 - I sing in the rain...of blood?

    [2:14pm-montana-proximo a cidade de Helena]

    Nate guiava seu carro ao som de "beautifull loser" de Bob seger,sem muita atividade,acabou acompanhando o radio:

Nate:Beautiful loser, where you gonna faall? When you realize you just can't have it all...nananan.-o telefone toca-aló?

?:Nate,aqui é o Carrigam,está chegando?

Nate:to sim,já pode esperar no bar.

     Então o homem desligou,e Nate voltou a cantar..

    ...chegando no bar...

Nate:Ola meu chapa-disse se sentando ao lado de um cara de barba rala,cabelos pretos e caucasiano.

Carrigan:porra 3:15? e quanto ao "to chegando"?

Nate:parei para reabastecer o carro.-disse tranquilamente.

Carrigan:só isso?

Nate:(apos soltar ar)também trombei com uns criminosos,pararam para reabastecer...pois é..foi a ultima vez.-e deu um sorriso maligno.

carrigan:porra isso pode chamar atenção...a que se foda,e então,o que achou do caso?

Nate:nada de mais,vampiros com algum ritual estranho e quase rotineiro,por que essa euforia toda?

Carrigan:é diferente cara...tem muito estranho,tantos anciãos numa cidade?cara você tem que dar uma olhada-e tomou uma dose de whisky.

Nate:e porque eu?você é mais "experiente" que eu,com certeza da conta hahaha- e fez um sinal pedindo uma dose.

Carrigan:e que...não sou tão louco quanto você,e também estou meio doente,com metade da minha força-e olhou para frente.

Nate:(tomou uma dose)OK..bom,passa tudo ai.

      Carrigan entregou uma pasta para Nate:que pegou,se levantou,estalou os dedos e saiu do bar...

     ...hotel Johnson-5:20 da tarde...

    Nate deitado na cama abriu a pasta,e começou a ler os arquivos,a maioria era sobre desaparecimento de moças de 18 anos,total de 6,e informações sobre um ritual kuran,tinha também coisas sobre um casarão na floresta,parecia ser um local onde haviam reuniões frequentes e recentes"casa na floresta de novo?puta merda"pensou,então colocou as paginas de lado,e foi se preparar para sair de noite...

     ...10:56- floresta de unionville...

   Próximo ao casarão,Nate estava de tocaia,com uma mosseberg 930 ao lado,um binoculo na mão,e um revolver track model 455 na cintura.

Nate:vamos lá "dentucinhos",apareçam...-dizia observando a entrada da casa,estava lá a muio tempo,quando vê duas sombras entrando pela porta-é agora!.

    Nate avança rapidamente pela floresta,aquilo era divertido,vampiros eram como cervos para ele,com a escopeta na mão,desacelerou,e ao chegar na porta calmamente...da uma solada brusca e grita"vamos brincar!".

     Porem é surpreendido ao ver um rapaz e uma garota apontado armas para ele,ele uma escopeta de cano cerrado e ela uma magnum:

Nate:não sabia que usavam armas agora hehe..agora cadê seus amigos?

Gary:do que está falando-disse o rapaz com um olhar confuso e sem medo.

Nate:eu sei do seu esquema,diga onde estão as garotas e ...-então olhou melhor para os dois,e viu que o rapaz tinha uma tatuagem anti-posseção no pulso,então pensou um pouco-são caçadores.- e abaixou a arma

Liz:(um pouco surpresa)o que foi isso?o que pensou que fossemos?-disse também abaixando a arma.

Nate:qual é não vieram aqui por causa dos vampiros?

Gary:sim..quer dizer não,estavamos na cidade,por causa dos desaparecimentos,até que um outro caçador nos informou sobre as criaturas.

Nate:foi em um bar?

Gary e liz:sim.

Nate:estranho...carrigan sabe que caço sozinho,ele não me mandaria ajuda...

   Nesse momento,um barulho e escutado fora da casa,Nate anda para olhar o que acontece,e vê vários seres magros,cumpridos,com olhos grandes e negros e dentes afiados correndo em volta da casa:

Nate:vampiros selvagens?puta merda!-disse fechando a porta.

Gary:o que?mais o caçador havia dito que eram anciãos,não selvagens,nossa munição não é para eles.

Nate:nem a minha,droga porque currigan deu essa cagada!bom vamos dar um jeito de sair daqui,eles logo vão entrar...nenhum de vocês estaria com uma lanterna UV sobrando né?

    Os dois olharam estranho para o rapaz,que deu de ombros e começou a mover a mobilia para portas e janelas,Gary logo começou a ajudar.

Liz:vamos para o segundo andar,assim não vamos ficar tão ferrados tendo só um local de invasão.

     Lá em cima continuaram a mover a mobilia,tapando janelas e pegando um quarto para se protegerem,logo o som de madeira quebrando foi escutando,e garras arranhando o chão também podiam ser escutados:

Nate:ta na hora!-e atirou no primeiro vampiro que surgiu.

Gary:vamos atirar nos joelhos,estou com uma ideia-então sempre que derrubavam uma criatura,atiravam em seu joelho.

Pov's Nate on

   O bicho tava pegando,o grupo de vampiros selvagens era grande,comecei a suspeitar,pareciam saber que nos iriamos lá,meu pensamento foi rompido por madeira quebrando atrás de nos,e um vampiro tentando entrar,dei um tiro na fuça dele,e voou para traz,logo ao olhar para fora,pensei em algo:

Nate:acho que saquei sua ideia-gary olhou para trás e acenou com a cabeça.

Gary:vamos sair pela janela!

  Então removi o resto da mobilia,e sai,tinha uma pequena base para ficar,logo pulei,Gary veio em seguida ajudando liz.

Liz:vamos vamos vamos!

     Então nos três corremos pela floresta,alguns vampiros nos seguiam mais cada um conseguia atingir uma daquelas coisas,logo chegando na minha pickup abri a porta e disse:

Nate:vai entra!

    tinha lugar para quatro pessoas então ficaram bem,acelerei e sai daquela floresta o mais rápido o possível...

    ...minutos depois...

Liz:droga!o caçador passou informaçoes erradas!-disse irritada

Nate:não foram informações erradas...filho da puta..-como não estranhei aquela cara pálida do carrigan,doente um caralho ele estava sendo transformado.

Gary:sabe de alguma coisa sobre isso?

Nate:o cara...o nome dele é carrigan,e acho que ele é um carniçal..

Liz:porque um caçador viraria um servo de vampiro?

Nate:a uns tempos atrás,ele foi diagnosticado com câncer,pudera fumava pra caralho,dai apos uns meses disse que o tratamento já havia ajudado,que ficaria bem...acho que não ficou

Gary:então ele prefere ser uma caça viva do que morrer como caçador?

Nate:algumas pessoas tem medo da morte,e podem fazer coisas insanas para atrasala ou impedi lá.

Liz:bom vamos ter que nos preparar para mais surpresas...

    Peguei a estrada e fui a um fornecedor local,o canalha cobrou um absurdo pelas balas de prata,mas nai tínhamos escolha,paguei tudo e logo estávamos seguindo para alguma área afastada.

Gary:o que viemos fazer aqui?

Nate:nos preparar-então arrastei um dos baús e abri,tinha meus equipamentos lá.

Liz:wow você tem equipamento para fabricar balas-disse sorrindo.

Olhei para o amigo dela,que apenas disse-ela entende de mecânica,curte equipamentos do tipo.

Nate:OK espertinha,já que entende ajuda a tirar as balas da capsula,e você coloca pra derreter,eu vou fazer o resto aqui.

    No meio da produção,a garota olha curiosa e pergunta-que mistura é essa ai?

Nate:bom,um cara me ensinou a fazer balas especiais,as que ele me ensinou matam 90% das criaturas,essas não são B.F.D.M,mais vão dar pro gasto contra vampiros.

Gary:B.F.D.M?

Nate:bala fodedora de mostrengos,foi como apelidei.

   Os dois riram:

Gary:pode ensinar o preparo?

Nate:sim mais esse é só o básico,derreter prata e ferro,jogar sal Bento,pedaços de carvalho e cinzas de bruxa no meio,depois que misturar,coloque na forma,e quando for esfriar bote em agua benta com uma mistura de ervas que não me membro bem,mais que ajudam a encantar a bala,o cara colocou muito mais coisas mais tinha uma mais rara que a outra,então eu improviso.

Liz:não tem cinzas de bruxa nem as ervas que você falou.

Nate:como eu disse,eu improviso.

   Apos fazer balas para pistola,escopeta e rifle,decidi que ia tirar satisfação com carrigan,fui até a casa daquele verme,arrombei a porta e apontando uma escopeta de cano serrado para ele disse;

Nate:amigo,vamos bater um papo-falei com a arma tão próxima do rosto dele,que poderia sentir o cheiro da polvora.

Carrigan:o-ok-e forçou um sorriso.

povs narrador on

    Nate se sentou,ao lado dele o encarando com um ar de diversão macabra e apos suspirar disse-poderia me explicar o porque da armadilha?

Carrigan:a-armadilha?mas do que você est-antes de terminar de falar,Nate pos o cano da escopeta e sua boca.

Nate:não não não,sem Mentirinhas,agora eu vou tirar a arma da sua boca,e dai pra frente só verdades,caso contrario chumbo vai ser o próximo a entrar ai,entende?-acenou que sim,então ele tirou o cano

Carrigan:Nate por favor me entenda-disse desesperado-eu ia morrer,não tive escolha,qual é você me conhece...

Nate:pelo visto não,um caçador jamais deveria cogitar em ser um dos monstros,porque mais do que qualquer um sabem o porque devemos matar as coisas.

?:hora mais que preconceito-nate sr vira e vê um homem de cabelos loiros e ou de cabelos negros,ambos com olhos vermelhos,um com a mão no pescoço de liz e outro no pescoço de garry,com as garras visíveis-isso é monstrofobia-e deu uma gargalhada-agora seja bonzinho,largue a arma ou esse belo casal ira virar um delicioso chafariz

   "Droga,tinham dois malditos e meio naquela sala,iria me divertir os interrogando,mas...se eu vacilasse ,dois inocentes iriam morrer...droga,sem escolha.."então apos pensar,Nate abaixa a Arma e se rende,e logo apos se virar,leva um golpe na cabeça sendo nocauteado...

  ....Aaai...filho da puta!mais o que?-Nate desperta preso a duas madeiras em x,vendo a sua frente uma fogueira com caldeirão e vários vampiros,ao seu lado estavam liz e Garry amarrados.

?:finalmente acordou-disse o vampiro loiro-queria que estivesse consciente para a as festividades.

Nate:o que ?que que eu assista seus amiguinhos te fazendo de cadelinha então riu,porem logo levou um forte soco no rosto-ficou irritada.

?:logo perderá esse sorriso ao ver do que ira ser parte,você e seus amiguinhos-então chamou três vampiros que vieram com facas e vasilhas,os três jovens levaram um corte no antebraço,enquanto o sangue era coletado nas vasilhas.

?:perfeito,o sangue de três caçadores,sendo que um deles enganou a morte...ou foi ajudado por ela-ele encarava Nate.

Garry:droga...eu conheço esse ritual,chuva de sangue,se terminarem a conjuração vai chover sangue em uma grande área,e vão ficar fortes para caralho.

Liz:grande quanto?

?:o bastante para cobrir esse estado mocinha-então se aproximou dela-é bela demais para ser desperdiçada,ao fim deste ritual,irei lhe mostrar um mundo novo-então deu um beijo no pescoço dela,que fez cara de revolta no ato.

    Logo começaram a murmurar palavras em volta do caldeirão,onde dava para notar que o borbulhar do caldeirão ficava cada vez mais intenso,Nate lutava para se soltar,mais era em vão.

Nate:ei,porque estão tão calmos?olha merda que vai dar
   Garry parecia murmurar algo,enquanto liz também parecia centrada,Nate ficou cada vez mais desesperado,se debatia como louco,até que no momento em que os vampiros levantaram a mão,Garry revelou ter soltado uma mão,e arremessou um saquinho dentro do caldeirão,aquilo causou uma explosão,fumaça cobriu o campo,Nate não via nada por uns momentos,mais ao dispersar da fumaça,viu que liz havia se soltado,e que muitos vampiros haviam se explodido,porem 5 ainda estavam de pé

Garry:é com você liz!

Liz:pode deixar-a garota sorria com uma lsca de madeira na mão.

    Ela avançou,desviando do golpe do primeiro vampiro,logo cravando a estava em seu peito,usando o corpo do mesmo  como escudo,liz derruba mais dois,e ao retirar a estaca,aproveita para perfurar a garganta de outro,um deles a arranha,mais leva um chute,um soco e logo em seguida uma estaca cravada no olho,os dois últimos levantam,liz da outro chute giratório no ar,os dois desviam,ela arremessa a estaca matando outro,e por fim o ultimo é pego por uma tesoura aplicada por liz,que logo terminou quebrando o pescoço do mesmo.

Nate:Puta...que...pariu..-disse surpreso,a garota apenas sorri e anda em direção a garry-mas como?.

Garry:entendo de magia um pouco,aquilo era um tipo de quebra feitiço,que causa uma explosão.

Liz:e eu sou flexível,foi fácil me soltar,a e sei uma coisa ou outra de caratê-disse enquanto soltava Nate.

Nate:bom...foi interessante...-então saiu olhando os corpos-filho da puta não tá aqui.

Liz:quem ?

Nate:o loirinho,aaa mais eu ia surrar tanto ele...

Garry:deixe para outro dia,temos corpos a queimar....

   ...Pronto.aaahg-disse Nate ao colocar o ultimo corpo na pilha.

   Liz acendeu um esqueiro e logo todos estavam queimando.

Garry:seu amigo e o vampiro escaparam,o que pretende fazer?

Nate:no momento nada,vou acabar trombando com eles um dia-então se espreguissou indo em direção a seu carro.

Liz:OK,qual próximo passo?

Nate:próximo passo?...você pegarem seu caminho,enquanto eu sigo o meu-disse calmamente ao lado da pickup.

Garry:tem certeza cara?se não fosse por nos ontem você..teria se ferrado bem-e sorriu

Nate:foi uma boa caçada admito,mais não sou de fazer timinho..

Liz:sei,bom então até mais nate-disse sorrindo.

Nate:até-e acenou do carro.

    Após dar marcha ré,Nate na estrada,começou a pensar na dupla que achou...bem surpreendente,mais alto tomou mais fortemente sua mente
"um deles enganou a morte,ou foi ajudado por ela"aqui o fazia pensar melhor,porem isso acabou desencadeando um pensamento mais sombrio,mais infeliz,um pensamento sobre seus demônios,um pensamento sobre...seu passado...


Notas Finais


O que acharam?bom espero que estejam gostando,por favor comentem,assim saberei como estão pensando,é isso,até o próximo cap,fui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...