História Hurt Boy - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Iris, Kentin, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Exibições 64
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui está o capítulo, desculpem demorar tanto tempo! 😅

Capítulo 5 - • FIVE •


O mais velho começou a andar em direção do mais novo, enquanto ele tremia de medo pelo que vai acontecer nos próximos minutos. Ele sempre foi muito agressivo após a morte dos pais, mas quando é o aniversário da morte, a agressividade dele multiplica, e Nathaniel sabia muito bem disso.

Nathaniel a esta altura começa a achar que tudo isto é o que ele realmente merece, secalhar se não tivesse pedido a Violette para fazer o desenho nada de isto teria acontecido, era o que Nathaniel pensava.

Methew pegou o menor pelo pulso e levou-o até á sala, enquanto o mesmo se debatia por estar a ser puxado com muita força, e foi surpreendido por um murro na barriga, o que o fez andar alguns passos para trás, e logo de seguida um pontapé, e mais outro, e outro. E nessa altura o loiro já se encontra no chão, mas nenhuma lágrima se encontra no rosto do menor, e isso estava a fazer uma enorme frustração em Mathew, já que o que ele quer é ver seu irmão a chorar de dor.

Mathew ás vezes pensa que não deveria fazer isto ao seu próprio irmão, e que secalhar a culpa não é dele, mas a sua raiva e dor de ter perdido os seus pais não o permitia parar.

Mas a campainha soou pela sala, interrompendo os pontapés de Mathew em Nathaniel.

O mais velho olhou para Nathaniel com olhar ameaçador e sussurrou um "Fica calado", indo de seguida até á porta, enquanto Mathew continuava no chão frio da sala.

Passado alguns segundos o mais velho retornou á sala.

- Vai para o teu quarto, toma banho, veste roupa, e depois desce - ele falou indo novamente até á porta.

Nathaniel se levantou, um pouco fraco, e foi até o seu quarto com alguma dificuldade em andar.

Quando chegou ao quarto conseguiu ouvir seu irmão a falar com alguém na sala, mas rapidamente foi para o banheiro para poder tomar banho o mais rápido possível.

Quando se despiu viu o corpo de sempre, magro, e cheio de hematomas, alguns feitos á minutos atrás.

Entrou na banheira e lavou o seu corpo, saindo de seguida, se enrolou na toalha e foi novamente para o seu quarto se vestir.

Quando terminou foi até á sala, como seu irmão havia pedido. E lá encontrou seu irmão e uma rapariga de cabelos ruivos alaranjados em uma trança, se beijando, mas apenas selinhos.

- Mano - Mathew começou falsamente quando notou a presença do menor - Esta aqui é a Iris.

- Olá Nathaniel - ela falou um pouco envergonhada.

- Olá - ele sorriu para ela.

- Então, eu estava pensando, que tal nos irmos lanchar, ou algo do género, os três? - ela falou animada, deixando a vergonha de lado.

Nathaniel sorriu animado, ele não comia desde o café da manhã, e a surra que Mathew lhe deu havia cansado um pouco o menor, além do mais, já fazia tempo que ele não passeava com alguém, sem ser ele próprio, sozinho. Já seu irmão mostrou um rosto duvidoso, ou talvez apenas queria que o menor não fosse com eles.

- Nathaniel tem que estudar - Mathew falou. Ele com certeza não queria que o loirinho fosse.

- Mas Mathew, você sempre fala que ele estuda bastante e tem boas notas, então não há problema - ela insistiu.

Nathaniel estava a começar a gostar bastante da garota, pela primeira vez, uma das namoradas de Mathew se preocupava com ele, e ele estava gostando disso.

Mathew ficou longos dois minutos pensando e só depois respondeu.

- Tudo bem, vamos lá então.

Iris e Nathaniel sorriram um para o outro animados.

Nathaniel calçou os deus ténis e os três saíram indo em direção a uma cofentaria.

Iris é bastante divertida, e Nathaniel com certeza adorou Iris.

Os três pediram um bolo para comer acompanhado de um sumo natural, e ambos se divertiram ali mesmo na confeitaria. Quem visse Mathew a falar com Nathaniel nem suspeitaria que na verdade, Mathew é um verdadeiro monstro com Nathaniel, e o loiro sentia-se triste com isso, pois sabia que quando chegasse a casa, e Iris fosse embora tudo voltaria a ser como antes, e o Mathew seco e insensível voltaria para maltratalo, mas o menor preferiu por esses pensamentos de lado e se divertir como não se divertia á muito.

Quando todos já haviam terminado de comer voltaram para casa, e Mathew disse que Iris iria lá dormir. O loirinho sentiu-se aliviado pois por hoje escapou dos maltratos de Mathew, então já não era preciso se preocupar tanto.

Os três sentaram-se no sofá e começaram uma maratona de filmes, e Mathew sempre agarrava e abraçava Nathaniel de forma carinhosa e cuidadosa, era pena ser tudo mentira.

Iris era uma ótima rapariga e finalmente uma boa rapariga para acompanhar Mathew na sua vida, Nathaniel começou a pensar como seria se Iris e Mathew se casassem, e ela se tornasse "mãe" dele, já que Mathew é quase pai dele, pois cuida dele, apesar de cuidar mal, e sustenta-o, então Iris seria como uma mãe. Podia ser que Iris mudasse Mathew e o tornasse mais carinhoso e atencioso, e fizesse com que Mathrw parasse de beber e começasse a prestar mais atenção no menor e passasse mais tempo com o mesmo. Isso serial bom de mais, e se alguma vez acontecesse Nathaniel com certeza pensaria que estava a sonhar, a sonhar uma coisa maravilhosa.

Nathaniel apenas espera que Mathew não comece a tratar Iris como o trata a ele, pois Iris, com com toda a certeza do mundo não merece ser tratada assim por alguém.

No meio dos pensamentos Nathaniel acabou por adormecer no sofá com a cabeça deitada no colo de Mathew, tal como quando eram pequenos. Era tao bom se tudo voltasse a ser como antes…


Notas Finais


Comentem, eu não mordo ♥🙊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...