História Hurts like hell - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vikings
Personagens Aethelwulf, Ecbert, Floki, Ivar, Judith, Lagertha, Ragnar Lothbrok
Tags Ivar The Boneless
Visualizações 31
Palavras 2.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então...eu tava aqui pensando
Pq não postar mais um Capítulo né?
Bem estou postando esse capítulo pq um dos leitores vai ficar sem internet por um tempo(e eu sei bem como é isso) e quer saber mt se vão rolar um entendimento do casal do ano
Boa leitura

Capítulo 9 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Hurts like hell - Capítulo 9 - Capítulo 7

 A cada dia,chegavam Earls novos,para ajudar com a invasão a Inglaterra,e a cada dia que se passava,era um dia a mais sem ver Ivar. Era estranho,mas eu pretendia ficar sem vê-lo todo o período de minha gestação,e não vazia questão de dizer a Ivar que o filho que estou esperando é dele. Não depois do que eu vi

Ivar estava em um lago,com uma mulher,e estes dois se beijavam intensamente. Eu demorei para finalmente identificar a mulher. Era a irmã mais nova de Mimir e Einar,Solveig. Será que o rapaz de quem ela falou...era Ivar? Bom isso não importa agora

Estava agora ajudando Ubbe a comprar presentes para Magrethe,eles iriam se encontrar na praia para conversarem

-O que acha disso?-Ubbe perguntou me mostrando um urso de madeira,muito bonito

-É muito bom,a madeira que utilizaram para fazê-lo é muito boa...mas não acho que seja o presente ideal para ela...o que acha de um colar?-sugeri

-Hmm...seria uma boa,mas eu gostei do urso-Ubbe disse fazendo uma careta

-Ora,leve-o para você-falei com um sorriso de canto

-Tem razão. Poderia escolher um colar que ficasse lindo nela?-Ubbe pediu com um pequeno sorriso

-Claro que sim-falei correndo até a barraca que vendia ótimos colares. Escolhi o que achei que ficaria melhor em Magrethe e paguei com as moedas que me foram dadas. Voltei correndo para entregar a Ubbe-aqui está-estendi a mão para ele com o colar na palma da mão

-Obrigado Eira,é realmente muito bonita

-Não tem de quê. Eu faço qualquer coisa para ajudar meu amigo que está prestes a se casar-falei dando um soquinho em seu braço

-Como você ficou sabendo?

-Ah,Magrethe me contou-falei rindo

-Vocês são amigas agora?

-Pode-se dizer que sim-de repente Ubbe ficou sério-Ubbe? O que foi?

-Eira...é verdade...que você está gravida?

-Sim,por que?-perguntei,tranquilamente. Magrethe provavelmente contou a ele

-Me desculpe perguntar isso,mas...

-Quer saber se eu tranzei com alguém depois de ter feito sexo com seu irmão?-perguntei cruzando os braços,suspirando-Não Ubbe,eu não fiz sexo com mais ninguém depois de seu irmão,e sinceramente,não pretendo

-Mas e antes?

-Sim...mas eu era muito nova,a última vez foi aos meus dezesseis-falei bufando

-Então o filho é do Ivar?

-Sim

-Então ele estava errado-Ubbe disse suspirando aliviado

-Como assim?-perguntei confusa

-Ivar ouviu você e Magrethe conversando e escutou que você estava grávida-senti um calafrio por todo o corpo

-O...o que?

-Ele surtou e deduziu que o filho que você estava esperando fosse do tal Einar,já que você estava tão radiante perto dele...

-Ele o que?!-perguntei sentindo um ódio tomar conta de mim. Eu estava radiante ultimamente porque a notícia de estar grávida me deixava feliz-Aquele imbecil!-me virei e sai correndo sem dar explicações a Ubbe

Corri até a cabana deles,e quando estava bem perto,vi algo que preferia não ter visto. Solveig saia,e enquanto caminhava para longe da cabana,ajeitava seu vestido. Resolvi afastar da minha mente as possibilidades do que aconteceu lá dentro. Voltei a correr em direção a casa deles,mas,tinha que passar por Solveig,ela tentou falar comigo,mas eu a ignorei,correndo mais ainda. Entrei sem nem mesmo avisar,e me deparo com Ivar vestindo sua toga,Ivar me olhou um pouco surpreso,também não era para menos,apareci repentinamente

-Então eu estava certa...-falei para mim mesma

-O que quer Eira?-Ivar perguntou com a expressão séria

-O que eu quero...e saber,quem é você,para deduzir quem é o pai do meu filho seu idiota? Que eu saiba você não é o vidente-falei irritada-E que eu saiba,não pedi para ficar se intrometendo na minha vida! Seu garotinho mimado e estúpido!

-O que é? Está surpresa porque eu descobri quem você realmente é?-Ivar perguntou suspirando. Eu corri até ele e subi na cama,lhe desferindo um forte tapa no rosto,não conseguia mais segurar as lágrimas

-Esse filho que estou gerando,é seu! Seu idiota!-gritei,Ivar me olhou incrédulo momentaneamente-Você foi o ultimo homem com quem tranzei! Pare de tirar conclusões precipitadas!

-Quer dizer que tiveram outros antes de mim?-ele perguntou parecendo muito irritado-Quem lhe garante que nenhum desses outros é o pai do seu filho? Não acabou de adimitir que eu não fui o primeiro a transar com você?-eu não aguentava mais esconder isso...estava me corroendo

-Quer saber a verdade?!! Nem eu sei tá legal?!! Eu não conseguia nem ver o rosto do homem que tirou minha pureza! Como pode me ver assim? Como uma prostituta?!!-perguntei com a voz chorosa enquanto dava tapas em seu peito,não o machucava,com certeza. Eu não conseguia mais falar. Eu simplesmente agarrei a toga de Ivar,encostei minha testa em seu peito e comecei a berrar,enquanto chorava

-Como assim...você foi estuprada?-Ivar perguntou,mas eu não conseguia responden-lo,não conseguia parar da chorar-Eira! Me responda!-ele pediu segurando meus braços e me chacoalhando

-Sim! Sim...eu fui estuprada...-falei com a voz tremula,voltando a chorar e soluçar. De repente senti uma tontura,e meu corpo enfraquecer,então cai sobre Ivar

-Eira? Ei,o que você tem?-Ivar perguntou erguendo meu rosto para que pudesse olhá-lo

-Eu...estou me sentindo tonta...-falei,toda essa angustia deve ter me feito mal

-Consegue se levantar?

-Acho que não...estou fraca demais-falei suspirando,tentei me jogar para o lado,para poder me soltar de Ivar,mas este me agarrava para que não saísse

-Vai ficar aqui até melhorar

-Me deixe em paz. Eu não falei tudo isso para que você sentisse pena de mim e ficasse comigo,cabe a você acreditar ou não. Eu não preciso que você ame meu filho,não preciso que o assuma como seu também,posso muito bem me virar com ele sozinha. Então me solta para eu ir embora

-Você está maluca? Corre o risco de perder seu filho,e eu tenho quase certeza que você não quer perde-lo...-eu não respondi...apenas abaixei a cabeça. Acabei por pegar no sono deitada em seu peito

Quando acordei,percebi que estava usando outra roupa,alguém...tinha me trocado? Me sentei na cama,e ao meu lado tinha duas tigelas,uma com sopa de tomates,e a outra com pedaços de pão. Eu peguei as duas tigelas e comi rapidamente,foi quando me dei conta,Ivar estava sentado do outro lado,com a cabeça deitada na cama,provavelmente pegou no sono ali mesmo. Eu o cutuquei,acordando-o

-Hm? Ah...você acordou-Ivar disse coçando os olhos

-A quanto tempo eu estou dormindo?-perguntei preocupada

-Você dormiu a tarde toda-Ivar disse tranquilo

-Quem...quem me trocou?-perguntei arqueando uma sombrancelha

-Magrethe te trocou,eu pedi para Ubbe avisar a ela o que tinha acontecido,e trouxesse suas roupas,então ela cuidou de você. Ela até me enfrentou dizendo que se alguma coisa acontecesse ao nosso filho,eu pagaria caro-Ivar disse soltando uma risada anasalada

-Ivar...pode repetir?-pedi surpresa

-O que?

-Sobre...nosso filho...-Ivar pensou um pouco,até que vi seu rosto ruborizar levemente

-B-Bem...olha Eira,a Magrethe me disse o final da conversa de vocês duas,então eu parei para pensar um pouco e percebi que estava errado. Me perdoe pelas coisas que eu te disse e fiz...-falou o moreno de cabeça baixa-eu estava tão cego pelo ciúme,que nem quis dar ouvidos as suas explicações. Eu quase perdi meu filho por ser um idiota-eu o encarava surpresa,nunca esperei uma atitude dessas vinda de Ivar

-O-Olha...Ivar,eu ainda estou chateada com você...mas acho que,posso te dar uma segunda chanse-Ivar me encarou como se eu tivesse dito a melhor coisa do mundo. Eu odiava essa minha mania,sempre que eu e Ivar brigavamos,não importava o nível da briga,eu sempre acabava perdoando ele

-Eira...quero te pedir algo-eu fiquei em silêncio,apenas esperando-eu quero me casar com você-quando ele disse isso,senti uma leve tontura,mas me recompus-ei,tudo bem? Você...parecia ter passado mal de repente...-disse colocando a mão sobre a minha testa

-Está tudo bem...mas Ivar,como espera que eu aceite,se acabei de ver Solveig saindo de sua cabana,se arrumando toda depois de uma possível tranza? E se ela estiver...

-Grávida?-Ivar perguntou com uma sombrancelha arqueada-Não,ela não está,eu lhe garanto

-Como pode ter certeza?

-Por que nós não tranzamos. Solveig queria fazer sexo,até tentou me estimular a fazer também,mas eu simplesmente não queria. Foi só mais uma prova de que meu corpo só aceita o seus toques-ele disse dando de ombros,eu corei

-C-Como assim?-perguntei ficando extremamente vermelha

-Ora,estou dizendo o que eu sinto,que eu amo você-ele disse sem nem piscar,eu o encarei surpresa-eu não senti vontade de fazer sexo com ela,e provavelmente não sinto vontade de fazer sexo com mais nenhuma mulher,além de você. Eu sei que isso parece estupidez,e que só estou pensando com o meu...-ele apontou para baixo,fazendo uma careta-mas não é...o que eu quero dizer,é que...eu não quero mais ninguém,alem de você-ele disse olhando para um ponto fixo. Então lentamente olhou em meus olhos,não os tirando mais-e então? Aceita minha proposta?

-Com uma única condição...-falei seria,Ivar esperou que eu falasse-que você nunca mais,encontre com Solveig,nem com nenhuma outra mulher,sem me avisar primeiro

-Okay,sem problemas-Ivar disse levantando as mãos em defensiva-e então?

-Tudo bem,eu aceito...-suspirei,deixando um sorriso escapar-Ivar,posso te pedir uma coisa?

-O que?

-Pode pedir a Lagertha para vir aqui?-perguntei,ele ia se afastar,mas eu segurei em sua mão-Por favor...eu preciso dela aqui...-implorei

-Droga...tudo bem,vou pedir para um dos meus irmãos para trazerem ela aqui...-bufou-mas fique descansando enquanto isso

-Obrigada...-falei me deitando novamente na cama

< >

-Finalmente!-Ivar falou se arrastando até a cama,subindo na mesma,e deitando-Já estava cansado daquela cerimônia toda de casamento,aquele banquete e aquela baboseira toda

-Sério? Então seria melhor se não tivéssemos nos casado?-perguntei com a mão na cintura

-Não...claro que não. Eu passaria por toda aquela chatisse de novo,se fosse para me casar com você-Ivar disse estendendo sua mão para mim,eu caminhei até ele e Ivar sentou,segurando minha mão-eu só queria ficar com a minha esposa,por que? Eu não posso?

-Claro que sim-falei soltando uma risadinha,que logo sumiu

-O que foi?

-Eu...queria saber,você não deu importância por termos nos casados agora? Algumas pessoas sussuravam que você estava apenas se casando comigo por obrigação,já que estou grávida-falei me sentando na cama,minha barriga já estava com um volume,deixando nítido que eu estava grávida

-Eu não me importo nem um pouco com isso-Ivar disse dando de ombros-nunca me importei com o que essa gente fala...

-Hmm...

-Mas e você? Se importou?-ele perguntou arqueando uma sombrancelha

-Não,não dei importância,também já me acostumei-falei enquanto me deitava,com cuidado

-Vai dormir de vestido de casamento?-Ivar perguntou com um pequeno sorriso

-Vou,estou com preguiça de me trocar-disse soltando uma risadinha

-Bom,você quem sabe...

-Ivar...

-Sim?

-No final de contas,cumprimos ao menos uma de nossas promessas-falei com um sorriso nostálgico

-Pensei que só eu me lembrava disso ainda-Ivar disse surpreso

-Como eu poderia me esquecer? Você ter prometido que se casaria comigo quando eramos crianças,foi o que desencadeou meus sentimentos por você-falei segurando sua mão

-Lembra do que viviam nos dizendo?-Ivar perguntou beijando minha mão

-Eu me lembro que viviam nos ofendendo,dizendo que eu nunca iria me casar com alguém por ser uma garota estranha e filha de feiticeira,nem você por ser um aleijado

-E olha só...nós casamos,e vamos ter um filho-Ivar disse beijando minha barriga-hm? E-Eira...você sentiu?

-Sim...claro que sim,se moveu...-falei com a mão na barriga. Eu estava sentindo uma dor tremenda,mas não queria dizer a Ivar,sabia que ele se preocuparia

-Você acha que é um menino ou uma menina?-Ivar perguntou erguendo o rosto para mim

-Hmm...eu acho que vai ser um menino

-Eu quero uma menina

-Uma menina?

-Sim,claro. Assim eu teria uma menina igual a você...sem contar que ela cuidaria sempre de mim...-Ivar disse com uma cara que achei bem idiota

-Ivar,você está fazendo cara de bobo-falei com um sorriso de canto

-Aah...acho que deve ser verdade,que a as filhas são a maior alegria de seus pais-Ivar disse levantando seu rosto até que ficasse de frente ao meu,me beijando-você deve estar cansada agora não é? Não seria melhor dormir?

-Sim...tem razão-bosejei,Ivar se deitou e colocou minha cabeça sobre seu peito,de forma que eu pudesse dormir aconchegada

< >

Eu via o tempo todo,mulheres indo e vindo com tigelas e toalhas úmidas,mas minha visão estava turva. Sentia uma dor enorme,era tão grande,que as vezes meus sentidos falhavam e eu me sentia a ponto de desmaiar. Eu estava sentindo vontade de morrer,para poder cessar de vez aquela dor. Antes que fechasse meus olhos,pude ver ao longe,Ivar sendo segurado por algumas mulheres,para impedir ele de vir em minha direção. Já estava quase desistindo quando...

-Eira...me escute por favor-Lagertha segurou firmemente minha mão e meu rosto. Eu escutava muito pouco de suas palavras-imagine que...então você está ao lado de um enorme...e tudo o que tem que fazer,é empurrar essa criança,se não você nunca será...-a ultima parte eu não escutei

Mas foi o suficiente para que eu reunisse todas as minhas forças para empurra-lo. Mas a dor foi muito forte,e como resultado,soltei um grito estridente. Logo em seguida disso escutei um choro,que foi como música para meus ouvidos. Ouvi alguém me dizer que era um menino

-Eira,eu vi mais uma cabeça...faça mais um pouco de esforço tudo bem? Eu estou aqui com você-Magrethe disse segurando minha mão com firmeza...gêmeos?

Eu comecei a fazer mais força. Foram mais alguns minutos de muitas contrações,gritos e dores,mas finalmente,o bebê nasceu,porém este não chorou,e isso me preocupou muito. Mas não demorou muito para que a visessem chorar

-É uma menina...-ouvi Lagertha falando,não consegui erguer meu rosto para olhá-los. Precisei da ajuda de alguém para poder me sentar,e segurá-los em meus braços já limpos e enrolados em alguns panos-nós vamos sair...-eu confirmei com a cabeça,não tinha força o suficiente para encará-la

-Ivar...se aproxime...-pedi para Ivar,que estava parado olhando de longe até agora. Ele piscou algumas vezes antes de começar a rastejar até nós-segure um deles...-pedi

-E-Eu...não quero deixar nenhum dos dois caírem...-ele disse se sentando ao meu lado

-Você não vai...-falei entregando a ele a menina e ficando com o menino nos braços-parece que nós dois acertamos-falei com um sorriso fraco

-Sim...Eira,olhe-Ivar pediu para que eu olhasse para nossa filha. E foi ai que eu reparei

-Ela...tem os cabelos brancos...-era diferente do irmão,que nasceu com os cabelos loiros-é lindo...

-Sim...eu tenho uma menina-Ivar disse ainda incrédulo-uma e linda menininha-disse emocionando,eu não pude evitar sorrir

-E um menino lindo também-falei abaixando meu rosto e beijando a testa do meu filho

-Como serão seus nomes?-Ivar perguntou sem tirar seus olhos de nossa filha

-Ela será Lynae...e ele será Ulf...-falei suspirando,apoiando minha cabeça no ombro de Ivar

Continua...


Notas Finais


Este capítulo eu dedico a vc TeteMinne
Boa sorte com seus dias sem internet hehehe
Poderia dizer mais,porem tô trabalhando de babá agr,e tenho que dae atenção para uma das crianças que quer jogar .... Hehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...