História Hybrid Sex {Jikook/KookMin} - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jackson, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Kai, Lisa, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, V, Yugyeom
Visualizações 322
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


antes de tudo

essa mídia é linda demais meu deus

Capítulo 18 - ♦ 17 ♦


Fanfic / Fanfiction Hybrid Sex {Jikook/KookMin} - Capítulo 18 - ♦ 17 ♦

Jimin corria, corria como um louco porque já haviam se passado semanas.

A única pessoa que vinha em sua mente era Jungkook, e ele não pararia de correr. Ouvia os passos de seres atrás de si, mas era rápido o suficiente pra despistar.

Mesmo tendo certeza que YoonGi havia ficado pra trás, ele não podia parar, apesar de um lado seu querer muito parar e ajudar o esverdeado.

Como se não bastasse, ainda tinha que arrastar Jisoo consigo.

Seu corpo ficava cada vez mais quente, seu lado lobo louco para se transformar ali mesmo naquela floresta úmida. E tentava se segurar o máximo.

– Vamos, Jimin! - sem perceber Jisoo havia passado de si, como se por segundos ele houvesse esquecido que tinha que correr e diminuído a velocidade drasticamente.

– Eu preciso. - sussurrou. Pela primeira vez na vida, ele sentia uma sensação horrível, um aperto no peito, tentando puxar o ar pela boca com força, o rosto vermelho, os olhos lacrimejantes.

Jimin estava sem ar.

– Jimin, pelo amor de Deus. - de repente, de uma maneira rápida Suga apareceu, jogando o loiro nos ombros, e voltando a correr com Jisoo em seu encalço.

O híbrido via as árvores passarem rapidamente por si, e os pés de seu amigo como um vulto correndo pela grama, como se ainda fugisse de alguma coisa.

– Ei! - dedos foram estalado na frente da visão embaçada do loiro, que o olhou zonzo. – Consegue respirar? Acho que já foram. - comentou, com o cenho franzido, nunca havia visto Jimin ofegante. – O que você tem?!

– É melhor levarmos ele. - a vampira sugeriu, vendo o namorado assentir e voltar a puxar o loiro com si.

•••


A porta da frente foi aberta com uma força imensa, tanto que os seres sobrenaturais que habitavam dentro da mesma se assustaram.


– Porra! - Taehyung exclamou correndo na direção de Yoongi que tinha Jimin nos braços juntamente com Jisoo. – Onde você esteve? - praticamente gritou, ajudando a o colocar no sofá.


– Esteve comigo. - respondeu rude, olhando para Jackson pelo canto do olho.


– O que ele tem? - Jungkook perguntou, com o cenho franzido se aproximando a passos rápidos do corpo jogado no sofá.


– Estavamos correndo e ele ficou assim de repente. - respondeu Jisoo vendo o moreno colocar a mão dentro da camisa do loiro, como uma forma de checar a temperatura.


– De repente? - Sun se intrometeu, achando aquilo mais estranho do que tudo.


Apesar de todos naquele recinto de conhecerem muito bem, tanto vampiros como lobisomens são demasiadamente desconfiados, até mesmo com sua própria família. E para Jungkook então, um híbrido, aquilo estava muito mais que estranho.


– Correndo por quê? - Hoseok foi sorrateiro fechando a porta que praticamente havia sido arrombada, chegando perto da roda que se formava envolta do sofá.


– Acho melhor Jimin explicar depois. Já que nem eu sei direito. - o esverdeado respondeu, olhando sério para o híbrido no sofá que agora, tinha a respiração mais normalizada.


– Se está me culpando por alguma coisa. Quero deixar bem claro, que só sei o que você sabe. Não sei porque estavam nos perseguindo, nem porque arrombaram a porta da sua casa. - Jimin respondeu, ignorante e raivoso, enfrentando o vampiro. Apesar de Suga ser o mais velho e consequentemente mais forte, Park ainda era um híbrido. – Não olhe pra mim como se eu fosse o culpado.


– Engraçado que sempre que alguma coisa de ruim acontece, você já sabe, e é o culpado. - comentou de forma alta o suficiente para todos ouvirem.


Jimin virou a cabeça lentamente na sua direção o encarando com o olho esquerdo azul e o direito vermelho. O maxilar trincado e uma expressão assustadora que fez Jisoo se esconder atrás de Suga, e Taehyung se afastar do sofá.


– Quer resolver isso no braço? - Jimin perguntou, sua voz com uma mistura de rouca e grossa.


Por dentro, Min havia desmanchado totalmente sua postura de vampiro valente, mas por fora continuava intacto. Mas não precisa de muito pra saber que Suga não queria brigar com Jimin.


– Disse que arrombaram a porta da casa! - Jungkook foi o único que se atreveu a chegar perto do outro híbrido e falar alguma coisa. – Quem? Estavam correndo de quem?


– Eu não sei. Eram vampiros, pela aparencia, daria uns mil anos. - respondeu.


– Mil anos? Isso é muito! - Sun exclamou.


– Existem muitos de mais de mil, acontece que quando eles passam dos oitossentos, paramos de os ver com frequência, acabam entrando pro clã e desaparecem. - Jimin explicou.


– De novo esses caras. - Jackson murmurou baixo, porém Jimin pode ouvir, juntamente ao moreno a sua frente.


– Como assim de novo? - o Park perguntou.


– Enquanto você estava fora. - debochou Taehyung. – Vampiros como esse pegaram o Mark, estão com ele, descobriram sobre você e Jungkook, sabem que existem híbridos, e deram um prazo pra entregarmos.


– Entregarmos? - perguntou pausadamente, confuso.


– No caso, entregar um híbrido pra eles. O Mark fez uma linha direta com o Jackson se algo de ruim acontecer, vamos estar sabendo.


– Mas esse não é o real problema não é mesmo? - Suga perguntou, trocando os olhares com todos dali.


– Não. O programa é que a semanas estamos tendo que lidar com vampiros e lobisomens mais velhos. Eu acho que ele sabem que não vamos entregar muito cedo. - pensou. – Então ficam vindo atrás de nós. - Jungkook olhou direitamente para o dono da pergunta enquanto a respondia.


– O pior é que Jungkook nem pode lutar, se eles o virem vão gravar o rosto e se algo acontecer vão descobrir que existem dois. - Taehyung comentou.


– Não podemos deixar que saibam que existem dois. - murmurou olhando pra baixo, os fios caindo no olho.


– O que vamos fazer então? - Jisoo que até agora estava a maior parte do tempo calada ao lado do namorado, resolveu perguntar. – Estão com Mark, querem um híbrido, e temos um prazo. Vamos ficar aqui parados olhando um para o outro esperando mais velhotes daqueles virem atrás de nós?


Depois da pergunta da morena, todos se calaram, porque ela estava certa, na verdade, era a pergunta que rondava na cabeça de todos. E agora? O que eles fariam?


– Então... Na verdade. Estávamos esperando Jimin, pra ele nos dar uma luz. - comentou Jackson.


Jimin foi encarado por todos na sala, sentindo um peso imenso nas costas, Jungkook ainda estava agachado a sua frente com a mão em seu joelho. O loiro encarava o chão, todos percebiam que ele pensava.


– Quanto somos? - ele perguntou ainda olhando pra baixo.


– Somos oito contando com você.


– Bom... - pensou nas palavras. – Se vocês estiverem dispostos, eu estou pronto pra usar o modo tradicional.


– O que quer fazer? - Jungkook perguntou confuso sobre o que ele dizia e curioso pra descobrir.


– Quero dizer que não vou seguir as instruções deles, nem ficar esperando nada vir até mim, eu vou atrás do Mark. Aonde ele esteja ou não. - respondeu firme. – Eu só não sei se tenho pessoas ao meu lado. - comentou baixo, olhando para todos em volta que o olhavam também.


Hoseok olhou todos a volta, e pelos olhares, ele respondeu:


– Sabe que estamos com você, Jimin. Sempre estivemos. Mark é nosso amigo também.

∅∅∅

Jungkook o beijava com desespero, depois do sumisso de Jimin, ele achava até que ele não iria voltar mais. Havia sentido tanta saudades dele.

O loiro ria do desespero do maior, mas por um lado compreendia aquilo. Também estava com saudades do mesmo, e sabia que eles não tinham muito tempo pra ficarem juntos.

O híbrido mais novo beijava praticamente todo o corpo do menor. Tentava matar a saudades de algum jeito, meio desesperado, apreciando os leves risinhos que saiam dos lábios fartos do menor enquanto recebia uma carícia nos fios.

– Jeongguk. - chamou baixinho. – Eu não vou fugir.

– Quem me garante?! - pausou os beijos nos ombros do mais velho pra falar. – Da última vez você sumiu.

– Dessa vez não. - confirmou, vendo Jungkook parar o que fazia para encara-lo.

– Não vá embora assim de novo, Hyung. - choramingou. – Não lhe impeço de nada, só avise, uh?

Park concordou levemente, passando os braços em volta dos ombros largos o puxando com certa força para um abraço.

Era estranho, talvez quase nunca tivesse abraçado Jimin daquele jeito, seria ele mesmo? Parecia diferente. Mais carinhoso.

Queria poder ficar ali pra sempre nos braços fortinhos de Jimin, recebendo afagos no couro cabeludo, sentindo os olhos pesarem levemente, o cheiro bom de Park entrando pelas suas narinas ativando seu lado animal.

Mas no fundo, ele sentia que aquilo não duraria pra sempre. Talvez em outra vida. Mas não agora, não pra eles.

∆∆∆

– Acham mesmo que a ideia do Jimin vai dar realmente certo? - Taehyung perguntou.

Agora o loiro e o outro híbrido estavam no quarto lá em cima, nenhum deles se importavam, era totalmente normal eles passarem a maior parte do tempo juntos e sozinhos.

Mas não era mentira que todos ali estavam receosos. Park queria mesmo ir buscar Mark, mas pra isso eles teriam que entrar em uma área que eles não conheciam. Era como um salto no escuro. Sem saber o que lhe esperavam. E isso podia amendrontar qualquer um.

– Eu acho que... Jimin sabe o que faz. - Suga respondeu, convicto, Jisoo ainda estava ao seu lado, igual desde que haviam chegado.

– Nem sempre, Hyung. Nem sempre. - murmurou Tae.

Por mais que Jimin fosse o cara que sempre resolvia os problemas, Kim sabia de seu histórico, as enrrascadas e furadas que Park havia se metido.

Começava com ele convicto de que iria ganhar, aconteciam problemas e no final ele conseguia se livrar, porém nem sempre 100% bem.

Nenhuma delas levou a sua morte, mas sim a morte de outras pessoas.


Notas Finais


SUGA CHEGOU.

era pra eu ter postado ontem, but, eu dormi. Apenas isso.

Dois beijos.

OMMA AMA VCS MUITÃO, VAO DAR FAVS EM "OMMA" E "REVENGE" QUE LOGO TEM CAP (DE REVENGE) E LOGO VOU TA POSTANDO MAIS FICS, UMA SHORT E UMA LONG FIC.

é tão bom shippar jikook <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...