História Hypnotic - Fanfic Rap Monster - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Suga
Exibições 14
Palavras 1.130
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura! <3 <3

Capítulo 2 - I don't wanna come back down


Fanfic / Fanfiction Hypnotic - Fanfic Rap Monster - Capítulo 2 - I don't wanna come back down


Estava no meu quarto folheando um livro qualquer quando ouvi a porta do quarto sendo aberta. Me levantei rapidamente venda uma silhueta familiar, era Hoseok. O jovem viciado em pílulas, remédios. Ele estava acabado.
Olhei confuso para seu olhar perdido, Hoseok sentou na cama analisando suas mãos. Sentei ao seu lado curioso e preocupado. 
- Será que um dia - pausou se levantando rapidamente em direção ao espelho - eu vou encontrar alguem? - Sabia muito bem o que era esse alguém, ele sempre quis uma pessoa para amar. Sempre que podia, perguntava sobre meu relacionamento com (S/N).
- Sim, mas você tem que largar isso - tirei um pote de remédios de seu bolso e ele me olha decepcionado 
- Eu sei, mas ... Esta demorando tanto - disso ainda se encarando no espelho
- Tudo tem seu tempo, só ter paciência ... Também estou esperando - engoli a seco - a (S/N) - falei baixo mas Hoseok ouviu e correu até min, me abraçando.
- Droga, desculpa falar sobre isso - sorri de canto retribuindo o abraço 
   J-Hope POV 
Suspirei saindo lentamente do quarto do NamJoon, eu estava chateado, queria uma companheira; Que me atendesse, que me amasse.
Entrei no meu quarto e peguei meus remédios para dormir, sentei na cama e analisei cada detalhe daquela pílula. Porém estava pensativo, com a cabeça em outro lugar. Dormir era a única coisa útil que eu fazia, além de atrapalhar. Claro.
Eu era conhecido como o cara mais feliz. Mas realmente, eu nem cheguei perto disso. Meu sorriso e atitudes demonstrava eu ser o ser humano mais feliz do mundo. Porém minha cabeça explodia com tantos pensamentos. Queria tirar essa mascara e mostrar quem eu realmente sou mas o medo me impedia, o medo de perder as únicas pessoas que eu amo no mundo. Meus amigos.
[...]
- Então nos times ficou: Hoseok, eu e Taehyung contra Jimin, JungKook e NamJoon ... Tem certeza que não quer jogar Yoongi? - Jin gritou para ele que estava quase dormindo embaixo de uma arvore 
- Dane-se, vamos começar com isso logo - resmunguei indo em direção a defesa. Jin veio logo atras se posicionando na goleira. Tae ficou no meio do campo 
- Hobi, você esta bem? - me virei com uma expressão fria para Jin 
- Não me diga que você me perguntou isso só porque eu falei aquilo - ele arqueou a sobrancelha confuso - Foda-se - corri até o meio do campo tirando a bola do Jimin. Fui até a goleira do outro time empurrando todos em minha volta. Chutei-a com todas as minhas forças e acertei na barriga de Namjoon. Que caiu de joelhos tossindo. Fechei os olhos e respirei fundo, tentando me acalmar. A raiva me sobrecarregou.
- Parabéns Hoseok - disse Yoongi batendo palmas vindo em minha direção - Adorei esse seu lado mais ... Destruidor - sorriu de lado batendo no meu ombro. Confuso, olhei em volta e todos estavam caídos no chão gemendo. Fitei meu olhar desesperado a Jin que parecia estar decepcionado comigo. Droga, droga, droga. O que eu estou virando?
- Tadinhos - Yoongi sussurrou no meu ouvido. Pulei com o susto - Tudo culpa de quem? - minha
Meu sangue ferveu, minha respiração ficou acelerada. Acertei um soco em seu rosto, ele virou de costas a mim dando uma risada fraca. Em uma velocidade inexplicável ele socou minha nuca. Me empurrando contra a parede. Sinceramente, eu não senti nada, aquilo foi uma alavanca para a raiva assumir meu corpo. Chutei seu peito fazendo-o cair no chão e bati no seu rosto sem uma pitada de pena. Yoongi segurou meus pulsos e me empurrou longe, bati a cabeça na trave da goleira e fechei os olhos tentando me recuperar da tontura. Ele me segurou pela gola da camisa e acertou seu punho no meu nariz, depois na minha boca, no meu peito... Meu rosto estava quente e o gosto de metal predominou minha boca, odiava aquele gosto. Me desequilibrei e acabei caindo no chão, tudo estava embaçado. Yoongi se afastou de mim rindo. 
- Viu o que da se meter comigo? - riu - Logo vai virar uma pessoa igual a mim - deu de ombros se afastando cada vez mais de mim - Inútil ...
Acordei em uma sala branca, mais parecia ser um hospital, sei lá. Tinha uma estante com remédios e varias bancadas com seringas, mais remédios. Nao conseguia ver muitos bem os detalhes pois minha visão intercalava entre escuridão e embaçado. De repente uma mulher entrou.
- Vejo que acordou Jung Hoseok - ela disse sentando ao meu lado - Minha filha trouxe você para cá bem machucado - filha? Quem? - Melhor descansar - assenti contraindo meus labios em uma linha fina. Vendo ela saindo e apagando a luz
Fechei meus olhos tentando entender o que havia acontecido comigo, merda. Eu estraguei tudo, eles devem estar querendo nem me ver. Cobri meus olhos sentindo meu rosto molhado pelas lagrimas. Senti a presença de alguem e abri meus olhos rapidamente. Meu coração acelerou quando vi uma menina, que aparentava ser da minha idade, sentada da beirada cama. Seus olhos eram negros e os cabelos longos e ruivos. 
- Olá - disse com a voz uma pouco falhada - Eu sou filha da enfermeira daqui, acho que ela te disse sobre mim. - Assenti limpando minhas lagrimas. Percebi que meu rosto estava quente.
- Obrigado - ela sorriu e como aquele sorriso era lindo. - Quando você me viu, tinha alguém lá? - ela negou e meu coração foi partido ao meio. Eles, meus amigos, nem quiseram me ajudar. Estavam com medo de mim? Estavam com raiva? Minha cabeça latejava só de pensar nisso 
- Meu nome é Melanie - sorriu estendendo a mão 
- E o meu é Hoseok 
- Ãn ... Eu meio que vou ... Cuidar de você ... Enquanto melhora - sorri vendo seu rosto pálido corar. Sua beleza mexeu comigo, e muito. 
[...]
- Serio que você fez isso, que safada - Ela riu batendo na minha coxa 
- Instinto feminino oras - sorri de lado olhando em seus olhos. 
Eu e Melanie nos aproximamos muito, já sabíamos tudo um do outro em apenas 2 dias. Aquela garota era impressionante. Já tinha saído da escola e estava trabalhando de voluntária para sua mãe, já que estava em duvida em qual profissão seguir. Além de ser uma excelente aluna ainda desenhava e pintava muito bem. Um dia trouxe alguns desenhos e fiquei sem fôlego com cada detalhe e tudo ser tão perfeito. Ela era tão doce, meiga, protetora, companheira. Simplesmente meu coração acelerava quando a via. 
Meus amigos me abandonaram, nem ouvi noticia deles. Mas pouco me importava, Melanie finalmente me fez sentir mais vivo
 


Notas Finais


Será que o Hobi finalmente vai ter alguem que o ama?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...