História I ain't all bad - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Butler
Tags Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Love, Romance, Ryan Butler
Exibições 18
Palavras 2.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, como vão vocês?
Bem, sinto muito mesmo pela demora pra atualizar, vou explicar tudo nas notas finais.
Desculpe por qualquer erro.
Boa leitura e nos vemos lá embaixo!

Capítulo 14 - Capítulo 14: Are you ready for the party?


Fanfic / Fanfiction I ain't all bad - Capítulo 14 - Capítulo 14: Are you ready for the party?

9 de Março de 2016, Dia anterior a Red Party.

8:00A.M

 

Points of View Jennyfer Dawson

 

Meu Deus, o tempo está passando tão rápido. Nem acredito que a Festa é amanhã, já está quase tudo pronto mas ainda dá aquele nervosismo, aquele pensamento chato no que pode dar errado.
Me recuso a continuar pensando nisso, são 8:00 a.m. e o Justin tá dormindo com aquele rostinho de anjo virado pra mim. É engraçado como as vezes ele faz horas parecerem minutos apenas por estar ali, comigo.
Tenho esperado ele levantar todos os dias mas hoje decidi fazer diferente. Terminei de levantar e fui direto para o banheiro fazer minhas higienes de sempre, tudo no maior silêncio porque o Bieebs acorda por qualquer coisa depois que eu levanto. Se tive sucesso? Sim, eu tive! – Nossa, acho que é a primeira vez que digo isso. O que eu queria que acontecesse aconteceu!! OUVI UM AMÉM IGREJA?? rsrsrs – Sai do banheiro e senti como estava frio fora da proteção do meu cobertor, maldita hora em que decidi levantar! Fui no meu closet e peguei um moletom do Justin já que tinham uns dez aqui. O cheiro dele estava em cada centímetro daquela roupa que era tão quentinha e macia, não achei a calça do moletom o que me deixou incrivelmente puta, só deus sabe como eu odeio não achar as coisas. Mas enfim, a parte de cima parecia mais um vestido então... Desci logo, daqui a pouco ele iria acordar e queria ter acabado logo com tudo isso.
Peguei tudo que precisaria pra fazer O café da manhã pro meu amorzinho. Acabei de fazer as panquecas e o suco, peguei os ovos que tinha deixado encima da mesa e quebrei na panela, acabei de fritar eles e o bacon quando sinto um par de mãos na minha cintur. Me assustei e deixei as frutas que segurava cair no chão, ouvi aquele risinho que eu adoro mas é claro que fiquei puta com o susto.
 

Justin: – Bom dia amor. – Após dizer beija meu pescoço.

Jenny: – PARA PORRA, TO TENTANDO FICAR COM RAIVA!! – Ele começou a rir e eu acabei cedendo e rindo também, affs só ele mesmo pra me fazer ficar boba desse jeito.

Justin: – Desculpa Shawty, não resisti.

Jenny: – Ah tá, mas vem aqui – o beijei – Me ajuda a pegar as coisas do chão.

Pegamos as frutas do chão – Que tava gelado demais, maldita hora em que fui ficar sem a calça – e ele não tirava os olhos de mim, será que sujei o rosto de geleia ou algo do gênero?

Jenny: – Que foi?

Justin: –Ahhn? O que? – Sabia, ele tava viajando.

Jenny: – Por que você tá me olhando desse jeito?

Justin: – Sabia que fica linda com as minhas roupas. – Corei. Só ele me faz corar e eu odeio de verdade isso.

Fiquei uns segundos realmente ignorando tudo ao meu redor, só observando o brilho dos seus olhos, me perdendo completamente naquele mar de caramelo. Toda vez que olho pra ele sinto aquela sensação estranha sabe, minhas pernas fraquejam, o coração dispara e qualquer sentimento ruim dentro de mim vai embora, só pra liberar espaço pra todo esse amor que a cada dia cresce mais e mais. Poderia dizer isso a ele, mostrar o quanto o amo, mas sou muito orgulhosa pra isso. Orgulhosa ao ponto de tentar negar pra mim mesma o tanto que eu preciso dele, tentar negar o quão importante ele é pra mim e o quão dependente eu me tornei de sua presença pra ser feliz.

Justin: – Jenny tá tudo bem?

Aquela voz doce sempre me tira dos meus pensamentos e sinceramente, eu até que gosto.

Jenny: – Sim, porquê?

Justin: – Nada, é que você ficou olhando pra mim e sorrindo por uns 5 minutos.

Jenny: – Gosto de olhar pra você.

Ele começou a corar, não sei se já disse mas eu amo isso!

Aquele dia foi assim, comemos/conversamos/comemos de novo, aqueles nadas de sempre. Fomos dormir cedo, amanhã vai ser um dia agitado.

 

10 de março de 2016, dia de Red Party

8:30A.M

 

Points of View Justin Bieber

 

Hoje o dia promete, a Red Party que a Jenny tanto fala vai começar daqui a algumas horas e tenho certeza que ela estaria pirando agora se já tivesse acordado. Hoje acordei mais cedo do que ela e fiquei observando aos poucos a luz do sol invadir o quarto e começar a refletir em sua linda pele levemente bronzeada, a deixando mais radiante do que de costume. Pude a ver acordar manhosamente, abrindo devagar os olhos e tentando se acostumar com a claridade que vinha da janela, simplesmente maravilhosa! Não sei como ela ainda consegue dizer que acorda feia...
Não me segurei e a puxei para um abraço que, quando ela percebeu o que era, retribuiu. Comecei a enche-la de beijos e afundei meu rosto na curvatura do seu pescoço, sentindo seu perfume delicioso que parecia cada vez mais entranhado em sua pele.

Justin: – Parece que quem ficou te olhando hoje fui eu.

Jenny: – Porque – Bocejo – não me acordou – Bocejo – amor...

Justin: – Anda amor, a festa é hoje. – To esperando ela perceber o que eu disse

3

2

1

Jenny: – OMG, JUSTIN É HOJE, VOCÊ NEM PRA ME LEMBRAR!!! – Levantou correndo pro banheiro, e eu? Fiquei rindo como um louco até minha barriga doer. Ai, Ai, ainda tá doendo.

Depois de uns 15 minutos ela sai do banheiro enrolada em uma toalha branca, logo me lançando aquele olhar divertido e um sorriso radiante. Levantei na hora e um sorriso involuntário surgiu em meu rosto ao sentir seu corpo se chocar ao meu, um abraço. A pele gelada dela tocando em meu corpo quente fez com que um arrepio me percorresse por inteiro.
Beijei seu pescoço sentindo o cheiro de seu perfume invadir minhas narinas e fechei os olhos, parando para aproveitar o momento.
Ela me beijou mas não era qualquer beijo, era um beijo quente, malicioso e com certeza safado. Eu retribui imediatamente, minha língua explorava cada canto de sua boca como se aquilo fosse tão necessário quanto o ar que passa em meus pulmões.
Deslizei minhas mãos de seus ombros até a cintura, foi ai que a toalha que envolvia seu corpo cair até seus pés. Parei o beijo ao me lembrar da ultima vez que isso aconteceu e não pude conter um sorrisinho bobo.

Jenny: – O que foi? – Ela disse rindo, provavelmente eu parecia um idiota.

Justin: – Amor, acho que dessa vez a toalha vai ficar no chão mesmo – logo a puxei para outro beijo, sinceramente é isso que eu quero fazer para o resto da minha vida, beijar a minha shawty.
Devagar fomos andando de olhos fechados, simplesmente ignorando aonde iriamos bater ou no que iriamos esbarrar. Por acaso esse objeto foi a cama, coincidência ou destino, hamm??
Não sei direito o que aconteceu, mas pude sentir meu corpo afundar na maciez da cama e Jenny encima de mim mordendo o lábio inferior. Meu membro já pulsava dentro da box quando ela direcionou vários beijos em meu pescoço, pude sentir sua respiração em minha pele enquanto sua boca foi em direção a meu ouvido, sussurrando.

Jenny: – Eu poderia te dar vários chupões e marcar todo seu pescoço, isso atrairia muitos olhares maliciosos pra cima de você – Ela beija meu pescoço um pouco abaixo da orelha e volta a sussurrar – Principalmente os meus e não quero ficar excitada no meio da festa. – Diz com a voz rouca e extremamente sexy.

Agora todo mundo viu né, ela tá me provocando de todas as maneiras possíveis. A viro ficando por cima, minha vez querida

Justin: – Você não sabe como me deixa excitado – disse e vi Jenny morder seu lábio inferior novamente – Não morde ele não, deixa que eu faço isso pra você – comecei um beijo calmo e puxei seu lábio ao nos separamos, agora ela sabe o que faz comigo.

Ela tirou minha cueca e meu membro saltou, pude ver as pupilas de Jenny se dilatarem e um desejo tomar conta de meu corpo, peguei uma camisinha na gaveta e ela a abriu com a boca – isso foi tão sexy – e rolou com cuidado sobre meu pênis. Logo procurou meus lábios com urgência e se ajeitou na cama. De uma vez só meu membro entrou em Jenny, ambos gememos.

Em cerca de dez minutos chegamos ao nosso ápice, primeiro eu e depois ela. A puxei para que deitasse sua cabeça sobre meu peito, é estranho pensar que outro dia éramos dois virjões desocupados...
Observando seus cabelos castanhos comecei a pensar, ver que aquele momento pra nós – ou pelo menos pra mim – não se tratava apenas de prazer, mas de estar com ela. Sentir sua pele macia, seu cheiro doce e até ouvir a sua voz. Com ela não é apenas uma vontade carnal sendo saciada, é uma demonstração de amor, do quanto eu e ela somos perfeitos uma para o outro e do quanto nosso destino era ficar juntos.

[...]

 

 

 

14:00P.M

 

Points of View Jennyfer Dawson

 

Ai meu deus, dá pra acreditar. Como dizem no Brasil – Ainda não sei porquê – Chamem a Ludmila porque É HOJE!
Okay, Okay. Calma, respira. 1.2.3…
Já são 2:00p.m. e tudo está correndo estranhamente normal, sim NORMAL, NADA DE ERRADO ACONTECEU ATÉ AGRORA!
Bom eu e Justin descemos para o café quase dez horas (já sabem porque neh safadinhos) e praticamente devoramos tudo que tinha na mesa. Não me culpem, o dia de hoje vai ser cheio e quero estar bem alimentada. Fiz uma pequena lista do que tinha que checar e fui um por um.

_Ver se o DJ já chegou e está montando o equipamento.      OK

_Checar a decoração               OK

_Receber o chef e seus funcionários      OK

­ _Checar o vestido      OK

_Confirmar que aqueles idiotas (mais conhecidos como ““familia””) se lembram que é hoje      OK

_Explicar aos seguranças extras como tudo vai funcionar      OK

_Explicar aos garçons como tudo deve ser feito      OK

_Avisar pro meu Bieebs ir se arrumar      Eita, eu ia esquecer

 

No quarto de Justin, 15:55P.M

Como sou uma namorada incrível (e muito humilde, por sinal) fui lembrar pro Justin que ele tinha que se arrumar pra festa também.
Bati na porta de seu quarto e tive um “entra” bem baixo como resposta, logo entrei.

Justin: – Oi amor. – disse assim que me viu passar pela porta, ele estava extremamente fofo deitado na cama com o cabelo molhado, assistindo TV.

Jenny: – Oi. – Disse simples – Amor, já são quase quatro horas da tarde, a festa começa as oito. Eu sei que você é lindo, gostosão e tals mas quero que esteja vestido com mais do que uma calça de moletom quando meus amigos chegarem.

Justin: – Ah tá... –To só esperando ele terminar de processar tudo o que eu disse.

1

2

3...

Justin: – Jenny, seus amigos! Affs já são quatro horas, PORQUE NÃO ME AVISOU??

Jenny: – Ei, roubar meu coração não é o suficiente? Quer levar minhas frases também Bieber. – Disse irônica.

Justin: – Quero tudo que venha de você Shawty – Owwwnnnt, que lindinho. FOCO JENNY, ele tem que ir se arrumar. Peraí, eu também.

Jenny: – Ai meu deus, eu também tenho que me arrumar. VAI LOGO JUSTIN!!

Justin: – Tah, Tah – Riu lindamente, affs que homem maravilhoso – Já vou, vai lá amor.

Jenny: – Tá, venho aqui 19:30p.m. pra te buscar.

Justin: – Te amo.

Jenny: – Também.

Sai do quarto dele e fui direto pro meu, tomei um banho demorado e bem calmo, me enrolei uma toalha em meu cabelo e sequei meu corpo. Sai do banheiro com meu roupão, vesti minha lingerie vermelha (tem que representar né) e comecei a fazer todas aquelas coisas de mulher:

1º Passar todos aqueles cremes de sempre e mais alguns porque sou dessas

2º Fazer A MAKE DE DIVA, tinha que estar maravilhosa porque querendo ou não todos iriam olhar pra minha cara. – Minha casa, minha festa né gente.

3º Colocar o vestido – pelo menos o que eu consegui

4º Fazer meu cabelo. – Esse sempre dá mais trabalho então deixo por ultimo. Decidi usar ele solto penteado pro lado direito e com as mechas da frente presas com uma pregadeira cravejada de rubis #ADOROO

Acabei de me arrumar e já eram 19:29p.m., bem na hora.
Bati na porta de Justin com uma certa pressa já que ainda tinham alguns funcionários circulado pela casa e meu vestido estava praticamente todo aberto. Fiquei uns cinco minutos esperando resposta e como não ouvi nada então fui entrando mesmo. Justin estava secando o cabelo com um secador no banheiro e vestia uma camisa branca, uma calça vermelha e um blazer também vermelho, um tênis branco e um relógio de ouro no pulso. *(IMAGEM DA CAPA)* Vi que tinha uns óculos escuros em cima da cama e o critiquei mentalmente por achar que usaria aquilo a noite.
Não posso negar que ele estava lindo, mas atrasado.

Jenny: – Olha só a noiva ai. – Disse meio alto e vi que ele se assustou, provavelmente não me ouviu entrar.

Justin: – Hahaha, muito engraçado – nossa JB, que sarcasmo mais original – amor o seu vestido. – Disse enquanto tirava o secador da tomada e andava na minha direção. Chegava a ser irônico a perfeição daquele topete.

Jenny: – Não consegui fechar.

Justin: – Percebi. Vai, vira que eu fecho.

Ele foi fechando meu vestido, cada um daqueles pequenos botões vermelhos.

Justin: – Prontinho. Você está linda amor.

Jenny: – Eu sei.

Justin: – Convencida.

Jenny: – Sou mesmo. Justin, você está lindo mais tem duas coisas muito erradas.

Justin: – O que?

Jenny: – A primeira é você querer usar óculos escuros de noite. Seus olhos são lidos, eu gosto de vê-los.

Justin: – Tá meu sorvetinho de algodão doce, o que eu não faço por você? – Owwwnnt, sorvetinho de algodão doce, que lindo. – E a outra, qual é?

Jenny: – Esses seus lábios rosados estarem muito longe dos meus. – Ele abriu um imenso sorriso e pôs suas mãos em minha cintura, me virando de frete para ele e me deu um beijo DAQUELES. – Vamos amor? – Estendi minha mão para ele segurar. Justin pegou a mesma e deu um beijo no anel de namoro que estava nela.

Justin: – Vamos.

 

CONTINUA…


Notas Finais


Bom, me desculpem novamente pela demora. Eis o que aconteceu:
- Tive aquela semana de provas. E como foram as notas? NADA BOAS. Então tive que comer os livros nos fins de semana já que minha escola é em horário integral de segunda a sexta e em dois sábados por mês. Passei nas recuperações? SIIIM !!!
- Finalmente troquei minha internet porque essa que estava aqui era uma merda, sempre caia quando eu mais precisava. Infelizmente demorou e eu fiquei umas duas semanas sem internet em casa (o que de um lado foi bom pois deu pra ler todas as fics que eu favoritei)
E foi isso, mas como eu sou chata tenho algumas coisas pra dizer:
MYYYY GOD, GENTE JÁ TEMOS 8 FAVORITOS. EU TO EXTREMAMENTE FELIS; Muito Obrigada Mesmo.
Chegando em 300 visualizações. Será que tem algum cap especial por aí? Eu não sei, talvez sim, talvez não.


PS. Qualquer duvida que surgir sobre a fic ou os personagens é só colocar aqui nos comentários que eu respondo assim que possível.

Beijos no heart,
Gaby


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...