História I aloha oe - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Moana: Um Mar de Aventuas
Personagens Chefe Tui, Hei Hei, Maui, Moana Waialiki, Personagens Originais, Sina
Tags Família Waialiki, Help Me, Maui, Maumoa, Moana Semi-deusa
Visualizações 10
Palavras 1.398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Tô postando isso aqui, porque a best tá me perturbando por causa disso heuheuheuheu
Com minhas sinceras toma no cu mana kkkkkjj ti lovi you
A gente, eu juro que não shippava eles dois, minha best que fez minha cabeça NCOWJFINQJFI
Bom, tá aqui @TiaYOOGI como prometido. Ah provavelmente eu troque a sinopse, pq né, a best quer que eu faça dela uma ficha :V faz o que né

Espero que gostem e desculpa os erros ortográficos

Capítulo 1 - "A gente se ver por aí..."


Fanfic / Fanfiction I aloha oe - Capítulo 1 - "A gente se ver por aí..."

"A gente se ver por aí..."

Depois daquela simples despida na ilha de Te Fiti, nunca mais consegui te esquecer. Qualquer coisa me lembrava você; quando saíamos para explorar os mares, quando encontrávamos novas ilhas. Você sempre me vinha em mente... Você não sabe o quanto me faz falta... O quanto eu te amo... Maui...

- Por quanto mais tempo irei ter que ficar sofrendo com esse amor que sinto por você, eu quero tanto lhe ver novamente... - Digo olhando para as estrelas. Estava em mais uma exploração, porém, estava apenas eu, HeiHei e Pue; ah! Claro que a minha avó estava nós acompanhando em sua forma de arraiá. - Sinto tanta a sua falta Maui...

- Sente é? - Diz uma voz que eu reconheceria a quilômetros de distância. Me levantei no barco virando em direção ao dono da voz. - Oi, Moana de Motunui. Há quanto tempo, não?

Eu não conseguia dizer nada, estava me afogando em lágrimas enquanto sorria para Maui. Corri até o mesmo abraçando-o pelo o pescoço e me deixando chorar ainda mais. Maui fazia leves afagos na minha cintura, enquanto dizia que também tinha sentindo saudades; aos poucos fui me afastando dele e o olhando nos olhos sorrindo - o qual devolveu o sorriso -.

- Maui... E-eu... Eu senti tanto saudades sua... E-eu... - Eu tentava dizer enquanto limpava as lágrimas. Mas sinto as mãos grande de Maui no meu rosto, fazendo-me um carinho leve - o que me fez fechar os olhos brevemente e aproveitar -.

- Moana, nesses anos que ficamos longe um do outro eu percebi que... Que eu não consigo viver longe de você agora, eu quero viver ao seu lado, eu quero me casar com você, eu quero formar uma família com você... Mas... - Maui dizia sem desviar o olhar um segundo sequer. - Mas eu sou um semideus e você uma mortal... Ou seja, eu viverei pela a eternidade e você... E você não... E eu não quero isso...

- Maui, não se preocupe, desde que estejamos juntos. Já é o suficiente para mim, para você não? - Digo/Pergunto lhe sorrindo que o mesmo sorri de volta.

- Então vamos para uma ilha, vamos ter mais privacidade ou quer que o mar, sua avó e os animais sejam testemunhas de nossa união? - Perguntou em um sussurro no pé do meu ouvido, o que me causou um arrepio. Responde um quase inaudível 'não', fazendo o mesmo me carregar no colo até a parte do barco para navegar.

Maui se posicionou e me sentou em sua perna, me segurei em seu pescoço enquanto ele guiava o barco até a ilha que o mesmo tinha mencionado. Não demorou muito para que chegássemos na tal ilha, ela tinha algumas casas - o que deduzi que ela seja povoada -, Maui me carregou para fora do barco levando-me até uma casa que ficava no alto da floresta.

- "Talvez seja aqui a ilha em que ele passou a morar..." - Pensei enquanto dava uma breve olhada ao redor, percebendo ter algumas flores ali.

- Bem, aqui é a ilha onde eu nasci antes de virar semideus... - Disse o mesmo sorrindo de leve enquanto entrava na casa.

Sorrio para o mesmo e no impulso, selei nossos lábios. Fora um beijo calmo e apaixonado, apenas transmitindo o que sentimos um pelo o outro, apenas demostrando o nosso amor por esse simples ato que significa muito para mim e para ele. Separei nossos lábios lentamente, encostando nossas testas.

- Me torne sua aqui, na ilha em que nasceu... Eu te amo Maui! - Digo beijando todo o rosto do maior.

- Farei sim e farei mais. - Disse me sorrindo enquanto caminhava até a cama que tinha ali. - Eu também te amo Moana!

Maui me beijou, porém, o beijo dessa vez transmitia desejo, luxúria e prazer. O que fez uma ansiedade tomar conta do meu corpo, nunca tinha feito isso com ninguém, Maui seria o primeiro com quem eu ia pra cama... O primeiro que iria ter a minha virgindade.

Maui ia me deitando na cama devagar, sem quebrar o ósculo do nosso beijo que ficava cada vez mais feroz e pecaminoso - o que me deixava ofegante -. O mesmo passeava com as mãos pelo meu corpo todo, às vezes, apertava minhas coxas - me fazendo suspirar durante o beijo -, outrora massageava com cautela meus seios medianos, até que eu não conseguia mais beija-lo por falta de ar.

- Ah... Maui... - Gemi sôfrego ao sentir o mesmo passar com as mãos por debaixo da minha saia enquanto distribuía beijos, lambidas e chupões pelo o meu pescoço. - Hm...

Senti um último chupão em meu pescoço, antes dele começar a tirar minhas roupas sem pressa alguma, como se cada detalhe fosse extremamente importante - o que de fato para nós dois era -. Fiquei corada ao sentir ser observada; por ele sem alguma roupa, logo o mesmo tira a sua única vestimenta e amarra os cabelos em um coque.

Me senti na liberdade de olhar o seu corpo - o que fez ele sorrir de lado -. Na ansiedade em que eu estava me sentei na cama, fazendo Maui se sentar também e no ato de coragem e sem vergonha abocanhei seu membro até onde me era permitido, enquanto a outra parte eu masturbava com as mãos.

- Argh... Moana n-não precisava-ah... - Disse entre gemidos deleitosos enquanto segurava meus cabelos para facilitar meus movimentos de subi e desce em seu membro. - Ah...

Enquanto fazia movimentos com a cabeça, senti seu dedo em minha entrada, contornando-a de leve - sempre me estimulando - me fazendo soltar gemidos impacientes e manhosos, o que foi percebido pelo menos. Maui me penetrou lentamente com o seu dedo, eu tive que me afastar do seu membro para poder gemer dolorido.

- D-dói... Hm... - Gemi sôfrego por causa da invasão.

- Shiiu... Já vai passar a dor... - Disse distribuindo beijos pelo o meu rosto. Depois de um tempo sem mexer seu dedo, Maui lentamente mexendo seu dedo, me causando arrepios gostosos e gemidos de deleite contra o seu membro - o qual eu tinha voltado a chupar -.

- Hm... Ahn... - Eu já não aguentava o chupar, por isso comecei uma masturbação no ritmo em que movimentava o dedo. Porém, ele parou e retirou o dedo de dentro de mim e me deitou na cama.

- Se doer, pode me dizer. A única coisa que eu não quero, é te machucar. - Disse antes de selar nossos lábios e começar a me penetrar lentamente.

Senti algo escorrer entre minhas pernas, logo deduzi ser sangue; me mostrando que eu já não era mais virgem agora. Pelo o tamanho dele, demorei um pouco para me acostumar e relaxar, eu sabia que ele estava se controlando para não se mover e me machucar. Tão fofo.

- Pode... Pode se mexer... - Digo ofegante passando meus braços pelo o pescoço do mesmo. Antes, ele me dá um breve selinho para pode se mexer, porém, devagar. - Hm... Ahn...

- Moana-ah... - Maui disse em um gemido enquanto aos pouco ia aumentando a velocidade dos movimentos.

- Ah.. Ah... Ah... M-mais hm Maui... - Peço entre gemidos de puro prazer rente ao ouvido dele.

Meu pedido foi concedido, Maui aumentou a velocidade dos movimentos - fazendo até a cama se mexer -, o mesmo segurou em minhas coxas as abrindo para pode ter mais facilidade nos movimentos. E de fato, deu, eu já podia sentir que estava próxima do ápice e pelo visto ele também.

- Moana... Eu... Eu te amo... - Disse selando nossos lábios antes de se despejar dentro de mim e eu logo em seguida.

Pouco a pouco, ele ia diminuindo os movimentos até torna-los nulo. Maui saiu de dentro de mim com cuidado e se deitou ao meu lado, ele me puxou para o seu peito enquanto eu contornava suas tatuagens com os dedos. Ficamos assim, calados, sem dizer nada, apenas aproveitando um ao outro nesse momento só nosso.

- Agora me responda Moana de Motunui. - Quebrou o silêncio.

- Fale, Maui, o semideus do vento e do mar, Metamorfo e herói de todos. - Digo rindo o olhando que também riu comigo.

- Quer casar comigo? Claro, nenhuma mulher recusaria um pedido vindo de mim. Um semideus. - Perguntou e se gabou um pouco. Bate em seu peito rindo.

- Claro que eu aceito, seu semideus metido. - Digo e selo nossos lábios.- Eu te amo, Maui.

- Eu também te amo, Moana.


Notas Finais


Originalmente o nome da fic era "Don't Wanna Cry", mas aí resolvi mudar né :V
Porque né, ficaria fora de contexto, mas vida que segue e eu há cada dia faço mais fic's :') tá foda ckamkcs

Bom, até a próxima. Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...