História I always waited for you - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 22
Palavras 781
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Thankss pessoas que favoritaraaam <3

Capítulo 3 - Namorada?


Virei meu rosto para o outro lado, pouco tempo antes dele chegar mais perto.

-Melhor irmos - Dou uma desculpa qualquer, me levanto e começo o caminho na direção da festa, com ele ao meu lado.

Chegando lá, olho as horas em meu celular : 23:00, ainda devem estar lá.

-Ahm..tchau.-Digo sem o olhar.

-Tchau...desculpa por...- ele deixou a frase no ar.

-Tudo bem. Até. - Vou em direção a sala da casa e peço carona ao meu tio. 

*Em casa*

Entrei em casa, a porta estava aberta e vi meus pais no sofá, assistindo um filme qualquer.

-Vieram mais cedo?

-Sim, não lhe encontramos lá, então decidimos vir logo.- Diz minha mãe.

-Ah. - Vou em direção as escadas, mas sou parada pela voz de meu pai, dizendo : 

-Filha, precisamos te contar algo. - Refaço meu caminho até o grande sofá e me sento entre eles.

-Sim?

-Você vai ter de sair da escola. - Não, não, não.- estamos com problemas financeiros, e não sabemos se dará para pagar sua escola.- meu pai termina de falar e eu entro em pânico. Não é exagero meu, é que socializar não é muito minha praia. Me tornar amiga de Brenda demorou (Sim, eu só falo com ela. Os outros não gostam de mim, sou uma completa estranha pra eles).

- Que escola vocês me matricularam ? Por que não avisaram antes?  - Eu não quero isso.

-Na mesma que a de sua prima, Julie. Não lhe contamos porque não tivemos tempo.

- TEMPO ? NEM UMA MENSAGEM ? UMA CARTA, SEI LÁ?- Eu me sinto culpada por ter gritado, mas não dá, não quero estudar com aquelas pessoas ( Amigos de Julie, não mesmo).

-Boa noite, amo vocês. - Digo enquanto subo as escadas, interrompendo qualquer coisa que digam.

Tomo um banho e coloco o primeiro pijama que vejo, e me jogo na cama. Pego meu celular na comoda ao lado e vejo a mensagem de Brenda : 

"Amiga, não deu pra responder!! Eu tava com o Pedro...EU ESTOU NA-MO-RAN-DO."

Eu fiquei feliz por ela, mas depois pensei : Ela me dá uma ótima notícia e eu a respondo com uma péssima... : 

"Vou ter que sair da escola. Problemas financeiros. escola de Julie. HELP-MEE."  Faço o maior resumo da história toda, morrendo de sono.

Adormeço.

 

*Nova dia, Nova escola*

Acordo cedo, antes mesmo do despertador tocar.

Tomo banho e me arrumo (Calça branca e blusa preta, larga e caída no ombro), sem ânimo algum. Não quero ir pra essa escola, deixar Brenda, o melhor professor de ciências do mundo...

Infelizmente, é a vida.

Saio de casa sem comer mesmo. Meus pais não estão em casa. Novidade. 

Pego o ônibus e vou ouvindo música até chegar meu ponto.

Passo pela entrada, e um pouco adiante, sob uma árvore, vejo ele : O cabelo preto, blusa preta e calça jeans. Noah. E a parte que eu não gostei (pelo motivo que eu não sei) : Uma loira aguada agarrando ele. Meu dia já começou ótimo.

Passo direto. Não quero ver agarração, muito menos sendo ele.

P.O.V. Noah

Estava abaixo de uma árvore com a Gabriele, minha namorada, quando vejo os cabelos escuros da Annie passando (direto, sem nem falar algo comigo) na frente da árvore e indo reto.

-Ahm, Gabi, vou ali e já volto.

- Onde vai? fica. - Pede me olhando.

-É rápido. - Digo me levantando e indo atrás da Annie, que está parada na entrada do grande corredor da escola.

-Oi, não me disse que ia vir estudar aqui. -Digo atrás dela, ela dá um pulo e se vira para me ver.

-Que susto! E eu descobri pouco tempo atrás.- Ela não me parece muito animada. 

-Quer que eu mostre a escola ? - Pergunto.

- Claro. - Responde sorrindo. Eu admito : Amo esse sorriso.

Fui mostrando a escola, parte por parte, até ela perguntar algo que me deixa surpreso : 

- Quem era a loira? - Ela pareceu arrependida depois de perguntar. 

Melhor eu não falar a verdade, se falar vou estragar tudo.

-Uma amiga. - Já sei que vou me arrepender. 

-Não era isso que parecia. - É, pois é, ela não é nem um pouco burra.

Mas algo para ferrar mais ainda minha vida, aparece : 

-Amoor, quem é essa? - Gabriele chega, segura meu braço e olha Annie.

-Amor? - Pergunta Annie, me olhando com uma sobrancelha arqueada.

-É, ele é meu namorado. Não disse pra ela, amor? - Afirma e pergunta minha, infeliz, namorada. 

Não respondo, apenas olho Annie, que me repreende com o olhar, e dizendo um simples "tchau" , antes de ir embora.

Fiz merda.

E isso não é novidade.

 


Notas Finais


Bjjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...