História I am loved - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Freed Justine, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Laxus Dreyar, Leon, Macao Conbolt, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Wendy Marvell, Zeref
Tags Drama, Fairy Tail, Romance, Yaoi
Exibições 30
Palavras 1.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi e Oi pessoal. Obrigado pelos favoritos e toma mais um capítulo novo. Eu espero que gostem.
Boa leitura!

Capítulo 5 - Decepção


Romeo on :

No final de tudo, eu não pude fazer nada pra ajuda-lo mas eu fiquei ao sei lado. Laxus avia perdido seu avô que é o diretor da escola. Todos os alunos ficaram surpresos tristes. Alguns não aceitava aquela morte que foi um ataque cardíaco repentino. Laxus está dentro da sala e recebeu essa notícia do secretário da escola chamado Invel, sente algo obscuro vindo dele.

-Sabe, ele nunca desistiu de mim. Quando perde meus pais em um acidente de carro – fala Laxus chamando a minha atenção, quando sentei ao seu lado na arquibancada. – Ele sempre,sempre,sempre esteve comigo. Eu nunca agradece a ele.

-Laxus-sama...- toco no seu ombro e depois ele olha pra me. – “eu tenho orgulho do meu neto”. Foi um dia que ele falou pra mim.

-Romeo...- sussurrou ele que depois aproxima de mim dando um beijo.

Sente o beijo junto com as lágrimas cair do rosto dele. Ele coloca sua mão na minha cintura e para de beija.

-Vamos fazer...- disse ele fazendo eu fica vermelho que nem uma pimenta. – vamos fazer aquilo novamente. Eu sei que você precisa.

Não acredito ele quer realmente...novo aquilo? Não, eu quero fazer outro coisa é não aquilo.

-O que?- fiz uma cara fingindo não saber de nada.

-E pressão minha ou você está fingindo – Laxus faz uma cara de tédio. – vamos logo.

Laxus-sama mim coloca em seus ombros e coloca me leva pro lugar, que eu não queria ir de jeito nenhum.

-Leia esse texto até decora- disse Laxus me dando um livro grosso pequeno,eu apenas arregalei os olhos. – Depois de decorar, fale comigo.

-Laxus-sama...- Abrir um sorriso olhando pra ele. – Não precisa. Eu estou totalmente bem.

-“Eu estou totalmente bem”. Você está com notas péssimas – disse ele mim desanimando. – De qualquer maneira, eu vou lhe ajudar a melhora com a nota.

-Realmente não precisa – Seguro sua mão gentilmente. – Eu sei que você está nada bem. Por favor, não precisa se esforça por minha causa. Já sente o mesmo que você, pra fala a verdade...eu ainda sinto.

Ele faz uma cara de surpresa, mas depois abrir um sorriso.

-Tudo bem – Laxus coloca sua mão gentilmente sobre minha cabeça e faz carinho de leve. – Não se preocupe. Ficando ao seu lado, eu fico ainda melhor.

-Laxus -sama – sente meu rosto esquenta e ele aproxima de mim dando um demorado selinho. -Obrigado.

-Você é meu – disse ele olhando diretamente em meus olhos.

Eu abrir minha boca pra dizer algo, mas não saiu porque uma pessoa nos  interromper.

-Ele não é seu – fala uma voz que surpreendendo eu e ele. – Vocês dois poderia parar com essa amolação?

-Gray-sama – Olhei surpreso pro moreno.

-Do que você está falando?- pergunta Laxus que olhar sério pro moreno.

-O secretário do seu avô está lhe chamando – fala Gray com um sorrisinho. – Ele disse que tem um assunto urgente a trata com você.

Laxus dar um suspiro frustrado e depois olha pra mim com serenidade.

-Depois nos vemos- disse ele que depois vai embora em passos um pouco apressados.

Romeu Off.

Romeo começa a ler o livro que seu amado mandou. Sente alguém senta ao seu lado.

-Romeo...- Gray disse bem próximo ao ouvido do menor que se arrepia todo.

-Gray...- Romeu gagueja e cora . – O que deseja?

-Isso é uma pergunta irônica de sua parte – Gray coloca sua mão sobre meu rosto e vira pra olha pro seu rosto. – Eu apenas desejo a pessoa que está na minha frente.

-ahhh...-Menor afasta do maior rapidamente. – Do que você está falando? Eu estou namorando com Laxus-sama.

-Não precisa conta pra ele

-Não! Eu sou de uma pessoa só. Não esse tipo de pessoa que você pensa que sou. A minha mãe mim ensinou de uma maneira certa e não de uma maneira errada - disse Romeo surpreendendo o moreno. – Agora poderia mim dar licença, por favor. Eu preciso estudar.

Por alguns segundos, Gray continua com uma cara de surpreso, mas depois abriu um sorriso.

-Ele é realmente diferente- pensou o moreno.

-Tá difícil de se concentra com ele olhando pra mim – pensa Romeo tentando se concentra na leitura do livro.

-Romeo, eu gosto de você – disse o moreno chamando atenção do menor, que o olhar completamente surpreso e cora.

-Porquê?- pergunta o menor nervosa.

-Você é diferente – fala Gray que coloca sua mão sobre o rosto do outro. – Você é daquelas pessoas que todos quer passar o resto da vida.

Depois disso...

Romeo entra no quarto e encontra Natsu beijando outro garoto, que ele nem nunca viu na escola.

-O que está acontecendo aqui?- pergunta Romeo completamente surpreso.

-Nada demais – Natsu dar ambros.

O garoto que beijava o rosado, sair do quarto correndo e faz derrubar o menor que cair de Bunda sobre o chão. Natsu faz um gesto de querer ajudar o menor, mas para que dar as costas.

-Natsu...- olhei surpreso pra ele.

-...boa noite – disse Natsu que deita sobre a cama.

Lentamente o garoto alevanta do chão, e observa o rosado deitado sobre a cama.

Ei, você quer ser meu amigo?

Romeo dar um suspiro frustrado. Ele não queria está daquele jeito, logo com a primeira pessoa que se tornou seu primeiro amigo mas...

Porquê nós  gostamos de você

Romeo sabia bem claro que o rosado gostava dele de outra maneira. O menor sair do quarto e resolve andar pelo corredor da escola.

Eu realmente nem sei o que vou fazer da minha vida”,pensou ele andando de cabeça baixo.

O menor para de andar, quando ouvir um barulho vindo do corredor da escola.

“Estranho”, pensou Romeo que resolve verifica o tal barulho.

O barulho vinha atrás de uma porta, que não tinha nome algum escrito na porta. Ele coloca a mão sobre a maçaneta e gira.

Não acredito”,pensou ele não querendo acredita no que estava vendo.

-Laxus-sama...- sussurrou ele chamando atenção do louro. – Porquê?

Romeo depois sair correndo e vai direto pro seu quarto. Quando entra encontra o rosado sentado sobre a cama, jogando alguma coisa no celular.

-Natsu...- Romeo chama pro maior que o olha. – Mim desculpe...

-Romeo...- fala Natsu preocupado com o menor, que desaba em lágrimas sobre o chão. – Porque está chorando?

O rosado corre até o menor e coloca entre os seus braços.

-O meu coração tá doendo...- disse Romeo surpreendendo o rosado.

Alguém bate na porta, que chama atenção do maior que olha pra porta.

-Por favor...Não abrir a porta – Romeo implora entre lágrimas. – A pessoa que está batendo na porta e a pessoa que eu não quero ver tão cedo.

-Romeo , abrir essa porta, Por favor – disse Laxus do outro lado da porta.

-Você descobriu a verdade, então? – pergunta Natsu, dando um suspiro frustrado. – Laxus tem uma cara de nerd, mas gosta de trepa com qualquer um que oferece pra ele.

-Porque não mim falou antes?- pergunta Romeo, olhando diretamente nos olhos do rosado.

-Não falei porque você estava mim evitando de ficar perto de mim. Como eu poderia dizer a verdade pra você ? De qualquer maneira, você estava feliz e eu não queria estraga sua felicidade – falou Natsu surpreendendo o menor. – Se você está feliz, eu também estou feliz.

-Natsu-sama...-Romeo cora.

Continua...


Notas Finais


Se quiseres favorita e comenta pra dar aquela ajudinha na história, eu agradeceria muito.
Qualquer erro gomem, até o próximo capítulo ^^.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...