História I Am Sorry [Markson] - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags Carta, Jark, Markson, Termino
Visualizações 20
Palavras 1.384
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiieeee~~~ Td bom com vcs, minhas bolas de Berlim? Eu espero q sim. Seguinte... Eu era pra já ter postado essa fic à quase a uma semana atrás, mas eu tava com preguiça d fzr a capa, então n postei. 미안해요. Kkkkk Enfim, eu espero q vcs gostem e dsclpm qlqr erro, sim? Boa leitura! 😊

Capítulo 1 - I Am Sorry (Capítulo Único)


"Oi. Tudo bem? Eu espero que sim. Você leu no envelope, então você sabe quem é… Eu acho que eu não preciso me apresentar. Talvez você lembre da minha letra, também, quem sabe?

E eu sei o que você está pensando… Eu sei que você não deve querer ver meu nome nem escrito num cheque de 1.000.000$ entregue a você, mas… Eu precisava falar com você. Então, por favor, eu sei que eu não estou em posição de pedir nada a você, eu dúvido que eu estive alguma vez na verdade, mas… Fique até ao fim, ok?

Fazem 2 anos desde que a gente não se vê, né? Parece que foi ontem… Eu me pergunto se você ainda pinta seu cabelo de loiro? Eu gosto de imaginar que sim... Você ficava tão bonito daquele jeito… Mas, enfim, você ficaria bonito com qualquer outro tom de cabelo, eu acho…Mas isso não importa mais, não é? Sou só eu perdendo foco e isso não é nada importante pra você. Eu entendo.

Bem… Eu sei que eu deveria falar isso pessoalmente pra você, mas eu achei que você não fosse querer ver minha cara nem pintada de ouro, então eu não fui até aí. E como você me bloqueou, e com toda a razão, de tudo o que poderia me conectar a você, eu achei que uma carta fosse a única solução, meu único meio de fazer isso.

Pensando bem… Até é mais poético, não? Uma carta tem sempre aquele toque de nostalgia, afinal de contas… Não que nostalgia sobre nós seja aquilo que você precisa, claro…

Eu espero que você não tenha mudado de casa de qualquer jeito… Quer dizer, eu não quero que você fique preso nesse apartamento pra sempre, mas… Eu quero muito que essa carta chegue a você. Ela precisa chegar.

De qualquer forma… Eu já perdi o foco de novo, não foi? Que idiota…

Bem, eu vou direto ao ponto agora, você já deve estar farto de mim. Na verdade, você já se fartou faz muito tempo… E eu não posso julgar você por isso. Eu fui um babaca. Um completo idiota, um sem noção infantil. Totalmente sem um pingo de vergonha na cara. E foi por isso mesmo que eu decidi escrever essa carta: Eu quero pedir desculpas. Não. Eu PRECISO pedir desculpas. Por tudo o que eu fiz a você. Porque eu fui o pior namorado do mundo. E você não merecia. Você nunca mereceu.

Eu te traí com tanta gente, eu gritei com você tantas vezes e por nada… Eu fui a pior pessoa do mundo. Mesmo você me amando tanto. Mesmo, bem no fundo de mim, eu amando você também.

Mas eu não pude reconhecer naquela época. Porque eu não sabia o que era Amor... Porque eu não sabia amar…

E sim, eu poderia culpar os meus pais e a merda das empresas deles por isso, mas eu não vou. Eu poderia ter aprendido sozinho. Eu poderia ter tentado. Mas eu nunca o fiz. Talvez porque ignorar tudo e simplesmente tacar o foda-se pro mundo era mais fácil. Talvez porque eu me divertia mais assim…

Hoje eu sei que essas foram as escolhas erradas e eu sinto muito que você tenha levado com as consequências delas por tanto tempo… Você não deveria ter sofrido assim… Você deveria ter escutado Jinyoung e Youngjae e ter se afastado de mim mais cedo. Eu me pergunto às vezes porque você não o fez… Porque você me amava demais, eu suponho.

Eu espero que eles ainda estejam com você, de qualquer forma. E que tenham tão bons concelhos como antes. Você merece gente boa do seu lado. Você merece gente que seja o oposto do que eu fui…

Fui. Sim. É um verbo no passado. E tudo porque você me mudou.

Parece estranho, né? Mas é a verdade…

Depois que você terminou comigo, eu fiquei muito bravo. Eu achei que você estivesse errado em fazer isso… Eu não entendi... Eu era patético. Mas, então, com o passar das semanas, eu fui me sentindo cada vez mais vazio. E eles não me preenchiam. Nenhum deles…

Eu não me sentia mais feliz, nem bem comigo mesmo. Era como se faltasse algo. E só naquela altura eu entendi o porquê: Era você. Você me fazia falta. Porque eu amava você.

Foi aí que eu percebi que eu tinha feito tudo errado. Não eram aqueles caras e aquelas garotas que faziam sentido dentro de mim. E nem o que eles me davam. Era você. Pura e simplesmente você. E o seu sorriso. E o facto de que você estava ali.

Porque você se importava. Porque você escutava.

Eu quis me machucar naqueles dias. Porque eu fui a pior pessoa do mundo com a melhor pessoa de todas.

Eu quis me matar porque eu me odiava. Mas eu percebi que, mais do que terminar com a miséria da pessoa reles que eu era, eu deveria fazer o seu sofrimento valer a pena. Eu deveria dar um sentido às coisas. Eu deveria me tornar uma pessoa melhor.

E então eu fui vivendo por aí, tentando fazer uma melhor pessoa de mim mesmo, mudando meu pensamento, minhas ações… E foi quando eu conheci Jaebum. Ele trabalha numa pastelaria. Ele é bom no que ele faz. E, mais do que isso, ele me ajudou muito. Ele se preocupou comigo, meio que como você fez, mas de um jeito diferente: o jeito Jaebum de fazer as coisas. Ele é como um irmão pra mim. Talvez você fosse gostar de conhecer ele… Quem sabe um dia se a gente se vir por aí?

De qualquer forma, eu acho que isso é tudo o que eu queria dizer a você. Eu queria pedir desculpas pelo o que eu fiz e deixar você saber que hoje eu sou uma pessoa melhor hoje. Talvez isso não adiante nada pra você, muito provavelmente, eu diria, já que não é fácil perdoar tanto mal, mas… Mesmo assim, eu achei que eu deveria escrever. Leve isso como um adeus final ou algo do tipo.

Mas enfim, eu já me prolonguei demais, não foi?

Bom, eu espero que você seja feliz. A pessoa mais feliz do mundo, na verdade. E que encontre, (ou tenha encontrado) alguém que possa amar você no tanto que você merece.

Com todo o Amor que eu deveria ter dado a você,

Jackson

PS: Eu sei que você provavelmente, e com toda a razão, não vai querer uma prenda minha, mas… Eu acho que corujas combinam com você, já que elas são fofas e gostam de ficar acordadas de noite… (Você ainda gosta de ficar acordado de noite, certo? Eu lembro que você adorava ver as estrelas…) Então, por favor, aceite o colar. Eu quero que você olhe pra ele e lembre da pessoa que você mudou. Eu quero que quando você esteja triste lembre que as coisas sempre mudam, como eu mudei por você."

Eu terminei de ler a carta, voltando a dobrar ela.

Jackson e eu tínhamos namorado à 2 anos atrás. Nós nos conhecemos quando estávamos na faculdade. Jackson era um daqueles típicos caras que vai em festas e pega todo o mundo. Mesmo assim eu vi algo a mais nele, algo que me fez apaixonar por ele. E eu pensei que ele também tinha se apaixonado por mim, mas ele raramente demonstrava algum tipo de sentimento. E, mais do que isso, eu achei que ele iria mudar o jeito dele. Mas, tal como meus amigos me avisaram, ele nunca mudou. Pelo menos não até agora.

Era bom ver que Jackson tinha mudado, mas isso não mudaria mais nada entre nós. E ele mesmo sabia disso. O que havia passado, havia passado e não voltaria mais.

Mas, mesmo assim, era bom receber aquela carta. Era bom dar um fim melhor a uma história tão trágica. Claro que não era o tipo de final da Disney onde o casal acaba junto e vive feliz para sempre, mas era um final confortante. Era um final onde não tínhamos mais nada pra falar, mais nada nos prendendo. Nós podíamos seguir em frente. Como dois pássaros livres pra voar. Então, naquele momento, mesmo sabendo que ele não ouviria, eu falei, segurando o pingente de coruja que ele me havia dado, de alguma forma esperando que este transmitisse minhas palavras pra ele:

-Você está perdoado. Boa sorte no seu caminho a partir de agora, Jackson. Eu espero que você seja feliz também.


Notas Finais


E aí? Gostaram? Eu escrevi essa fic à noite, foram tipo 2 horas e meia, então eu n sei se ficou mto boa, mas a @Shy_penguin leu e gostou, então tamo aí.
Comentem se quiserem e, pra quem tiver interesse me segue lá no Twitter @Just00Marta se quiserem flr cmg mais diretamente e tbm pra ajudar a divulgar as fics, q eu tweeto todas elas lá, então é só dar RT no link se quiserem ajudar.
Mas bem... É isso por hj, eu espero q vcs tenham gostado. E, como sempre, bjão pra td o mundo 😘 e sejam felizes! 💙💙💙 Vlw, flw. ✌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...