História I am the Lucky One - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Originais
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Kris, Lay, Luhan, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Exibições 104
Palavras 1.270
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Mentiras


Fanfic / Fanfiction I am the Lucky One - Capítulo 7 - Mentiras

Depois de um tempo abraçados, Baekhyun me puxou para deitarmos e dormimos ali, abraçados. Não fizemos nada, mas para mim significou muito. E ele sabia disso.

Levantei cedo pela manhã e Baekhyun ainda estava deitado. Observei seu rosto angelical deitado no travesseiro, seus olhos fechados que sonhavam lindamente.

E para estragar o clima, Totó deitado de barriga pra cima no pé de Baekhyun, que não parecia se importar.

Desci para beber água e vi Kai dormindo no sofá. Deixei ele e fui silenciosamente terminar o que fui fazer.

- Bom dia. Precisa de ajuda? - Kai estava se levantando do sofá com a cara toda amassada de quem tinha dormido mal. Mas mesmo assim ele era magnífico.

- Bom dia, só estou bebendo água, já vou me deitar de novo. - Coloquei o copo na pia e estava saindo da cozinha quando cai me jogou na parede, acabei batendo a cabeça nela.

- Você fica linda de manhã, sabia? - E ele segurou na minha coxa acariciando-a.

- Me deixe em paz, não estou interessada em alguém que se oferece como um prostituto. - E empurrei sua mão. Nisso Kai ficou irritado e pegou em meu pescoço com uma mão me deixando sem ar.

- Eu acho que você deveria ter mais respeito. - Nisso a porta da sala se abriu e os olhos de Kris pararam no meu pescoço sendo apertado por Kai. Kris se dirigiu até nós e puxou Kai pela camisa o jogando no chão.

- Você precisa aprender a tratar bem as damas, Kai. - Nisso eu tentava recuperar o ar. - Você fica mais idiota ainda depois que bebe a noite inteira.

Kai subiu rápido sem dizer uma palavra. Kris passou a mão no meu rosto com as costas de suas mãos. Fechei os olhos sentindo sua pele macia acariciar a minha.

- SunHee? - Abri os olhos e dei um passo para trás e olhei para Baekhyun na escada. Kris levantou a cabeça e colocou as mãos nos bolsos.

- SunHee teve um incidente com Kai, mas já está resolvido. - Baekhyun se aproximou de nós enquanto Kris falava - Eu fiz o que você pediu. Iremos hoje de tarde.

- Obrigada Kris. SunHee, - Ele olhou para mim. - recebemos um dinheiro e iremos esta tarde para Jeju com os rapazes. Preciso que arrume suas coisas.

- Não entendo, por que eu tenho que ir junto? Não posso ficar com os meus avós?

- Você irá. - Kris disse. - Só vamos resolver umas coisas e depois aproveitaremos um pouco.

- Tudo bem, vou avisar minha avó e deixar vocês conversarem.

Subi correndo. Estava um pouco irritada por causa do aconteceu e Kris e Baekhyun conversavam e não me incluíam na conversa, mesmo ela sendo sobre mim. Eu não tinha direito à dar uma opinião.

Chegando no quarto peguei meu celular e vi que havia um e-mail. Mais um pouco e minha vida desmoronava. Perdi o emprego. Respirei fundo e liguei para a minha avó. Avisei que iria para lá essa tarde, o que a deixou muito feliz.

- Vamos visitar a vovó, Totó! Isso não é bom? - O abracei e arrumei minha mala.

Fui levar minha mala até a sala e enquanto descia do meu quarto ouvi alguém no telefone e parei para tentar saber mais. Estavam falando de mim. Era Lay falando com alguém no telefone.

- Sim, nós vamos levá-la hoje senhor. Não se preocupe, tenho certeza que SunHee ficará bem. Mando notícias.

Eu fiquei pensando com quem Lay estaria falando. Nisso Totó passou e quase me derrubou da escada, alertando minha presença.

- Oi SunHee, precisa de ajuda? - Lay sorriu e pediu para pegar minha mala.

- Claro, obrigada Lay. - Retribuí o sorriso e fui junto com ele. Estava em alerta. Uma coisa que aprendi é estar sempre em alerta, ainda mais com esses meninos que viviam em mundo extremamente violento e que eu não sabia absolutamente nada sobre eles.

- Vamos sair para almoçar e depois vamos direto para Jeju. - Luhan dizia enquanto decíamos.

- Tudo bem. Olá Sehun! Está melhor? - Me dirigi a Sehun que estava se esforçando para levantar do sofá com uma mão segurando o machucado.

- Oi SunHee, já estive melhor. Obrigada. Tao, vou indo e te espero lá em casa.

- Você não irá conosco? - Perguntei.

- Não é uma boa idéia depois de ontem. Tao cuidará de mim. Divirta-se. - Ele bagunçou meu cabelo e saiu.

- Tchau SunHee! - Tao passou correndo com os braços cheios de comida e com um pão na boca, o que dificultou para eu entender o que ele falou.

D.O veio do meu lado.

- Está pronta? - Ele sorriu e observei aqueles olhinhos lindos.

- Estou sim. Quer conhecer meus avós?

- Eu adoraria. Vamos?

Paramos para comer em um restaurante chinês antes de seguirmos viagem. Estávamos em dois carros: um em que fomos eu, Chanyeol, Kris, Xiumin e D.O. No outro foram Kai, Chen, Lay e Luhan. A viagem não foi muito silenciosa, pelo menos em nosso carro.

Para chegarmos até a ilha, pegamos uma carona em um barco. Chegando lá, fomos até o restaurante de minha avó, que nos esperava na porta.

- Minha neta! - E ela me abraçou e senti seu amor por meio de seus braços, que transbordavam carinho e orgulho. - E quem são estes? - Ela olhou para os meninos que se apresentaram, por último Baekhyun se apresentou.

- Olá senhora, sou amigo de SunHee, meu nome é Baekhyun. - Minha avó congelou por um tempo o que me deixava olhando de um para o outro. E os meninos abaixavam a cabeça e olhavam de um lado para outro tentando desviar meu olhar.

- Ah sim! Senhor Baekhyun! Agradeço muito! Podemos ir? Meu marido quer lhe agradecer pessoalmente.

- Mas é claro. Vamos? - Ele estendeu seu braço para minha avó que o segurou na hora. Coisa que ela não faria.

- Ir onde? Onde o vovô está? - Eu perguntava mas ninguém respondia. Não entendia nada.

- SunHee, venha. - D.O me levou para um carro separado de minha avó.

Andamos por alguns minutos e paramos na frente de um hospital que eu conhecia muito bem. Todos desceram quando o carro estacionou.

- Senhora Yumi, a senhora daria a honra de acompanhar meu amigo Luhan até lá dentro enquanto falo com sua neta? - Ele sorriu para ela e ela concordou com a cabeça. Luhan a segurou pelo braço e foi com ela.

Esperei eles se afastarem. Não queria fazer isso onde minha vó ouviria.

- O que estamos fazendo aqui? De onde você conhece minha avó? Onde meu vô está? - Eu perguntei irritada e a cada pergunta eu falava mais alto.

- SunHee, algumas perguntas não posso responder. Você tem todo o direito de ficar brava. Mas nós estamos ajudando sua família. Seu avô ficou muito doente e oferecemos ajuda.

- Eu confiei em você e se aproveitou de mim! Como sei que isso não é mentira e você não está colocando meus avós em perigo?! - Respirei fundo. - Desde quando está ajudando?

- Já faz um tempo.

- Já faz um tempo? - Perguntei indignada.

- É melhor você não saber de tudo. - Ele não me olhava. Vergonha talvez? Eu não sabia. Mas ele fez algo que me deixou ainda mais irritada. Tentou me abraçar.

Quando percebi já tinha dado um tapa no rosto de Baekhyun e me afastava.

- Não me toque. - Decidi procurar pelos outros e deixei Baekhyun sozinho sem olhar para trás.


Notas Finais


E aí gente? Team Baekhyun ou Team Kris? :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...