História I am Uny - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida, Exterminador "Deathstroke/Slade", Gotham, Liga da Justiça
Personagens Barry Allen (Flash), Bruce Wayne (Batman), Coringa (Jack Napier), Diana Prince (Mulher Maravilha), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Oswald Chesterfield Cobblepot (Pinguim), Personagens Originais, Selina Kyle (Mulher-Gato), Wally West (Kid Flash)
Tags Desenhos, Escola, Super Herois, Vilões
Exibições 94
Palavras 1.775
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Seis gostam de Hentai! Vão ter Hentai.
Gente irem fazer uma playlist com a trilha sonora da Fanfic

Capítulo 22 - Cap 16- Wildest Dreams


Fanfic / Fanfiction I am Uny - Capítulo 22 - Cap 16- Wildest Dreams

      Ele tirou minha roupa, eu não acredito, essa seria minha primeira vez! Com ele! Se eu estava insegura? Não! Insegurança e medo são  duas palavras que não existem no meu dicionário. Nós beijamos e ele cochichou.
    - Eu te odeio!
    - Eu também te odeio!
    - Talvez eu te odeio seja nosso para sempre?
     - Talvez! - Subi em cima dele. E voltamos a nós beijar ferozmente. Ele tirou sua calça. (Só faltava isso) ele continuou me beijando e então... Acho que vocês já sabem. Eu ria entre os lençóis.
     - Está rindo de que? - Ele perguntou.
      - Se meu pai descobrir de nós ele te mata. - Continuei rindo. Ele deixava o meu lado psicótico mais ativo, era demais.
    - Eu não ligo! Eu só quero você agora!             
     - Eu também só quero você! - Depois de alguns minutos chegamos ao nosso final. Ele se deitou em meu lado e me aconchegou em seus braços. - heaven can't help me now Nothing lasts forever. - Cantarolei um trecho de Wildest Dreams da Taylor Swift, enquanto que ele fazia carinho em meu cabelo. - Eu nunca senti medo de nada...- Falei olhando para o teto de galáxia do meu quarto. - Mas agora eu tenho um.
  - Qual?
  - Te perder. Sabe, eu sou a filha do Coringa o rei de Gotham e você é o Robin! Nós nascemos para matar um ao outro! Até pouco tempo atrás eu te odiava mas agora...- Eu sentei na cama.    - Cookie? - Ele disse me abraçando.
  - Até um mês atrás eu tinha uma vida trilhada, quando fizesse dezoito anos eu ajudaria meu pai nos negócios viraria então a rainha de Gotham! Meu pai Com certeza me forcaria a casar com o filho de algum vilão ou algum gângster ou senão eu morreria solteira! Mas agora... - Uma lágrima caiu de meu rosto. - Tudo está de cabeça para baixo! Minha mãe foi para o esquadrão suicida! Pela primeira vez na vida eu senti o que e amor! Eu acabei de transar com o Robin! - soltei um risada nervosa depois de falar a ultima frase. - Nada e para sempre! Nada! Daqui a um ano nos vamos nos formar e o que?! Lutar um contra o outro esquecer de tudo! Esquecer disso! - Continuei com as lágrimas e apontei para a cama. - Um dia você vai ter que me abandonar! Pelo meu bem, pelo seu bem, pelo bem de Gotham! E quando isso acontecer eu quero que você se lembre-se disso, sempre que eu for assaltar um banco e você ter que lutar contra mim pense: " Essa aí eu já  comi! " E que toda noite lembre da gente!
   - Uny! - Ele segurou em minha mão. - Eu nunca vou te abandonar! Eu sei dos riscos e eu já falei eu não ligo! Eu quero ficar com você para sempre! Nem que custe minha vida! Eu sei o que pode acontecer mas nos temos tempo, e você tem o direito de virar herói ou vilão eu posso escolher ser vilão e qualquer coisa eu posso fugir com você! - Ele olhava em meus olhos, seus olhos verdes refletiam o meu reflexo nos éramos a luz e a escuridão um não podia existir sem o outro! Nós éramos tão diferentes e assim tão iguais! Como eu amava ele é como ele me amava! Eu não aguentei e agarrei seus lábios o fazendo deitar na cama.
    - Eu te amo! - Ele falou.
    - Eu também! - Nós dormimos juntos de conchinha. Eu não sabia o quanto tempo isso iria durar mas eu iria aproveitar.
   ---- Dia seguinte ----
    * Trim! Trim! Trim! *
    Acordei com meu celular tocando, era uma ligação da Flower, junto com a dela tinha mas dez perdidas dela e três da tia Ivy.
    - Alô Flower? - Perguntei sonolenta.
    - Amiga! Você sabe que horas são?!
    - Não! - Então olhei para o despertador. - Meu deus já passou da meio-dia! - Gritei, eu perdi um dia inteiro de escola! Por que o Robin ou alguém não me acordou.
    - E sua louca! Ontem você não voltou para casa, você é Robin sumiram do mapa! Minha mãe desesperada ao ver no jornal sobre a tia Harley! Eu mal dormi a noite! A gente achou que o que?! Você tinha sido sequestrada pelo Batman!
   - Não necessariamente pelo Batman! - Disse rindo lembrando da noite passada. - Talvez pelo ajundante dele.
   - Que Uny! Meu deus! - Ele disse percebendo o que eu queria dizer. - Puta que me pariu! RUNY IS REAL! - Ela gritou. Eu ouvi a risada de Wanda e   Jessie ao fundo, ele deve ter gritado.
   - Shhh! Sim e real!
   - Me conta como foi?
   - Depois! Ele ta vindo! - Falei percebendo a porta do banheiro se abrindo. - Tchau!
   - Tava falando com quem? - Ele perguntou vestindo sua calça jeans.
   - Flower! Por que você não me acordou?
   - Eu também acabei de acordar!
   - Estranho! - falei me olhando no meu enorme espelho. - Eu nunca acordo tarde...
   - Talvez por que você ficou acordada a noite toda... - Robin disse me abraçando por trás e beijando meu pescoço.
    * Cuidado ein Mona! *- Falou Lucy, ela ta muito simpática hoje ein! - * Acalma a piriquita, se você  ficar grávida antes dos vinte seu pai te mata! *
    Não pude deixar de ri com o comentário de Lucy.
   - Meu pai me mata mesmo! - Falei em voz alta.
   - O que? - Robin perguntou.
   - Nada! As vozes! Elas gostaram muito de ontem!
  - Hum.... Obrigada vozes! - Ele falou no meu ouvido.
  - Vou tomar um banho! Tchau! - Entrei no banheiro e fechei a porta.
  * O Uny! Fala pra aquele filho da puta que eu tenho nome! *
   - Eu Lucy cuidado com a boca!
  * Querida! Eu só sei esse bando de palavra por que você sabe! Quando nós tínhamos cinco anos eu só falava Caquinha e xixi! *
   - hahaha! Vamos tomar um banho!
    Entrei na banheira, ela ainda estava com o cheiro de Robin. Relaxei! Devo ter ficado uma meia-hora.
     * Robin on *
   Eu amo aquela maluquinha, e bom saber que eu satisfazi ela.
    * Trim!  Trim! *
   O celular dela tocou de novo, será que era Flower de novo.
   - Número desconhecido? - Perguntei para mim mesmo. Mesmo assim atendi.
   - Doce Lucinda! - Aquela voz! Era do Red, Dread, Bread... Chad! - Só quero que saiba que foi uma honra conhecer você! Fiquei encantado com sua beleza, e espero logo poder te conhecer melhor, de seu admirador! - Ele apenas desligou. Fiquei vermelho de raiva! Não pode ser que aquele miserável tava dando em cima dela! Da minha garota! - Coloquei seu celular de volta na escrivaninha quase o quebrando.
   - Amorzinho? O que foi? - Ela apareceu na porta, com a sua linda cara de boneca. Ela era tão linda! A pele branquinha, ela não era tão peituda nem tinha muita bunda mas também não era uma tábua, era baixinha e seus olhos cinzentos. Seu cabelo longo e roxo estava molhado!Percebi sua coxa estava com alguns arranhões, com certeza fui eu que diz isso!
    - Nada docinho... - A dei um beijo.
    - Hum... Eu tenho certeza que ouvi meu celular tocar! - Ela pegou o celular. - Você atendeu?
   - Hã... Sim! Era engano!
    - Você é um péssimo mentiroso! - Ela falou ms empurrando contra a parede, ela soltou um de seus olhares indecifráveis misturando, raiva, sedução e decepcionada.
     - Ok! Era número desconhecido! Aquele tal de Chad! Ele só deixou uma mensagem que se ele continuar assim vai ser a última da vida dele!
  - Oooh que fofo ele ta com ciúme!
  - Eu tenho ciúme do que e meu. - Disse a agarrando pela cintura. - E se ele chegar perto de você ele está morto!
   - Eu já disse amorzinho! Eu sou só sua! Como você mesmo disse! Só você pode comer esse Cookie! - Ela era tão linda, e e verdade! Só eu posso  comer esse Cookie!
    Ela sai de meus braços e pega um vestido roxo e um pouco transparente na saia. E prendeu seu cabelo roxo em um coque, abriu uma caixinha e tirou de la dois brincos dourados.
   - Como estou?
   - Linda!
   - Obrigada!
    * Uny on*
   Ai que fofinho o Robin tava com ciúme de mim! Mas eu queria saber muito sobre o que Chad falou para ele. Enquanto  conversava com meu amorzinho alguém bateu a porta.
  - Droga! - Eu Revirei os olhos. - Já vai!
    Caminhei até a porta e a abri, Jerome ( quem assiste Gotham entendeu a referência) um dos capangas do meu pai, tinha mais ou menos a minha idade.
   - Jay Jay! - Disse sorrindo.  - Quanto tempo?
   - E Cara de boneca, fui pra droga de um reformatório consegui fugir ontem!
   - Quem bom! Então só veio me dizer um olá! 
  - Não na verdade seu pai está te chamando! - Ele olhou para Robin. - Quem é esse?
     - Meu namorado! Espero que sejam amigos! - Olhei para os dois. - Bem eu vou indo!
    Caminhei saltitando até o escritório de meu pai.
    - Bom dia papis! - Falei lhe dando um beijo na bochecha!
   - Bom dia filhinha! Por que acordou de bom humor?
   - Sei lá! - * Sei lá o que garota ontem teve um laca laca na buchaca isso sim! *
    Ri do comentário de Lucy.
   - Hoje vou tentar resgatar sua mãe!
   - Eba! Posso ir junto?
   - Não!
   - Chato!
   - Não quero que se arrisque! E aliás tome isso! - Ele me deu um celular, ele era pequeno e com uma capinha roxa. Não era melhor que meu  mas dava pra viver.
  - Eu já tenho celular!  
  - Esse é para você se comunicar comigo e com sua mãe.
  - Hã obrigada! Tô morrendo de fome! Quer alguma coisa!
 - Não! Vai sai daqui to cheio de coisa pra fazer!
 - Ai Grosso!
  ----- Fim -----


Notas Finais


Gte farei uma playlist com a trilha sonora da fic.
Música da cena da Uny e R. - Wildest Dreams.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...