História I Believe In You And Me - Tokyo Ghoul - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Personagens Akira Mado, Ayato Kirishima, Hideyoshi Nagachika, Hinami Fueguchi, Juuzou Suzuya, Ken Kaneki, Kishou Arima, Koutarou Amon, Nishiki Nishio, Personagens Originais, Renji Yomo, Shuu Tsukiyama, Touka Kirishima, Uta, Yoshimura
Tags Amon X Kaneki, Amoneki, Arihide, Arima X Hide, Arima X Kaneki, Gay, Hidekane Leve, Kaneki Com Guris, Kaneki X Amon, Kaneki X Hideyoshi Leve, M-preg, Yaoi
Visualizações 273
Palavras 1.621
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIOIOIOIOIOI GENTEEE BUNITAAAAAAAAAA
OLHA QUE CHEGOU COM TUDO!!!!!
EU MESMAAAAA
A RAINHA DA COCADA PRETA
A TODA DA PORRA TODA
A SHIPA "TODO MUNDO EM CIMA DO GOSTOSÃO DE KANEKI"

TRAZENDO MAIS UM CAPZINHO DE AMONEKI!!!
É EU SEI, DEMOREI DEMAIS
MAS TEVE INTERESCOLAR ENTÃO NÉ....
BOA LEITURA SEUS UNICORNIOS(AS)

P.S: DEMORAREI A POSTAR POIS ESTOU PASSANDO A USAR
O TABLET PARA MINHAS FANFICS :<

Capítulo 10 - 10 Parte Dois - O Diretor Também? Ai já é sacanagem!


Fanfic / Fanfiction I Believe In You And Me - Tokyo Ghoul - Capítulo 10 - 10 Parte Dois - O Diretor Também? Ai já é sacanagem!

#10

 Brigas, Amigos e Ciúmes Part. 2 – O Diretor Também? Ai já é sacanagem!

   Há Tempos que Akira não dava tantas risadas quanto hoje. Hide era uma graça além de ser um bom amigo para Kaneki. A reunião começaria daqui a quarenta minutos e Amon estava furioso por Kaneki deixa-lo de lado e até agora fazia birra pelo o ghoul dar mais atenção ao tal Hide, do que a ele. Enquanto Kaneki e Hide conversavam e riam frequentemente, no canto do sofá enorme (uns cinco metros de distancia) Amon os observava irritado, Akira caminhou até o mesmo com um sorriso.

- Por que não vai lá? – Pergunta a loira, mesmo sabendo a resposta. Amon revirou os olhos e olhou para o relógio em seguida para os outros dois na outra ponta do sofá.

- Ele está muito ocupado com o amiguinho. – Resmungou com sarcasmo, logo em seguida cruzando os braços, seu olhar alternava entre Kaneki, Hide e as paredes. As risadas tomavam conta e irritava mais ainda o investigador. – Que droga.

Amon levantou-se e caminhou até Kaneki puxando-o do sofá, o mestiço se assustou, mas quando ia se pronunciar o investigador saiu da sala, ignorava os “Oque é isso?” de Kaneki até pararem em um banheiro.

- Oque foi aquilo? – Kaneki puxou seu pulso da mão do investigador e massageia a área avermelhada. Amon fecha a porta e vira-se para o ghoul. – Amon, oque foi aquilo?

- Eu... Eu não gosto do Hideyoshi. – O ghoul franziu o cenho.

- Ele é meu amigo.

- Ata. – Kaneki revirou os olhos e foi em direção a porta do banheiro, aquele ataque de ciúmes era completamente desnecessário. Mas Amon fechou a porta e trancou-a. – Quero você longe dele.

- Isso já é demais, Amon. Eu não vou ficar longe do Hide, ele é meu melhor amigo, faz meses que não tinha coragem de olhar na cara dele, e eu não vou estragar esta chance. – Explica o mestiço olhando diretamente nos olhos meio azuis do amante.

- Uhum...

- Chega! – Amon fitou Kaneki assim que o mesmo gritou. – Se não confia em mim, não tem como continuar com isto. – O maior arregalou os olhos, ele sabia exatamente o “isto” que Kaneki se referia, mas Amon não queria que isto terminasse.

- Eu confio em você, só não confio nele.

- Vai dar na mesma coisa, se você não confia no Hide é o mesmo que dizer que eu vou dar a bunda para ele assim que ele me pedir. Um bom relacionamento precisa de confiança Amon, e não é isto que você está me demonstrando agora. – O ghoul destrancou a porta e saiu dali, deixando Amon sentindo um aperto no peito e quase que se estapeando. Ao voltar para a sala, Hide esbanjou um sorriso, Kaneki havia percebido que tinha mais pessoas, uma delas ele conhecia. Arima. E outro que Kaneki tinha achado bem bonitinho.

- Kaneki, estávamos falando de você! – Grita Hideyoshi acenando para o amigo como se ele houvesse saído semanas e voltado, Kaneki sentou-se junto com o amigo, mas antes cumprimentou os outros que tinha chegado, descobrindo que o bonitinho se chamava Yoshitoki Washuu, diretor da Organiz. CCG.

- Onde está o Amon? – Pergunta o homem de cabelos médios. Kaneki o fitava, mas logo percebeu oque fazia quando em sua cabeça veio a imagem de um Amon ciumento, e logo estava se arrependendo de sua briga, mas ele tinha razão, não é como se ele e Hide estivessem se comendo debaixo dos olhos dele.

- Ele está no banheiro. – Assim que Kaneki respondeu as pessoas que sabiam “do caso Amoneki”, perceberam um pouco de nervosismo do garoto, a conversa começou novamente junto com as risadas. Minutos depois, a porta foi aberta revelando Amon, Kaneki imediatamente baixou o olhar e o clima ficou tenso sempre que se olhavam, e não passava despercebido por ninguém.

- Bom, já que todos estão aqui – Pronunciou-se Washuu, chamando a atenção dos demais -, Preciso falar algo importante. Kaneki, sua historia envolve a Aogiri e preciso que me conte cada detalhe, de como os conheceu e como apareceu naquele estado. – O ghoul meneou começando a relatar toda historia menos a de como havia se transformado, mas sem esquecer uma vírgula falou até sobre Banjou, e logo depois de um tempo, quando chegou ao dia em que foi sequestrado, sua voz parou, tendo a memoria dos dias de tortura que havia sofrido nas mãos de Jason e a “Garota Misteriosa”. – Tudo bem se não quiser falar sobre isto, oque relatou é o suficiente. Muito obrigado por cooperar. – Diz o diretor com um sorriso, oque impressionou Arima, ele é único que ficava cara a cara com diretor, então pode dizer com convicção que nunca em sua vida na CCG havia visto aquele diretor sorrir. – Sobre você residir com o investigador Amon Koutarou. – Assim que Washuu tocou no assunto Kaneki e Amon estremeceram. – Sei que o prazo termina amanhã, mas daremos uma chance para você morar com ele, já que soubemos que seu apartamento está sendo ocupado.

- O Kaneki poderia morar com o Hide. – Provocou Akira olhando de soslaio para Amon que trincou os dentes. – Afinal, eles são amigos.

- E-Eu vou ficar morando com o Amon-San.  – Arima e Akira franziram o cenho, o sufixo “san” não estava sendo muito usada quando estavam bem. Algo havia acontecido.

- Ok, mas uma coisa. – Kaneki virou-se para Washuu – Você conseguiu sentir cheiro de mais alguma coisa quando estava preso?

- Sim. Sentia cheiro de sangue. Não tinha como sentir nenhum cheiro, alias, uma garota jogava álcool por todo lugar para que eu não descobrisse. – O diretor percebeu o olhar melancólico do ghoul e, por incrível que pareça (incrível, quase impossível) ele sentiu pena de Kaneki. Era sua primeira vez presenciando sentimentos verdadeiros de um meio-ghoul, talvez seja por isso. Mas, era como se estivesse de frente a um humano completo.

- Não precisa tocar mais neste assunto. Voltem para casa e descansem, amanhã teremos uma reunião rápida pela a manhã. – Diz Washuu. Todos se levantaram e saíram dali, mas antes que Kaneki passasse pela a porta, Washuu o puxou pelo o braço. – Desculpe te fazer se lembrar de todas aquelas coisas. – Pediu o diretor, Kaneki sorriu e curvou-se, Washuu achava o sorriso do ghoul um tanto bonito, sempre achou que fosse gay, mas nunca imaginou que a experiência fosse com um ghoul.

- Mas, ajudou na investigação, ficou feliz que eu tenha ajudado. – Amon que estava ao lado de Kaneki, entrelaçou as mãos e o puxou dali. Kaneki não se importou muito com isso, e mesmo que dentro do táxi tivesse ficado um clima tenso, continuou sentindo o calor das mãos do investigador.

XXXXX

  Touka usava toda sua velocidade possível para encontrar uma saída daquele lugar, vulgo inferno. A ghoul desviava de alguns pedaços de kagune que eram lançados para si, ela conhecia aquela kagune, mas era de se esperar que seu irmão entrasse em uma organização “do mal”. Enquanto estava distraída, sentiu uma dor aguda tomar conta da região da sua perna, fazendo-a cair no chão grunhindo de dor. Escutava os passos de o irmão aproximarem até estar frente a frente com Touka.

- Você continua inútil. Além de estar em uma organização tosca, é fraca. Venha para a Aogiri, Touka. – A mesma fechou a cara e cuspiu no rosto do irmão que desferiu um soco no maxilar da ghoul. – Vou receber isso como um não.

  Assim que o irmão sumiu dali, Touka sentiu seu corpo ser erguido e seus olhos pesarem.

  Ela odiava tanto o seu irmão...

XXXXX

  Kaneki não conseguia dormir, seus olhos ficaram colados no relógio. O ponteiro indicava que já estava quase dando cinco horas, e mesmo que o ghoul tentasse ganhar sono mexendo no notebook ou lendo um livro, nada adiantava, e a única solução que tinha era apagar as luzes da sala e deitar-se no sofá meio duro.

  E a escolha de dormir ali não ajudou muito. O cheiro de Amon invadia as narinas de Kaneki assim que ele fechava os olhos, era como se o maldito investigador estivesse ali junto a ele. E o ghoul sentia falta, mesmo que estivessem sobre o mesmo teto, Amon não estava ali com ele, lhe abraçando, aquecendo-o ou até sussurrando cantadas para ele.

- Amon Koutarou. – Sussurrava entre dentes o nome do investigador, seu coração se sentia solitário, Kaneki deveria ter entendido os ciúmes de Amon, não deveria ter brigado com ele. – Amon... Desculpa-me... – O ghoul sentiu os olhos arderem. Ele precisava de Amon ali, com ele.

- Quem deveria pedir desculpas sou eu. – Kaneki sentou-se e enxugou as lágrimas, Amon caminhou até o sofá sentando-se ao lado do mestiço. – Não tinha motivos para ter ciúmes do Hideyoshi, ele é seu amigo, e nunca tentaria algo com você. Desculpa-me não ter confiado em você, eu só... Fiquei com medo de te perder. – Dizia Amon lentamente, Kaneki sentia o coração lhe uma bofetada, o mesmo sorriu e aproximou-se do investigador colando os narizes.

- Você nunca vai me perder, eu vou ficar com você, sempre. – Amon sorriu igualmente e terminou o caminho para colar os lábios em um selo rápido, mas quando iria se separar, sentiu a mão de Kaneki subir para sua nuca aprofundando o beijo. A língua do ghoul explorava a cavidade bucal do investigador com um pouco de desespero, como se ela fosse fugir, e Amon não estava diferente, suas mãos desceram até o quadril de Kaneki puxando-o para seu colo. Ao se separarem, Kaneki sorriu novamente. – O sofá ainda é uma opção? – Amon soltou uma risada e beijou-o novamente levantando-se do sofá com um de dificuldade por causa das pernas ao redor do seu quadril, caminhou corredor adentro entrando no quarto.

[...]

To Be Continued!


Notas Finais


então né....
eu sei....
COLOQUEI A DLICIA DO WASHUU NO KANEKI.
MAS EU ADIMITO, UM VEI GOSTOSO DESSE ATÉ EU PEGAVA
MISERICORDIA, APAGA O FOGOOOO SENHOOORR

P.S: VAI TODO MUNDO NO MEU KANEKINHO SIM, POR QUE
NÃO????
P.S.2: OK QUE NÃO NEM TODO MUNDO QUE GOSTA DE
"EHHH SÓ TEM UM UKE NESTA BAGAÇA", MAS
MINHA GENTE, KANEKI TEM CARA DE UKE, TEM JEITO
DE UKE E ATÉ CORPO.
NEM VEM!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...