História I Can Handle It - Capítulo 4


Escrita por: ~

Exibições 81
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Lírica, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


notas lá em baixo.

Capítulo 4 - Suga reverso


Fanfic / Fanfiction I Can Handle It - Capítulo 4 - Suga reverso

Min Yoongi:

 

Os lábios de Tae eram tão leves que mal podia sentir treme-lo, a luz escura fazia com que eu tomasse coragem. Espera! Que céus eu estou fazendo??

 

Afasto-me escutando o estalar dos lábios se separando, corro para a porta, coisa que estava costumado a fazer por causa dos surtos de Tae, nem mesmo precisa de luz para saber que a porta estava ali.

 

Do lado do corredor.

 

Dei-me um segundo para respirar, meus cabelos pretos estão minimamente grandes, cobriam a ponta do meu nariz, me recupero conseguindo enxergar bem om toda aquela claridade, então escuto tae tentar abrir a porta, saio correndo nervoso e envergonhado, acabara de beijar um paciente, seria um pervertido por causa disso?

 

 

Outro dia.

 

- Bom dia Sr. Min

Yoongi: Bom dia Sra. Jung, estou atrasado.

 

Apresso o passo sentindo minha pele sooar um pouco sobre minha testa por baixo do meu cabelo que estava mais curto, pois havia cortado noite passada, sobe as escadas e respira fundo e aliviado ao lado da porta, vendo que o mundo não acabou pelo os seus míseros minutos de atraso, ergueu a cabeça se convencendo de que seria um ótimo profissional em seu trabalho, coça seu nariz e estufa o peito confiante abrindo a porta e entrando no quarto casualmente.

Solta um gritinho nada másculo dando um pulinho para trás olhando para a coisa que podia ser seu único defeito profissional, ou no caso pessoa.

 

Yoongi: B-bom dia Tae

Tae: Bom dia hyung  –Soltou um sorriso simpático e quadrado.-

Yoongi: Com licença .

 

Passeia pelo o quarto ate a grande mesinha de apoio do lado da cama, colocando sobre lá alguns remédios e dando na ordem certa para Tae, pega o pequeno copinho vazio e põe sobre a mesa de novo vendo que Tae já tomou os remédios, se senta em uma poltrona no cantinho do quarto.

 

Tae: Hyung... Eu tive um sonho – Ele tira a atenção da grande janela olhando para mim.-

Yoongi: Sonho? –Pego um caderninho pronto para anotar qualquer anomalia.-

Tae: Eu sonhei com você, hyung... –Ele se levanta esticando o corpo de um jeito preguiçoso e folgado.-

 

Travo na hora sem falar nada, então me levanto da cadeira em um pulo imediato segurando o pequeno aderno sobre meus rosto, escuto os passos arrastados se aproximando de mim e logo mãos quentes e grandes seguram um de meus pulsos e tira o caderno do meu rosto.

 

Tae: Sonhei que você estava comigo, e sua pele brilhava, seus olhos eram calmos, seus lábios tinham pequenos amassados que teria o prazer de desenhar.

Yoongi: Ora não tem nada de mais nisso Tae. –Rio nervoso.-

Tae: Mas não foi só isso, você me beijou também hyung...

Yoongi: Que bom que foi apenas um sonho não é mesmo?

Tae: Teria sido melhor se fosse real.. Entende? –Ele aproxima nossos rostos e por alguns segundos fico em um transe profundo lembrando-se das leves chupadas que dava em seus lábios. -

Yoongi: Discordo! –Me afasto soltando meus braços, e vendo sua cara de reprovação.- E além disso tenho outro trabalho hoje! Não serei responsável por você hoje, tchau.

 

Falo animada a ultima parte batendo a porta nervoso, meu cérebro pulsava com tanta adrenalina, isso não poderia dá certo, nunca poderia. Desce as escadas rápido ajeitando seu cabelo e entrando a sala de seu chefe.

 

Yoongi: Sra. Jung disse que eu deveria cuidar dela hoje.

Chefe: Como quiser

Yoongi: Como quiser?? Está bom, né...

 

Sai da sala balançado a cabeça voltando ao meu foco, meu emprego.

 

Yoongi: Bom dia Sra. Jung, serei seu responsável hoje.

Sra. Jung: KHE? Então vamos vamooos!

 

Sou puxado pela a levinha, ela me levava ate o jardim aonde tinha um monte de velhinhos amontoados em um circulo, entre esse circulo tinha dois homens e uma mulher vestidas com roupas pretas e pesadas.

 

Yoongi: O que esta acontecendo aqui? Isso não é permitido!

Sra.jung: é claro que é meu jovem! Venha e vista isso

 

Ela joga algumas roupas para mim e os outros vestidos daquela forma riem de mim, fazem-me revirar os olhos.

 

Yoongi: não falem como se não estivessem vestidos como emo góticos chupador de pescoço.

 

Resmungo indo para dentro me vestir, me olho no espelho me encolhendo no chão rindo sem parar, estava mais branco ainda com aquela roupa, sem mangas com um boné e calça pesada, uma bandana no meu braço também, vou para fora da casa desfilando como um bad boy. Sra. Jung me olha com um sorriso banguelo, ela também havia se vestido com um macacão de laicra roxo que marcava suas gordurinhas.

 

Yoongi: Sra. Jung isso! Meu deus! –cubro os olhos-

Sra. Jung: Num enche moleque.

 

Começamos a cantar e nos divertir, dançava de forma engraçada mexendo os bracinhos por cima da cabeça e exibindo um sorriso que deixava minha gengiva transparecer, com algumas paradas para senhora Jung descansar. Uma hora ela me joga para o pequeno palco mal feito as pressas e me obrigam a fazer rapper, foi uma tarde divertida me apelidaram de suga reverso, porque de doce eu não tinha nada.

 

Estava satisfeito, havia sido um dia de trabalho ótimo, mas estava ficando tarde, senhora Jung entrou para dentro então fui a sala da diretoria

 

Yoongi: Foi um ótimo dia senhor

Chefe: Você trabalha bem, sempre chega na hora, estou ficando velho Yoongi, espero que seja alguém que não me faça perder tempo.

Yoongi: Sim senhor.

Chefe: Agora vá falar com Tae, ele ficou o dia todo perguntando sobre você.

Yoongi: Ah... Tae... Claro. –Sorrio torto saindo da sala, andava treinando um longo discurso de como lidaria com ele dali em diante, mas antes que percebesse estava no chão. -

 

Tae tinha me acertado com uma cadeira, sangrava pelo o nariz, tinha que me levantar! Precisava dopa-lo, realmente precisava levantar, era impossível, meus olhos abrem forçadamente e meus braços tentam erguer meu pequeno corpo, mas era impossível, só podia ver Tae de lá, quebrando as coisas, ele destruía tudo menos os seus preciosos desenhos.

 

Yoongi: KIM TAEHYUNG

 

Grito desesperado para que ele parasse, ainda jogado no chão, suas mãos param no ar e ele vira o rosto para mim com um olhar psicopata, fui treinado para isso, mas era tão ameaçador que queria chorar, ele anda lentamente ate mim com as mangas reerguidas e rosto suado, não sei por qual razão mais ainda com um sorriso sádico ele começa a chorar quando me ergue e me joga no chão logo em seguida, dando chutes e mais chutes em minhas pernas e somente minhas pernas..

 

Yoongi: Por favor... -Falava com a voz sofrida-

 

Ele desaba no chão, chorando e se encolhendo, as mãos deles tremiam, tremiam tanto nem conseguia tapar seu rosto com elas, me arrasto no chão gemendo de dor abraçando Tae.

 

Yoongi: Você não vai levar choque, vamos entre no quarto.

 

Queria sair correndo com medo de Tae com a voz chorosa, mas não podia, havia falado para ele que não deixaria que lhe machucassem, ele entra no quarto me deixando jogado lá no chão, minhas pernas doíam tanto, me atrevi a erguer as calças brancas do asilo, vendo hematomas de todas as cores possíveis, mordo a manga da minha blusa contendo um grito desesperado, então me levantei de segurando nas paredes e liguei para minha mãe vim me buscar, só ela poderia cuidar de mim sem que ninguém da chefia descobrisse que Tae me agrediu.


Notas Finais


quem mandou deixar o Tae sozinho
o dia todo pra brincar de ser
rapper com a vovó.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...