História I Can Help You Slide Those Panties Off - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Rap Monster
Tags Imagine Namjoon, Imagine Rap Monster, Imagines Bts
Exibições 164
Palavras 1.993
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, é meu primeiro imagine aqui! espero que gostem

Capítulo 1 - I can help you slide those panties off


Fanfic / Fanfiction I Can Help You Slide Those Panties Off - Capítulo 1 - I can help you slide those panties off

 Não faz muito tempo que minha mãe casou de novo, hoje será o dia da lua de mel dela, e pra mim, será o dia que ela vai deixar dinheiro comigo, pra mim fazer o que eu quiser, já até combinei com uns amigos, possíveis lugares para nós irmos essa noite.

                - (s/n) Eu vou sair as sete, espero que se comporte  

                - Sempre me comporto mãe, você sabe

              - Acho que “sempre” não é a palavra certa, coloque um "não" no lugar que eu acredito – reviro os olhos e ela da risada, minha mãe sempre me deixa fazer o que eu bem entendo, mas esses últimos dias eu andei extrapolando, então tenho hora pra chegar em casa... Lugares que posso e não posso ir... Sabe, eu não gosto de viver presa gosto de fazer coisas arriscadas, que façam me sentir viva.

                                                                                                              [...]  

              - Tchau mamãe – digo com um sorriso largo no rosto- Tchau Daniel – meu padrasto.  

            - Vê se não apronta garota, deixamos dinheiro pra emergência e para você comer -  era muita grana, me deixaram dinheiro para três dias  

            - Pode deixar – digo ainda sorrindo. Depois de me despedir deles eu vou para meu quarto me arrumar, antes, liguei para Moni, minha melhor amiga.

                - Moni? Onde vamos?  

                - Vamos onde a noite nós levar – ela ri – vou estar em meia hora ai com os meninos, e adivinha quem vai estar com a gente ? O Davi – Davi era o senpai que nunca me notava no colégio 

               - Ahh estou mais ansiosa pra ir, vou desligar primeiro!! Tchau tchau – desligo e vou em direção a roupa que e tinha separado, visto e decido esperar na portaria do meu apartamento. Vejo meus amigos chegando, de longe, então um carro para na frente, observo a porta se abrindo, e sai um Deus grego de dentro do mesmo 

              - Acho que você é a (s/n) – essa voz... Rouca e grossa... Chegam a me dar arrepios... Ele estava dizendo alguma coisa, mas as palavras só ecoavam pela minha mente, eu só prestava atenção naquele beleza que me deixava tonta, seus lábios eram perfeitamente desenhados

             - (S/N) !! – Moni grita meu nome, me fazendo acordar da hipnose que aquele garoto me fez entrar 

              - O-oi Moni

           - Então, vamos? – de longe vejo Davi me olhar sorrindo, mas poxa acho que esse cara que acabou de chegar tirou todo o brilho daquele sorriso, Davi chega mais perto pega minha mão, e diz:

               -Lógico que vamos – sorri

             - Logico que não vão – o garoto agarra minha outra mão me puxando para perto dele, fazendo assim com que Devi solte, olho com uma cara de duvida pra ele 

              - O que acha que esta fazendo? – Falo para ser estranho agarrando minha mão 

          - Pensei que já tinha dito o que vim fazer – É... Repete por favor, eu estava pensando na sua boca na minha e não prestei atenção – vamos pra dentro - ele me puxa, nada delicado

           - O QUE ACHA QUE ESTÁ FAZENDO? – Gritei – Eu vou sair e você não vai me impedir – solto sua mão da minha – Quem mandou você aqui? – agarro a mão de Davi – Eu vou sair

           - Pensei que já tinha explicado, mas acho que você estava distraída – ri debochado -  Vim cuidar da minha irmãzinha má, sua mãe me mandou aqui

            - Não importa! Vou sair mesmo assim! – dou a costa e saio andando, mas sinto alguém me puxar forte pelo braço e me colocar sobre seus ombros

                                                                                                         [...]

            - Obedeça seu Oppa direitinho, se não eu terei que ser obrigado a ser malvado com você – diz ele me jogando no sofá- haa que fome... Meu pai disse – a é o filho do Daniel... - que eles deixaram dinheiro, aonde esta? – ele me encara fixamente

           - Oppa... – ele arqueia as sobrancelhas ao ver que o chamei de Oppa – acho que eu não serei boa com você –  solto um sorriso convencido, eu tinha pegado o dinheiro pra sair, e estava tudo no bolso do meu short. Ele veio rápido em minha direção - SAIIIII!!! – ele fez com que eu deitasse no sofá e subiu em cima de mim

            - Calma, eu ainda nem fiz nada – ele olhava fixamente em meus olhos, eu estava tentando segurar a tentação de não olhar aquela boca maravilhosa de novo, parecia que aquele transe de antes estava me chamando de novo, não pude aguentar e desci o olhar para seus lábios, percebo que cada vez ele estava mais perto de encostar nos meus, sinto a mão de Namjoon (sim esse era o nome dele, como eu sei? Meu padrasto não parava de falar como ele era um exemplo de menino) apertar de leve minha cintura, o que me fez soltar um suspiro, então ele desceu suas mãos até minha bunda, apertando a mesma, subo meu olhar pro dele, totalmente assustada com o que ele acabou de fazer – Mas que porr... – ele não deixou eu terminar, então selou nossos lábios de leve, sua boca era macia, eu queria mais... Como eu queria mais, mas ele se afasta levanta sua mão esquerda e lá estava... O dinheiro, mas que garoto idiota

           - Desculpa... Mas você não me daria se eu pedisse com educação – a raiva me consumia, eu queria poder me vingar desse garoto, mas ao mesmo tempo, gostaria de provar mais dele  

                                                                                                       [...]

         Namjoon tinha pedido algo pra nós comermos, depois que terminamos ele foi pro quarto de visitas e eu fui tomar um banho, não conseguia parar de pensar de como aquele selinho foi maravilhoso como ele me tomou por inteira, Nam me deixou em suas mãos... Totalmente entregue a ele... Eu queria mais, mas... Também queria dar o troco. Sai do banho e fui em direção ao meu quarto, Namjoon estava parado na frente do quarto dele.

        - Senhor!Que susto! – Nisso... Algo muito errado aconteceu... Senti um vento estranho tomar meu corpo... Olhei para mim mesma... E cara, que engraçado... A toalha ta no chão... –AHH!! O-olha pro outro lado – pego a toalha e me cubro de volta, Nam jogou a cabeça para trás a encostando no canto da porta, mordeu os lábios, e disse:

           - Você fica tão sexy assim...  – eu passei reto por ele e entrei em meu quarto. Caramba... Aquilo mexeu comigo... Acho que agora é a hora mais que perfeita pra mim se vingar desse idiota fui até meu armário e lá estava... Eu não sei exatamente por que motivos eu comprei isso, mas enfim, finalmente vou usar... Talvez eu o provoque um pouco... Só quero me divertir vendo ele com vontade – soltei uma risada quase como um suspiro- ai posso voltar pro meu quarto e dormir tranquila... Pego a peça e a visto (era uma lingerie preta e uma camisa com botões)

   Vou em direção ao quarto do Namjoon, penso duas vezes antes de entrar, sinto meu batimento cardíaco levemente acelerado, acabo decidindo por entrar, então fecho a porta rapidamente atrás de mim, encostando na mesma, Nam levanta a cabeça e deixa de lado o livro que estava lendo, somente a luz do abajur iluminava seu rosto, o deixando mais sexy que o normal, uma expressão de duvida invadiu seu rosto (eu estava somente com a blusa cobrindo lingerie) Nam apoiou o cotovelo no travesseiro e segurou a cabeça com a mão.

              - O que você quer? -  ele disse sério, eu apenas coloquei o dedo na boca fazendo sinal de silencio, desabotoei cada botão da camisa calmamente, ele só me acompanhava com o olhar, tirei por completo a blusa, então virei de costas, passando o cabelo para um lado só para que ele possa ter uma visão melhor dos meus ombros, então abaixo para tirar uma meia, empinado a bunda pra ele, dou um sorriso malicioso para o cara na cama que apenas me encarava,  abaixei novamente e tirei a outra. 

               - Ahh Oppa... Eu estou com tanto calor... – agora seguro meus seios apertando os mesmos, mordo os lábios pressionado os olhos, jogando de leve minha cabeça para trás, então ele morde forte os lábios, acho que agora é a hora de ir embora, e rir muito da cara dele

             - Amor... Tire as roupas... Estou ficando sem paciência – diz ele levando a mão até seu membro, e apertando o mesmo. Acho que era a hora de ir embora, mas... A excitação estava invadindo meu corpo eu não podia sair de lá assim... *Ele estava excitado por minha causa* me subiu um arrepio ao pensar nisso, não posso evitar... Fui em sua direção fiquei de quatro na cama e engatinhei até ficar por cima dele, Namjoon agarrou minha cintura me puxando pra ele, então deu um tapa forte em minha bunda, o que me fez soltar um gemido 

              - Você é tão malvado – disse quase gemendo

         - Estou sem paciência para garotas desobedientes – então ele inverte nossas posições, sinto sua mão descer até minha intimidade, massageando a mesma em movimentos circulares, acabei soltando um gemido por conta disso, então ele sela nossos  lábios ferozmente, e agora subindo suas mãos até meus seios apertando os mesmos, ainda por cima do sutiã, então, parando o beijo ele foca na peça a tirando rapidamente, ele abocanha uns dos meus seios e aparta de leve o outro, não consigo segurar meus gemidos, e nem quero... Isso esta deixando ele louco... Namjoon estava prestes a tirar as calças, quando rapidamente inverto nossas posições, ele me olha com cara de quem não está entendendo, então, vou fazendo uma trila de beijos até seu amiguinho, Nam afunda sua cabeça no travesseiro com uma cara totalmente erótica de excitação, isso conseguiu me deixar mais molhada do que eu já estava, começo a massagear seu membro, ele solta um suspiro, com presa desabotoei sua calça tirando a mesma, enquanto ele tirava a blusa, meu Oppa estava completamente excitado... Só pra mim, comecei a passar a língua sobre seu membro ainda coberto pelo pano de sua Box, resolvo acabar com seu sofrimento... Ahh aquilo parecia doer, então tiro aquele box preta maravilhosa, seu amiguinho pulou para fora então eu abocanhei o mesmo fazendo movimentos de sobe e desce com a mão e chupando a ponta, olho para Nam e ele contorce seu rosto de prazer, soltando leves gemidos sinto que ele esta perto de seu ápice então paro 

         - Isso! Chupou direitinho agora deixa o Oppa te dar uma recompensa – disse ele agora por cima, abrindo minhas penas, e tirando minha calcinha, pude sentir seus dedos entrando e saindo sem dó, um arrepio invadiu meu corpo inteiro quando sinto sua língua chupando toda minha intimidade, agora eu já não controlava os gemidos, eles estavam cada vez mais autos, então quando Nam percebeu que eu estava quase lá... Subiu para me dar um beijo agora com mais pressa, dava pra ver que ele estava sem paciência, então ele enfia todo seu membro  em mim, sem dó e sem aviso,  estocava cada vez mais fundo e rápido   

           - Ahh minha babygirl eu adoraria que gemesse meu nome bem auto – obedeço – Que tal ser uma boa menina e rebolar direitinho no colo do Oppa hm? – diz ele apertando minha bunda e beijando meu pescoço, então inverto nossas posições, comecei a rebolar em seu colo, ele gemia meu nome baixo, acho que estou mais excitada, isso é possível?  

             -Hmm – ele gemeu um pouco mais auto– eu não aguento mais – ele me pegou pela cintura me deixando por baixo dele, enfiou sem membro novamente em mim, mordendo os lábios contendo o gemido, por causa da sensação de prazer enorme que aquilo o causou, ou melhor, nos causou, então ele da estocadas fortes, eu gemia loucamente – Isso... – ele geme- geme auto pro Oppa – mais um gemido que me fez delirar – deixa os vizinhos escutaram – então ele solta um ultimo gemido, rouco, joga a cabeça para trás e sinto algo escorrer pela minha coxa, Namjoon cai exausto ao meu lado, nossas respirações estavam ofegantes.

              - Não achei que seriamos íntimos assim irmãzinha – diz ele me envolvendo em seus braços

 


Notas Finais


OBRIGADO POR LEREM <3 espero que tenham gostado deixem ai a opinião de vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...