História I Can Make You Happy - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Fifth Harmony, Margot Robbie, One Direction, Selena Gomez
Personagens Camila Cabello, Cara Delevingne, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Louis Tomlinson, Margot Robbie, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Camila G!p, Camilacabello, Camilag!p, Camren, Camren G!p, Camreng!p, Drama, Fanfic, Laurenjauregui, Romance
Exibições 2.194
Palavras 1.934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo espero que gostem e desde já desculpe qualquer erro.

Capítulo 10 - O que você tem?


Fanfic / Fanfiction I Can Make You Happy - Capítulo 10 - O que você tem?

Pov. Camila 

 

 

Já fazia um bom tempo que Lauren me olhava sem dizer uma palavra seu silêncio estava me matando e ver seus olhos perdidos e o rosto mais pálido do que é me deu um grande aperto no coração. Na tentativa de conforta-lá dei alguns passos sorrateiros até ela e me sentei na cama. Quando vi que suas mãos estavam tremendo com todo cuidado peguei e entrelaça com a minha.

 

 

–Eu não tomo pílulas a muito tempo. –Ela corta o silêncio.

 

 

Solto um suspiro.

 

 

 –Então vamos. –Me levanto da cama nervosa. –Vou levar você até Nashville e lá você compra esse negócio do dia seguinte ou até algumas pílulas.

 

 

Lauren puxa minha mão da sua como se eu tivesse alguma doença contagiosa.

 

 

–Eu não vou enfrentar uma viagem de duas horas só pra comprar um remédio. 

 

 

–Lauren não é um simples remédio é o remédio pra evitar algo indesejado. Não quero ser mãe agora e nem nunca. – Me irrito.

 

 

–Eu não tomo pílulas mas isso não quer dizer que eu não esteja me prevenindo. – Diz me encarando. –Eu tomo injeção de seis em seis meses. Mas também tenho pílulas do dia seguinte na bolsa posso tomar se isso te deixar mais segura.

 

 

Suspiro e passo minhas mãos pelos meus cabelos em irritação. Então se ela tinha isso na bolsa significa que ela tinha planos pra usar isso? Ninguém anda com algo que nao tem utilidade pra si.

 

 

–Então quer dizer que você já veio pra cá na intenção de foder com alguém? 

 

 

Lauren se vira pra mim assim que termino a pergunta e com uma expressão nada boa. 

 

 

–Vai se ferrar Camila. – Irritada ela vira as costas pra mim.

 

 

Não sei mais sinto algo ruim apertar meu peito e a raiva começar a dar sinal de vida. Pra tentar tirar satisfação eu puxo seu corpo pra perto de mim.

 

 

–O que pensa que tá...

 

 

Suas palavras são sufocadas com a minha boca um beijo delicioso e selvagem nos prende no momento. Lauren enlaça meu pescoço e me puxa pra mais perto de si. Tão perto que posso sentir seus seios prensados contra os meus. Puxo uma das suas coxas na altura da minha cintura e ela entende meu desejo enlaçando minha cintura com suas pernas. Já posso sentir meu pau crescendo quando nossas intimidades se encontram ainda que por dentro da roupa.

 

 

Ofegantes caímos na cama sem desgrudar um segundo. As pernas dela se movimentam e eu me encaixo perfeitamente no meio delas enquanto suas mãos passeavam por todo meu corpo. Eu a desejo tanto que por algunsinstantes não me reconheço. Jamais nenhuma mulher mexeu tanto com minha cabeça como Lauren Jauregui. Essa não sou eu, estava perdendo todo meu controle e isso me assusta pra caramba. Me afasto dela pedis de encerrar nosso maravilhoso beijo.

 

 

–Você está me enlouquecendo Lauren. –Sussurro grudando sua testa na minha.– Você não tem noção da bagunça que um simples toque seu faz em mim mulher. 

 

 

Sem pensar duas vezes ela cola nossas bocas novamente e isso me deixou mais necessitada da sua boceta apertada em volta do meu pau enquanto goza. Entorpecida com seu beijo sensual eu nem me toquei que ela já havia subido minha camisa até o começo dos meus seios enquanto isso meu pau duro pulsava dentro das minha roupas. 

 

 

Eu a queria aqui e em todos os cantos dessa terra. Suas mãos habilidosas logo se desfizeram da minha blusa e junto se foi meu sutiã e eu também não notei quando ela se livrou da minha calça e da cueca pois estava muito entretida em tirar seu short, sua blusa e o sutiã, a deixando apenas com uma calcinha preta que a deixava fodidamente sexy.  

 

 

–Porra Lauren. Estou tão dura por você. –Grunhi esfregando meu pau em sua boceta que ainda estava coberta. –Você é a única que me deixa assim Jauregui. Só você.

 

 

Ela sem condições de dizer algo retirou sua calcinha e revelou sua abertura quente e molhada. 

 

 

–Molhadinha! Puta que pariu Lauren. –Murmurei concentrada no meu membro que deslizava pra dentro da sua boceta até sumir completamente.

 

 

–Isso Camila... –Ela agarrou com força minha nuca e me beijou. 

 

 

Soltei um rouco gemido contra seus lábios e então comecei a me movimentar pra dentro e pra fora em um ritmo frenético estocando tão forte a ponto de impulsionar seu corpo pra frente e a cama ranger pelos nossos momentos fortes. Lauren circulou suas pernas grossas em volta da minha cintura me possibilitando meter mais fundo. 

 

 

Eu continuei metendo deliciosamente e senpre que sentia vontade de gozar eu diminuía o ritmo e ficava praticamente parada dentro do seu interior sentindo sua boceta apertar meu pau deliciosamente. Foi assim por muitos munitos até que não conseguimos mais nos segurar e gozamos juntas. 

 

 

Minhas pernas estavam adormecidas, meu corpo todo estava sem forças, nossas respiração podia ser ouvida de longe assim como as patidas dos nossos corações. Eu não tinha explicação pra sensação que inundava meu peito mas tenho certeza que é a melhor  coisa que já senti na vida.

 

 

Com o fôlego recuperado dei um sorriso e um beijo delicado no rosto e finalmente sai de dentro dela. Eu estava profundamente sonolenta.

 

 

–Camila... –Lauren sussurrou deitando parcialmente em cima de mim. 

 

 

–Sim minha linda. –Respondi fechando meus olhos que pareciam pesar toneladas.

 

 

–Eu acho que te amo. –Confidenciou com a voz rouca mandando embora todo meu sono.

 

 

Eu senti meu peito transbordar de alegria ao ouvir sua voz rouca sussurrar perto do meu pescoço. Acaricei seus cabelos negros que caíam sobre seu rosto perfeito e suspirei apaixonada. 

 

 

"Eu também acho".

 

Ia dizer mas sorri ao ver que ela ressonava em meu peito e ali, deitada, dormindo, depois de se declarar pra mim ela se tornou a mulher mais perfeita do universo. Depois de muito admira-lá dormindo resolvi me levantar e ir trabalhar.

 

 

Beijei seus lábios de leve e com muito custo me levantei.

 

 

[...]

 

 

Typhoon meu cavalo relinchou alto, ele estava impaciente se tem uma coisa que ele não gosta é quando tenho que limpar seus pelos coisa que eu mesma fazia questão de fazer. O cavalo resultado de um cruzamento de raça com sangue inglês e sangue árabe é o meu xôdo. Com certeza foi um dos melhores presentes da minha vida. O senhor Jauregui a três anos atrás me deu de presente assim que ele nasceu alegando que o cavalo tinha tudo haver comigo com o temperamento calmo e incrívelmente inteligente. 

 

 

 

–Então você está melhor? – Selena parou em frente do meu cavalo e passou a mão por seu pelo.

 

 

–Do que tá falando?  –Larguei a pata do cavalo e me levantei. Já tinha terminado.

 

 

–Dá sua proeza de montar no armadilha aquele dia. 

 

 

Selena não disfarçou seu descontentamento.

 

 

–Sim. Não sinto nenhuma dor estou pronta pra outra. –Falei e ela me olhou séria.

 

 

–Se você está curada supergirl então porque não quis ir comigo até  Nashville ontem? 

 

 

–Eu estava com Lauren.  –Sorri levemente lembrando a garota olhos verdes.

 

 

Selena ficou me encarando com os braços cruzados por alguns instantes ela não sorriu, nem piscou, seu semblante era completamente sério.

 

 

–Olha só pra você.  –Selena disse. –Cometendo o mesmo erro só que dois anos depois.

 

 

–Não começa Selena.

 

 

Respirei fundo ela sabe que esse assunto me irrita profundamente.

 

 

–Não se irrite Camila. É o meu dever abrir seus olhos. Você tá fazendo a mesma de antes, se apaixonando pela garota da cidade que não dá a mínima pra você.

 

 

Selena estava começando a me enfurecer.

 

 

–Selena...  –Respirei fundo contendo meu nervosismo.  –O que aconteceu com Ariana não tem nada haver com o eu tenho com Lauren.

 

 

–E o que você tem com ela? Não se iluda Mila foram só dez dias.

 

 

–Ela gosta de mim. 

 

 

–Daqui vinte dias ela irá embora e vai deixar pra trás você.  –Rebateu.

 

 

–Então eu tenho vinte dias pra faze-lá mudar de idéia e ficar comigo.

 

 

Selena gargalhou tão alto que até Typhoon se assustou eu revirei os olhos com a cena desnecessária que ela estava fazendo. Tá eu sei que é difícil Lauren largar tudo que tem em Miami por uma paixão de verão mas isso não quer dizer que eu não vou lutar por ela, pelo nosso amor. Será difícil mas não impossível.

 

 

–Camila você está se esquecendo que Lauren veio pra cá forçada e que ela tem uma vida na cidade não se iluda achando que ela vai largar tudo.

 

 

–Ela gosta de mim. –Tornei a falar. –E eu dela e se for preciso vou pra Miami.

 

 

 

–Se ponha no lugar dela. Você não consegue nem viver em Nashville que tem um clima totalmente country imagina ir pra Miami uma cidade quente e com vários surfistas sarados e mulheres peitudas com seus micro biquínis. –Ela respirou fundo enquanto eu engoli em seco. –Quer um conselho? Pula fora enquanto é tempo porque está inscrito que vocês vão sofrer se levar isso pra frente.

 

 

Deus como eu queria chutar a bunda da Selena agora mas eu sei que ela está certa. Lauren provavelmente irá embora de volta pra sua vida na cidade e se esquecerá de todos aqui. Meu peito se aperta com um sentimento de derrota só de imaginar ela indo e eu nunca mais poder ve-lá. 

 

 

Oh Merda. Eu queria tanto um relacionamento com o qual não tivesse tanto drama e infelicidade queria um relacionamento sério no qual o respeito, compromisso, fidelidade dominam e o amor reina mas sempre tive dificuldades em encontrar a felicidade pena e  o amor verdadeiro.

 

[...]

 

Minha cabeça estava explodindo de dor, meu ouvido também e meu estômago parecia dar voltas. Desde minha conversa com Selena não consegui paz nem pra casa fui só me escondi em uma das cabanas de caça da fazenda e isso já faz dois dias. Eu não tinha forças pra voltar pra casa toda vez que eu tentava levantar da cama minha cabeça dava um giro. Não como cheguei a esse ponto quando vim aqui pra poder pensar melhor eu estava tudo bem, acho que pensei tanto que acabei adoecendo.

 

 

Merda. Logo eu que tenho uma saúde de ferro adoecer assim do nada. Tenho a sensação que está caindo neve pelo frio que estou sentindo já peguei dois cobertor e nada. Passo as mãos pelos meus cabelos e fico frustrada. Odeio ficar doente e ainda mais longe de tudo. Só Selena sabe onde estou e ela provavelmente não virá aqui, não depois de ter ouvido de mim que eu não queria ver e nem ouvir ninguém precisava ficar sozinha e ela me conhece tão bem a ponto de não vim me ver.

 

 

Estou com febre tenho certeza, levanto da cama pra ir até o banheiro meu estômago está recusando a comida de hoje. Com três passos sinto meu corpo um pouco tonto mas tento caminhar me segurando nos poucos móveis ali. Mais uma vez sinto minhas pernas moles e tudo escurece e eu vou ao chão. 

 

 

Depois de algum tempo sinto mãos suaves me levantar do chão não sei quanto tempo passei ali. Estou tão fraca, me sinto tão mal. Nunca fiquei assim. Possa o que está havendo comigo? 

 

 

Ao abrir meus olhos encontro os olhos verdes mais lindo do mundo me encarando com preocupação. Como ela foi parar ali? E mais uma vez sinto tudo girar. Meu estômago dá voltas com tudo e a comida volta saio correndo aos tropeços para o banheiro e ponho tudo pra fora. Que coisa ruim da porra. 

 

 

–Camila... o que você tem? –Lauren segura meus cabelos enquanto vômito mais ainda.

 

 

Não tenho forças pra me levantar, sinto tudo rodando novamente e dessa vez apago de vez.

 


Notas Finais


Oi... eu ia fazer uma maratona hoje devido aos mais de 200 favoritos mas não consegui. Mas não desisti da idéia no final de semana pretendo fazer uma.
Beijos e até.😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...