História I Can Make You Happy - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Fifth Harmony, Margot Robbie, One Direction, Selena Gomez
Personagens Camila Cabello, Cara Delevingne, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Louis Tomlinson, Margot Robbie, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Camila G!p, Camilacabello, Camilag!p, Camren, Camren G!p, Camreng!p, Drama, Fanfic, Laurenjauregui, Romance
Exibições 1.349
Palavras 2.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo espero que gostem e desde já desculpe qualquer erro.

Capítulo 29 - Você enlouqueceu?


Fanfic / Fanfiction I Can Make You Happy - Capítulo 29 - Você enlouqueceu?

Pov . Lauren 

 

Hoje definitivamente não é meu dia tive seis reuniões extremamente cansativas e agora por último tenho que encarar Nicolas Manson e seu extremo ego. Não queria ter que recebe-lo mas preciso passar o andamento da campanha pra ele, eu até tentei empurrar pra Vero fazer isso, mas ela está lutando contra o tempo para entregar tudo dentro do prazo estabelecido pela marca.

 

–Srta. Jauregui o senhor Manson já está a sua espera. – Era Cara na linha me informando da chegada patife.

 

– Deixe-o entrar Cara. –Respondo sem humor.

 

Cinco segundos depois ouso batidas na minha porta e antes de obter resposta Nicolas adentra em minha sala. 

 

–Olá Lauren. – Me estende a mão e eu o comprimento por educação. – Sentiu minha falta?

 

Como sempre um canalha de primeira linha. Um corpo perfeito, vestido com seu terno sob medida de dez mil dólares, perfume Clive Christian, sapatos couro epi da Louis Vuitton, sorriso galanteador, olhar olhar sedutor. Pacote completo para o pecado, o sonho de consumo de qualquer mulher, mas é só abrir a boca que o príncipe vira sapo. 

 

–Manson esses são os materiais que posso te apresentar antes que tudo fique pronto. – Digo ignorando completamente seu sorriso malicioso direcionado a mim. 

 

Ele olho com desdém as fotos de Camila e na hora de assistir o vídeo promocional sua cara de tédio me dá vontade de soca-lo.

 

– Soube que sua equipe voltou para Miami. – Ele diz depois de olhar o material. – Espero que saiba que ainda lembre que a modelo tem que estar lá no dia do lançamento no salão de Genebra.

 

–É eu sei disso. – Respondo procurando os papeis para que ele assine e saia da minha sala. 

 

–Modelo! Essa palavra é tão sem sentido quando é para mencionar essa coisa. –Diz esnobe jogando a foto de Camila de qualquer forma em cima da minha mesa. – Sinceramente Lauren eu não sei o que você tem na cabeça para namorar uma criatura como essa mulher. Ela tem um pinto isso é tão nojento.

 

Travo meu maxilar e estendo o papel pra ele. Aquilo foi demais pra mim tenho vontade de socar seu rosto até que seu celebro saia pra fora se é que ele tem cérebro. Mas eu tenho que me comportar, tenho que cuidar da imagem da minha empresa ou posso perder todos os meus clientes.

 

– Assine e saia da minha sala. – Digo estendendo os papeis para ele.

 

–Só uma chance Lauren. – Manson diz tomando os documentos das minhas mãos e se levantando da sua cadeira. – Eu te peço só uma chance para provar meu valor e lhe garanto que nunca mais vai querer ver aquela aberração quando sentir minha masculinidade entrar com louvor em você. 

 

Irritada alcanço meu telefone e disco para a segurança imediatamente. Peço que eles venham buscar Nicolas Manson da minha sala imediatamente e vejo o galã arregalar os olhos do outro lado da mesa.

 

–Não preciso acionar a segurança eu vou embora com minhas próprias pernas. – Diz e assina os papeis. – Até a próxima.

 

–Não vai haver "próxima". –Falo séria. – Quem vai atender você na próxima semana será a diretora de criação, caso ela não puder essa empresa tem mais de quinhentos funcionários posso arrumar alguns para lhe receber. Espero não ver sua cara nunca mais.

 

–Você não sabe o quanto está errada minha linda. – Ele murmura com arrogância e eu dou um suspiro aliviado quando três segurançasadentraram minha sala. – Nem ousem me tocar eu já estou de saída. – Diz aos homens e se retira da minha sala.

 

Quando finalmente estou livre da presença de Manson eu volto a me dedicar ao meu trabalho pelo resto da tarde. Eu não liguei para Camila e nem ela me ligou. Ela é tão teimosa e orgulhosa como eu sou, e eu amo com cada fibra do meu corpo! Não suporto ficar sem ela.

 

Estou exausta, hoje foi um dia extremamente cansativo e tedioso, mas pela primeira vez não quero ir para casa. Eu suspiro. Não é verdade. Eu quero ir, mas estou irritada com Camila. Estou odiando o rumo que nosso relacionamento está tomando, odiando essa distância entre nós. Eu a amo tanto, sinto falta da minha Camz. Mas ela foi tão grosseira...

 

Depois de muito lutar eu finalmente tenho coragem de voltar para casa no início da noite. Todas as luzes da casa estao acesas ela está toda ilumina. Quando entro no nosso quarto ele está vazio, nenhum sinal dela nem aqui e nem lá em baixo. Onde você está Camila? Eu lentamente retiro meus sapatos e brincos, mas antes de retirar o vestido sinto seu perfume invadir o ambiente. Não não preciso nem olha-lá e já tenho vontade de chorar só pela situação que nos encontramos. Estou tão sentimental ultimamente.

 

– Como foi no trabalho? – Ela pergunta suavemente.

 

–Bem. – Digo.

 

–Tenho uma surpresa para você. – Diz se aproximando de mim ela toca em meu ombro e delicadamente vira meu corpo para si. 

 

–E o que seria? – Pergunto com calma não quero brigar novamente.

 

–Vem ver. – Camila segura delicadamente minha mão, e entrelaça os dedos nos meus,  arrancando de mim um longo suspiro.

 

Em silêncio acompanho até o quarto ao lado e quando paramos em frente a porta de madeira branca eu franzo o cenho.

 

– Tá me chamou para ver a qualidade da porta do quarto de hóspedes? 

 

Ela sorri lindamente com minha impaciência e abre a porta me dando espaço para entrar. Fico completamente sem reação com oque vejo. O cômodo que antes era apenas um simples quarto de hóspedes, agora está totalmente diferente com as paredes em um tom diferente de verde, dois lindos berços de madeira clara bem localizado perto da parede, a luz fraca vinda de um bonito lustre de cristal no junto com as persiana bege dão um ar calmo para o quarto. Emocionada caminho para dentro do quarto e como estou com os pés descalços sinto o toque aveludado do extenso tapete creme posicionado em baixo dos berços. Estar aqui incrívelmente satisfatório. Encaro Camila e ela está com os olhos cheios de expectativas, arrependimento e amor. 

 

– Gostou? – Pergunta carinhosa.

 

–É lindo. – Digo emocionada assim que vejo as letras Cabello-Jauregui entre os berços.

 

– Sabe... eu demorei mais tempo para achar o tom verde das paredes do que para montar o quarto. Eu queria algo que lembrasse a cor dos seus olhos, para quando eles estiverem só comigo lembrar da linda mamãe que eles tem. 

 

Rapidamente eu envolvo seu pescoço com meus braços e a abraço apertado. Fecho meus olhos ao tragar seu delicioso aroma, derretendo-me nesses sentimentos que só ela me causa. Essa mulher é a minha vida, eu amo com todas as forças do meu ser. Ela enterra suas nos meus cabelos na nuca e faz um manso carinho ali. O contato me deixa com um friozinho na barriga e o coração agitado. O que estou sentindo é tão forte que quero que esse momento dure para sempre, porque nunca me senti assim antes. E é maravilhoso.

 

–Eu te amo Camila. – As palavras saem com tanta naturalidade da minha boca que eu me assusto de início. 

 

–Eu te amo mais Lauren. Pode ter certeza disso. – Diz e beija o topo da minha cabeça desfaz nosso abraço e se ajoelha em minha frente. – E amo vocês também. 

 

Meu coração enlouquece quando ela levanta minha blusa e beija suavemente minha barriga. Como atos tão simples me deixa tão apaixonada? Com uma sucessão de beijos ela afasta o rosto na minha barriga e se levanta.

 

–Tenho outra surpresa para você. – Diz aproximando seu rosto e parou quando nossas bocas se encostaram. – Eu quero muito te beijar meu amor. Mas só vou fazer isso se você quiser, se você ainda me querer.

 

–Desde que conheci você eu nunca deixei de te querer. 

 

Eu não sei se estou preparada para perdoá-la mas sou tão apaixonada por ela que tudo parece insignificante diante dos meus enormes sentimentos. 

 

– Sei lá... acho que foi amor a primeira vista o que tive por você. –Digo sincera e ela beija o canto da minha boca. – Logo eu que achava que isso era impossível. E ainda por cima uma caipira.

 

–Ei! – Fingiu-se ofendida.

 

–A caipira mais linda que meus olhos já viram. –Digo e a puxo para um beijo apaixonado.

 

Seus calorosamente me envolvem deixando meu corpo trêmulo. Deixo um suspiro escapar enquanto ela explora minha boca com autoridade, deixando faíscas saírem do meu corpo.  É tão maravilhoso o que sinto por Camila. 

 

– Eu tenho uma surpresa para você lá no terraço. –Ela diz sorrindo contra minha boca mas eu não quero saber de surpresa nenhuma a não ser a que ela carrega dentro da cueca.

 

AH. MEU. DEUS.

 

Estou explodindo de tesão, me sinto uma depravada por sexo. Sem me conter empurro Camila para o sofá do quarto e me sento em suas pernas com minhas coxas ao lado dos seus quadris. 

 

–Lauren? O que tá fazendo? –Camila pergunta com os olhos assustados enquanto tento retirar o cinto. 

 

Que inferno! Quem usa cinto? 

 

–Só fica quieta Camila. –Digo com a mão dentro de sua calça. –Você já está dura Cabello? Eu nem fiz nada.

 

–Lauren não vamos transar no quarto dos nossos bebês. – Ela diz apavorada quando desço do seu colo e aproximo meu rosto do seu membro que ainda estava coberto pela cueca.

 

–Eles nem nasceram ainda Camila. Até lá os empregados já limparam várias vezes esse quarto.

 

–Droga, Lauren! Não era assim que planejei nossa noite, por favor, não estraga o momento romântico que criei lá em cima. Meu Deus! O que tá acontecendo com você?  –Diz afastando minhas mãos do seu corpo.

 

–Que saco Camila. –Reviro os olhos. –O que tem de tão importante no terraço para você me dispensar?

 

– Hoje é um dia especial e não para uma simples foda casual, afinal é o dia em que vou pedi-lá para ser minha esposa.

 

Rapidamente me afasto dela comi se tivesse sido eletrocutada, meus olhos se arregala em completa descrença. Eu não posso respirar. Meu coração está batendo em meus ouvidos. Eu não posso ter ouvido certo. Por favor que seja um engano.

 

–O que? – Pergunto baixinho e ela sorri não dando atenção para minha expressão espantada. 

 

Por favor, Camila não faz isso.

 

–Só vamos para o terraço eu quero que...

 

–Você enlouqueceu? –Corto seu momento feliz e ela franze as sobrancelhas. –Esta mesmo fazendo o que eu estou pensando? 

 

–Lauren... Eu te amo!

 

–Camila! Nós nos conhecemos a três minutos, não é porque estou grávida que devemos nos casar. Não estamos no século XIX. 

 

–Acha que eu só quero me casar com você por causa dos bebês? É claro que não Lauren. Você é a mulher da minha vida. A única que me faz ter vontade de ter uma família, que me tira fora de órbita. Eu quero envelhecer ao seu Lauren, disso não tenho dúvidas nenhuma. Quero ser a mãe perfeita para nossos bebês e até poderemos mais se quiser, adotar, inseminação, ou até tentar outros. O que importa é você. Só você. Então pra que esperar? 

 

– Você enlouqueceu. 

 

–Eu sei que é loucura. –Ela sorri desapontada. –Afinal ninguém se casa com dois meses de namoro. Mas também ninguém te ama como eu amo você. 

 

–Camila, para. Não podemos fazer isso, você não está pensando com clareza. Esta na cara que não daria certo nos apressar assim.

 

–Não diz isso sem tentar Lauren. Mesmo se der errado, e tivermos um casamento frustrado com brigas constantes que quem depois nos levaram a um terrível divórcio. A menos vamos ter tentado. –Com expectativa ela segura minhas mãos e eu recuo.

 

–Eu não posso...

 

–Lauren... Não faz isso. –Engole em seco tentando se aproximar. – Eu amo você!

 

–Camz... eu... Não.

 

Eu nao posso terminar minhas palavras, na verdade eu nem as tenho. Nos somos jovens e tudo aconteceu tão rápido, eu a amo com toda minha vida. Mas um passo desse é loura em um momento como esse. Abaixo a cabeça reprimindo a vontade de chorar. Nunca pensei que ela fosse fazer tal loucura. 

 

–Então essa é a sua resposta? – Seus olhos perdem o brilho quando lágrimas desce seu rosto. –Não?

 

Por que não podemos ser normais? Por que ela tem que foder com tudo quando já estamos felizes? Eu não posso aceitar. Tenho tanto medo de não ser o que ela espera, frustra-lá.

 

–Sim. –Respondo num fio de voz com o coração estraçalhado pela a forma que ela me olha.

 

Como se fosse o fim.

 

–OK então. – Ela vira as costas e sai sem olhar para trás.

 

–CAMILA... ESPERA... – Grito, mas estou sozinha ela se foi.

 

Eu engasgo com meu choro, e caio de joelhos no chão, inerte, impotente. Sei que quebrei seu coração, mas quebrei o meu também. Eu me curvo sobre meus joelhos com minhas mãos puxando uma mexa de cabelo.


Notas Finais


😂😂😂😂😂 Meu Deus eu sou muito FDP. Por que estragar uma coisa que já estava resolvida? Não sei. Eu gosto do drama.

Estou com uma dúvida de quem tem razão nessa história. Camila ou Lauren.
Beijos e quem sabe apareço hoje? Já é Domingo né 😆 eu a trazei um pouco. Sorry.
Beijos😘❤😎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...