História I Can Make You Happy - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Fifth Harmony, Margot Robbie, One Direction, Selena Gomez
Personagens Camila Cabello, Cara Delevingne, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Louis Tomlinson, Margot Robbie, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Camila G!p, Camilacabello, Camilag!p, Camren, Camren G!p, Camreng!p, Drama, Fanfic, Laurenjauregui, Romance
Exibições 1.260
Palavras 2.187
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo espero que gostem e desde já desculpe qualquer.

Capítulo 30 - A metade do meu coração


Fanfic / Fanfiction I Can Make You Happy - Capítulo 30 - A metade do meu coração

Pov. Camila 

 

O que eu estava fazendo com minha vida? Me dedicando tanto a uma pessoa que não quer ter um futuro comigo. Eu estava como coração partido, cansada, tão sem esperança, parecia que tudo que fiz por ela foi em vão.

 

Ela não me amava!

 

Me sentia uma completa idiota. " A caipira iludida com o amor da moça da cidade". Isso daria até um filme se não fosse tão trágico. Larguei minha vida, deixei minha família, me tornei modelo, arrisquei tudo por amor que só partia de mim. 

 

Eu engulo a bebida do meu copo e me sirvo com mais uma dose. Espero que Lauren não se importe, mas eu peguei um dos seus importados whisky antes de vim para o terraço curtir o pé na bunda que levei. Começo a dedilhar algumas letras no violão, só a música pode me acalmar agora.

 

Faça parte da minha vida

Me aceite pelo que eu sou

Porque eu nunca vou mudar

O que penso por sua causa

Pegue o meu amor

Nunca vou pedir demais

Apenas aquilo que você é

E tudo o que faz

Não preciso realmente olhar muito além

Não quero ir à ligares onde você não vá junto

Não vou reprimi-la, esta paixão aqui dentro

Não posso fugir de mim mesma, não tem onde me esconder

Não me faça fechar mais uma porta

Eu não quero mais esse sofrimento

Se tiver coragem fique em meus braços 

Ou devo eu imagina-la aí longe de mim?

Não fuja para longe de mim

Eu não tenho Nada, Nada, Nada.

Se eu não tiver você.

 

Você vê a verdade no meu coração.

Você derruba minhas paredes

Com a força do seu amor.

Eu nunca conheci,

O amor como o que conheci com você.

Será que nossas lembranças vão sobreviver?Só uma pra eu guardar? ...

 

–Camz! 

 

Paro de cantar assim que ouso a voz rouca e falha de Lauren, eu levanto minha cabeça e meu estômago congela com seu estado. O rosto vermelho, molhado por lágrimas, os olhos tristes e sem vida, os cabelos desalinhados, e o corpo trêmulo por causa do choro intenso. Oh Lauren! O que estamos fazendo com nós mesmos? Ve-lá assim me ferre intensamente. 

 

–Por favor! – Ela vem até a espreguiçadeira em que eu estava sentada e me surpreende quando se ajoelha perto de mim. – Me perdoe, eu só estou lutando para que nosso relacionamento não se desgaste e acabe daqui à algum tempo. Tenho tanto medo de precipitar as coisas e acabar te perdendo. – Pega minha mão e beija. – Camila eu te amo. Meu amor por você é o mais puro e sincero que já tive em toda a minha vida e dúvido muito que vou amar alguém igual ou mais que você. –Lauren dá uma pausa e volta a chorar. – Estou com medo que queira me deixar, com o pensamento que eu não a amo porque não aceitei seu pedido. Mas meu amor, você é a minha vida. Desde que te conheci você tem sido o centro do meu mundo... A metade do meu coração.

 

Ela apóia a testa em minha coxa esquerda enquanto seu choro fica audível. Porra! Ela joga tão sujo. 

 

Hesitantemente toco sua cabeça abaixada, correndo meus dedos pelos fios dos seus cabelos macios e bem cuidados. Eu fecho meus olhos e me inclino dando um suave beijo em sua cabeça. Deixo o violão de lado e a puxo para se deitar comigo na espreguiçadeira. 

 

Eu ainda estava brava, machucada, mas no momento em ela escondendo o rosto em meu pescoço e se aninhou em meus braços todos os meus sentimentos ruins se foram. Tudo volta a ter sentido, eu estou no céu.

 

–Por favor, Lolo pare de chorar. – Beijo seu cabelo. – Eu estou aqui e não vou a lugar nenhum.  

 

Ela se levanta rápido e fico irritada, não te-lá em meus braços não me agrada.

 

– Então você me perdoa por eu ter dito "não"? –  Ela sussurra hesitante.

 

–Sim. 

 

–Então entende o porque de não ter aceitado seu pedido? –Seus olhos voltam a ter brilho.

 

– Não. – Respondo sincera e seu sorriso morre aos poucos. –Mas vou respeitar sua decisão até que se sinta pronta e preparada para se tornar "Sra. Cabello Jauregui". 

 

Dou um sorriso apaixonado e me sento, eu gentilmente toco em seu rosto e a beijo com todo amor que tenho em meu peito. Nossos lábios se tocam delicadamente e se movimentam com toda perfeição, tenho uma explosão de sentimentos dentro do meu estômago. 

 

–Eu sou uma mulher de sorte por ter seu amor. – Ela diz depois de quebrar nosso beijo.

 

– Digo isso todos os dias quando você diz que me ama. – Falo sorrindo e volto a beija-lá suavemente, eternamente. –Vamos ter dois bebês, dois lindos bebês que vou amar incondicionalmente. Prometo ser a melhor mãe para nossos filhos, prometo ser a melhor namorada para você. Seremos felizes com nossos presentes. – Coloco minha mão sobre sua barriga onde nossos bebês estão residindo e nós duas sorrimos entre lágrimas de felicidade. – Nossas dádivas.

 

[...]

 

Lauren está dormindo praticamente em cima de mim e apesar de cama ser a maior que já vi meu corpo parece ser bem mais confortável já que toda vez que a coloco deitada corretamente ela prefere meus braços. O dia já está amanhecendo e eu nem se quer consegui fechar os olhos, meus pensamentos estão a todo vapor com a decisão que acabei tomando durante a noite. Tenho tanto medo da reação de Lauren quando eu for informa-lá, ela é sempre tão explosiva, tão assustadora quando está irritada, principalmente quando o assunto envolve outras mulheres.

 

O barulho do despertador perto da cama me assusta e me arranca dos meus devaneios.  Lauren se remexe em meus braços e murmura algo incoerente.

 

–Bom dia Srta. Jauregui. –Falo beijando seus cabelos e ela resmunga manhosa afundando o rosto no meu peito.

 

Não faz isso Lauren Michelle! 

 

Eu sinto tanta falta de sexo que qualquer toque dela me deixa queimando de desejo. Faz tanto tempo que estou sem toca-lá intimamente que meu pau desperta só por te-lá em cima de mim, perto dos meus seios.

 

– Você está excitada? –Lauren pergunta sem se mexer e eu prendo a respiração.

 

–Não estou não.

 

–Não? E o que é isso que eu estou sentindo perto da minha barriga? –Levanta sua cabeça para me encarar e eu coro sobre seu olhar intenso de desejo, luxúria.

 

Não à nada que eu queira mais do que fazer amor com ela, me enterrar profundamente nela por horas sem cessar, mas não posso. Tenho medo de machuca-lá ou aos meus bebês. 

 

–Lauren! Não! –Digo desesperada quando ela passa a mão sobre o volume evidente em minha cueca box.

 

–Eu preciso de você Camila. 

 

Suas palavras são como uma descarga de choque elétrico em mim. Não faz isso Lauren Michelle ! 

 

– Mas e se machucamos nossos filhos? – Pergunto insegura.

 

–Camz você não vai machuca-los. – Ela agarra meu rosto com possessividade. – Agora vamos ao que interessa.

 

Tão rápido como a velocidade da luz ela suspendeu minha camisa até à cima dos meus seios e os sugou para dentro da sua boca. Que maravilha de boca, eu poderia gozar só com ela chupando meus peitos. Depois de me torturar bastante sugando, lambendo, beliscanso os bicos rígidos dos meus mamilos ela ficou de joelhos na cama e puxou minha cueca a jogando em qualquer lugar. 

 

Fez um coque de qualquer forma nos cabelos para logo em segura segurar meu membro com as mãos. Meu corpo reage insanamente quando sua mão começa a punhetar todo meu comprimento duro e sem esperar sua boca quente se fecha em meu pau.

 

Aí meu pai... Um rosnado baixo escapa de meus lábios com ela me sugando profundamente. Meus olhos fecham e minhas mãos viajam até seus sedosos cabelos. Eu estou inebriada com o prazer que ela está me proporcionando. 

 

–Hmmm Lauren...– Solto uma grande lufada de ar quando mais uma vez ela colocou quase todo meu comprimento duro na boca e o deixou deslizar até seu limite, subindo e descendo seguidas vezes cada vez com mais vontade.

 

Vendo meu estado de excitação Lauren sorriu sacana com a boca em mim e como uma forma de provação ela parou a cabeça na glande do meu membro e brincou com a língua ali. Eu segurei um pouco mais firme em seus cabelos e resolvi mexer meus quadris para frente e para trás, fodendo sua boca deliciosa. Aos poucos comecei a ritmar algumas estocadas em sua boca. O prazer extremo que sinto me deixa perto do orgasmo, mas eu não quero gozar assim. 

 

–Lauren... –Ofegante chamo seu nome mas ela não cede, continua me chupando, massageando minhas bolas com as mãos. – Chega! Quero foder você até a próxima semana. 

 

Eu rosno e empurro seu corpo para se deitar na cama. Seus olhos verdes me encaram como se fosse me devorar, ela esta faminta por mim. Acaricio sua bochecha, toco sua boca com meu polegar e finalmente vou descendo meus beijos pelo seu lindo corpo. Posso sentir sua respiração alterada com meus lábios passeando no vale entre os seios. Sem tirar minha boca do seu corpo eu uso um dos meus braços para me apoiar a na cama a com o outro eu cuido para retirar seu pijama. 

 

– Você tem a boceta mais perfeita do mundo Lauren. –Digo e beijo delicadamente seu púbis. – Tão cheirosa, lisinha, macia, rosada. Perfeita para receber meu pau.

 

–Camilaa... –Vejo ela morder seu lábio inferior enquanto massageia seus seios.

 

– O que foi amor? –Dou um sorriso cínico mas não obtenho resposta porque ela se engasgou com um gemido prazeroso quando desci a língua passando por toda a parte interna das suas coxas.

 

Sem tocar seu sexo, arrasto minha boca para baixo e atinjo o peito do seu pé. Beijo aquela região do seu corpo e parto para sua panturrilha. Ela quase se levanta da cama quando o prazer lhe atingi. 

 

–Camila... –Ela sussurra eufórica. –Camila, me fode! Por favor! – Eu dou um sorriso em resposta ao seu desespero.

 

–É isso que quer? –Pergunto acariciando meu pau para cima e para baixo.

 

–Sim... Por favor, sim. 

 

–OK então. Eu vou meter forte em você amor. Me diz para parar se eu machuca-lá.

 

–Para de falar Cabello e me foda logo. – Rosna irritada.

 

Deito meu corpo por cima do seu e entro nela em um movimento rápido, preenchendo-a completamente. Suas unhas arranham minhas costas, quando retiro até a ponta e entro de volta. Minha boca desesperada encontra a sua e eu a beijo profundamente. Bombeando freneticamente dentro dela, sua boceta aperta meu pau gostosamente. Sua cabeça se inclinou a para trás e suas mãos se fecham em torno dos meus biceps. Estou indo tão forte que seu corpo está sendo impulsionado para frente, tenho medo de machuca-lá ou aos nossos filhos, mas quando faço menção de diminuir ela grita para ir mais forte.

 

Ataco seu pescoço lambendo, mordendo, sugando enquanto meu pau está fodendo e empurrando duro. Continuo metendo sem diminuir o ritmo por um tempo até que sinto seu corpo se agitar embaixo de mim e ela chegar em seu clímax. Tirei meu membro de dentro e desço seu corpo, ela estava escorrendo no meio das pernas. 

 

Fecho os olhos ao sentir seu delicioso perfume misturado com o meu. Enquanto meus dedos brincavam com seu clitóris sensível, usei minha boca para sugar todo seu gozo. Fazendo tudo sem tirar minha atenção do seu lindo rosto.

 

Ela fica ainda mais linda quando está toda entregue a mim. Lauren é uma das poucas mulheres que conheço que consegue chegar a perfeição sem nem mesmo querer. Eu não poderia querer nada mais na minha vida tendo seu amor só pra mim. 

 

–Karla Camila... –Ela murmurou cansada, suada, saciada. –Isso foi incrível.

 

Rolou para cima de mim me pegando de surpresa.  

 

–Mais uma vez! – Sussurro passando as mãos por meu abdômen.

 

–Sim senhora! – Segurei firme em sua cintura.

 

[...]

 

Quando acordei Lauren não estava no quarto, odeio quando ela faz isso. Me deixa na cama sozinha e vai para seu trabalho sem se despedir. Levantei fiz minha higiene e voltei para o quarto quando abri as cortinas eu Franzi as sobrancelhas. Acho que dormi demais ou transei demais, não sei, o sol já está se pondo e eu não lembro de nada. Aproveitei que ali na sacada do quarto de Lauren tem algumas poltronas eu me sentei em uma para curtir um pouco a linda vista.

 

–Camz? 

 

Parei de olhar para o mar e voltei para dentro do quarto. Lauren estava vestida com um roupão de banho azul marinho. 

 

–Não foi trabalhar? –Perguntei com as sobrancelhas unidas.

 

–Não eu também acordei agora a pouco. – Beijou meus lábios rapidamente e me abraçou. – Penélope preparou um lanche para nós. Coloque uma roupa de banho e venha comigo para a piscina. 

 

–Piscina? 

 

–Sim. Por que, não gosta de piscina?

 

–Você está de biquíni? –Pergunto mordendo o lábio.

 

–Sim. –Responde sem entender.

 

–Me deixa ver! – Digo tentando desfazer a amarra do seu roupão.

 

–Quer parar de ser pervertida Cabello? –Bateu em minhas mãos. – E vem! Quero falar com você sobre nossos bebês.

 

Grudou em meu braço e me arrastou para fora do quarto. 

 


Notas Finais


Oi gente... eu sei que deixei vocês muito curiosos com o capítulo passado e demorei bastante para postar. É que realmente está difícil esse final de semestre tanto que eu fiz esse capitulo na correria mas assim que tiver um tempo para respirar vou compensa-los. 😘😎❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...