História I Can Not See Colors - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 3
Palavras 968
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI voltei finalmente...
Boa leitura e desculpa os erros

Capítulo 9 - Everyone Leaves One Day


Fanfic / Fanfiction I Can Not See Colors - Capítulo 9 - Everyone Leaves One Day

Narração Kiara-On

Entramos no carro as pressas, não era possível isso não estava acontecendo.No meio da madrugado Jin me liga:

- Kia, onde você está?

- Na casa do Namjoon, por quê?Aconteceu alguma coisa?

Me sentei na casa preocupada, Namjoon sentou atrás de mim, me observando.

- Vem para o hospital agora!

- Por que?Você ta bem?Me responde?!

- Kia, nosso pai esta morrendo!

Meu coração disparou, na hora senti uma dor no peito. Minha boca abria e fechava mas, não saia nada.

- Chego em dez minutos.

Desliguei o telefone sem deixar o maior responder. Me levanto da cama procurando minhas roupas no chão, acho minha calcinha e meu suitã e os coloco e faço a mesma coisa com minas outras peças de roupas. 

- Kia, o que aconteceu? - Namjoon também se levantou e começou a vestir as suas roupas. O olhei e não disse nada, só foi no banheiro jogar uma água no meu rosto - KIARA ME RESPONDE - Me segurou pelos braços.

- MEU PAI ESTA MORRENDO - Gritei já me arrependendo, uma dor horrível percorreu meu corpo em instantes estava caída nos braços do Namjoon.

- Kia olha pra mim - Minhas visão esta começando a ficar torva, e ai a fadiga começou. Namjoon me colocou na cama e pegou meus remédios, tomei dois: O para dor nos músculos e o outro para a fadiga. - Meu amor, olha pra mim e respira - Inspirava e respirava para que eu faça o mesmo. 

Depois de alguns minutos fomos para o carro a caminho do hospital.

Quando chegamos no hospital todos estavam la: Yoongi , Jimin, Taehyung, Jungkook, Hoseok e o Jin no canto da sala de espera. Corri na sua direção e o abracei forte, o maior ficou surpreso mas retribuiu de pronto, quando nós separamos ele me informou:

- Ele está em uma cirurgia, ocorreu um acidente e ele teve um infarto no miocárdio, e algumas fraturas na coluna e nas costelas... - Com um pouco de delicadeza ele me informa a situação do nosso pai.

- Ele vai ficar bem né?! - Ele suspirou e me puxou para mais um abraço que retribui.

- Claro... - Acariciou minha cabeça.

Ficamos esperando por horas e horas, até que o médico chega chamando a atenção de todos.

- O filhos do senhor Kim? - Perguntou olhando para cada um, eu e o Jin levantamos. - Ah, o pai de vocês já saiu da cirurgia podem vê-lo.

Respiramos aliviados. Eu e o Jin entramos no quarto onde nossa pai estava.

- Ele tomou um sedativo, vocês tem quinze minutos - Nos informou e saiu nos deixando a sós.

- Pai...- Jin se aproximou da cama, fiquei de longe observando.

- Kia, vem aqui meu pequena! - Me pediu. Fui até ele. - Kiara me perdoa por não está presente na sua formação?Por não ter lutado mais por você na justiça?

- Não precisa perdi perdão. 

- Mas mesmo assim eu peço perdão!

- Se é assim eu te perdoou - Sorriu.

- Jin meu pequeno Jin, me desculpa por te mentido sobre a existência da Kiara, ficava com medo de você não reagir bem!

- Claro que eu te desculpo, pai - Jin deixou lagrimas caírem.

- Então eu já posso ir, meus filhos já em perdoaram. Meninos eu amo vocês... - Estava olhando para baixo, em um segundo os aparelhos apitaram, me levantei na hora e coloquei as mãos na cabeça.

Os minutos seguintes a única coisa que eu vi foi o Jin entrar em desespero, e muita gritaria. Sai da sala, tudo a minha volta está em câmera lenta, passei pelos corredores e senti pessoas esbarrarem em mim, fui para o terraço. Pela primeira vez na vida eu senti vontade de chorar novamente então é assim que a emoção da tristeza é, um vazio imenso, como se você não pudesse mais ser feliz, lagrimas percorreram meu rosto, olhei para o céu e pela primeira vez rezei para que eu pai estevesse em um lugar melhor agora.

 

-Não é que eu não acredite
Mas sim que eu quero tentar resistir
Porque isso é tudo
Que eu posso fazer

Quero permanecer
Quero sonhar mais
Mesmo assim
Sei que está na hora de partir

É, essa a minha verdade
Essa é minha verdade
Serão apenas cortes e contusões
Mas é o meu destino
É o meu destino
Mesmo assim, quero me esforçar e lutar

Talvez eu nunca possa voar
Eu não posso voar como as pétalas de flores no ar
Ou como se eu tivesse asas
Talvez eu nunca possa tocar o céu
Mesmo assim quero estender minha mão
Quero correr só mais um pouco

Estou apenas andando e andando na escuridão
Os momentos felizes perguntaram-me:
"Você, você realmente está bem?"
Oh não
Eu respondo que não, estou com tanto medo
Mesmo assim seguro firme as seis flores em minhas mãos
Eu, eu apenas estou seguindo meu caminho
Oh não

Mas é meu destino
É o meu destino
Mesmo assim quero me esforçar e lutar

Talvez eu nunca possa voar
Eu não posso voar como as pétalas de flores no ar
Ou como se eu tivesse asas
Talvez eu nunca possa tocar o céu
Mesmo assim quero estender minha mão
Quero correr só mais um pouco

Bem acordado, bem acordado, bem acordado
Não chore
Bem acordado, bem acordado, bem acordado
Não minta
Bem acordado, bem acordado, bem acordado
Não chore
Bem acordado, bem acordado, bem acordado
Não minta

Talvez eu nunca possa voar
Eu não posso voar como as pétalas de flores no ar
Ou como se eu tivesse asas
Talvez eu nunca possa tocar o céu
Mesmo assim quero estender minha mão
Quero correr
Só mais um pouco

Em meio ao choro termino de cantar" Awake" a música do Jin...Minha unica familia agora...

 

 


Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...