História I Can't Be Just Your Friend - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Bianca Andrade (Boca Rosa), Christian Figueiredo, Depois das Onze, Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, Gustavo Stockler (Nomegusta), Kéfera Buchmann, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Rafael "CellBit" Lange
Personagens Alan Ferreira, Bianca Andrade, Christian Figueiredo, Felps, Flavia Sayuri, Gabie Fernandes, Gustavo Stockler, Kéfera Buchmann, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Thalita Meneghim
Tags Amizade, Amor, Depressão, Drama, Escolar, Fanfic, Festa, Rafael Lange, Revelaçoes, Romance, Traição, Violencia
Visualizações 111
Palavras 1.658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOOOIIIIII.
Ta aí o novo cap.
Vai ter vários caps da viagem. O próximo vai ser tenso >.<
Desculpa não ter postado ontem mas estava ocupada durante o dia e fui dormir cedo porque tava muito cansada.
Não tem muito o que falar.
Espero que gostem.

Capítulo 7 - Viagem Parte 1: Zoeira no ônibus.


Fanfic / Fanfiction I Can't Be Just Your Friend - Capítulo 7 - Viagem Parte 1: Zoeira no ônibus.

Vihtória

Sexta! O dia do passeio. É 4:00 horas da manhã e eu não dormi. Fiquei a noite toda pensando no passeio, estava muito ansiosa. Me levanto, vou pro banho, lavo e seco meu cabelo. Coloco meu moletom favorito, uma calça jeans, bota e deixo meu cabelo solto. Tomo café e como meio pão. Escovo meu dentes. Pego minha mochila, coloco algumas roupas, biquíni, roupa íntima, toalha, shampoo, condicionador, sabonete, escova de cabelo, escova e pasta de dentes, um livro, meu carregador do celular. Pego minha identidade, a autorização, meu celular, minhas chaves e o travesseiro, claro. Saio do meu apartamento, o tranco e bato na porta do Rafa.

- VAMO LOGO! A GENTE TA ATRASADO! VAMO RAFAEL! – Falo enquanto bato na porta. Não paro até ele abrir a porta.

- Calma, não precisa acordar o prédio inteiro! – Ele fala trancando a porta.

- Pegou a identidade? – Ele olha pra mim, revira os olhos e responde:

- Sim. – Ele termina de trancar a porta.

- Autorização? – De novo ele revira os olhos e responde.

- Siiim. – Ele da um longo suspiro. – Podemos ir agora?

- Ainda não. Pegou o celular? A carteira? Escova de dente?

- Sim Vihtória, eu peguei. 

- E cueca? – Ele ri e fala:

- Vamos logo. – Ele fala me puxando.

Nós corremos até a escola e chegamos a tempo. Entregamos a autorização e mostramos a identidade. Fui ao banhei e quando voltei me juntei a Keh, Gusta, Bia, T3ddy e Rafa que já tinha voltado do banheiro.

- Ansiosos? – O Gusta pergunta.

- Sim! – Bia, Keh, T3ddy, Rafa e eu respondemos juntos.

- Bia, senta comigo no ônibus? – Eu pergunto.

- Desculpa Vih. Eu vou sentar com o T3ddy.

- Vai me trocar pelo T3ddy? – Faço bico.

- Ele é meu melhor amigo, e eu já tinha prometido antes. – O Rafa que ouvia a conversa fala:

- Pensou que ia fugir de mim? – Ele da um sorriso malicioso.

- Pensei. – Falo fazendo cara triste.

- Não foi hoje. – Ele fala novamente com o sorriso malicioso. – Bato com o meu travesseiro nele. – Aaaii. 

- Exagerado. Vocês podem ao menos sentar atrás de nós? – Falo me virando pra Bia.

- Claro! – Ela fala e nós voltamos pra perto dos outros. Ficamos conversando por um tempo até que a diretora chama nossa atenção.

- Atenção por favor. – Todos olham pra diretora. – Nós vamos começar a entrar nos ônibus. Cada turma entrará em um. Os ônibus estão numerados, o número do ônibus de vocês é o ultimo número da turma de vocês. Todos os ônibus tem dois andares. Daqui a 15 minutos os ônibus irão sair. Já podem ir entrando, escolhendo seus lugares e arrumando suas coisas. Boa viagem! – Todos voltam a falar.

- A gente vai indo. Nos vemos em 3 dias. – A Keh e o Gusta acenam e nós acenamos de volta.

- Vamos também? – T3ddy pergunta pegando suas coisas.

- Vamos. – Eu, Bia e o Rafa falamos quase ao mesmo tempo.

Nós entramos no ônibus e decidimos ficar no andar de baixo. Tinham só 6 poltronas e o motorista que ficava dividido pela escada e a porta que fechava a parte de baixo onde estávamos. Bia e T3ddy sentaram nas duas ultimas poltronas. Eu e Rafa ficamos na frente deles, eu sentei na janela. E nós colocamos nossas mochilas nas poltronas da frente. Colocamos nossas malas no espaço que tinha em cima de nós e estávamos prontos para partir. Tinha um banheiro lá em cima e um embaixo. Além de privacidade tínhamos um banheiro só pra nós. Ficamos conversando.

- Não vejo a hora de chegarmos. – O T3ddy fala se sentando. Ele estava na janela.

- Eu também, mas acho que a melhor parte vai ser a viagem de ônibus. – O Rafa fala terminando de arrumar as coisas.

- Também acho. – Bia fala se sentando assim que o T3ddy passa.

- Eu fico em dúvida entre o ônibus e as noites no hotel. – Falo olhando pela janela. – Mas acho que vou dormir agora. Não dormi nem um segundo essa noite. – O professor de ciências que vinha com a gente falou no microfone:

- Acho que isso é óbvio, mas como eu sou o professor de ciências, o museu que visitaremos será sobre ciência. A professora de história está com a outra turma. Mas em fim, nós vamos ver se ninguém ficou pra trás e partiremos.

Aproveito o curto tempo que tinha pra me levantar e ir até minha mochila. Pego meu celular, o fone de ouvido e meu travesseiro. Pergunto se eles não queriam nada de suas mochilas e volto pro meu lugar. Pouco tempo depois o professor volta e anuncia a partida.

- Me acordem daqui a meia hora. – Coloco meus fones de ouvido e boto a playlist no modo aleatório. Ponho meu travesseio no colo do Rafa e me deito, ele estava mexendo no celular e se assusta. 

 

Rafael

Eu estava mexendo no meu celular, a Vih fala alguma coisa mas eu não presto atenção. Continuo mexendo no meu celular até que Vih coloca seu travesseiro no meu colo e se deita nele. Eu levei um susto enorme, pois não estava prestando atenção. Inclino meu banco pra trás.

- Eu também vou dormir. Me acordem daqui a pouco. – T3ddy e Bia concordam com a cabeça.

Coloco meu travesseiro atrás da minha cabeça e durmo. Um tempo depois acordo com uns flashes na minha cara.

- PUTA QUE PARIU! O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO? – Bia e T3ddy estavam tirando fotos de mim e Vih dormindo. A Vih acorda com o grito que eu dei.

- Ai! Não precisa gritar. – Ela levanta sua cabeça e pega seu travesseiro do meu colo. Ela abaixa seu banco pra ver T3ddy e Bia melhor. Eles ainda com os celulares na mão falam: 

- Desculpa, mas vocês estavam tão bonitinhos dormindo juntos que não aguentamos. – T3ddy concorda com a cabeça.

- Vocês dormiam que nem anjinhos e nem nos ouviam falar. E aliás, já se passou meia hora. – Ele fala e tira mais uma foto nossa.

- VOCÊS VÃO APAGAR ESSAS FOTOS AGORA! – Eu falo bravo.

- Calma, não precisa gritar. Deixa eu ver essas fotos. – A Vih pega o celular da Bia. – Ownt, você fica tão fofinho enquanto dorme. – Ela aperta minha bochecha e eu coro.

- Ta esquece. Quanto tempo ainda temos de viagem? – Eu olho a hora no celular. São 6:00 horas.

- Enquanto vocês dormiam o professor disse que chegaremos no hotel as 11:00 horas mais ou menos. Mas ainda não nos disse aonde é. – A Bia fala enquanto guarda o celular no bolso. Os professores não disseram aonde seria o passeio. Só que iríamos para um museu e pro parque aquático.

- Bastante tempo pra gente zuar. – A Vih fala.

- Calma aí moça. Nós estamos em um ônibus, não em uma balada *risos*. – O T3ddy se apoia no banco da Vih.

- Vamos fazer o que nessas 5:00 horas? – Falo bocejando.

- Conversar, jogar alguns jogos... – A Bia a interrompe.

- Eu sei uma brincadeira! Vih me alcança a minha mochila. – Ela se animou de repente.

- Pode deixar que eu pego Vih. – Eu estava mais próximo. Entrego a mochila pra Bia e ela tira um caderno e seu estojo de dentro dela.

- A brincadeira é assim: São três colunas. Em cima ficam as letras A, B e C, e do lado ficam os números 1, 2 e 3. Em cada espaço da coluna a pessoa que está fazendo a brincadeira coloca nomes que a pessoa escolheu. Ai a pessoa escolhe um “código” tipo A3, e a pessoa que está fazendo a brincadeira risca o nome. E vai assim até sobrar um nome. E o nome que sobrar é de quem a pessoa gosta. – Ficou meio confuso.

- Que brincadeira mais idiota. Eu começo! – Nós rimos do que o T3ddy fala.

- Que nomes quer que eu coloque? – A Bia fala se preparando pra escrever.

- Deixa eu ver... Vih... – A Vih o interrompe.

- Eei! Pode tirar meu nome daí. – Ela cruza os braços e faz bico.

- Deixa, não faz diferença. É só uma brincadeira. – Ela aumenta o bico depois do que eu falo e ouvi os outros nomes.

- Bia, - A Bia revira os olhos e escreve. – Ké, Gabbie, Thali, Sasa, e pode preencher o resto com quem quiser. – A Bia termina de escrever e espera ele escolher uma letra e um número. – A3. Quem saiu?

- A Vih. – A Vih faz um gesto estranho de comemoração.

- C2. – E ficou assim até sobrar um único nome. – E aí? Qual nome sobrou?

- Gusta. – A Bia segura o riso.

- OO QUEE? – O T3ddy tenta olhar pro caderno.

- Tu disse pra eu preencher com quem eu quisesse. 

- E todos sabemos que você é gay e não admite. – Falo com cara de deboche.

- Eu não! – Ele estava bravo.

- Ta, é minha vez. – A Bia entrega o caderno e a caneta pra Vih e ela começa a escrever. O nome que sobrou foi Pedro. Um menino da nossa turma. Depois foi a minha vez. Quem saiu foi a Thali, até parece! Agora é a vez da Vih.

- E aí Bia? Quem ficou? – Vih fala tentando espiar o caderno.

- O Rafa. – Eu e a Vih coramos. – Depois a gente diz que vocês são um casal perfeito e vocês não acreditam.

- Pensei que vocês já tinham entendido que somos só amigos. – Eu falo.

- E entendemos. Mas não quer dizer que não shippamos mais. – O T3ddy faz cara triste e a Vih revira os olhos.

Nós ficamos o resto da viagem conversando, jogando outros jogos e comendo algumas coisas que Bia tinha trazido.

O ônibus parou e o professor anunciou nossa chegada ao hotel. Todos descem do ônibus e nós descemos por último. O hotel era gigante. Ele era todo detalhado e dava pra ver a mobilha moderna pelas paredes de vidro do Hotel.

 

 

 

 

Continua...


Notas Finais


E aí? O que acharam?
Cometem aí embaixo, please :3
Querem que eu aumente o tamanho dos capitulos?
Deem sujestôes. Me avisem dos erros.
Até o próximo cap. BJJSSS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...