História I Can't Love U - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Barbara Palvin, Canadá, Gangsta, Hailey, Justin Bieber
Visualizações 8
Palavras 789
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse capitulo é HOT, se não gosta nem lê kkk

Capítulo 6 - Pré-Aniversário


Fanfic / Fanfiction I Can't Love U - Capítulo 6 - Pré-Aniversário

Isabelle POV 

A festa estava quase pronta e eu decidi me aprontar. Ryan resolveu se arrumar por lá então foi pro quarto de hospedes e eu pro meu. Tomei um longo banho, vesti um vestido vermelho colado, fiz uma maquiagem pesada e deixei meus cabelos em cachos soltos. Por fim eu me olhava no espelho me sentindo realmente linda. O que eu tinha em minha cabeça era meu aniversário, amanhã exatamente 20:36. Como todos os anos, eu não iria comemorar nada antes, algumas coisas nunca mudam. 

Ouvi algumas batidas na porta e mandei entrar. 

-Continua gostosa, Smith. -Ryan disse se colocando ao meu lado do espelho e dando um tapa em minha bunda. 

-Respeito, Butler. - Eu disse e finalmente soltei um sorriso. 

-Queria perguntar, você tá bem? - Ele disse 

-Claro, porque não estaria? 

-Você sabe. Justin. Com ele de volta e tudo mais... Somos só amigos né? Você sabe que pode terminar por aqui quando quiser - Ele disse 

-Cala a boca Ryan - Eu disse rindo mas nervosa - A gente não acabou por aqui. Pode ficar tranquilo. 

-Okay então. Hoje a noite..? - Ele me olhou malicioso. 

-Apreça aqui 00:00 em ponto. E faça questão de manter Chris e Chaz de bico fechado pra Justin - Eu disse e ele fez um sinal de zíper na boca. 

A festa começava a encher e eu esbarrei em alguém. Olhei pra trás e percebi que era Chaz. O segurei pelo braço e falei em seu ouvido por conta da música 

-Cadê o Justin? 

-Em casa. A ressaca derrubou ele - Ele disse rindo e eu sorri mais por costume que por verdade. 

Continuei dando voltas conversando com as pessoas e, não vou mentir, bebendo várias doses. Quando percebi já eram 00:00. Fui pro corredor dos quartos e entrei no meu. 

Chegando lá Ryan estava deitado sem camisa no celular. 

-Tá atrasada - Ele disse 

-Eu tava pegando isso no estúdio - Eu disse com um baseado na mão e ele sorriu . 

-Você me entende, meu Deus! - Ele disse e eu ri. 

Me sentei na cama e dei o isqueiro pra ele, coloquei o baseado na boca e esperei que ele acendesse, e ele o fez. Dei algumas puxadas e passei pra ele. Quando terminamos já estávamos mais felizes e todas as preocupações sumiram da minha cabeça. 

Cheguei pra frente e o beijei de leve, levando até um beijo mais quente, até que quando percebi estava sentada em seu colo com o vestido erguido. 

Ele passava a mão por minhas curvas despidas e subia o vestido pra terminar de tirar. Ficando apenas de calcinha ele me deitou na cama e me olhou nos olhos.

-Voltando pra onde estávamos - Ele disse e nós rimos 

Foi descendo beijando todo meu corpo até chegar na calcinha dando beijos na área. 

-Vai ter que pedir, Smith. - Ele disse rindo 

-Não brinca com isso, Ryan - Eu disse suspirando. 

-Pede pra mim - Ele disse me masturbando por cima da calcinha. 

-Não vou pedir - Eu disse gemendo conforme ele aumentava o movimento com os dedos. 

-Então vai ficar sem - Ele disse parando e eu quase tive um ataque. 

-Ryan! - Eu disse pegando a mão dele e colocando de volta na minha intimidade coberta. 

-Pede. - Ele sussurrou em meu ouvido com o dedo parado em meu clitoris. 

-Me fode, Ry. - Eu disse e ele voltou a me masturbar enquanto me dava chupões no pescoço. Filho da puta 

Eu gemia baixinho em seu ouvido agarrando seu braço, deixando marcas de unha.

-Tira essa porra - Eu disse sobre a minha calcinha 

Ryan o fez e desceu os lábios até lá. Sua língua trabalhava em movimentos leves que me faziam arquear as costas e gemer mais do que o normal. 

-É um talento - Ryan disse e eu ri entre os gemidos. 

-Ei - Eu disse e ele parou - Tira essa roupa. 

Ajudei ele a tirar a calça e a cueca e fiquei masturbando seu membro que estava Ciro como uma pedra enquanto ele gemia em minha mão. Fiquei de quatro e Ryan começou a bombear forte, senti meu ápice chegando e comecei a gemer algo seu nome. Logo senti meu líquido saindo e Ryan gozando dentro de mim. 

-Filha da puta - Ryan disse se deitando do meu lado. 

-Acho que essa foi a nossa melhor - Eu disse rindo 

-Nenhuma vai ser melhor do que a que tivemos dentro do centro de reuniões. 

-Aquela foi uma transa do caralho. - Eu disse me lembrando. 

-Na sua próxima reunião com os traficantes eu vou te chupar por baixo da mesa de novo. - Ele disse 

-Mal posso esperar pra próxima reunião. - Eu disse rindo. 


Notas Finais


Gostaram? Eu adorooo haha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...