História I choose two - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Jason Grace, Nico di Angelo, Percy Jackson
Tags Jasico, Jercy, Lemon, Pernicason, Pernico, Yaoi
Exibições 239
Palavras 1.969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu nem demorei tanto assim.... 🌚💁


Eu estava que meio, num surto de criatividade... Só que para outras fics. Acho que passou!


Então né.
Boa leitura e me desculpem por qualquer erro.

Capítulo 3 - Three - Combust


 

– eu disse que podemos tentar. – disse com a voz arrastada, dessa vez mais alto para que os dois escutassem. Nico pulou em cima do moreno, fazendo-o cair na cama, e atacou seus lábios. Jason deitou ao lado, do Jackson, passando a encara-lo, Percy olhou-o de canto, O sorriso estava de volta em seu rosto, era incrível como seus dentes eram perfeitamente brancos. Ele estava feliz?

Aquele sorriso combinava com o Grace, isso Percy não negaria.

 

Eles se fitaram por um tempo, até que loiro foi surpreendido quando Nico sentou-se em seu tronco, passando a beija-lo com fervor. O loiro tratou logo de corresponde-lo. Mas novamente viu-se surpreso naquela tarde. quando Percy sentou em sua pélvis, Jason sentiu seu membro ser prensado pelas nádegas do moreno, e grunhiu desesperado. O loiro levou duas mãos até a cintura do mesmo, a apertando de leve, o incentivando para que continuasse.

 Percy só queria aproveitar que Nico estava distraído, enquanto beijava Jason, para se aproveitar e  encoxa-lo. Mas acabou sentando em cima do membro do seu ex-rival ‘de caça. ’  Até pensou em sair de cima, mas ao ouvir o gemido, que o loiro soltou, desistiu da ideia. Nico o olhou por cima dos ombros e sorriu de forma cafajeste.

“se está na chuva é pra se molhar.” Pensou o moreno. Começando a rebolar lentamente, de forma desajeitada, sobre o membro  do loiro, ao mesmo tempo que esfregava o seu, que já estava dando sinais de vida, em Nico. 

Percy afastou as mãos do loiro do seu corpo, não de forma bruta como teria feito há algumas horas atrás, mas usando de uma calmaria que assustou a si mesmo. Passou a encarar a bermuda do Grace, e observar seu membro aprisionando em suas vestes. O moreno ousou toca-lo (ele já estava naquela situação mesmo então o melhor a se fazer era mergulhar de cabeça, ou na cabeça... ) viu o loiro se remexer baixinho, e gemer com o toque enquanto Nico sugava a pele alva do seu pescoço. 

Percy socaria a cara de qualquer que disse que ele iria gostar de está em tal situação com Jason, mas isso era algo que o Percy de minutos atrás faria, o Percy que não havia provado dos seus lábios... Lábios esses que  não saíam de sua cabeça. Jason não estava tão assim diferente do moreno, viajava com os beijos quentes de Nico, e os toques calorosos de Percy, ele queria que o moreno fosse além mas não o pediria. Eles acabaram de embarcar e algo novo, e ele não queria abusar.

Percy por sua vez agarrou-se ao cós da bermuda do Grace e o encarou, o mesmo o olhou com os olhos acesos e Percy sorriu de canto entendendo a permissão muda.

Percy abriu o zíper e aos poucos foi se livrando da cueca e bermuda do loiro, que aos poucos fora revelando suas partes escondidas, logo se desfez das duas peças. Ele não achou que iria gostar de ver as coxas expostas do loiro, logo as acariciou. Tampouco em ver o membro, que em riste apontava para o teto. Percy com toda cautela e receio do mundo, ele ainda estava com um pé atrás com aquilo tudo mas aos poucos ia se “soltando ”, agarrou o falo do rapaz, iniciando um lento sobe e desce. Encarou-o.

Ele não soube ao certo o que o fez corar, se foi o olhar de desejo que o loiro tinha por estar gostando dos seus toques, ou o sorriso safado de divertimento que Nico possuía. O mesmo havia se livrado de sua camisa, assim como fizera com a do Grace antes de começar abusar do pescoço do mesmo, e usava apenas sua box. Percy era o único que continuava vestido, e aquilo já estava o incomodando, o calor aumentara.

O moreno foi rápido em livrar-se de sua camisa, e voltar a dar atenção ao membro do loiro, masturbando-o. De forma vagarosa, deixando de sua “timidez” de lado, e com o rosto levemente avermelhada. Percy aproximou seu rosto ao falo do loiro. E timidamente envolveu a glande rosada com sua boca, sugando-a com força.

Percy, distraído, não notou que Nico deixara os lábios de Jason de lado. E passou a observar o seu ato, acariciando a própria ereção dolorida. 

— Oh... ercy... — Jason gemeu baixinho, jogando sua cabeça para trás, impulsionando a pélvis de encontro a boca do moreno. Nico riu baixinho, e começou acariciar o peitoral do loiro. Percy gostou ouvir seu nome ser pronunciado de forma voluptuosa pelo loiro. E intensificou sua sucção, acariciando as bolas do mesmo, engolindo o falo sentiu os pelos dourados rasparem na pontinha do seu nariz.

Jason delirava com a boca do moreno envolvendo seu falo. E Nico brincando de forma perversa com seus mamilos, sentia seu ápice se aproximando. E nem de longe ele queria gozar naquele momento. Tratou de afastar o de cabelos escuros do seu mamilo. E segurou o moreno, que o chupava, pelo rosto. E o puxou fazendo com que Percy deitasse sobre o seu corpo.

— hey, eu... — o moreno iria reclamar, mas com a língua de Jason enfiada em sua boca ficava difícil até de formular uma frase. — você... Tem que parar com isso. — disse de forma arfante. Fitando o amante nos olhos. O loiro estranhamente sorria para si. Deixando a pequena cicatriz em seu lábio mais evidente. E só então Percy se tocou de como gostava daquela cicatriz, e a beijou.

 

— hey, tudo bem que vocês já estão se entendendo. Mas eu também estou aqui, ok?! — Nico tinha um tom divertido na voz, o que contradizia sua feição “irritada.”

Estava ajoelhado ao lado dos seus dois, agora, namorados, que passaram a encara-lo. Os dois se entreolharam mais uma vez, e com um sorriso no rosto, surpreenderam o Di Angelo, ladeando o corpo esguio do rapaz. Jason se pós a sua frente, atacando seu pescoço. E Percy se colocou atrás de Nico, beijando e mordiscando a pele da nuca.

Nico suspirava com os lábios dos seus namorados colados a sua pele, deixando-a quente e avermelhada, agarrou-se a cintura do loiro, e na bermuda de Percy.

Jason deslizou uma de suas mãos pela barriga do Angelo, e brincou com o cós da box do rapaz, Nico estremeceu quando a mão do loiro circulou seu membro, começando a acaricia-lo. Sua mão livre foi em direção ao Jackson, pousando em sua nádega.

Jason parou de chupar o pescoço do menor, recebendo um resmungo de desaprovação do mesmo, e passou a encarar o moreno com os olhos acesos.

— porque você ainda está vestido? — o olhar ferino lançado pelo loiro, fez Percy estremecer e ficar um pouco constrangido. Mas não o respondeu.

O Grace puxou Nico para mais perto de si, afastando-o dos braços de Percy. O rapaz se deixou manusear e não reclamou quando Jason o fez ficar deitado na cama. — espere aqui. — o Grace disse de forma exigente, e não esperou uma resposta, atacou os lábios do Di Angelo.

— e você... — ele se virou para encarar o moreno.

— e-eu... — Percy se estapeou mentalmente, por que ele estava agindo daquela forma?

— sim... — Jason sorriu e puxou o corpo do moreno para  próximo do seu. Deixou seus rostos tão próximos quanto, ambos sentiam a respiração um do outro entrarem em colisão. Jason inclinou seu corpo sobre o do moreno,  fazendo com que ele também se deitasse, ao lado de Nico, e se pós entre as pernas do mesmo. Pressionando seus lábios aos do moreno, que se agarrou aos fios loiros do Grace aprofundando o beijo. Percy agora estava decidido a deixar aquilo, que os três agora possuíam, fluir e acontecer.

Percy sentiu os lábios abandonarem os seus, começando a chupar a pele do seu pescoço, enquanto apertava seu membro por cima da bermuda. O deixando Maluco.

Jason desceu com uma trilha invisível de beijos pelo torso amorenado, raspando seus dentes pela trilha de finos pelos que se perdiam no cós da bermuda. Jason desfivelou e se livrou da peça de roupa do moreno. Com uma rapidez, naquele momento, sobre-humana.

Jason encarou o Jackson com um sorriso safado no rosto, logo olhou para Nico e para o moreno novamente. — sem cueca!? — Percy não o respondera, encarava o loiro com expectativa. Queria que ele trabalhasse com a boca em outro lugar, ao invés de falar tanto.

Jason agarrou o membro do moreno e o masturbou de forma lenta. Aproximou seu rosto do falo, tocando minimamente seus lábios na glande que clamava por atenção. Para o desespero do moreno, Jason de afastou e foi para o lado de Nico.

— mas, mas você... Filho da mãe. — Percy tentou falar, emburrado. Jason lançou uma piscadela para Nico, que sorriu divertido com a situação.

Jason acariciou a pele alva das coxas de Nico de forma suave, sem encara-lo. Seus olhos estavam fixos em Percy, que negaria até a morte que não, de forma alguma, possuía um bico naquele momento. O Grace estava provocando o moreno, e Nico sabia disso por isso mantinha seu sorriso sapeca. 

Com a mesma suavidade em que acariciava as coxas, Jason se livrou da peça íntima do Di Angelo, que suspirou aliviado sentindo-se finalmente livre.

Seu membro saltou para fora, e não demorou em ser agarrado pela mão do Grace, tampouco para ser manuseado. Jason sorriu de forma terna em sua direção, no momento em que quebrou o contato com o moreno, para em seguida voltar a fulmina-lo com seu olhar.

Jason passou a beijar a parte interna das coxas do Di Angelo. Seu caminho era certo, o membro que pulsava clamando por atenção. O Grace notou  a aproximação repentina de Percy, que havia colado seu corpo ao de Nico. O loiro viu aquilo como um pedido para que ele também lhe desse a devida atenção. Pedido esse que Jason não acataria, pelo menos não agora.

Jason não pensou duas, quando chegou ao seu destino, e abocanhou o falo de Nico, que arfou com o contato repentino. Chupando o membro de forma exageradamente lenta, arrancando gemidos baixinhos do rapaz. O falo sumia por inteiro e logo reaparecia na boca do Grace, que não ousou quebrar o contato visual com o Jackson, suas orbes azuladas estavam cravadas nele, observando o moreno acariciar o próprio ventre, mordendo o lábio inferior

Percy sentia-se quente. Sentia-se ultrajado por ter sido deixado de lado, ainda por cima depois do loiro ter dado a entender que o chuparia. E Jason pagaria por estar lhe provocando assim, ele estava a ponto de perder o pouco que lhe sobrara de lucidez só por ver a cena dos seus dois companheiros se tocando daquela forma. Seu corpo tremia em desejo.

Jason continuou a chupar o outro rapaz até que sentiu os tremores do mesmo começarem. Agarrou o falo de Nico com mãos de ferro impossibilitando seu prazer.

— mas... — Nico choramingou, encarando o sorriso idiota do loiro.

 — ainda não Nic. — Jason inclinou seu corpo. Beijando o biquinho do menor. — agora deixa eu dar atenção ao emburrado alí — Jason encanou o moreno com um sorriso de canto, fazendo-o bufar.

E antes mesmo que Percy retrucasse, Jason já estava em cima de si, tomando seus lábios. O loiro colocou-se entre as pernas do moreno passando a friccionar suas ereções quando seus corpos se moviam minimamente entre o beijo. Jason deu fim ao beijo e passou a encarar a face rubra do moreno. Ele nunca havia parado para admirar sua beleza... Não por tanto tempo. Desceu com seus lábios pela lateral do rosto do Jackson, chupando seu nódulo da orelha do rapaz, que suspirou manhoso. — você é tão lindo Percy. — sussurrou, seu hálito quente eriçou os pelos da nuca do moreno.

Jason começou a chupar a pele morena do Jackson, aquilo estava sendo demais para Percy, enquanto descia com a mão de encontro ao membro do amante. Mas antes que esse o alcançasse. Percy explodiu sujando seus corpos.

 

 


Notas Finais


É.
Confesso que fui um pouco filho de um c. Por ter terminado o capítulo assim.
Mas não me culpem, ok!?
Culpem o KYTH.

Espero que tenham gostado.

Nós meus mais belos sonhos eu voltava ainda hj com o próximo capítulo... Vms ver se é vdd.


Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...