História I Come Back - Minha Pequena Fugitiva - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Rap Monster, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Suga, V, Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Exibições 34
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEI COM AS FOTINHAS ALEATÓRIAS

Capítulo 2 - Senti saudades...


Foi bem quando o avião estava quase pousando que Haneul acordou do profundo sono..

Por incrível que pareça, ela tinha sonhado com Mia, sua irmã mais nova de dois anos. E agora Haneul estava com medo. Medo de Naomi fazer algo com Mia, de ela fazer com a pequena o que fazia com Haneul... Mas agora, não tinha volta..

Haneul logo desembarcou do avião. Por sorte, ainda era inicio de tarde. Ela parou pelo aeroporto para comer algo e saiu. Lá fora, estava com o celular em mãos. Ela sabe o número decorado da empresa de táxis que Ju-Won trabalha. Por mais que já estivesse perdendo as esperanças, durante dois anos, ficou lembrando do número todos os dias. E ela ligou.

[Haneul]: – A-Alô? Pode mandar um táxi para o aeroporto, por favor?

[•••]: – Claro, já estamos mandando.

[Haneul]: – Obrigada...

Não demorou para o táxi chegar. Ela, antes de entrar, olhou pela janela. Viu exatamente o que queria. Pôs as suas malas no porta-malas do carro antes que o taxista descesse para ajudar e entrou.

[Ju-Won]: – Para onde quer ir, jovem?

[Haneul]: – Para a casa de Seun-ji, por favor.

Ao ouvir aquela doce voz, Ju-Won se virou rapidamente, sorrindo, arrancando um sorriso da menor. Nunca havia esquecido de sua cliente predileta...

[Ju-Won]: – Haneul?

[Haneul]: – Sentiu saudades?

[Ju-Won]: – Como não? – Ligou o carro. – Todos sentiram... Tudo bem? Como foi lá? Fugiu de novo?

[Haneul]: – Sim, até bem, e não!

– Respondeu suas perguntas. – É uma longa história...

[Ju-Won]: – Sabe que estou sempre disposto à ouvir!

E como previsto, assunto foi o que não faltou em toda a conversa feita no trajeto à casa de Seun-ji. Mas Ju-Won não falou nada para Haneul. Queria que ela descobrisse tudo sozinha. Mas abriu mão para uma coisa:

[Ju-Won]: – Seu pai está noivo...

[Haneul]: – Sério? Quem é a noiva?

[Ju-Won]: – Lembra de Bora? A que trabalhava com você? É ela..

[Haneul]: – Wow! Sério?!

[Ju-Won]: – Sério... – Ele parou o carro. – Chegamos...

Haneul olhou pela janela. A casa não havia mudado nada!

Sorriu e desceu do carro. Pegou suas poucas malas com a ajuda de Ju-Won, e esperou ele sair para ir tocar a campainha. Ele saiu. Ela ficou um bom tempo parada em frente à porta, contendo as lágrimas.

E a campainha toca. Uma menina abriu a porta, olhando Haneul, paralisada, surpresa. Haneul sorriu ao ver tal menina. Uma menina com cabelos longos e vermelhos com as pontas com poucas mechas roxas. Uma menina mais alta que Hane, com um ar de durona. Uma menina chamada Yun Jang-mi. Não demorou para a maior dar um pulo na outra, abraçando-a, fazendo as duas caírem no chão. Mas quem disse que elas se importaram?!

Haneul sentia seu ombro molhado, sabia que também molhava o de Jang-mi com as lágrimas.

[Jang-mi]: – Senti... Tanto... A sua falta...

[Haneul]: – Também senti a sua...

Elas se levantaram. Olhando uma nos olhos da outra, sorrindo.

[Jang-mi]: – Vem.. Vamos entrar em casa.. – Ajudou Haneul com as malas.

Todas as meninas estavam no quarto de Seun-ji, elas passaram discretamente, se dirigindo ao quarto de Haneul, deixando as coisas lá. Ele estava a mesma coisa de como antes. As meninas se rejeitaram em tocar naquele quarto, tinham esperança na volta de Haneul.

Jang-mi se dirigiu ao quarto de Seun, enquanto Haneul se escondeu no corredor.

[Seun-ji]: – Seu rosto está vermelho... Chorou? Quem era?

[Jang-mi]: – Ninguém... Só... – Abriu espaço. Haneul chegou no quarto, pondo as mãos para cima.

[Haneul]: – Eu!

As meninas nunca gritaram tanto. Pularam em Haneul, foi o melhor abraço coletivo já dado.

[Nara]: – Sentimos sua falta...

[Haneul]: – Senti a de vocês... M-Mas... – Lágrimas começaram a escorrer. Não eram felicidade, eram de dor. O corpo de Haneul ainda doía muito. – ... Estão machucando... – A soltaram.

[Misty]: – Tudo bem...?

[Haneul]: – Sim... Apenas doeu um pouco, está tudo bem! Eu estou com "alguns" hematomas pelo corpo... Nada tão grave, ok?! Foi Naomi...

[Seoyeon]: – Ela batia em você?

[Haneul]: – Sim... Sentem aí! Vou contar tudo!

E elas obedeceram. Como dito, Haneul contou tudo.

[Hye-in]: – Nossa...

[Haneul]: – Mas, enfim... Me contem as novidades daqui!

As meninas se olharam, apreensivas.

[Seun-ji]: – B-Bem... O que quer saber?

[Haneul]: – De tudo!

[Seoyeon]: – A primeira coisa... É...

[Jang-mi]: – JungKook está namorando...

O coração de Haneul se partiu. Mas não demonstrou muito.

[Hye-in]: – E, tipo...

[Nara]: – Deixem ela descobrir o resto disso sozinha...

[Seun-ji]: – Depois que você se foi, muita coisa mudou... Moon virou a "maioral" do colégio junta de Shin. Agora vamos para a universidade, Moon vai estar lá... Ah, isso é só o básico.

[Misty]: – Não falaremos... Você vai descobrir...

[Haneul]: – Tudo bem...

A campainha toca, interrompendo as meninas. Seun-ji foi atender.

[Woozi]: – Cadê?

[Seun-ji]: – Cadê o que?

[SeungKwan]: – Cadê a Haneul? – Seun-ji começou a rir e SeungKwan fingiu uma cara de surpresa. – Você sequestrou ela? Sua monstra desalmada!

[Seun-ji]: – Ela está lá em cima, no quarto!

[SeungKwan]: – É bom que ela não esteja toda amarrada e aprisionada! Senão, você vai ver!

[Woozi]: – Cala a boca, Kwan! Você não machuca nem uma mosca!

Woozi e Seun-ji riram da expressão facial de SeungKwan no momento. Não foi preciso eles subirem, Haneul apareceu, abraçando rapidamente os dois.

[Haneul]: – Que saudades!

[Woozi]: – Também sentimos...

[Haneul]: – Eu quero ver os outros.. Todos os outros!

[Seun-ji]: – Vou chamá-los!

• Mensagem on •

~ Grupo ~

-Seun-ji: Pessoal!

- Jin: Oi!

- Seun-ji: Tá todo mundo aí?

- Jeonghan:

- Taehyung: Pode falar!

- Seun-ji: É o seguinte..

- Seun-ji: Haneul tá aqui!

- Mingyu: Olha, esse tipo de brincadeira não se faz!

- Seun-ji: [mídia (foto da Haneul)] isso é brincadeira?

- Jimin: ialá, é a Haneul!

- Dino: UI, HANEZINHA!

- JungKook: Sério isso?!..

- Seun-ji: Sério... Hoje de noite, 19:00 hrs, minha casa, todo mundo, vlw flw!

• Mensagem off •

[Seun-ji]: – Todos vão vir hoje à noite.

Haneul sorriu, animada...

[Haneul]: – Vou tomar um banho... Volto já!

°• Haneul on •°

Saí do banho e vesti uma roupa aleatória. Decidi ir na casa de Mingyu, queria muito vê-lo...

Eu estava prestes a tocar a campainha de sua casa. Estava apreensiva, e se ele não me quisesse alí?!

Com medo, toquei a campainha. Nunca fiquei tão feliz em ver quem abriu a porta.

[Haneul]: – Winnie! Como está grande! – A abracei. Ela pulou em mim.

[Winnie]: – Haneul! Achava que nunca mais te veria...

[Haneul]: – Também achava...

[Winnie]: – MINGYU! VEM AQUI! – Gritou. Eu entrei e ela fechou a porta.

Não demorou para que Mingyu aparecesse...

[Mingyu]: – Oi Win...nie.. – Foi parando de falar quando me viu. Eu apenas sorri. Ele estava parado, me olhando de boca aberta.

[Haneul]: – Mingyu? – Ri.

Não demorou muito para ele correr em minha direção e me abraçar.

[Mingyu]: – Eu achava que Seun-ji estava brincando! – Me deu um beijo na bochecha. – Senti saudades... – Sussurrou em meu ouvido.

[Haneul]: – Também senti.. – Falei baixo.

Meu coração estava muito acelerado. Haviam borboletas em meu estômago, nunca havia me sentido tão bem...

Eu me sentia segura com Mingyu..


Notas Finais


Cara..
Cês viram o disband do 2ne1? ;-;
Eu já sabia que ia ter, tava meio óbvio...
Mas quando confirmaram hoje..
Meu deus ;---;
Eu entrei no kpop por causa delas ;---; Mds

Mas vamo rir pra não chorar, né

Espero que tenham gostado sz
Beijos de limão :'3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...