História I Desire My Brother - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry
Exibições 21
Palavras 2.449
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora não tive tempo pra postar esses dias. O capítulo de hj ta bem interessante ein.
Boa leitura 📚

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction I Desire My Brother - Capítulo 4 - Capítulo 4

Uma semana depois...

–Filha está quase na hora de você ir ao salão.–avisa deixando meu vestido em cima da cama.

–Tudo bem mãe.–termino de me vestir e pego minha bolsa já saindo do quarto.

Saio de casa e sigo meu caminho até o salão. Havia se passado uma semana desde meu beijo com Harry, estamos agindo normalmente e ele continua o mesmo. O que eu queria? Que estivéssemos avançado em algo?O que eu queria? Talvez sim. Meus sentimentos não mudaram, muito pelo contrário, depois do beijo fiquei mais sensível e o desejo mais, ficar perto dele me faz querer beija-lo. 

Sem que percebesse já estava em frente ao salão que não se encontrava muito cheio, entro e já avisto Karen vindo em minha direção com um sorriso que retribuo imediatamente.

–Kath.–me cumprimenta com um abraço e guia-me até uma cadeira.–Já sei exatamente o que fazer para hoje.–diz enquanto separa alguns produtos que possivelmente usaria em meus cabelos.

–Espero que você não se atrase pra hoje, viu senhora Karen.–digo com um sorriso.

–Perder uma festa dessa. Nem sonhando.–sorri abertamente enquanto molha meus cabelos.

Eu havia finalmente aceitado fazer festa, eu ainda estou meio receosa em usar o meu vestido mas segundo mamãe eu iria com certeza ser o centro das atenções. Alugamos um salão grande com direito a Open Bar, eu achei que meus pais não iriam deixar, mas foram os primeiros a concordarem, eles dizem que meus dezoito anos tem que ser bastante lembrado e de certa forma eu concordo. A festa vai ser tipo balada, uma coisa que me incomoda um pouco, estou nervosa e ansiosa, os convidados foram escolhidos pela Livia e ela me garantiu que nada ia dar errado.

Três horas depois meu cabelo já estava pronto, ele estava até o meio das minhas costas e suas pontas estavam mais loiras. Estava lindo. Karen não deixou eu pagar pois hoje era meu dia, meio receosa sai de seu salão e caminho de volta pra casa, a festa começaria as 22:00 e não sabia o que ficaria fazendo até dar a hora da minha festa. Estava passando em frente uma praça e resolvi parar, fazia muito tempo que não vinha em uma e a sensação de vez crianças brincando e casais passeando era boa. Me sento em um banco em baixo de uma árvore e fecho os olhos apreciando o cheiro das flores, eu amava lugares calmos, me faziam relaxar e por os pensamentos no lugar que era o que eu mais precisava, meus pensamentos estavam confusos e meus sentimentos também. Eu me encontrava numa mistura de tristeza com alegria hoje e não sabia qual sentimento era maior. Perdida em meus pensamentos ouço alguém me chamar.

–Oi.–abro os olhos vendo um rapaz a minha frente.

–Oi.–respondo enquanto ele se senta ao meu lado.

–Sou Louis.–sorri sem mostrar os dentes.

–Sou Katherine.–retribuo o sorriso e volto meu olhar para as crianças brincando no escorrega.

–Pensando na vida?–sugere.

–Talvez.–concordo.–

–Namorado?–pergunta e me olha.

–Não.–volto meu olhar para Louis.

–Então não tem problema de eu lhe pagar um sorvete, né!?–sorri.

–Não vejo nenhum.–passo as mãos pelo cabelo e o acompanho ate uma barraquinha de sorvete.

Ele comprou nossos sorvetes e voltamos para o banco, ele era uma pessoa maravilhosa que me fazia rir, contamos um pouco sobre nós e o convidei para meu aniversário o qual ficou muito feliz com o convite. Sem que eu percebesse o tempo rapidamente se passou e já estava escurecendo fazendo-me deixar meu novo amigo.

–Já está na hora de eu ir.–digo terminando meu desenho na areia do parquinho.

–Tudo bem, sei que você precisa se arrumar.–diz terminando o seu desenho.

–Espero encontrar você lá.–sorrio e vou ao seu encontro o abraçando.

–Pode deixar. Vou ser o mais charmoso.–diz devolvendo o abraço e solto uma risada com seu comentário.

Saio do parque e sigo em direção a minha casa que não demorou muito a ser vista, entro e vejo Harry sentado no sofá assistindo tv. 

–Onde você tava?–pergunta desviando seu olhar para mim.

–Eu fui dar uma volta no parque.–digo e me sento ao seu lado.

–Seu cabelo ficou bonito.–diz enquanto me encarava.

–O-Obrigada.–volto minha atenção para a tv. 

Ficamos ali assistindo até dar a hora de eu me arrumar, trocamos poucas palavras e vez ou outra sentia o olhar de Harry sobre mim. Deixei a sala e fui em direção ao meu quarto, o meu vestido ainda se encontrava em cima da cama e uma caixa de sapato estava ao lado. Tomo um banho de banheira para relaxar, o aroma era delicioso fazendo eu ficar mais tempo que o necessário. Já no quarto, coloco meu vestido e vou até o espelho grande. O vestido ia até abaixo da minha bunda, ele era brilhoso e chamativo, suas mangas passavam o cotovelo e ele deixava as costas a mostra. Era o menor vestido que já havia usado, mas era lindo. Já a maquiagem passei um delineador com sombra preta, lápis de olho, rímel e um batom vermelho. Em meus cabelos eu fiz cachos nas pontas os deixando mais bonitos. Me olhei no espelho e me belisquei, eu estava bonita, nunca havia me produzido de tal forma mas até que gostei do resultado. Assim que termino de calçar meu sapatos pretos Harry entra no quarto.

–Kath já...–para de falar assim que seu olhar foca em mim, vejo sua pupilas dilatarem e seus olhos percorrerem meu corpo várias vezes.

–Harry.–o chamo fazendo nossos olhos se encontrarem e uma descarga elétrica passar pelo meu corpo.

–É...precisamos ir.–avisa sem cortar o contato visual e eu assinto com a cabeça, ele estava com uma calça preta colada e uma blusa preta com as mangas dobradas, os botões estavam um pouco abertos deixando amostra a asa do pássaro tatuado em seu peito. Ele estava perfeito. 

Com o coração acelerado passo por ele e vou em direção a saída, minha vontade de beija-lo estava quase incontrolável. Durante o caminho não me deixei o vê-lo pois não saberia o que eu seria capaz de fazer. Rapidamente chegamos em frente a festa e já se podia ouvir a música alta, desço do carro acompanhada de Harry que logo se posicionou ao meu lado. Caminhamos em direção a entrada e pude sentir meu coração acelerar, dei mais um checada no vestido e entrei. Estava tudo lindo, o local não era tão grande como achei que seria, havia luzes para todo lado deixando tudo melhor e fazendo meu vestido ficar mais chamativo ainda. Já haviam pessoas ali que rapidamente vieram me cumprimentar. As músicas eram desconhecidas por mim mas eram boas, algumas pessoas também eram desconhecidas mas não me incomodei com isso. Eu já havia perdido Harry de vista pois o local encheu rapidamente. Vou até o barman lhe pedindo uma bebida o que rapidamente me serve, beberico e sinto a bebida rasgar minha garganta, eu não era acostumada com bebidas o que fez eu fazer uma careta, de longe avisto Livia vir em minha direção com um sorriso de orelha a orelha.

–Meu deus você tá incrível.–grita em meio ao som.

–Obrigada.–falo no mesmo tom para que escute.

–Isso aqui tá bombando.–se senta ao meu lado logo fazendo seu pedido. Concordo e dou outro gole em minha bebida já não sentindo tanto ardor quanto antes.–Vamos dançar.–sugere e eu nego.

–Eu não sei dançar.–bebo tudo de uma vez me deliciando com o gosto.

–Qual é? So uma dança.–faz carinha pidona e eu acabo aceitando.

Nos juntamos aos outros na pista de dança e começamos a dançar acompanhando o ritmo da música, eu estava realmente me divertindo e me sentindo leve. Não demorou muito até eu sentir uma mão em minha cintura fazendo-me virar e encontrar Louis me olhando com um sorriso.

–Você veio.–sorri e o abracei.

–Eu falei que viria.–nos separamos e começamos a dançar.

Não sei ao certo quantas músicas eu dancei mas assim que avistei Harry ele estava aos beijos com uma loira de vestido vermelho, eles estava quase se comendo, a cena me deixou enjoada e senti meu peito doer e meus olhos arderem. Eu sabia que já deveria estar acostumada com isso, mas sempre vai me causar dor saber que quem ele toca não sou eu. Saio dali imediatamente e volto para o balcão, eu não me permitiria chorar, não dessa vez. Peço a bebida mais forte e começa a virar os copos, o álcool já não fazia minha garganta doer e eu já me encontrava tonta, me direcionei a pista de dança novamente e no momento tocava uma música tão envolvente que chegava a ser sexy. Eu me sentia tão corajosa e animada que no momento seguinte meus quadris e braços já acompanhavam a música perfeitamente, era como se a música tivesse dominado meu corpo e eu soubesse exatamente o que fazer, as pessoas ao redor fizeram um círculo em volta e gritavam para que eu continuasse, momentos depois sinto alguém segurar meu braço e sinto aquele cheiro de menta familiar.

–Vamos embora, já deu pra você.–diz com o olhar sério fazendo as pessoas o vaiarem.

–Me deixa. Eu quero dançar.–falo embolando as palavras enquanto Harry me puxa pra fora da pista de dança.

–Você está bêbada Katherine.–me coloca no carro e depois entra no mesmo logo dando partida.

–Eu só bebi um pouquinho.–falo mostrando com os dedos e tirando meus sapatos.–Você estragou...minha dança.–digo com dificuldade quase dormindo.

–Estavam todos olhando pra você.–diz e dou de ombros.

Meus olhos pesavam e quando chegamos em casa Harry teve de me carregar até meu quarto, seus braços eram fortes e ele pareciam não se importar com meu peso, eu estava com vontade de beija-lo e sua aproximação só aumentou minha vontade, ele me sentou na cama e pegou a toalha a colocando ao meu lado.

–Você precisa tomar banho.–diz em pé a minha frente.

–Não quero, a água está muito gelada.–respondo fazendo bico.

–Nada disso você vai tomar um banho sim.–diz me pegando pelo pulso e me levando até o banheiro.

–O que você vai fazer?–pergunto quando vejo ele encher a banheira.

–Vou te dar banho. Já que você não quer fazer isso sozinha.–bufo e passo as mãos pelos cabelos, mania que peguei de Harry.

Assim que ele termina de encher a banheira vem até mim e começa a retirar meu vestido lentamente, um arrepio passa pelo meu corpo e foco meu olhar em sua boca assim que ele a morde, o vestido cai aos meus pés deixando meu corpo exposto, eu não estava com vergonha, muito pelo contrário, queria que Harry me visse. Me aproximo dele e toco seu rosto ainda com o olhar em sua boca.

–Kath.–vejo ele respirar fundo e me afastar.–Você tá bêbada e precisa de um banho.

Resmungo e com cuidado ele me coloca na banheira, a água estava gelada fazendo eu arrepiar de imediato, meu sono havia passado e eu estava concentrada em Harry. Ele havia pego a esponja e estava passando pelo meu corpo.

–Harry. Toma banho comigo.–o chamo passando a mão em seus cabelos.

–Não posso Kath. Não me desconcentre.–fala fechando os olhos e respirando fundo.

O banho foi demorado e eu tive de tirar a maquiagem sozinha, eu estava a todo momento fazendo com que Harry entrasse na banheira mas ele sempre negava. Ele me enxugou e voltamos para o quarto.

–Dorme comigo?–peço me aproximando e juntando as mãos.

–Kath...–ele tenta falar mas o interrompo.

–Por favor.–imploro o vendo finalmente concordar e começar tirar suas roupas ficando apenas com uma box apertada marcando seu membro, eu não evitei olhar e ele percebeu.

Ele se sentou na cama e me olhou, eu fui em direção ao guarda-roupa e deixei o roupão cair aos meus pés, ouvi Harry sussurrar algo que eu não fui capaz de ouvir, peguei uma camisola preta que ia até a metade das minhas coxas e me vesti. Harry já se encontrava deitado e caminhei em sua direção me deitando ao seu lado. Eu já estava mais sóbria mas ainda o desejava. Me peguei contornando suas tatuagens com o indicador e sentindo sua pele se arrepiar, meu coração já estava acelerado e sentia o de Harry do mesmo jeito.

–Kath, não faz isso.–diz de olhos fechados.

–Eu não estou fazendo nada.–digo e abaixo minha mão até o coz de sua coeca.Ele me vira ficando por cima de mim e vejo seus olhos escuros.

–Você me enlouquece.–assim que diz isso me beija.

Meu corpo esquentou de imediato, nossas línguas estavam em cinçronia e um fogo se instalou em meu corpo. Minhas mãos foram parar em seus cabelos os puxando fazendo Harry grunir, seus beijos foram para meu pescoço fazendo eu soltar gemidos baixos, suas mãos apertavam com força minha cintura me fazendo pensar que deixaria marca, mas eu não me importaria com isso. Seus beijos foram descendo até meus seios que já se encontravam descobertos, assim que ele começou a chupar eu soltei um gemido alto, com sua outra mão ele massageava o outro seio livre. Era a melhor sensação que eu já havia sentido e não queria que ela fosse embora. Deixando meu seios de lado Harry foi abaixando minha camisola lentamente até ela estar fora do meu corpo, ele jogou o tecido para fora da cama e percorreu meu corpo com os olhos.

–Tão linda.–disse e depositou um beijo em minha barriga fazendo eu fechar os olhos.

Seus beijos foram ate meu sexo que já estava encharcado, sua língua quente percorreu toda minha virilha fazendo-me gemer seu nome. Eu nunca havia sentido tanto prazer em toda minha vida e nunca imaginei que seria meu irmão que iria me proporcionar tal sentimento. Ele começou a me chupar com força e assim que um dedo foi posto dentro de mim senti um certo incomodo que rapidamente foi esquecido, eu estava com a respiração ofegante e soltava gemidos altos, não demorou muito até que eu chegasse ao ápice e visse Harry se deitar ao meu lado me cobrindo com o lençol. Ele me deu um selinho e me aconchegou em seus braços, o cansaço chegou em mim fazendo eu rapidamente adormecer. Era a primeira vez em uma semana que pude dormir tranquila e sentir aquele aroma maravilhoso ao meu lado. Harry estava aqui, comigo, e me fez sentir uma das melhores sensações que já tive. Eu realmente o amava e eu queria ter a certeza de que ficaria com ele pro resto da minha vida.

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e agradeço aos que favoritaram e comentaram, vocês são muito importantes❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...