História I do not know anything - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Personagens Originais
Exibições 2
Palavras 784
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fantasia, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hai meus queridos
<3
Só leiam
Vou fazer o possível pros próximos capítulos serem maiores

Capítulo 3 - Mysterious boy


Fanfic / Fanfiction I do not know anything - Capítulo 3 - Mysterious boy

Pov's Narrador 

A garota, mais velha do que aparentava, se levantou, sentindo-se mais forte por aguentar lembrar, mesmo que inconscientemente, sem chorar. Mas a dor continuava lá, dilacerando seu coração, ela não pôde se despedir e nem matar o assasino, mesmo sabendo que não teria coragem, Irina era tudo, menos assassina.

Depois daquele fatídico dia Cam sumiu, nunca mais ouviu notícias dele, e nem o viu, oque era bom pois não teria força o suficiente para encara-lo. 

Ela queria ter força suficiente para conseguir seguir em frente mas ninguém parecia ser tão belo, gentil, carinhoso e tantas outras qualidades e defeitos quanto seu Damon.

Irina andava distraidamente perdida em memórias do passado quando esbarrou em um belo garoto de cabelos... platinados? Logo saiu de seu devaneio quando viu os olhos bicolores do garoto.

-Me desculpe senhorita, eu poderia tê-la derrubado.- ele desculpou-se constrangido.

-Não há problema algum senhor! Foi minha culpa, eu estava perdida em pensamentos...

-Tudo bem, com licença- ele andou apressadamente até o outro lado da rua e sumiu do campo de visão de Irina.

Iriana, ainda um pouco embriagada do cheiro amadeirado do bicolor andou em direção à seu apartamento e dei bom dia ao porteiro. Subiu pelas escadas e logo chegou em seu andar. Adentrou seu cantinho, paredes azul escuros faziam contraste com o céu estrelado pintado no teto por ela mesma, se orgulhava de cada segundo gasto na pintura. As paredes azul escuro tinham diversos desenhos, depois da morte de seu amor se entregou à arte, o único meio de expressar sua dor e suas pequenas alegrias.

Ouviu a música My Immortal, Evanescence, e logo percebeu que era seu celular tocando.

-Alô- atendeu sem antes identificar quem era no visor.

-Irina, é a Rosalya!- Rosalya, sua melhor amiga, ela também é um anjo caído e a conheceu no céu na rebelião dos anjos, depois da morte de Damon, Rosalya passou a lhe ajudar em tudo, e de pouco em pouco Irelia foi se reerguendo, devia a vida à Rosalya.

-Oi Rosa! E então como foi a viagem? E àquele tal de Leigh, quero saber tudo! Pode começar a falar!- Irelia exclamou animadamente 

-Calma rapariga dos zoi azul, a viagem foi FANTÁSTICA, você nem imagina! Nesses tantos anos na Terra eu nunca fui em um lugar tão lindo como os atelieres da Victoria's Secrets! Tem tantas cores, asas de mentira, lantejoulas, glitter, falando nisso nossa purpurina azul adoraria aquele lugar! Agora sobre o Leigh, bem, estamos indo, ele é meio devagar, acho que tem medo de me assustar, ele é tão cavalheiro!- a ruiva ouvia atentamente a amiga falar.

-Rosa, nem te reconheço mais, antigamente você desistiria dele e partiria pra outro, será que há alguem apaixonadinha Senhor?- falou rindo.

-Nem sei mais amiga! Tô gostando muito dele, acho que realmente estou apaixonada- a platinada disse eufórica.

-Espero que sim, já esta na hora da nossa querida Rosalya se apaixonar!

-Sim, já está- falou a vitoriana sonhadoramente.

-Ok! Agora me diga, quando você volta?

-Vou voltar hoje mesmo, liguei pra avisar isso, estou no aeroporto, chego amanhã umas seis da manhã, espero que acorde esse horário por que vou direito pra casa.

-Ok, vou te esperar, só não me acorde!

-Vou pensar no seu caso, se der na telha eu te acordo.

-NEM OUSE, MEU SONO É SAGRADO.

-Vamos ver! Meu avião chegou- se despediram e desligaram.

Irelia começou a sentir uma vontade imensa de comer sorvete, porém se lembrou de que não havia comprado e rapidamente apanhou as chaves de casa e foi na padaria mais próxima. Olhou cada um dos ssorvetes e pegou o Napolitano, seu preferido. Pagou no caixa e foi em direção à sua casa. Parou em frente à um parquinho onde o bicolor que havia esbarrado mais cedo se encontrava sentado  em um balanço escrevendo em um bloco de notas, como ela não tinha nada para fazer sentou ao lado do platinado e antes que pudesse falar algo ele a cumprimentou;

-Olá senhorita, como vai?-falou tímido.

-Hm, olá, eu vou bem, e você- Irina falou, também tímida.

-Vou bem, eu esbarrei em ti hoje cedo, mais uma vez, perdão.- se desculpou.

-Eu também esbarrei em ti, então perdão, er...

-Lysandre, me chamo Lysandre.-completou.

-Perdão Lysandre, e a propósito me chamo Irelia.

-Irelia, até agora, acho que este nome combina perfeitamente contigo.- refletiu

-Obrigada, mas acho que não sei oque meu nome significa.- respondeu sorrindo.

-Significa paz, serenidade.- o rapaz explicou.

-Ah, obrigada novamente- respondeu corando.

-Não há o porquê do agradecimento- sorriu.

-Ahn, b-bem eu vou indo, a-até mais Lysandre- despediu-se afastando-se.

-Até mais senhorita.- sorriu gentilmente.

Irelia retornou para seu apartamento, intrigada com o bicolor, tinha certeza que Rosalya adoraria seu estilo vitoriano.

Jogou a chave na bancada e guardou o sorvete, preferindo deixar para come-lo no outro dia. Deitou-se em sua cama quentinha e confortável e adormeceu, a primeira vez desde a morte de Damon que não tinha pesadelos.







Notas Finais


Eai
Digam se tá legal
Oq posso mudar
Se tá muito bosta
Se tá muito legal
Se tá mais ou menos

Obrigada por ler meus cupcakes!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...