História I don't believe you anymore - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Frank Iero, Gerard Way, Kerbera, My Chemical Romance, Seremedy
Personagens Frank Iero, Frank Iero, Gerard Way, Personagens Originais, RAY, SEIKE, Yohio
Tags Anjos, Boys Love, Bruxas, Demonios, Drama, Feiticeiros, Frank Iero, Frerard, Gerard Way, Hibridos, Personagens Originais, Ray, Romance, Seike, Seike X Frank, Sobrenatural, Vampiros, Yaoi, Yohio
Exibições 20
Palavras 1.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores, aqui estou eu de novo com mais cap para vocês, espero que estejam gostando.

eu estou criando todo universo desta fic então espero que vocês apreciem....


beijos a todos que vem comentando e a todos que estão lendo a fic.

boa leitura

Capítulo 11 - No Escape.


Fanfic / Fanfiction I don't believe you anymore - Capítulo 11 - No Escape.

-Pov's Seike – 

Na noite passada depois de ouvir tudo que o pai de Frank me disse fiquei muito inquieto no dia anterior, nem tinha conversado com ele, afinal precisava de um tempo para pensar, o pai de Frank, tinha me dito muita coisa que me deixou completamente zonzo, coisas que nem imaginava, era de noite já a única noticia que tive de Frank foi que ele estava bem e iria sair junto com Luka.

Primeira coisa que ele disse, que depois que eu havia levado o Frank até onde fiz meu ritual de passagem para o que sou agora, eu coloquei a vida dele em risco já que acharam que ele tinha sido sequestrado e assim colocaram a culpa em mim, pois muitos nos ver na boate que havia levado ele a muito tempo atrás, tinham nos visto, e assim que descobriram que serei o próximo a ser dono do meu clã, descobriram também minha paixão homo afetiva, ficaram muito nervosos pois seria o fim da minha raça e isto não poderia acontecer.

Segunda, a partir dai ele havia colocado os Red stars, tradução fadas elevam o nome de Red Stars pois os primeiros só eram reconhecidos por ter a cor vermelha depois que aceitaram as outras mas o nome não mudou, e eles estavam na cola do Frank pois eles são muito fáceis de se misturar e de certo modo conseguem afastar coisas ruins de perto de quem eles protegem, e um deles era Luka. 

Terceiro, eles não queriam que eu destruísse a vida de Frank me aproximando dele, já que tinha me afastado dele e deixei a vida dele melhorar poderia apenas ficar longe e observar ele de longe e seguir a minha vida também.

Dentre outras milhões de teorias que eles haviam me falado, parecia que toda vez que pegava a bosta do celular para ligar, eles voltavam a falar cada vez mais alto, nervoso por estar naquela situação, sai de casa e fui beber sem me importar com que iria acontecer caso alguém resolvesse cruzar o meu caminho, entrei no primeiro bar que achei e comecei a encher a cara sem me importar e para minha “sorte” ou “azar” achei um cara que estava vendendo algumas drogas, comprei uns comprimidos e tomo junto com a bebida e saio do bar já era bem tarde.

Entro em uma boate sem nem ver o nome tomei mais um dos comprimidos e bebi algo que tinha pedido sem nem saber o que era, e começo a ouvir as batidas de uma musica bem agitada e vou dançar sem me importar com nada, era um lugar bem cheio, estava muito louco para perceber onde estava pelo menos as vozes na minha cabeça tinham sumido, e dado espaço a varias alucinações e me sentia bem tonto.

- Seike! – Ouço uma voz, conhecida gritar meu nome e olho na direção cambaleando e Vejo Frank. – Uau o que houve com você? Por que sumiu? – O abraço sem me importar com nada me aproximo dele.

- Eu preciso de você meu amor, eu te amo. – Falo vendo ele rir.

- Você está muito louco. – Ele toma a bebida da minha mão e bebe toda e joga o copo fora. – Bom, quer ir embora, eu te levo.

- Não quero não, eu quero apenas que estas vozes sumam da minha cabeça. – Falo olhando ele que me olha surpreso.

- Que vozes? – Pergunta me olhando e me segurando próximo dele.

- As malditas vozes que estão na minha cabeça falando que devo me separar de você, mas, eu não quero, pois tenho certeza que te amo e que vamos sempre ficar juntos para sempre não é? – Falo meio embolado. – Fran você é o amor da minha vida.

- Você acha? – Ele pergunta me olhando e vejo ele sorrir e sorrio mordo meu lábio e o encosto no balcão beijo ele com desejo, e depois sinto alguém nos afastar.

- Hey, cara você esta louco? – Olho não reconheço quem era.

- Luka, calma é o Seike, ele só esta meio chapado. – Frank fala e fico apenas olhando sem entender.

- Nossa, eu também estou bem chapado, nem tinha reparado que era seu boy, fica bem, acho melhor você levar ele para casa, ele esta com cara de quem está drogado e logo apaga.

- Sim, eu vou indo com ele. – Frank fala e me puxa apenas sigo ele que entra em um taxi comigo.

Durante o caminho trocávamos beijos e carinhos, ele ria levemente de mim as vezes brincava mordendo ele que parecia se divertir com o fato de eu estar daquele jeito, coloco a mão entre a coxa dele que afasta minha mão e depois pega minha carteira e paga o taxi, saímos juntos e entramos na casa dele que estava bem arrumada, fomos nos beijando ao quarto dele assim que entramos ele me ajudou a tirar meus acessórios e roupas me deixando de cueca.

- Vai tomar banho se não eu não vou deixar você dormir comigo. – Ele fala me olhando e me empurra ao banheiro.

- Frankie, não quero. – Grito, nervoso e ouço ele trancar a porta, me apoio de algum jeito na pia e tiro minha cueca e vou tomar banho e depois enrolo a toalha na cintura e bato na porta, Frank abre a porta.

- Consegue se secar pelo menos? Aqui uma roupa, toma cuidado e se veste. – Ele coloca sobre a pia e olha meu corpo depois sai do banheiro me trancando lá de novo, reviro os olhos.

Me seco visto a box que ele tinha colocado junto com a calça seco meus cabelos procuro uma camiseta e percebo que ele apenas tinha me dado a calça, bato na porta ele deixa eu sair e depois ele entra no banheiro, me sento na cama e me deito nela completamente alto, demorou uns minutos até ver Frank sair do banheiro vestindo uma camiseta e uma calça de pijama, e se aproximar de mim e deitar ao meu lado colocando a cabeça no meu peito.

- Por que não me dá uma camiseta? – Falo o olhando meio zonzo.

- Porque você fica mais gostoso sem. – Ele fala e acaricia meu peito.

- Você é safado. – Falo começo a ficar sonolento.

- E você um bêbado romântico e safado ou acha que esqueci aquela mão boba lá no taxi, e as mordidas. – Ele fala me abraçando, calmo. – Agora dorme amanhã conversamos.

- Eu não quero dormir. – Falo e o vejo sorrir.

- Vira de costas. – Ele pede e obedeço.

Ele começa a fazer uma massagem nas minhas costas me relaxando aos poucos e adormeço sentindo os toques dele depois sinto os lábios dele nas minhas costas, ele deita a cabeça nas minhas costas comigo meio sonolento, e morde levemente, sentia um gosto estranho na minha boca parecia sangue ignoro e sinto Frank.

- Acho que te amo Seike. – Ele sussurra, não consigo responder e apago.


Notas Finais


sabia que a wolf ama vocês ^-^

até depois em um novo cap ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...