História I don't wanted it... - Nateiplier mpreg - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mark "Markiplier" Edward Fischbach
Personagens Mark "Markiplier" Edward Fischbach
Tags Markiplier, Nateiplier, Natewantstobattle, Youtube
Exibições 17
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Heartbroken and something more


Fanfic / Fanfiction I don't wanted it... - Nateiplier mpreg - Capítulo 4 - Heartbroken and something more

Author's POV

Era manhã. Mark ainda não tinha acordado, Nate estava começando a acordar. Ele abriu os olhos e bocejou. Ele olhou para os lados e viu seu quarto. Mas não deitado em sua cama "diretamente". Estava deitado em Mark. Isso fez Nate abrir um sorriso. Ele suspirou com alegria.

Ele "dormiu" com o homem que amava. Foi melhor que qualquer sonho dele. Foi meio dolorido no início mas ele logo se acostumou. Nate sabia que Mark teria uma grande dor de cabeça, mas logo ficaria melhor.
Ele pode sentir os braços do gamer ao redor da cintura de Nate. Esse sentimento era incrível. Porém, seus pensamentos foram quebrados quando seu celular, que ele tinha deixado noite passada na sala (porque ele tinha coisas mais interessantes para se fazer, se é que vocês me entendem ( ͡° ͜ʖ ͡°)), começou a tocar. Dava para ouvir do quarto de tão alto que tava.

Nate queria atender mas não queria sair do conforto de Mark. Foi então que o celular parou de tocar. Nate suspirou aliviado. Mas então começou a tocar de novo. O cantor *facepalm* e se levantou para trocar roupa e ir atender. Antes de sair do quarto, ele deu um beijo em Mark e foi para a sala. Ele viu a tela. Matt (MatPat). Ele atendeu.

- Oi Matt. -

- Hey Nate, desculpa por ligar tão cedo... Eu te acordei? -

- Não. Eu já tinha acordado há um tempo. O que você quer? -

- Bem, Stephanie está doente e ela não pode gravar GTLive. Se importaria de participar da live de amanhã?

- Eu não consigo ficar sozinho! -

Nate deu uma risadinha com isso.

- Tá, tá, eu vou! -

- Ok! Obrigado, Nate -

- De nada -

Depois disso, Matt desligou. Nate sorriu, colocou o celular no bolso e foi para o quarto. Quando ele entrou, Mark estava coçando o olho. Nate ficou surpreso. Mark estava com uma dor de cabeça bem forte e demorou um pouco para levantar. O cantor foi para ele.

- Mark, você está bem? -

Mark abriu os olhos cansados e doloridos e olhou para Nate. Ele olhou ao redor e pareceu surpreso e embaraçado. Depois ele notou que estava pelado na cama de Nate e começou a corar também, junto com a dor da ressaca.

- Nate, me desculpe.. Eu acho que eu bebi muito... Merda... Me desculpa por isso!... - Mark tentava continuar calmo, despistando o fato que estava nu na cama de um amigo e com uma puta ressaca.

- Não se preocupe. Você ficou bêbado e eu trouxe para minha casa. E até animou mais a minha noite, se é que me entende~ -

O gamer ficou confuso e mexeu a cabeça dizendo não. Nate fez uma cara confusa e decepcionada ao mesmo tempo.

- Hum... D-Do que você se lembra? -

Mark coçou a cabeça e pensou. O cantor olhava para ele, internamente pedindo para Mark se lembrar de pelo menos o que ele tinha dito para ele.

- Bem... Eu lembro de começar a beber muito e... Só. - Mark admitiu.

Nate não demostrou mas seu coração estava doendo. Ele fez sexo com o homem que ama e ele não se lembra de nada. Nem mesmo das coisas que ele tinha contado. Nate conseguiu segurar a vontade de chorar.

- Você está bem? - Mark perguntou.

- C-Claro... Só uma coisa que eu lembrei. Bem, você pode ficar aqui até você se sentir melhor. - Nate deu um sorriso falso só para fingir para Mark que estava tudo bem.

- Cê tem certeza? Eu não quero ser um incômodo... -

- Nah, só é incômodo se começar a gritar, hehe -

Mark deu uma risadinha e concordou. Nate sorriu fingido e saiu do quarto para deixar Mark descansar. Ele foi para o banheiro e começou a chorar. Ele tinha perdido a virgindade com um homem que nem se lembrava do que tinha feito. Uma 'one night stand'. Ele se sentia usado. Como se seu corpo foi usado por nada.
As lágrimas continuaram á cair. O que mais poderia acontecer com ele pra ficar pior?

Uma semana depois

Nate já estava se recuperando aos poucos do que tinha acontecido. Ele não tinha contado há ninguém o que tinha acontecido. Ele não tinha a coragem de fazer isso. Ele continuou a re-upload vídeos antigos só para não precisar jogar com facecam de novo. Os inscritos com certeza notariam que ele estaria mais depressivo e as reações estariam entristecidas. Mesmo que ele já estaria um pouco melhor, a tristeza continuava.

Era manhã e o cantor estava tomando café da manhã. Porém, seu estômago começou a revirar. Nate colocou a mão na barriga e só piorou. Ele correu para o banheiro e vomitou. Depois de segundos vomitando, ele parou e encostou a costa na parede.

- Merda.... - ele olhou para o chão que tinha sujado.

Nate's POV, poucos dias depois

Já é a segunda vez que vomito no dia. O que diabos está errado comigo?! Eu não sinto outro sintoma de alguma doença! Não sinto dor de cabeça, febre, ou qualquer coisa... Só vomito... Todo o dia...

Marquei uma consulta com um médico hoje. Eu não consigo gravar assim, então era melhor eu ir logo ver o que é. Acho que a única parte boa disso tudo é que me fez esquecer do que aconteceu com Mar- MERDA, LEMBREI!!!

Time skip

Quanto tempo passou desde que estou esperando nessa sala de espera?... Esta demorando muito e eu estou muito ansioso para saber o que há de errado comigo. Algumas pessoas me reconheceram e perguntaram se eu estava bem. Falei que era do uns enjoos. E, claro, depois, umas fotos.

- Smith Sharp? -
Ouvi meu nome e fui para o consultório. Eu contei ao médico o que eu tinha. Uma hora ele me perguntou se eu tive algum relacionamento sexual alguns dias atrás. Minha cara caiu, mas eu tive que responder que sim, mesmo com uma dor só de lembrar do que aconteceu.

- Bem... Nathan, pelo o que você me contou.. Desconfio que você tenha uma capacidade rara entre homens. - ele falou.

Isso me chamou a atenção.

- Seus sintomas e um relacionamento sexual com outro homem, sem proteção, tudo leva á essa capacidade de 1 em 1000 homens. -

- E o que seria, doutor? -

- Nathan, eu desconfio que você esteja grávido. -



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...