História I Dreamed About You -C.D.- - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Ashley Benson, Cameron Dallas, Cara Delevingne, Nash Grier, Zendaya
Personagens Aaron Carpenter, Ashley Benson, Cameron Dallas, Cara Delevingne, Nash Grier, Personagens Originais, Zendaya
Tags Cameron, Cara, Magia, Mistério, Sonhos
Exibições 16
Palavras 761
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello

Como estão vocês?

Estou aqui com mais uma fic, espero que gostem

Capítulo 1 - ~1~


Pov Cameron

Eu estava em um lugar cheios de árvores, ouvia o som dos pássaros cantando, você apareceu misturada com as folhas de uma árvore. Tentei chegar perto mais parece que você sentia pois se afastava, não conseguia enxergar seu rosto. Você sempre está usando um chale.


Por que você não quer deixar que eu te veja? Você existe de verdade? Ou é só fruto da minha imaginação?!.


Você sussurrava meu nome, por que eu não sabia o seu?, meus pés ficaram grudados na lama, balanço meus braços para tentar te tocar. Mais isso só faz sua imagem desaparecer, virando uma fumaça e se misturando com a neblina dominou o local.


-E ai eu acordo! -digo para Nash e Aaron que me ouviam atentamente


-Mais você não conseguia ver nem a boca dela? -Aaron pergunta


-É, pra ver se tem condições de dar uns beijinhos... -Nash zomba e cai na gargalhada


-Cala a boca Nash Grier! -digo e o mesmo se cala quando a professora entra na sala.


Pego meu caderno de desenhos e começo a fazer coisas aleatórias no papel. Quando me dou conta estou desenhando a garota dos meus sonhos, é o mesmo lugar e a mesma garota, uma vez ou outra o local muda para uma rua com muita neblina, mais o final é sempre o mesmo!


[...]


-Mãe cheguei! -digo entrando dentro da cozinha


Apavorado com a cena, subo para meu quarto correndo e tranco a porta. Ela estava tranzando com o entregador de pizza em cima da mesa. 


Sempre que pediamos pizza, era o mesmo entregador e era sempre mamãe que ia atender a porta. Uma vez eu os vi dando um selinho, mais achei que era coisa da minha cabeça, então deixei pra lá. Isso não seria tão ruim, se eu não tivesse pai, mais esse é o problema. Eu tenho.


Eu  achava que o casamento deles era feliz, pelo menos parecia. Meu pai sempre a tratou bem, mais de uns dias pra cá eu comecei a escutar cochichos no quarto deles antes de durmir. E então um dia ele saiu no meio da madrugada e só voltou no dia seguinte de tarde.


-Cameron eu posso explicar! -ouço minha mãe do outro lado da porta batendo na mesma -Podemos conversar? -depois de alguns segundos ela pergunta de novo


-NÃO, vai embora! -grito e ouço ela fungar. Chorar não vai adiantar agora


-O jantar estara pronto em meia hora.. -ela avisa e escuto o som dos seus saltos batendo contra o piso de madeira, o som vai ficando baixo, indicando que ela se foi.


Acho que vou demorar para confiar em minha mmãe agora em. Deito minha cabeça no travisseiro e adormeço. 



Estou em meu quarto deitado na cama, sinto uma mão passar pelo meu ombro indo em direção ao meu abdômen. Me viro para ver quer é e vejo a garota, a garota dos meus sonhos. Claro que não vejo o rosto dela,mais reconheceria esse chale em qualquer lugar. 


Consigo tocar seu braço, mais seu corpo é logo puxado de perto de mim e pindurado em uma forca que brota no teto do meu quarto, fazendo a garota se engasgar. Me levanto para ir ajuda-la, mais minha mãe aparece amarrada em uma cadeira do outro lado do quarto.


O que está acontecendo?!, um cara todo de preto aparece atrás de minha mãe com uma faca nas mãos. A gorota tenta gritar para chamar minha atenção, ao olhar para ela, outro cara de preto esta em sua frente, só que com uma arma apontada para sua cabeça. 


Um "ou" é escrito na parede entre as duas e os caras apontam suas armas para as duas mais uma vez. Fico meio confuso com a situação, só que quando entendo vou para perto da minha mãe. 

"Ou uma ou a outra!" 

O cara que estava perto de minha mãe se afasta e vai pra perto da garota. Meu coração acelera e tento soltar minha mãe o mais rápido possível.  A arma é engatinhanda e a faca posicionada.  Solto minha mãe mais ja é tarde de mais, assim que eles olham minha mãe em pé matam a garota.


Uma vontade imensa de gritar percorre o meu corpo inteiro, ouço como se estiveasem correndo descalço e batendo os pés, tipo aqueles filmes de terror. Onde a criança endiabrada corre pra perto do mocinho ai faz aquele som do pé dela batendo no cão. Esse som fica no local inteiro, me fazendo não ouvir mais nada, olho para a garota e a mesma me olha nos olhos. 


Com todas as forças de meu pulmão, grito, e ao enves de sair um grito alto. Sai um nome, o nome dela.


"ALLISONN!"


Notas Finais


Gostaram?

♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...