História I Fell In Love - II - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Personagens Originais
Tags Justin Bieber
Exibições 211
Palavras 3.362
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIA AS NOTAS FINAIS.
LEIA AS NOTAS FINAIS.

Capítulo 18 - Killed His Mother.


Fanfic / Fanfiction I Fell In Love - II - Capítulo 18 - Killed His Mother.

O que ela esta fazendo aqui??

- Justin... - Hailey fala.

- O que voce faz aqui? Não morreu diabo! - Justin faz careta.

- Meu amor... - Hailey sussurra.

- Meu amor é o caralho - Justin vai para cima dela - Voce tentou matar Allexia, acha que me esqueci? - Ele aperta seu pescoço à prensando na parede - Não, não esqueci - Ele sorri de lado e estrala a língua no seu da boca - E se fizemos um acerto de contas agora? - aperta mais o pescoço dela.

- Eu... preciso te....falar uma... co-coisa - Hailey fala tentando buscar ar. Seu rosto estava vermelho e sua boca entre aberta.

- Justin para - Falei segurando seu braço, ele estava sorrindo vendo o estado dela.

- Você tem três minutos para morrer, mais três minutos apertando você morre... Então nós encontramos no inferno - Justin sorri psicopata.

Meu deus, ele vai matar ela... O que eu faço?

- Me-me deixa falar - Hailey já estava com seus olhos esbugalhados e marejados.

- Não quero te ouvir.... Matar é legal, é uma maravilha, estou com saudades de fazer isso - Justin apertava mais a cada palavra que ele falava.

- AH MEU DEUS - Madison grita descendo as escadas - Justin para vai matar a mulher - Ele fala desesperada.

- Justin por favor para - Meus olhos já estavam marejados, essa cena está horrível - Meu amor para - Justin se virou para mim soltando o pescoço de Hailey e a jogando no chão.

- Você iria matar ela - Madison fala chocada - Matar.... Matar - ela falava chorando vendo Hailey no chão.

- Não iria ser a primeira - Justin sorri.

- Assassino, louco - Madison falou dando alguns passos para trás.

- Obrigada, minha irmãzinha - Justin segura nod cabelo de Madison e puxa fraco - Eu sou um gângster... Mamãe não contou? - Ele fala irônico e Madison nega.

- Ela não falou - Ela tenta segurar as lágrimas.

- Agora você sabe - Ele foi pro lado de Hailey - Diga vadia, o que você quer?

- Eu-eu to grávida - Hailey falava passando a mão na garganta.

- Isso não é problema meu... Veio só meu falar isso para te desejar os parabéns? - Justin pega elas pelos cabelos e a ergue do chão - Tenho dó dessa criança - Ele puxa mais seus cabelos.

P.O.V's Justin.

Quando eu estava enforcando Hailey, eu senti prazer. Queria descontar toda a minha raiva, me a lembrei da cena dela na cama cavalgando no pau daquele infeliz desgraçado. Apesar de eu ter mudado um pouco por Allexia. Meu espírito matador sempre está do meu lado. Eu gosto disso.

- Diga vadia, o que você quer?

- Eu-eu to grávida - Hailey falava passando a mão na garganta.

- Isso não é problema meu... Veio só meu falar isso para te desejar os parabéns? -  pego ela pelos cabelos e a ergui do chão - Tenho dó dessa criança -  puxei mais seus cabelos.

- É seu Justin - Hailey fala e eu solto seus cabelos.

- Meu? - Olhei incrédulo para ela e depois olhei para Allexia que estava surpresa e com os olhos marejados - Allexia meu amor, não é isso que está pensando - Fui até ela pegando na sua mão.

- Você  engravidou ela? - Allexia deixa suas lagrimas cair - Eu te odeio! - Ela bate na minha cara, minha raiva aumenta mais, eu quero matar essa desgraçada da Hailey.

- Hailey! Não inventa histórias! - Segurei forte em seu braço.

- Na-nao Justin, eu to grávida... É seu, eu sei que é seu - Hailey chorava. Essa garota está louca?

- Eu não transei com voce Hailey - Falei com o maxilar travado.

- Justin é seu esse filho, é seu... Assume seu bebê - Hailey chorava mais - Allexia está grávida também... Você aceitou o bebê dela? - Assenti - Aceite o meu... Nosso filho, eu sei que ama ainda, eu sei... Nós nos amamos, vamos viver juntos, felizes para sempre como nos filmes, posso ser a cinderela não posso? - Ela pergunta sorrindo, solto seu braço.

Hailey está louca.

- Você é o meu príncipe... Nosso filho vai ser lindo, quero um menino. Só eu posso ter um menino filho seu. SÓ EU - Hailey grita raivosa - É uma menina? - Ela pergunta para Allexia.

- É um menino - Respondi sorrindo falso.

- Menino? VOCÊ NÃO PODE TER ESSA PESTE, NÃO PODE... EU VOU MATA - LÓ, VOU MATAR ESSE MENINO DENTRO DESSA INTRUSA... VOU MATAR ELA TAMBÉM. ERA PRA SER EU NO LUGAR DELA. Vou matar esses dois - Hailey tenta avança na Allexia. Madison abraça Allexia que estava  choque.

- Não ouse a tocar nela! Se você novamente que vai matar meu filho, eu te mato... Estou louco para fazer isso - Bati na sua cara.

- Não Justin, não faz isso comigo... Eu vou perder meu filho, meu filho - Ela começa a repetir meu filho varias vezes - Vamos ser felizes juntos, eu te amo... Te amo, você me ama, me perdoa mais eu não queria te trair, foi um erro - Hailey tenta se aproximar de mim - Eu sei que me ama. Você não gosta dela... Não gosta - Ela aponta para Allexia. Hailey estava atordoada - Sabe Justin? Eu estava em um clínica de loucos... Mas não estou louca, minha mãe me obrigou a ir. Ela falou que não estou grávida, mas eu estou, sinto meu bebê se mexer, sinta Justin, sinta nosso filho se mexer - Hailey pega na minha mão e leva ate sua barriga. Eu assusto com essa loucura fico imóvel, mas logo retiro minha mão das suas.

Como ela ficou louca?

- Justin... Eu fugi da clínica para nós sermos felizes - Hailey sorri - Podemos matar eles não podemos? - Ela fala com luxuria olhando para Allexia. Preciso agir rápido.

- Claro que sim querida, podemos matar os dois - Sorri.

- Me ama? Me ama Justin? - Hailey sorri animada.

- Sempre te amei - Me aproximei dela - Nunca te esqueci, nosso filho... - Sorri forçado.

- Nosso filho amor - Hailey sorri me abraçando.

- Justin o que esta falando? - Allexia vem até a mim pegando no meu braço.

- Me solta! - Retirei sua mão do meu braço.

- Fale para ela que estamos juntos, Justin, fale que nunca à amou! - Hailey implorava.

- Eu nunca te amei Allexia.... Quero viver com Hailey, sempre à amei..... - Abracei Hailey.

- Você esta brincando? Não é hora para isso! - Allexia fala nervosa.

- Me beija Justin... Me beija - Hailey pedi mas eu neguei no mesmo momento - Não me ama?

- Sim, eu amo, ma... - Hailey avança em meus lábios.

Senti nojo. Senti ódio, raiva,  queria matar ela agora. Abri meus olhos enquanto Hailey me beijava. Allexia e Madison olhava sem acreditar. Olhei para Allexia lançando um olhar de desculpas.

- Hailey - Empurrei ela de leve. Mas eu queria mesmo era bater a sua cabeça na parede - Vamos ligar para sua mãe? Ela esta aqui na cidade? Precisamos falar que vamos nos casar - Fingi animação.

- Tão rápido  assim Justin?

- Sim querida, precisamos nós casa logo... Me de seu celular.

- Não... Não - Ela fica apavorada - Minha mãe vai querer me internar de novo.... Justin, eu matei meu irmão... Eu matei meu irmão - Ela tem um crise de desespero.

Quem esta ficando desesperado sou eu!

- Ela ta louca.... Chama um médico - Allexia fala assustada.

- Eu vou te matar... Não chama! - Hailey avança na Allexia.

- Não! - Peguei ela pela cintura - Deixe que eu faço isso - Sorri.

- Vai mesmo? - Assenti - Deixe que eu faço isso - Ela pega um canivete dentro do seu sutiã.

- Não faça isso Hailey - Falei segurando o seu braço. Allexia foi dando alguns passos para trás.

- Eu vou matar vocês todos... Vocês todos - Hailey falava com a mão na cabeça parecendo está atordoada - Sai sai sai vão embora - ela gritava enquanto balançava a cabeça. Em um movimento rápido, levantei a almofada do sofá, peguei uma camiseta minha que estava jogada no sofá e o liquido que guardo. Derramei na camiseta o liquido e peguei Hailey por trás colocando aquele a camiseta no nariz dela. Em menos de 30 segundos ela estava desmaiada em meus braços.

- Você matou ela Justin? - Madison fala desesperada.

- Não - Respondi colocando Hailey no sofá - A bolsa dela cadê? - Falei procurando.

- A-Aqui - Allexia joga.

- Não tem senha o celular - Suspirei aliviado.

- Vai fazer o que Justin? - Allexia pergunta.

- Ligar para a mãe dela - Falei procurando o número nos contatos.
.
.
A ambulância da clinica já havia chegado, eles estão agora pegando Hailey. A sua mãe já me agradeceu umas 500 vezes. Hailey ficou louca depois de Scooter morreu. Por isso do sumiço dela.

- Justin meu filho - Pattie corre ate mim me abraçando. Ela ficou louca? - Pensei que era algo com você bebê - Ela fala ofegante.

Esse apelido bebe é ridículo!

- Se acalma, se não daqui a pouco é você que vai está saindo de ambulância - Bufei - Não esta brava pelo beijo da Hailey que retribui, né? - me aproximei de Allexia.

- Não - Allexia sorri - Eu te amo - Ela me abraça.

- Eu também te amo muito, amor - Beijei sua testa.

Depois do transtorno acabar. Contamos para Pattie o que aconteceu. Ela xingou Hailey de todos os nomes feios possível. Pattie odeia Hailey.

- O que foi aquilo que fez ela desmaiar? - Madison pergunta.

- Pano - Sorri falso.

- Eu vi você colocando um líquido - Madison fala persistente.

- Aquilo se chama cloroformio - Allexia fala.

- Como sabe? - perguntei.

- Martin, quando fiquei na sua casa por um dia ele me falou, pelo jeito todos vocês tem um vidro dessa em baixo da almofada falsa no sofá - Allexia sorri.

- Por que é tão forte? - Madison pergunta

- FBI? Investigadora? - bufei.

- Justin! - Allexia me repreende.

- Ele contem formol que é utilizado para empalhar animais, e o caralho a quatro - Falei saindo da sala indo para cozinha - TO COM FOME - gritei.

- Mari saiu para ir ao mercado - Allexia responde.

- Então vem cozinhar para mim Pattie - Falei me escorando na parede.

- Eu não, você não almoçou porque não quis - Pattie dá de ombro.

- Você está recusando a cozinhar para o seu filho gostosão? - Falei fingindo indignação.

- Tem mulher pra que? - Pattie pergunta brincalhona.

- Pra fode - respondi e logo Allexia corou - Você ta louca? Da ultima vez que ela veio para cozinha colocou fogo - Começo a gargalhar me a lembrando do dia que Allexia colocou fogo na frigideira enquanto fazia omelete.

- Hey! Eu sei cozinhar, só que aquele dia você ficou me distraindo falando piadas idiotas - Allexia se defende. Todos na sala ri.

- Eu vou cozinhar para você - Pattie se rende indo até a cozinha.

Depois de eu terminar comer, Madison saiu. Allexia me distraiu e não teve como eu saber com quem ela saiu. Não me importo mesmo. Pattie ficou conversando com Allexia e eu fiquei no celular.

- Chegou - Pattie sorri enquanto ia até a porta.

- Quem chegou? - Perguntei para Allexia.

- A designer que vai ajudar decorar o quarto do nosso príncipe - Allexia sorri.

- Você nem me falou? - Falei franzido o cenho.

- Fiquei sabendo minutos atrás, e se você não tivesse no celular, talvez saberia junto comigo - Allexia fecha a cara levantando do sofá.

- Boa tarde - A mulher sorri, abraça Allexia e estende sua mão para um cumprimento comigo - Meu nome é Viviane, sou designer, Pattie me convidou para ajudar na decoração do quarto de um novo herdeiro na familia Bieber... Vocês são os novos papais, certo? - Eu assenti, Allexia faz o mesmo - Quantos meses? - Viviane pergunta para Allexia.

- 7 meses e meio.- Ela sorri.

- Uh, esta quase - Viviane sorri. Nada mal essa designer, eu pegava.

Justin, agora você é compromissado, se controla amigo - Meu subconsciente falou.

P.O.V's Allexia.

Viviane mostrou vários modelos de decoração de quartos de bebês. Pattie palpitava em algumas coisas, ela estava ajudando muito. A hora passou rápido. Eu e Justin chegamos em um acordo, e finalmente escolhemos um modelo de quarto que agradou aos dois.

- Podemos ver o quarto? Preciso arquitetar os móveis e objetos - Viviane diz.

- Ainda não escolhemos um quarto, mas provavelmente vai ser um do lado do nosso - Justin fala.

- Posso ver o tamanho do quarto? - Viviane fala.

- Sim, claro - Falei me retirando da  da mesa. Subimos as escadas e chegamos no quarto.

- Uau é muito grande - Viviane fala - Vou ter que planejar muitas coisas legais para isso - Ela entra anotando algumas coisas no seu IPod. Viviane mediu todo o quarto. Depois começou trabalhar pelo seu IPod. A cada canto ela do quarto ela tinha uma ideia, e essa ideia era desenhada no aplicativo do seu aparelho eletrônico.

Hoje o dia foi bem agitado. Primeiro Hailey com a sua louca, e depois Pattie me diz que conversou com a sua amiga e ela indicou uma designer super famosa e que podia nós ajudar na decoração. Viviane so tinha hoje para nós atender.

- Bom, o quarto vai ser mais ou menos assim - Ela mostrou para nós o quarto e falar de cada detalhe.

- Eu adorei - Pattie fala animada.

- Posso começar o projeto amanhã? - Viviane pergunta.

- Sim - Respondi.

- Tanto faz - Justin responde. Sempre educado.

- Okay. Uh, já é 8hrs da noite, preciso ir. Foi um prazer conhecer vocês Viviane se despede de nós e vai embora.

[...]

Duas semanas se passaram, o quarto do meu filho já está pronto. Não paro de olhar, a ansiedade está a mil. Pattie, Madison e eu já compramos tudo as coisas para meu filho. Justin não acompanhou nas compras. Ele sempre fica com os garotos no escritório ou no galpão. Só não estou ficando sozinha porque Pattie e Madison me fazem companhia. Justin chega  em casa fala que está cansado. Nós transamos e depois dormimos. Se eu estou sentindo a falta dele? Sim, e muito. Será que ele está assim comigo por eu está muito gorda? Não é minha culpa, carrego um ser precioso aqui dentro de mim.

Oito meses o começo da reta final. O cansaço já começou a dominar e minha barriga pesar. Aguenta Allexia. Está quase lá.

Minha ultima consulta Justin não foi. Quem me acompanhou foi Pattie e Madison. Meu menino está muito bem, 45cm e 2.500 kg. Eu amo ir no pré - natal e escutar seu coraçãozinho bater. É algo tão belo e perfeito.

Mamãe me liga todos os dias, ela vem aqui em casa  vez em quando. Ela parece super cansada, disse que esta tendo muito serviço, ou seja, muitas crianças para ela atender. Mandy está super anciosa para a chegada do seu neto. Ela sempre fala que ela vai ser a pediatra do neto. Ela e o Justin até que estão se dando bem. Justin chamou ela para um jantar, nesse jantar ela conheceu Pattie e Madison. Mamãe disse que adorou as duas, e que Justin nem parece Pattie, porque Pattie é um amor de pessoa e ele não. Bom, isso é o que ela disse.

Hoje Pattie e Madison vão embora. Justin espera elas na sala para ir leva - las pro aeroporto. Já estou me sentindo sozinha.

- Allexia - Madison vem me abraçar - Vou sentir tanta sua falta, mas já vamos voltar daqui 2 meses - Ela sorri.

- Eu espero vocês - Apertei ela no abraço.

- Tchau querida - Pattie me abraça - Até - Ela beija minha bochecha.

- Tchau Pattie - Sorri.

- Cuida do meu neto e do meu Bebezão....-  ele revira os olhos -  Muito obrigada por fazer ele feliz, você foi a melhor coisa que aconteceu em sua vida - Pattie fala com os olhos marejados e eu à abraço. Depois de nós nos despedir, Pattie e Madison foram embora. Fiquei sozinha em casa, bem, sozinha não, tem Mari e os seguranças.

-  Vai querer café da manhã, menina Allexia? - Mari pergunta. Estou desde ontem de tarde sem comer, não senti fome. Isso foi incrível, porque desse tempo pra cá em podia ficar sem fazer tudo, menos comer.

- Acho que vou qu.... - Parei de falar pela tontura que estava sentindo.

- Você esta bem? - Mari vem correndo até a mim - Venha senta aqui - Ela me guia até o sofá.

- Foi só uma tontura, Mari - Sorri.

- Está pálida - Mari passa sua mão no meu rosto - Eu vou fazer uma vitamina para você, é disso que precisa - Ela vai até a cozinha. Em poucos minutos ela volta com um copo de vitamina - Beba tudo - Ela fala entregando o copo. Sem reclamar ou coisa do tipo bebe tudo a vitamina, que por sinal estava maravilhosa. Vitamina de frutas vermelhas é muito bom.

- Obrigada Mari, ficou muito gostosa - Me levantei do sofá para levar o copo na pia.

- Pode deixar que eu levo - Mari pega o copo da minha mão.

- Obrigada - Falei indo em direção as escadas.

- Espere um pouco para subir as escadas, você estava passando mal alguns minutos atrás - Mari avisa.

- Eu estou bem - Afirmei e comecei a subir as escadas. É uma droga subir as escadas com a barriga enorme. Eu demoro um pouco para chegar no ultimo degrau lá em cima. Mas nada que eu jaó consiga.

P.O.V's Justin.

Esses dias pra cá, esta sendo tudo corrido. Estamos planejando um assalto no banco centrar de Los Angeles. Meu pai não gosta que assalta L. A, mas foda - se, eu vou. Eu e os meninos estamos trabalhando muito nesse plano. Ainda tem o plano para matar Navaro, está quase pronto. Estou super feliz com isso.

Levei Madison e Pattie ate o aeroporto. A despedida foi um saco, ela sempre chora. Eu acho que hoje vou passar o dia com Allexia. Quase não dou atenção para ela, mas não é minha culpa, primeiro meu trabalho. Meu celular começa a tocar, bati uma mão no bolso procurando o celular, enquanto a outra mão manobrava o volante. Peguei o celular e vi o nome de Ryan.

- Fala.

- Justin?

- Não, o papá.

- Caraí, é serio - Ryan fala ofegante.

- O que foi? Saiu de uma maratona?

- Quase isso, Justin vou direto ao ponto - Ryan fala com a voz falha - Está dirigindo?

- Estou, fala Ryan - Comecei a ficar impaciente.

- Para o carro Justin.

- Ryan eu vou meter um tiro na sua cara - Falei perdendo toda a minha paciente - Dá para voce falar caralho.

- Eu não vou falar, pare o carro - Ryan fala.

- Toma no cu - Parei o carro no acostamento.

- Preciso que você se prepare. .

- Fala logo caralho!

- Navaro matou sua mãe - Ryan fala rápido

" Matou a sua mãe"

Essa frase vagava na minha cabeça, eu não estava acreditando. Acabei de deixar ela e Madison no aeroporto. Como isso?

" Filho mamãe te ama, não se esqueça disso... Eu me a lembro que a primeira coisa que você aprendeu falar foi "mama", você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Ainda que você não seja mais uma criança, meu filho, eu sempre lhe darei tudo que precisar com um verdadeiro amor de mãe. Tchau meu amor"

As últimas palavras da minha mãe.

Continua...


Notas Finais


Hey amores... Como vai? Estou demorando para postar né? Me desculpem. O que acharam do capítulo? Gostaram? Comentem. Amo vocês💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...