História I Fell In Love - II - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Personagens Originais
Tags Justin Bieber
Exibições 248
Palavras 2.789
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIA AS NOTAS FINAIS.
LEIA AS NOTAS FINAIS.

Capítulo 19 - You Go Away, Allexia....


Fanfic / Fanfiction I Fell In Love - II - Capítulo 19 - You Go Away, Allexia....

- Justin voce está ai? - Ryan gritava pelo telefone. Não falei nada apenas desliguei o celular. Deitei minha cabeça no banco. Meu mundo acabou. Minha mãe foi embora.

Por que perdemos as pessoas que mais amamos? A vida é injusta, eu sempre fui protetor com a minha mãe. O que eu tinha mais medo era  por seu coração ser machucado por filho um filho da puta. Sabe como estou agora? Destruído. Por que as pessoas que eu amo sempre vão embora? Isso não é justo. Minha mãe, minha vida se foi com ela. O que eu faço para essa dor ir embora? Tem como ser curada? E o buraco no meu coração? Ele fecha?

Se Navaro pensa que eu vou me abalar com isso e deixar ele dominar essa porra toda aqui, ele está enganado. Eu vou me vingar, da forma mais dolorida. Sabe o buraco no meu coração? Se preencheu de vingança e ódio.

Peguei meu celular e liguei para Ryan.

- Quero todos no galpão agora! Estou indo para lá - nem esperei uma resposta e já desliguei. Dei partida no carro andando de alta velocidade. Foda - se polícia. É melhor eles nem virem atrás de mim. Em menos de 10 minutos cheguei no galpão. Os garotos já estavam lá.

- Brow, sentimos muito, mas quando seus seguranças avisaram já era tarde de mais - Chaz falava com seus olhos marejados.

- Chris chama Felix - Falei andando de um lado pro outro - Chaz, o que você descobriu sobre a familia de Navaro?

- Já vai se vingar? - Ryan pergunta surpreso.

- Cala a boca - Falei rude.

- Ele tem uma linda filha de 15 anos, uma menino de 10 e uma perfeita mulher - Chaz falava mostrando as fotos.

- Eu imaginava dessa filha - Falei com um sorriso no rosto.

- Depois desse sorriso, ate o demônio tem medo de voce - Martin fala.

- Senhor, me chamou? - Felix chega.

- Preciso do novo segurança.

- Paul?

- Não sei a porra do nome, chama ele.

- Sim - Felix sai da sala.

- Senhor Bieber - Paul chega. Um ótimo rapaz, não parece ser um segurança pobre.

- Você ta a fim de ganhar muito dinheiro? - Pergunto me aproximando dele.

- Sim, senhor - Paul responde com um brilho enorme nos olhos.

- Fazeria tudo que eu mandar?

- Estou aqui para isso, senhor - Paul responde firme.

- Bom garoto - Falei sorrindo - Ah..... Não me chame de senhor, Bieber já esta bom.

- O que eu devo fazer?

- Estuprar uma bela garota, mas não vai matar ela.... Só machuque ela, machuque muito - Falei socando a mesa.

- Vai fazer isso mesmo? - Chris pergunta.

- Vou - Falei firme.

- Justin a garota não tem nad....

- Minha mãe também não tinha - Falei com os olhos cheios de raiva e marejados.

- Ele tem razão - Ryan fala.

- Vou cometer um chacina.... Vou matar aqueles que ele mais ama na sua familia, começando pela sua filha... Mas primeiro vamos fazer ela sofrer junto com seu querido pai.

- ESSE É O NOSSO JUSTIN DREW BIEBER - Martin grita e logo os meninos faz o mesmo, sorri de lado e neguei com a cabeça.

Se eu não estou triste, acabo pela morte da minha mãe? Claro que estou, mas não vou mostrar isso a ninguém.

- Vamos lá meu rapaz, você vai aceitar ou não? - Falei para Paul.

- Cla-claro senhor - Ele gagueja, o medo está estampado nós seus olhos.

- Fiquei sabendo de uma linda filha pequena que voce tem... Ela seria um bom lucro para mim, sabe o mercado de órgãos? - Falo e ele arregala os olhos - É para lá que os órgãos da dua filha vai se você pisar na bola comigo - Pego minha arma apontando na sua cabeça - Não se esqueça que eu sou o Justin Bieber - Fungo acerta um tiro na sua testa.

- Eu não vou pisar na bola, Bieber - Paul fala suando de tanto medo - Quanto?

- 300 mil - Falo e ele abre um sorriso enorme no rosto.

- Tudo isso? - Paul pergunta animado.

- Se voce se sair bem nessa missão, terá outras que valem mais - Pisco para ele -  Chaz eu quero que você guie cadê passo da garota, e passo o plano para Paul.

- Voce nem contou o plano - Chaz fala.

- Porque de certo é voce que vai bolar esse - Sorri falso.

- Perfeito - Chaz fala voltando a atenção para o seu notebook.

- Quando vamos assaltar o banco de Los Angeles? -Falei limpando minha arma.

- Voltou com tudo em Justin - Chris fala.

- Podemos ir daqui 3 semanas - Ryan fala.

- 3 semanas? Ótimo. Os equipamentos já foram encomendados?

- Chegam amanhã - Chaz fala - Duas horas da tarde.

- Estejam todos lá as duas horas em ponto, não gosto de atrasos.

- Que porra em - Martim bufa.

Enquanto eu carregava todas as armas, Ryan e Martin estavam fazendo a planta do banco. Nós já temos uma, mas é sempre bom duas. O plano esta perfeito. Na minha cabeça só passa vingança. Estamos horas nessa galpão.

- Porra - Levantei do sofá rápido - Madison - Peguei a chave do carro.

- O que tem ela?

- Ela estava com minha mãe, os seguranças falaram da Madison?

- Não falaram - Chris se levanta rápido da cadeira.

- Inferno - soquei a mesa.

- E agora? Liga para o celular dela Justin - Peguei meu celular e liguei para Madison, chamava mas ela não atendia.

- Não atende esse caralh... - Parei de falar quando atendeu - Alô? Madison?

- Justin - Ela fala chorando - Vem me buscar?

- Você esta bem? Aonde está? Com quem? Madison me responde, porra!

- Me estrupadam, Justin - Madison fala entre os soluços do seu choro. No momento que ela falou eu arregalei os olhos e fiquei sem reação.

- Justin? Justin? - Ryan me chamava.

- Madison aonde voce esta?

- Eu não sei, o homem me largou em um beco - Madison falava com a voz falha.

-  Eu já estou indo te buscar, fique calma - Falei e logo desliguei o celular - Aqui - Joguei meu celular para Chaz - Encontre aonde Madison esta.

- O que aconteceu com ela? - Chris pergunta preocupado. Ate estranhei.

- Estruparam ela - Falei passando a mão no rosto.

Vamos lá Justin, não desiste, voce consegue superar.... Eu consigo. EU CONSIGO. EU CONSIGO.

- Precisamos de parceria - Martin fala.

- Não temos - Ryan fala.

- Sim, temos - Falei empolgado.

- Quem? Precisamos de uma gangue forte, Justin - Chris fala.

- Jeremy.

- Seu pai? - Ryan fala e eu assenti - Como assim? Voce nunca quis pedir ajuda à ele.

- Foi ele que me convidou para se ajuntar a sua gangue - Revirei os olhos.

- Isso é ótimo Justin, seu pai é super forte em L.A... Podemos acabar com esses desgraçados fácil - Martin fala empolgado.

- Mas como isso aconteceu, Justin? Como seu pai te chamou para uma participação na gangue dele?

Flashback on.

- Vamos lá Jeremy, o que você quer comigo? Você não marcaria um almoço na minha casa para ficarmos conversando coisa idiota de familia - Falei.

- Menino esperto - Ele sorri - Vim para te fazer uma proposta.

- Qual?

- Se ajunta com a minha gangue, eu fiquei sabendo que foi o Navaro que matou Zayn, mas não era para matar Zayn e sim Allexia, sua amada.... - Jeremy pausa.

- Aonde você quer chegar com isso? E por que quer se vingar de Navaro?

- Digamos que ele me desafiou  Los Angeles, e que agora ele domina metade de L.A... Isso  eu não aceito.

- E por que você acha que vou me ajuntar a sua gangue? - Sorri de lado.

- Por que nós precisamos de parceria, tanto um quanto outro... Bom, se você quiser perder sua amada e seu pequeno filho, é só não aceitar - Jeremy sorri fraco - Navaro está muito mais forte do que a quatro anos atrás.

- Eu não me importo.

- Vê se entra nessa sua cabeça, que a vingança e o ódio fez Navaro ficar muito forte, e tudo que ele quer agora e matar os Bieber's, vomot você matou o filho dele - Ele pausa - Eu vou deixar voce pensar, mas vê se não demora, não posso ficar esperando sua resposta - Jeremy sai do meu escritório.

O que ele disse é verdade. Preciso pensar rápido.

- Jeremy - Gritei correndo até ele - Eu vou pensar.

- Pense logo - Jeremy fala batendo de leve no meu ombro.

Flashback off.

- Foi isso que aconteceu.

- Jeremy está certo, Navaro esta muito forte.

- Justin encontrei a sua irmã - Chaz fala e eu vou ate ele. Chaz me passa o local e eu saio do galpão em velocidade alta. O local é estranho e bem escuro.  Coloquei minha arma na cintura e sai do carro para procurar Madison. Escutei alguns soluços de choro.

- MADISON? - Gritei.

- Estou aqui Justin - Madison fala. Fui até ela, Madison estava encolhida no canto da parede nua, sua roupa estava rasgada do seu lado. Estava escuro mais eu pude ver seu rosto machucado.

- Vamos embora Madison - Falei estendendo minha mão para ela.

- Estou nua - Madison fala tentando cobrir seu corpo.

- Toma - Tirei minha camiseta e entreguei para ela. Madison pegou a camisetae virei de costas enquanto ela vestia - Te machucaram muito?

- Sim - Madison abaixa a cabeça. Pego ela no colo e levo até o carro. Madison senta no banco do passageiro. Ela estava toda machucada, creio que sua intimidade também. Entrei no carro dando partida daquele lugar nojento. No silencio dentro do carro só escutava o choro de Madison.

- Hum Madison... É.. Eu vou te fazer uma pergunta, não é o momento certo, creio que não vai haver momento pra essa pergunta, mas eu realmente preciso perguntar - pausei - Voce sabe se esse cara que te estrupou usou camisinha?

- Eu... Eu... Eu não sei, só me a lembro dele me pe...penetrando fundo, eu pedi para ele parar, mas ele não parou... Ele me machucou muito - Madison chora mais.

- Provavelmente ele não usou - Respirei fundo.

- Eu vi mamãe morrendo, foi horrível.

- Você poderia me contar? Se não quiser hoje que seje outro dia.

- Eu vou contar tudo hoje, não quero contar outro dia - Ela pausa - Um homem alto branco falou que iria nós ajudar com as malas, ele foi nós distanciando, achamos que fosse um dos seus seguranças, então não ligamos. Quando percebemos, um outro homem me agarrou e o homem branco alto atirou varias vezes no corpo de Pattie. Isso foi na parte de trás do aeroporto, naquele lugar abandonado aonde era o posto. Os tiros não fizeram barulho foram silenciosos. Eu assisti tudo, tentei me debater tentando me soltar, mas não deu. Ele me jogou dentro de um carro, era outra pessoa naquela carro, foi nessa hora que fui violentada... - Madison chorava desesperada enquanto chorava. Ver morte é novo para ela ainda mais ver a sua mãe morrer.

- Madison, eu estou aqui, eu vou te proteger - Falei acariciando seu rosto.

- Eu não quero mais viver, não quero mais - Madison balançava sua cabeça negativamente.

- Hey! Isso não vai mais se repetir.... Eu juro que vou cuidar de você.

- O corpo de mamãe, vamos velar?

- O corpo dela não estava mais lá quando meus seguranças chegaram - Falei chegando em no portão de casa - Madison não conte nada para Allexia, ela pode perder o bebê com essa notícia.

- Não vai contar para ela?
- Não - Falei estacionando o carro na garagem. Sai do mesmo, logo Madison saiu. A camiseta ficou bem boa nela. Uh, para uma menina de 15 anos Madison tem um corpo perfeito.

Justin idiota isso é hora de olhar o corpo de Madison?

- Justin liga essa torneira aqui para mim? - Madison fala.

- Para que?

- Quero lavar meu rosto e minhas pernas, estão com sangue, não consigui abrir essa torneira. Fui ate ela abrindo a torneira.

- Madison anda logo - Falei desligando a tornearia enquanto ela passava uma camiseta minha que tinha dentro do carro naa pernas para secara água. Belas pernas.

Porra Justin para - Meu subconsciente gritava.

- Madison você esta bem? - Falei quando percebi ela cambaleando para frente.

- Eu acho que vo... - Se não fosse eu segurar seu corpo ela teria caido de cara no chão.

- Não desmaia, você precisa de um banho - Falei batendo de leve da sua cara. Entrei com Madison dentro de casa. Allexia estava sentada no sofá. Droga! O que vou falar agora? Inferno!

- Justin, eu fiquei preocupada com você! Por que não me ligou ou porra do tipo? - Allexia surtava - Madison não foi embora? - Ela se acalma.

- Podemos conversa depois? Madison não é tão leve assim para ficar segurando ela enquanto voce surta - Falei andando até a escada.

- Surta? - Allexia sorri irônica - Você que é um irresponsável, você sabe que eu me preocupo com você - Ela fala baixo suas últimas palavras. Mas eu escutei por conta do silencio na casa.

Foi fofa da parte dela. Mas agora não é hora para ficar brigando. Estou super cansado.

P.O.V's Allexia.

Eu fiquei a tarde inteira tentando ligar para ele, mas simplesmente ele não me atendia, fiquei agoniada, a cada 1 minuto olhava no celular. Ele não me avisou nada. E quando ele chega em casa fala que é para mim parar de surta? Eu nem tava surtando. É difícil quando você gosta muito de uma pessoa e quer protege - lá, mas essa pessoa não liga para a sua preocupação.

Fui para o quarto, eu estava super estressada. Me deitei na cama e peguei meu celular para me distrair. Foda - se eu não quero explicações dele. O mais estranho foi que ele apareceu sem camiseta, Madison no seu colo com a sua camiseta. SOMENTE A SUA CAMISETA. Ela e Pattie não foram embora?

Inferno de ciúmes, chegou até imaginar coisas.

Justin entrou no quarto bufando. Nem olhou para mim, foi direto para o banheiro. Enquanto ele estava no banheiro resolvi ligar para minha mãe.

- Alô? Mamãe?

- Oi meu amor, o que houve? Por que esta com voz de choro?

- Justin esta simplesmente me ignorando, mãe voce acha que é por que estou gorda?

- Claro que não Allexia! - Mamãe se exalta do outro lado da linha - Ele apenas deve está cansado.

- Mãe, ele fala que está cansado todos os dias, nem me dá mais atenção - Falei segurando o choro - E ainda por cima hoje ele sai cedo e me volta só a noite.

- Você deve conversa com ele, querida entenda, ele trabalha - Mamãe fiz calma.

- Mas custa ele me avisar? Vai gastar todo o seu tempo? Você tem noção de como fiquei preocupada hoje com ele? Não, não tem noção porque não é a senhora que passou por isso! - Me explodi, mas logo percebi que exagerei.

- Você sabe que não pode passar nervoso né?

- Sei, eu sei - Respirei fundo, Justin desliga o chuveiro - mamãe vou desligar.

- Querida se acalme, vê se não faça besteira..  Justin te ama ele não vai te trair se for isso que está pensandon. Te amo filha, tchau - Mandy fala sussurro um tchau"" e desligo.

- Com quem estava falando? - Justin sai do banheiro enrolado em uma toalha indo direto para closet. Logo ele volta com um shorts de moletom.

- Não te interessa - Falei mexendo no celular.

- Vai ficar me ignorando?

- O que voce acha?

- Vai se fode Allexia, meu dia foi cansativo... Eu estou cansado esgotado de tudo. Agora minha vida vai mudar e vai ser um droga - Justin bufa.

- Você esta falando isso por causa do nosso filho que vai nascer? - Falei e não esperei a sua resposta - Pode deixar que eu vou cuidar do meu filho sozinha!

- Cala a boca, pelo amor de deus - Justin se controla para não gritar. Ele passava sua mão no rosto - Você vai embora, Allexia - Ele fala olhando  para a janela.


Notas Finais


Hey amores..... Capítulo surpresa. Dei o meu melhor para esse capítulo. Espero que gostem.

Não xinguem o Justin, no próximo capítulo vou fazer o P.O.V's do Justin e vocês vão entender a parte dele.

Amos vocês💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...