História I fell in love with a criminal / Justin Bieber - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Styles, Justin Bieber, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais, Zayn Malik
Visualizações 183
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura

Capítulo 8 - Capítulo 8 - Justin Bieber


Fanfic / Fanfiction I fell in love with a criminal / Justin Bieber - Capítulo 8 - Capítulo 8 - Justin Bieber

Se eu me arrependi por bater naquela vadia? Não! Claro que não! Ela mereceu! Quem ela pensa que é pra bater na minha cara? Bater na cara do maior criminoso de Atlanta! Só não dou uns tiros nela porque realmente preciso dela pro assalto ao banco central.

Depois que saí da casa da Mayla, fui para o galpão e fiquei lá um bom tempo. Resolvi várias coisas, algumas coisas de uns assaltos leves, cargas e essas coisas.

Fiquei tanto tempo na frente do computador que não vi a hora. Resolvi ir pra casa quando o relógio já marcava 18:00. Fiquei uma madrugada e um dia resolvendo as coisas.

- E ai irmão? Como foi lá? - Chaz diz se jogando no sofá do escritório assim que eu entro no mesmo.

- Tive que dar uma lição nela - Olhei minhas mãos e logo peguei um copo pondo um pouco de whisky.

- Pera ai, você bateu nela? - Chaz diz espantado.

- Só dei o que ela merecia - Olho ele piscando pro mesmo e logo dou um gole na minha bebida - Ela é muito abusada, precisa de umas lições.

- Agora mesmo que ela não topa participar do assalto - Diz se levantando - Você ficou maluco?

- Ela bateu na minha cara, você acha mesmo que eu ia deixar uma garota de merda bater na minha cara? É claro que não, como sabes, não sou cara de levar desaforo pra casa, resolvo na hora - Abro a gaveta pegando um saquinho de cocaína jogando pra ele - Chama a Katherine pra mim, diz que eu quero uns serviços - Ele apenas assentiu e saiu indo chamar Katherine.

A vadia só vem se receber um pacote de cocaína. Como gosto dos "serviços" dela, não nego a droga. Ela é uma puta muito gostosa por sinal, já disse pra mim que estava apaixonada, mas eu já mandei a real, comigo é só sexo e acabou, nada além disso. Não sou homem de me apaixonar, sou daqueles que come e joga fora.

- Prontinho - Escuto a voz dela e olho em direção a porta, a mesma estava com um short jeans e de top. Dou um leve sorriso chamando ela pra sentar no meu colo - Parece que o Bieber está animadinho hoje - Assim que ela senta no meu colo, agarro brutalmente sua nuca e começo a beija-la.

Desci meus lábios para o pescoço dela deixando beijos e chupões naquela região. Não pude deixar se ouvir gemidos baixos que saiam da boca dela. A mesma me afastou um pouco, se ajoelhou na minha frente abaixando a minha calça juntamente com a cueca. Olhei ela levando a minha mão até o cabelo da mesma e relaxei na cadeira fechando os olhos ao sentir os lábios dela quentes e macios na pele do meu membro que estava bem ereto por sinal.

Os movimentos eram rápidos, eu ajudava dando impulso com a minha mão. Quando eu senti que estava prestes a chegar no meu limite, puxei ela deitando-a sobre a mesa. Tirei toda a sua roupa e a penetrei sem dó ouvindo um gemido alto sair de sua boca. Levei a minha mão até seu seio onde massageava o mesmo enquanto me movimentava. Essa menina era mágica durante o sexo.

{...}

- Cada dia melhor - Digo olhando ela que se vestia - Toma - Dou 300 dólares a ela - Pelo ótimo trabalho de hoje - Ela apenas sorriu de lado e saiu de lá.

- Bieber! - Escutei a voz de Camila e revirei os olhos terminando de me vestir. Olhei em direção a porta e ela estava em pé na mesma de braços cruzados.

- O que foi Camila? - Me levanto e ando em direção a porta.

- Você disse que ia resolver o negócio dos pais da Mayla e não que ia comer a Katherine.

- Mayla não merece nada, aliás, acho melhor você dar uma passadinha lá e ver se o rosto dela está intacto - Dou uma risadinha seguindo rumo ao andar de baixo.

- Você bateu nela Justin? Teve coragem de bater em uma menina que mal sabe se defender?

- Eu salvei ela de um estupro e ela ainda tem a cara de pau de bater na minha cara e como você sabe, não sou de aturar esse tipo de coisa.

- Você não vai mudar nunca né?

- Eu acho bom você calar a porra dessa boca se não quiser apanhar também - Olhei ela com um olhar furiso. A mesma apenas olhou o chão e saiu andando.

Odeio mulherzinha que fica querendo me dar lição de moral, nem a minha mãe faz isso, não é uma putinha que vai fazer. Tudo bem que eu conheço a Camila à bastante tempo, mas não suporto mulher de gracinha pro meu lado.

Volto para o andar de cima e me direciono pro meu quarto. Tomei um banho, pus uma roupa que me deixe confortável pra correr já que vou pro racha que com certeza vai bombar. Ao terminar de me arrumar, desci ainda emburrado pelo papo da Camila.

- Pelo visto está estressado - Diz Ryan me entregando uma arma.

- Odeio mulherzinha me enchendo o saco - Entro na minha ferrari preta - Esse racha promete - Ligo a mesma e saio catando pneu rumo ao local onde iria acontecer o racha.

Ao chegar no local, saí do meu carro com a arma na cintura, Chaz, Chris e Ryan ficaram atrás de mim enquanto algumas meninas se aproximavam. São tão putas que começaram a se roçar em mim e é claro que eu deixei.

Vi um carro que eu nunca tinha visto antes por ali chegar. Olhei atentamente pra ver quem saia de dentro do mesmo e me surpreendi ao ver Luke e Mayla.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...